Pesquisar

29 de set de 2011

Redes de perfis falsos, nova maneira de ganhar dinheiro na internet


A relevância tem sido desde o combustível da internet desde os seus primórdios, contudo o foco tem se modificado ao longo do período. Enquanto até bem pouco tempo a relevância dos conteúdos era determinada pelo número e qualidade das referências (links), hoje vemos o quanto as redes sociais imprimiram um novo ritmo à dinâmica do processo, ou seja, os usuários se tornaram os geradores de relevância.

Assim, a busca dos webmasters pelos benditos backlinks perde o sentido e os esquemas para consegui-los de maneira fraudulenta através das técnicas de blackhat, já que os usuários das redes sociais são quem está dando as cartas. Por isso mesmo, o negócio do momento são as redes de perfis falsos que negociam positivações principalmente em duas áreas:

1- atuam nas Redes Sociais positivando +1 no Google e “curtir” no Facebook e linkando posts. Só para exemplificar os motivos das novas demandas, você pode notar nos resultados do Google como os compartilhamentos dos seus amigos do Google+ já aparecem nas pesquisas;

2- criam resenhas falsas para positivar determinados produtos: antes de comprar um produto, os consumidores levantam na internet informações detalhadas sobre características, usabilidade, garantia, qualidade, etc. Aqui entram sorrateiramente os “vendedores de reviews” que vendem o seu trabalho às vezes por preço irrisório, como por exemplo, a 5 dólares por 2 ou 3 reviews, segundo centenas de anúncios publicados no site Fiverr:

O interessante desta nova modalidade de crime é que ela é extremamente difícil de ser detectada, pois os "profissionais" da área garantem fazer uso de diferentes IP's de diferentes locais, empregam a linguagem usual dos consumidores, etc. Os fakes vendem de tudo, depoimentos por escrito, posts, depoimentos em vídeo (video testemonials), comentários em Blogues, positivação no Google e Facebook. Para ilustrar a bizarrice, até uma suposta loira bonita se oferece para ser namorada de mentirinha no Facebook pelo prazo de 10 dias ao custo de 5 dólares. Então a carência dos "forever alone" está resolvida, basta procurar no Fiverr pelo termo "girlfriend" e poderá selecionar entre as centenas de pretendentes virtuais!

Artigo que dá conta das estripulias pespetradas pelos falsos resenhadores:

Técnicas que os gringos estão desenvolvendo para detectar resenhas de falsos consumidores:

Até a App Store foi vítima dos falsos reviews:

E o que você tem a ver com isto?
Este tipo de crime afeta de maneira geral ambos que está em ambos os lados do balcão da internet: blogs e sites que não recorrem a este tipo de trapaça podem ser suplantados pelos que operam no lado negro da força, enquanto o consumidor de bens eletrônicos, softwares e aplicativos podem ser ludibriados por avalanches de resenhas positivas que encobrem o verdadeiro caráter do produto.

Fakes nas redes sociais.
Se você tem conta no Facebook ou Google+ provavelmente alguns dos seus amigos são perfis falsos criados exclusivamente para positivar determinadas coisas em troca de grana, portanto, banimento neles!

Por causa dos fakes, a Amazon restringiu a publicação de depoimentos apenas aos compradores que efetivamente efetuaram a compra. Será que a medida funcionou? Não sei não, pois no Fiverr continuam de vento em popa as vendas de reviews para este site de compras, basta procurar o termo "amazon" para conferir.

28 de set de 2011

Os 10 mandamentos do homem


É duro ser homem, além de não termos o dom da criação, fomos condenados por Deus ainda no Jardim do Éden: Porquanto, deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela; maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida. Espinhos, e cardos também, te produzirá, e comerás a erva do campo. No suor do teu rosto comerás o teu pão, até que te tornes à terra; porque dela foste tomado; porquanto és pó, e em pó te tornarás.

Assim, numa espécie de autopunição, nos dedicamos desde então ao cultivo de todos os vícios e à violação da figura feminina, simplesmente porque nos recusamos a obedecer algumas leis bem singelas para diminuir o nosso carma:

1- Amarás as mulheres acima de todas as coisas (exceto Deus) e tratá-las-á com todo carinho.

2- Amarás a TUA mulher acima das demais e não a fará motivo de vergonha diante das outras.

3- Respeitarás a sogra e, na medida do possível, tentarás abranger sobre ela a 1ª lei.

4- Não obrigarás a mulher a ter sexo contra a sua vontade alegando o teu direito adquirido.

5- Não privarás a mulher de sexo contra a sua vontade alegando exaustão do trabalho, pois...

6- Estás condenado ao trabalho, mas não ao ponto de tanto se extenuar que impeça o cumprimento da 5ª lei.

