Pesquisar

5 de mar de 2015

Sintomas físicos de privação denunciam vício em smartphone



Os fabricantes de celulares fazem campanhas publicitárias mostrando usuários idiotizados pelo uso irracional dos seus aparelhos. Aí todo mundo acha graça de um problema que virou epidemia mundial.

O vício em smartphone não apresenta diferenças dos vícios em qualquer outra droga e os seus fatores são determinados mais acuradamente pelo que acontece na abstinência do elemento viciante, do que na análise de hábitos obsessivos.

Você pode se definir como um viciado se, quando privado do seu smartphone, apresenta os seguintes sintomas:

- extrema ansiedade;
- taquicardia;
- sudorese;
- pupilas dilatadas;
- dor de cabeça;
- agitação;
- dificuldades de concentração;
- pânico;
- depressão;
- alta irritabilidade;
- sentimento de perda irreversível;
- sentimento de isolamento social;
- lapsos de memória;
- dilatação das pupilas.

Se você apresenta alguns desses sintomas, longe de achá-los lógicos, saiba que é urgente investir num tratamento médico adequado antes que o mais inocente dos vícios modernos derrube drasticamente a sua qualidade de vida. Digo inocente, porque, ao contrário das demais drogas, o uso do celular é considerado item indispensável ao modo de vida moderno. Logo, neste contexto de universalização do uso de smartphones, detectar uma doença incapacitante proveniente do seu uso chega a ser um ato heroico!

Nenhum comentário:

Postar um comentário