Pesquisar

23 de dez de 2011

Uma palavra define os pianos pequenos de ¼ de cauda: dúvida


Recentemente enfrentamos o dilema da escolha do nosso upgrade de piano, quando depois de 8 anos passaríamos de um velho piano de armário para um piano de cauda. A princípio, por questões econômicas, a decisão lógica deveria ter sido um modelo pequeno de piano de aproximadamente 150 cm de comprimento. No entanto, os dados levantados na internet acenderam o sinal vermelho. Assim, mesmo com a nossa faixa de preço extrapolada, acabamos optando por um piano de meia cauda, já que não queríamos conviver com futuras dúvidas que seriam fatalmente ensejadas pela nossa aguçada (paranoica?) sensibilidade.

19 de dez de 2011

Viciados em dispositivos móveis adquirem doenças crônicas


Por ora, esqueçamos os prováveis danos causados pela radiação eletromagnética e nos concentremos em coisas de curtíssimo prazo: as tendinites e artrites que se espalham epidemicamente entre os usuários pesados de dispositivos comunicacionais portáteis.

O grande diferencial entre a era dos PC’s, dotados de confortáveis cadeiras e mesas, e o que estamos assistindo é que hoje as pessoas se botam a dedilhar nos seus gadgets minúsculos pondo em risco três zonas fisiológicas vitais para o conforto do bom viver: dedos polegares, pescoço e costas.

Os gringos, no alto do seu pragmatismo cartesiano, já cunharam algumas palavrinhas para descrever o horror sofrido pelos inválidos provocados pelo uso e abuso de dispositivos móveis:

Text neck = o mal do pescoço torto e dolorido
Um dia desses eu passava numa rua quando me deparei com uma cena peculiar. Olhei de costas uma pessoa sentada num quiosque cuja cabeça se achava incrivelmente encurvada. A princípio pensei que ela estivesse dormindo, mas no momento em que me aproximei, percebi que se tratava de uma mulher futricando no seu smartphone com uma caneta eletrônica. Façamos um cálculo rápido; a cabeça humana pesa entre 4,5 a 5,5 kg quando estamos eretos. Quando todo este peso está equilibrado, nosso organismo deixa barato. Contudo, no momento em que ficamos muito tempo com a cabeça inclinada, toda a carga de cinco quilos recai sobre os frágeis mecanismos responsáveis pela manutenção do pescoço na posição vertical.

Text thumb injury = o mal do dedão falido
O que significa perder a força do dedo polegar? Ora, o que nos diferencia dos outros animais (exceto primatas e gambás), é o dedo opositor. Logo, imperceptivelmente quase todas as nossas atividades diárias dependem do movimento de pinça protagonizado pelo polegar contra os demais dedos, desde o simples ato de pegar um copo até a pilotagem de um avião.
No entanto, os esforços repetitivos presentes em teclagens rápidas feitas sobre telas minúsculas acabam provocando ao longo do tempo inflamações na articulação do dedo polegar, praticamente incapacitando-o. Tal distúrbio se chama artrite e até bem pouco tempo era um fenômeno privativo da população idosa, até recentemente, pois hoje assistimos de camarote jovens sofrendo males característicos de idades avançadas.

Não bastando o quadro da dor, também é conveniente lembrar que as posições anatômicas ingratas praticadas repetitiva e extenuantemente pelos viciados em smartphones e tablets redundam nas famosas dores nas costas, que antes mesmo das mudanças comportamentais recentes, já vitimava metade da humanidade.

Moral da história
Não importa a sua idade, pois a partir do momento em que você passa a sofrer de uma tendinite ou artrite, tal transtorno vira um “presente” com validade para a vida inteira, ou seja, de repente, em pleno vigor da sua adolescência ou na fase recém-adulta, você adquire o “direito” de conviver pelo resto dos seus dias com mazelas típicas dos velhos. Portanto, recomendo cautela e uso moderado e consciente dos novos dispositivos que colocam o mundo ao alcance dos nossos dedos em qualquer lugar que estivermos.

Referências: 

11 de dez de 2011

A verdadeira origem dos pianos Michael


Se você abre o site do Mercado Livre, eles estão lá reluzindo, novos e negros a preços super convidativos. Desde os verticais aos de cauda, você pode encontrar verdadeiras pechinchas, a exemplo do M185 novo de ½ cauda por 34.990 reais, dito o “mais barato do Brasil”. E você se obriga a acreditar nisso, pois entre as outras marcas de ½ cauda, Fritz Dobbert, Kawai, Yamaha, o mais barato parte dos 50 mil reais.