7- Não terás amigos cuja dimensão de importância se eleve acima da 2ª lei.

8- Não frequentarás clubes-do-bolinha, pois a fermentação operada entre os homes levam-nos à violação das leis anteriores.

9- Permitirás que as mulheres continuem cuidando do teu corpo e espírito, assim como sempre o fizeram desde o ventre da tua mãe.

10- Cumprirás o mandamento anterior preservando a tua mente sã em corpo são (MENS SANA IN CORPORE SANO), longe dos vícios, para que o amor devotado a ti pelas mulheres da tua vida não se perca como gotas no oceano do esquecimento.

Ademais, abandonarás pai e tua mãe e dedicarás os dias da tua mocidade e velhice à tua mulher e aos teus herdeiros, sempre ressaltando que a natureza feminina de Deus manifesta na mulher é superior a todo o resto, inclusive à tua semente expressa no DNA dos teus descendentes.

25 de set de 2011

Como escolhi a minha cadeira Geek dos sonhos


Chegou um dia em que a minha mulher não aguentou mais o meu padecimento na frente do computador em cima de uma cadeira murrinha toda gambiarrada, aquela mesma que foi registrada no post “Minhas Gambiarras pessoais favoritas. Ela já tinha deixado de ser favorita e estava provocando dores nas costas.

23 de set de 2011

9 Gambiarras a pedal ecologicamente sustentáveis

Os tempos bicudos desencadeados pela crise financeira mundial, que aparentemente está se tornando crônica, em breve nos obrigarão a buscar soluções criativas para continuamos a operar os nossos aparatos tecnológicos antigamente movidos a combustíveis fósseis e eletricidade.

Quem disse que o futuro será marcado pela abastança energética e pelo conforto oriundo da ociosidade? Acredito que o futuro da humanidade esteja mais para Mad Max, do que para 2001 uma Odisseia no Espaço.

Enquanto a distopia Cyberpunk não se concretiza, podemos ter uma ideia de como será o futuro dos nossos artefatos tecnológicos, num cenário em que a matriz energética global entra em colapso, e posso garantir que as coisas serão na base do pernas para que te quero!

1 - Máquina de lavar roupa a pedal.

2 - Carro a pedal.
Brevemente, você vai adorar dar carona para os seus amigos!

3 - Máquina de lavar roupa a pedal com maiores explicações.
Note que os ciclos tem que ser definidos manualmente.

4 - Televisor a pedal.
Enquanto você se exercita, pode confortavelmente assistir o seu programa favorito.

5 - Centrais telefônicas a pedal na Nicarágua.

6 - Computador a pedal.
Convide seus amigos viciados em vida saudável para se exercitarem enquanto você navega nas redes sociais.

7 - Ornitóptero o avião canadense a pedal que bate asas como os pássaros.
Finalmente o sonho de Leonardo da Vinci, de voar num aparato humano batendo asas como os pássaros, vira realidade.

8 - Laptop a pedal em funcionamento no Paquistão.
Nos locais mais remotos do planeta terra, o carregador de baterias a pedal é o único método para disseminar a tecnologia.

9 - Avião a pedal propulsionado por hélice.
O velho sonho de Ícaro se tornou realidade, o homem já pode voar com a força das suas próprias pernas.


22 de set de 2011

Sexo sem Limite e seus tratamentos possíveis


As compulsões dominam o novo século, desde as alimentares, passando pelas fobias e terminando nas sexuais, todas com igual potencial de causar grande sofrimento psíquico.

Não obstante a nossa sociedade ter alçado o sexo à dimensão do prazer onipotente e onisciente, acaba-se descobrindo que a sua realização sem comprometimento afetivo e dando azo a todas as fantasias inimagináveis, pode redundar em quadros de dor e até tragédia.

É o que tem suscitado os vários artigos publicados aqui no Blogpaedia; depoimentos candentes de pessoas devastadas pelas perdas provocadas pelo transtorno:
“olá tenho 25 anos e sempre gostei de fazer sexo, só que há um ano essa vontade de fazer sexo tem aumentado, antes era apenas o sexo normal se assim posso chamar, mas depois passei a curtir sexo oral e anal, até ai tudo bem, só que depois disso aumentou a minha curiosidade e tempo que passo vendo vídeos pornôs, passei a praticar inversão, quando a mulher passa a ser ativa numa relação. Tenho procurado homens passivos que aceitem que eu use brinquedos pornográficos neles, depois passei a praticar fisting (pratica onde eu coloco a minha mão dentro do anus do meu parceiro), tudo isso me excita muito, quero o tempo todo praticar sexos inimagináveis, coisas que eu jamais imaginaria que fosse capaz de fazer, não curto vídeos heteros e sim de homossexuais, sinto prazer em ver dois homens praticando sexo, não sei o que tenho, mas começo a ficar preocupada e preciso de ajuda.”

Como é comum a percepção social da compulsão sexual tender para o “quanto mais melhor”, nem tudo é o mar de rosas que se apresenta, pois quem pensa em sexo 24 horas por dia acaba perdendo tudo: emprego, família, amigos, dinheiro, saúde, e o mais importante, a dignidade humana.

A verdade é que os casos de interesse sexual excessivo podem ter uma série de causas, que vão desde o abuso infantil às desordens de fundo orgânico, tais como a Síndrome de Kleine-Levine, que provoca nos seus portadores um desejo sexual irrefreável e promíscuo.

Quem tem o problema e acaba se perguntando em virtude da perda de qualidade de vida e da corrosão dos laços afetivos, acabou de dar o primeiro passo em direção ao tratamento.

1) Reconhecimento do problema.
Será que sou viciado em sexo? Como dissemos, numa sociedade altamente erotizada é difícil chegar ao autodiagnostico com toda a precisão, contudo, é possível interpretar certos indícios.

2) Tratar a ansiedade.
Muitas vezes o tratamento implica necessariamente numa abordagem farmacológica, através de ansiolíticos e antidepressivos usados para controlar o impulso sexual, pelo menos na fase inicial mais aguda. Logicamente, este tipo de tratamento somente pode ser administrado por um profissional psiquiátrico.

3) Terapias alternativas.
Uma vez que se sabe que a compulsão sexual envolve processos crônicos, terapias à base de florais, ou o método homeopático podem produzir resultados excelentes.

4) Frequentar grupos de autoajuda.
O reconhecimento por parte do paciente compulsivo de que a sua doença e incurável e que ele deverá lutar para manter o controle pelo resto da vida é um passo importante na direção dos grupos de ajuda mútua, que auxiliam a pessoa a superar um dia após o outro.

5) Mudança comportamental.
O paciente deve cessar o consumo das tradicionais fontes alimentares do seu vício, a saber, pornografia, sexo virtual, tele-sexo, prostituição, etc. Muitas vezes, no auge da tentação, ele descobrirá que será preferível desligar o celular, fugir da internet, cortar a balada, a ter uma recaída e recomeçar o processo do zero.

6) Canalizar a energia para outros interesses.
Partindo do pressuposto de que cabeça vazia é morada do diabo, nada mais justo do que tirar o sexo da cabeça e substituí-lo por atividades igualmente prazerosas, mas do tipo de prazer mais duradouro, tais como a prática de artes marciais, Yoga, Tai Chi Chuan, esportes, artes plásticas, aprender a tocar um instrumento, ler, meditação, adotar uma alimentação saudável e orgânica, etc.

7) Mudar o ponto de vista do sexo.
Por incrível que pareça, sexo pode não servir só para a procriação, nem tampouco, exclusivamente para o prazer, já que o conhecimento secreto antigo o reputa como uma das chaves para se atingir o autoconhecimento.

19 de set de 2011

Todo mundo está correndo atrás do sucesso (e ele se chama Satã)!


Todo mundo está atrás Dele, mas Ele se reserva ao direito de aparecer para poucos. Estes dias estava eu diante de uma mocinha muito compenetrada lendo um livro e, como um perfeito chato, perguntei do que se tratava e a resposta foi tão lacônica quanto decepcionante: “Os Segredos da Mente Milionária”. Para a minha decepção, não era Hegel, nem tampouco Nietzsche, muito menos Ilya Prigogine e suas maravilhosas ilações sobre a teoria do caos, nem “Um Mundo Melhor” sobre as vantagens do estilo de vida mais sustentável. O que prova que a disparada da boiada é em busca do sucesso, cegamente, e sem chance de se tentar ver algo pelo caminho.

Coincidentemente a tais elucubrações, nestes dias chega ao Blogue uma consulta muito estranha ensejada pelo meu artigo Verdades & mentiras sobre o pacto com o Diabo:
“Sou um pequeno empresário no ramo da publicidade. Portanto, tenho uma grande necessidade de fazer um pacto com o Satã a fim de desenvolver os meus negócios. Já estou no ramo há quase dez anos e por isso quero me destacar como um empreendedor de renome no meu país onde a economia se desenvolve a cada segundo, dependentemente do sacrifício. Obrigado pela atenção e fico no aguardo da reposta de vossa parte no Hotmail, etc.”

O que posso responder caro consulente, se os exemplos públicos de pactos com Satã, digo, com o sucesso, são extremamente bem sucedidos? É o caso da Xuxa, que 9 entre cada 10 estrelas alegam que ela fez o tal pacto, mas que continua lá no Plin-Plin lépida, loira, faceira, famosa... e rica. A única coisa que posso fazer é dar uma de urubu magro na esperança dela, se é que realmente assinou o contrato com o chifrudo, caia de podre num determinado dia para nos provar que tais pactos são de curta duração e nunca produzem os resultados realmente desejados.

Caro consulente, a resposta mais satisfatória à sua ânsia de contato com Satã não chega a ser otimista, pois provavelmente a sua alma já se encontra sob o seu poder e o Diabo não é burro ao ponto de querer pagar por algo que já lhe pertence. Por ora, sugiro que o Sr. lute ferozmente para se tornar uma alma de Deus, pois somente assim ela adquirirá um certo valor de barganha.

16 de set de 2011

7 grandes idiotices a evitar nas Redes Sociais e a necessidade de erigir blindagem


Nas redes sociais discrição combina com diversão.

Deveríamos repetir diariamente: eu sou ingênuo, tu és ingênuo, ele é ingênuo... ou seja, todos nós somos ingênuos em matéria de Redes Sociais, pois não é só no Big Brother que as pessoas escarram as suas vidas íntimas, mas cá fora vivemos na farra do boi do reality show proporcionado pelas redes compartilhando nossos gatinhos, filhinhos, rolinhos, rolões, festas, viagens, localização geográfica, preferências alimentares, bebedeiras, bundas, etc. Frente a tanta coisa escancarada, cabe perguntar: até onde vai a diversão e quando começa o show de horrores? Talvez um dia você aprenda o quão tênue é a linha separando o sonho do pesadelo.

15 de set de 2011

“Golpe” do GPS, mais uma lenda urbana



No ano da graça de 2011 volta a circular a historinha que tem 82700* repiques no Google.
Desde a popularização dos aparelhos de GPS nos carros, o mesmo texto vem circulando intermitentemente na internet sem que mudem uma vírgula. Claro que só poderia ser uma pegadinha do malandro! Para reconhecer uma lenda urbana, basta queimar alguns fosfatos no Google para rastrear o poder de propagação da coisa. Quando você percebe que uma mesma historinha apócrifa é replicada em fóruns, Blogues “sérios” e alguns órgãos nanicos da imprensa séria, está diante de uma lenda urbana que todos acreditam, mas ninguém sabe de onde provém. 
Incrível, quem souber como os escritores de lendas urbanas conseguem tamanho poder de persuasão, escreva para a minha caixa postal.

Confesso que acreditei a princípio no “golpe” do GPS, mas passado algum tempo liguei o desconfiômetro o fui à cata da fonte, coisa que ainda não achei. Leiamos a historinha para checar se é pra boi dormir ou não:

Cuidados ao usar o GPS automotivo.
Uma família parte para férias, de carro, GPS ligado. A viagem transcorre normalmente e então decidem parar para lanchar ou almoçar, deixando o carro num estacionamento próximo.
Quando regressam, constatam que o seu GPS foi roubado. Algumas horas mais tarde, os vizinhos telefonam informando que a casa deles foi assaltada.
Os ladrões utilizaram a função de retorno para casa. Estavam tranquilos sabendo que os proprietários estavam longe e que, portanto, não seriam incomodados.
Uma importante DICA: No teu GPS, mude o teu endereço (de partida) pelo do posto policial (que você conhece) próximo por exemplo.
Os ladrões ficarão com o GPS, mas não te roubarão a casa! Todo cuidado é pouco! Pior ainda se roubarem o carro levando as chaves ... E BOA VIAGEM!!!

Um espertinho matou a charada num fórum e deu uma saída hilária:
Essa "lenda urbana" circula na net desde que o GPS se popularizou. A parte boa é que você pode por o endereço da sogra no GPS como "lar", assim os ladrões já aproveitam e roubam o rim da mardita deixando ela na banheira de gelo heheheheheheeheheheh!
Para acreditar nessa lenda urbana você tem que acreditar que ladrões entendem tudo de manejo de rotas e waypoints, para conseguirem fazer a leitura reversa e chegar no ponto de origem da última rota. Você tem que acreditar que o meliante não é um viciadão em crack e que não vai vender o GPS por 10 reais ao primeiro receptador que aparece.

Nota: suspeito que esta lenda urbana tenha nascido em Portugal, pois só na Europa você vê postos policiais perto de onde as pessoas moram.

*82700+1 agora que foi publicada no Blogpaedia.

12 de set de 2011

O que define uma pessoa chata?


Cantada de Chato - eles se aproveitam da nobreza das pessoas.

Todos somos mais ou menos chatos, mas algumas pessoas são mais chatas do que outras, inclusive, há o tipo irrecuperável chamado de chato de galocha.

Confesso que sou um cara chato e posso te dar algumas pistas dessa chatice: a chatura é diretamente proporcional ao número de manias. Quanto maior o número de manias cultivadas pelo candidato a chato master, maiores probabilidades ele terá de ganhar a eleição de chato do mês na empresa. Contudo, não é só de manias que vive o chato, já que ele ataca também no mundo das ideias.

Caso você tenha a tendência para a ideia fixa, ulalá, é um sério sintoma de chatice. Explico, este é o tipo de chato que tem uma conversa só, ou fala constantemente de si mesmo (Xuxa), ou os seus interesses externos se resumem a um. Neste rol há os chatos religiosos, futebolísticos e um dos principais aterrorizadores sociais: o chato natureba vegetariano/vegan das dietas, que está sempre comprovando para as pessoas que elas estão se envenenando irremediavelmente (presente, eu!).

No plano psicológico, há 2 tipos de chatos, o reclamão e o fofoqueiro. Como a vida do chato lamurioso está sempre por um fio, a pior pergunta que você pode fazer para ele é “oi, como você está?”. Pimba, o mundo desaba e você já sabe que tem de renunciar aos próximos 30 minutos da sua vida! Já o chato maledicente até dá algo em troca, pois como as pessoas são naturalmente curiosas, elas até toleram mais este tipo para saberem das novidades. Contudo, cuidado com estes dois tipos, porque você pode estar se defrontando com um Vampiro Psíquico.

Ainda na esfera psicológica, há o chato grudento e arrastador. Ele atua em diversas situações; quando você tem o desprazer de namorar um deles, verá como ele telefona mil vezes por dia, como se não tivesse vida própria. Quando você topa com um deles na rua, certamente tem que dar mil desculpas para encurtar o tempo perdido, pois ele vai tentar te seguir, ou vai tentar te arrastar para onde ele está indo. Uma vez caí nas garras de uma chata, uma gata loira e linda descendente de austríacos, que por cargas d’água durante o intervalo do cursinho pré-vestibular saímos juntos e ela me arrastou para lojas, a casa da sua vó que ficava  perto, etc., era a típica chata que gruda e arrasta. Naturalmente, foi a última vez, pois depois você desenvolve anticorpos.

Por último, listemos algumas variações da chatologia:

1) Pessoas lindas tendem a ser chatas, por não se obrigarem a ter conteúdo - agora, quando uma pessoa feia dá para ser chata, o melhor seria que um buraco se lhe abrisse debaixo dos pés.

2) Mulheres são chatas honorárias quando estão na fase TPM, natural, isto passa.

3) Bêbados SEMPRE são chatos.

4) Contadores de piadas pesadas são chatos, pois eles fazem o tipo ideia fixa - sexo na cabeça.

5) Pessoas que estão sempre falando no celular, ou checando o celular representam um poderoso grupo de chatos surgidos no novo século - felizmente, alguns deles já estão levando uns belos tabefes nas salas de reuniões.

6) Pessoas que não conseguem ouvir um NÃO como resposta são desesperadamente chatas, tente romper uma relação amorosa com um chato e verá...

7) Há o tipo do chato educado que começa com esta introduçãozinha fatal: “fulano de tal, perdoe-me se estou sendo chato” - claro que sim! E o resto da história você deseja nunca ter sabido.

8) Por questões de sobrevivência, as mulheres aprendem a reconhecer na balada um chato a quilômetros, pois eles normalmente caminham com um ar balouçante de "pênis ambulante". Na realidade, não só na balada as mulheres (principalmente as bonitas) enfrentam os chatos, como também em outras situações prosaicas. Muitas vezes, o que falta nelas para cortar o mal pela raiz é a prontidão de dar um belo chute no saco metaforicamente falando do desinfeliz.
Por falar em dar um chute no saco, aprenda aqui a se livrar dos chatos: Top 10 tipos de chatos e como se livrar deles.

9) Cedo ou tarde você descobre que chato que é chato tem todo o tempo de mundo para praticar chatices - é como se o dia dele não tivesse apenas 24 horas, em face do tamanho tempo dispendido em chaturas, ou talvez as suas vítimas sofram de distorção na percepção temporal.

10) Os piores chatos moram ao lado e às vezes, pior ainda, você dorme com o inimigo.

11) Você deve estar se perguntando: como é que ele entende tanto assim de chatos? Posso garantir que não foi somente procurando na internet...

11 de set de 2011

Como escolher o modelo de tênis ideal para treinar na esteira elétrica?


Eu também achava que o tipo de tênis não influenciava no desempenho do exercício de caminhada ou corrida, tanto ao ar livre, quanto principalmente na esteira ergométrica. Grande engano, pois com o passar do tempo fui percebendo o quanto o impacto gerado pela esteira estava afetando os meus joelhos.

Então, resolvi partir para um tênis novo, já que o único em condições eu uso para sair. Como sempre, na loja o vendedor me afundou em algumas dezenas de marcas, modelos que te forçam a experimentar todos e a gostar de nenhum.

Ao final, decidi seguir a opinião do vendedor e levar para casa um flamante Mizuno Wave Creation 12,  todo estiloso, principalmente no preço de 600 reais.

Como todo bom brasileiro, que não se informa antes de comprar as coisas, cheguei todo entusiasmado em casa para testar a nova maravilha. Adorei o resultado, mas ainda não tinha todo o arcabouço científico para justifica-lo. Nos dias seguintes, por força do sucesso do novo tênis e do joelho que não doía mais, arregacei as mangas para estudar o assunto e acabar de vez com o mito de que o tipo de tênis não importa, se temos uma esteira ergonômica excelente.

Foi então que resolvi ir na internet para pesquisar modelos de tênis e usos e me surpreendi com o que vi. Na realidade, cada projeto deste calçado é desenvolvido para atender a um determinado tipo de pé. Há três grandes grupos que abrangem todos os tipos de pisada, vamos a eles seguindo a terminologia proposta no site da Mizuno:

Neutra.
Na pisada neutra, o pé não se projeta para dentro nem para fora durante a pisada – Através da análise do desgaste da sola do seu último tênis, você poderá saber qual é o seu tipo de pisada. No caso de pisada neutra, o desgaste do tênis velho é observado regularmente em toda a sua extensão.

Pronada
Os pés pisam para dentro. Em geral, são pés do tipo plano, também chamados popularmente de "pés chatos".  Na pisada pronada, o desgaste acontece principalmente nas laterais internas do tênis velho.

Subpronada
Já na pisada subpronada, os pés pisam para fora, uma característica própria de quem tem pé cavo, o desgaste do tênis velho é notado principalmente nas laterais externas – como o que ocorre no meu caso.

Apavorado com as novas aquisições intelectuais, fui procurar as características específicas do meu modelo e, graças a Deus, ele está definido para pisada neutra e subpronada! Infelizmente, o vendedor da loja de calçados não dominava essas informações, por isso acabei fazendo a compra no escuro, por isso muitas vezes acabamos escolhendo o tênis errado, apesar de termos gostado dele na loja.

A importância de se escolher o modelo correto de tênis concebido especificamente para a pisada do usuário é simples de entender. Por exemplo, caso o usuário tenha os pés virados para dentro, o desenho do tênis deve compensar esta tendência e neutralizar a pisada e assim por diante. Tal fator é tão importante, que a Mizuno oferece um teste online, que se dá através de várias perguntas que conduzem à descoberta do seu tipo de pisada: Mizuno Precision Fit Online.

O modelo desenvolvido pela Mizuno especialmente voltado para o uso em esteira é o Mizuno Wave Frontier 5, projetado para uma pisada neutra e subpronada.

10 de set de 2011

Você é viciado em internet quando...


Horas e horas navegando na internet e gastando tempo nas redes sociais é melhor do que ficar feito babaca na frente da TV? Sim, veja o caso da geração 90, que torrou os miolos com Xuxa, Trapalhões, Cavaleiros do Zodíaco e não aprendeu nada com o Mundo de Beakman. Cá pra nós, esses vidiotas das décadas pré-internet não tem a menor chance...

O seu avatar na rede social é o Fuck That Guy.

Você acredita piamente numa invasão de zumbis.

A sua maior expressão de desgosto é “FFFFFUUUUUUUUUU”.

Você sabe que a Derpina é a mulher do Derp.

Você cola o Troll Face na cara dos seus desafetos.

Aliás, você não gosta de Trolls.

Você tem certeza que a expressão “challenge accepted” é empregada normalmente no mundo cotidiano.

Você confunde “FAP FAP FAP” com atos sexuais.

Você daria os ovos pelo tênis do Marty McFly do filme “De Volta Para o Futuro”.

Você confunde o fim do Orkut com o fim do mundo.

Você coleciona as máximas de Sheldon Cooper, aliás, você sabe quem é Sheldon Cooper.

Aliás, você acredita realmente que o mundo acaba em 2012.

Você não acredita que o homem pisou na lua.

Você não vê nada de errado na expressão puta falta de sacanagem.

Você acha que dorgas é uma palavra legitimamente pertencente à língua portuguesa.

Você acredita que margarina é feita de plástico derretido.

Você sabe o que significa Friday na internet.

Você conhece intimamente PC Siqueira e Felipe Neto.

Você acredita que Active é feito de fezes humanas.

A sua alegria máxima é expressa em LOL e não me faça Afff pra este post...

9 de set de 2011

Como desbloquear sites bloqueados? 7 Problemas dos servidores gratuitos de Proxy



Há muita gente que procura formas de “furar” os bloqueios impostos pelos encarregados da segurança das redes de empresas, escolas e universidades. Para contornarem o problema, os usuários recorrem aos servidores de Proxy públicos gratuitos.

8 de set de 2011

Consequências insuspeitas do vício em açúcar branco


Qualquer um pode se definir como ser cafeinólatra, maníaco por refrigerante, chocólatra, tarado por doces, mas você não encontrará alguém se admitindo viciado em açúcar branco refinado e isto é facilmente explicável. Entre num supermercado e verá que 90% das gôndolas estão entupidas de produtos açucarados, assim, o açúcar branco se torna tão natural quanto o ar que respiramos.

7 de set de 2011

Pequeno dicionário internetês de sacanagem


Grande parte da web é constituída de coisas for fun, talvez porque as pessoas já tenham perrengues suficientes na sua vida, talvez porque quando elas dão uma espiadinha no trampo, queiram apenas se divertir e não estão a fim de aprender sobre os hábitos dos coleópteros da família Cerambycidae. Como a internet é invadida todos os dias por bandos de recém incluídos digitais e gente que nasceu ontem, sempre é bom abordar algumas expressões básicas que rolam nas mensagens divertidas e nos messengers.

Manolo = sujeito otário.

LOL = expressa que a pessoa está rindo muito.

Tenso = detalhe inusitado de uma imagem, que quando ampliado numa sequência de fotos verticais, provoca risos. Alguns afirmam que é um Meme tipicamente brasileirinho.

FUUUUU... = interjeição de grande desaprovação, foi gerado pelo rei dos memes da internet, o Rage Guy, ou simplesmente o Meme Fuuu.

Meme = são deseinhos toscos com expressões humanas feitos em paint, que se espalham como rastilho de pólvora na internet.

WTF = imagens que fazem você dizer "que raio de porra é essa?"

SFW = imagens permitidas para ociosos em horário de trabalho.

NSFW = imagens que você NÃO pode ver no trabalho.

kkkkkk = acredite ou não, mas isto significa frouxos de riso.

MILF = mãe muito gostosa (a dos outros é lógico!).

Rialto = a criatura está querendo expressar riso alto.

Forever alone = pessoa se sentindo inapelavelmente solitária.

Cagar tijolos = é a sensação que dá depois que você capta a verdade de imagem do tipo mindfuck.

Mindfuck = foto que tem um detalhe oculto surpreendente, em inglês é quase sempre acompanhada da expressão: when you see it you’ll shit bricks.

OMG = grande surpresa, algo como “oh meu Deus!”

Aff = expressão de desprezo.

Fail = situação em que as pessoas se quebram, ou quando as coisas dão errado.

Troll = sabe aquele seu vizinho pentelho? Imagine esse cara cagndo na internet e dá para fazer uma ideia do que seja um troll.

Caguei baldes = significa total indiferença a um fato desagradável.

WoW = exclamação de surpresa.

Gordice = ação perpetrada exclusivamente pelos gordos.

Flame = briga nas redes sociais.

Raxei = corruptela do verbo rachar.

Corrão = corruptela do verbo correr, o certo seria “corram para as colinas” se a educação neste país não estivesse totalmente falida.

6 de set de 2011

Como escolher a melhor Esteira Elétrica para você?


Ok, você acaba de voltar do médico e ele te encheu de osso para fazer exercícios, reduzir peso, reeducação alimentar, etc. Agora você quer desesperadamente embarcar numa esteira para não ter desculpa quando não puder se exercitar ao ar livre por causa da chuva, ou da falta de tempo. Mas, os seus problemas não acabaram, pois além de combater a preguiça, você terá que se defrontar com a penosa tarefa da escolha de um equipamento em meio a uma miríade de marcas, tamanhos, estilos e qualidades.

5 de set de 2011

O real poder de fogo dos Agregadores de Conteúdo para aumentar as visitas aos Blogs

A pergunta que não que calar entre os blogueiros é: qual é o verdadeiro poder que os sindicalizadores de conteúdo têm de oxigenar os Blogs, de carrear efetiva contribuição? Apesar do papel desempenhado pelos agregadores no sentido do aumento da visibilidade dos Blogs, há um porém nesta história.
Tudo dependerá do que você usa para rentabilizar o seu Blog; se é um daqueles programas que paga exclusivamente por impressões de página, vá fundo e mande os seus links para os melhores linkadores e é só ir para o abraço! Agora, se você usa algo como o Adsense, então o fator qualidade da sua visitação tem importância crucial na maneira como as páginas do seu Blog serão avaliadas, pois um sistema de anúncios contextuais leva em consideração a uniformidade da visitação distribuída pelas demais páginas.

Isto é um fator crucial nos Blogs que dependem excessivamente dos agregadores para angariarem visitas. Nos dias em que você consegue emplacar um link na home dos maiores agregadores e recebe milhares de visitas, descontando a alegria com toda aquela chusma de trolls, paraquedistas e spammers batendo no Blog, você tem que manter com os pés no chão para se perguntar se esta galera está visitando outras páginas além do link do dia.

É só fazer uma análise minuciosa dos seus rendimentos no Adsense para descobrir que a movimentação esporadicamente explosiva trazida pelos linkadores não aumenta proporcionalmente os ganhos, mais ainda, com o tempo as páginas do seu Blog começam a valer menos porque as coisas no Adsense funcionam na base da famosa frase do arquiteto alemão Ludwig Mies van der Rohe “menos é mais”.

Então, matutando sobre a máxima less is more de Ludwig, resolvi fazer um teste simples para testar a capacidade REAL que cada agregador tem de trazer visitação ao Blog. Para tanto, suspendi o envio de links e esperei uns 2 meses para “descontaminar” as curvas do Google Analytics.

O relatório a seguir mostra a visitação de forma “descarnada”, ou seja, sem a perturbação dos links emplacados em primeira página. A lista também mostra como os usuários usam cada agregador, se eles pesquisam mais de uma página, ou se limitam-se a visitar os links do dia e não usam a busca do site para procurar conteúdos do acervo. Assim, por intermédio deste pequeno levantamento você pode tirar as suas próprias conclusões sobre a qualidade do trabalho que os webmasters dos agregadores desenvolvem para reduzir as suas próprias taxas de rejeição.
Número de visitas mensais recebidas pelo Blogpaedia originadas de Agregadores para os quais foram enviados links regularmente por mais de 2 anos.

Só para comparar a profundidade dos agregadores e uma rede social, o Yahoo!Respostas mandou no mesmo período quase mil visitas.

3 de set de 2011

O 11 de setembro que se repete todos os dias

Os célebres ataques ocorridos no dia 11 de setembro de 2001 continuam a ecoar em sua instância simbólica na mente coletiva, menos pelos seus danos diretos, e mais pela carga da corrosão de um determinado estilo de vida.

 Depois deles, o mundo ficou mais amargo, ranzinza e vingativo, matamos e bordamos em nome da guerra ao terrorismo, mas não nos sensibilizamos igualmente pela guerra contra a pobreza. Escandalizamo-nos com os 2.993 mortos abatidos nas torres do Word Trade Center, mas silenciamos diante das centenas de milhares de mortes decorridas da malfadada guerra contra o terror, empreendida por Bush e os falcões da Casa Branca.

 Assim, apesar de estarmos no encaminhando para a primeira década pós-ataques, não compreendemos suficientemente as motivações que levam as pessoas à atos extremos. Na verdade, continuamos a perpetrar pequenos onzes de setembro rotineiramente nas nossas vidas. Micro torres que caem todos os dias vítimas pela nossa iniquidade: o cigarro que nos consume e alivia as tensões, a angústia do trânsito, a falta de perspectiva do nosso trabalho, os nossos filhos que traem a nossa genética, a nossa família que se esboroa pelo cano de esgoto e a nossa infinita ansiedade perante tudo isto; graças a tais demônios interiores, nos drogamos, comemos e bebemos todas... e nos arrependemos no day-after.

 Já diziam os mestres que o mundo exterior é o reflexo do interior. Então, neste setembro ardentemente apaixonado[que corre em ritmo alucinado] é quando as decisões devem ser tomadas, os aviões estancados no seu voo assassino e as nossas torres arquetípicas preservadas. Não deixemos para as calendas do “quando dezembro vier” o momento de desenosar o rumo da vida, pois quando chegarmos lá, promessas de fim de ano não passam de palavras vazias.

2 de set de 2011

O adoçante artificial Sucralose é totalmente seguro ou é perigoso à saúde?

Na qualidade de natureba convicto, frequento as lojinhas de produtos naturais à cata de produtos integrais, saudáveis, orgânicos. O que ressalta ao longo dos anos é a adoção do adoçante artificial sucralose como substituto do aspartame, ciclamato monossódico e, infelizmente, do adoçante natural estévia em alguns itens.