5 de dez de 2011

Top 10 doenças do Fast Food


Parece mentira, mas as pessoas ainda não estão completamente cientes dos riscos envolvidos quando se alimentam de porcarias, ou falando mais chique, Fast Food. Por isso é importante bater sempre na mesma tecla, pois o percentual de obesos está crescendo assustadoramente em todos os países e a causa disso os especialistas sabem há muito tempo, é a dieta baseada em gorduras, açúcar branco, carboidratos refinados, excesso proteico, aditivos químicos e muito sal, este às vezes em concentrações maiores do que a água do mar.

Sabendo-se que a metade da população brasileira já se encontra na faixa do sobrepeso*, nunca é tarde para nos debruçarmos sobre as doenças associadas à obesidade.  Principalmente quando se sabe que ao longo das épocas festivas, as pessoas chegam a engordar 2 quilos numa única orgia alimentar**.

4 de dez de 2011

Comprando gato por lebre na Loja de Pianos


Achei um depoimento memorável de um comprador de piano que sofreu na carne o velho dilema dos pianistas versus afinadores: todos os pianos de um determinado modelo são iguais e o que os diferencia são os ajustes, ou cada peça é irremediavelmente diferente e possui uma “assinatura” própria? Os afinadores sustentam que o tipo de sonoridade e o perfil do mecanismo dependem do seu trabalho, enquanto os pianistas tem certeza que cada piano tem uma identidade única que independe da regulagem. Quem tem razão? Logicamente estou entre os primeiros e o relato a seguir reforça a minha crença.

1 de dez de 2011

Maravilhosos sistemas dos pianos de cauda: Aliquot da Blüthner

Caso você seja um minucioso apreciador dos sons de piano, notará que alguns modelos da marca alemã Blüthner apresentam uma ressonância bastante peculiar, quase como se estivessem estranhamente desafinados. Trata-se do sistema de encordoamento Aliquot Piano Patent, criado em 1872, e que perdura até os dias de hoje.

Como os luthiers de piano sempre estão procurando novas formas para enriquecer o timbre dos seus instrumentos, esta foi uma maneira engenhosa inventada para criar reverberações extras e adicionar maior vivacidade ao canto natural do piano. Para isso, os artesãos acrescentaram uma 4ª corda para cada conjunto de três cordas nas 3 oitavas mais agudas.

Funcionamento: a 4ª corda vibra empaticamente por ressonância com as cordas da própria nota (afinada com elas em uníssono) e com os tons harmônicos produzidos pelas demais cordas.

Agora, imagine como fica uma música ressonante, como a “Clair de Lune” de Debussy, tocada num piano Blüthner de 1882 dotado de Aliquot patent system!

Para você que está todo assanhadinho em adquirir um Aliquot, saiba que a afinação deste tipo de instrumento é bem mais trabalhosa, portanto, mais onerosa.

Outra música tocada num Blüthner Aliquot de 1896.

Já no mundo real, o Aliquot da Blüthner não goza de tanto prestígio assim, porque as pessoas alegam que a coisa não introduz diferenças significativamente audíveis na sonoridade, exceto no aumento da complexidade construtiva e no preço do produto final e da manutenção. Por meu turno, não gosto da ideia de um piano demasiadamente ressonante, porque ao ter o tom sobrecarregado, torna maçaroquenta uma bela parte do repertório musical que exige grande clareza timbrística, como Bach e Mozart... apesar do tom sobejante ficar divino com os franceses diáfanos; Claude Debussy, Maurice Ravel, Erik Satie... À propósito, La Cathédrale Engloutie de Debussy ficaria divina!

Maiores informações sobre o sistema: Aliquot stringing na Wikipedia

30 de nov de 2011

Perguntas frequentes sobre o sal nosso de cada dia


Alexia Dechamps: viciada em shoyu, um mal exemplo pra toda a família
 Todo mundo sabia deveria saber que sal faz mal à saúde, só que nenhum alimento menciona a quantidade de sal adicionada e sim sódio. Então está feita a confusão, pois se o sódio é um elemento essencial à saúde, o seu excesso causa hipertensão e falência dos rins, entre outros compêndios de males. Estimuladas pelo hábito moderno de comer comidas industrializadas, as pessoas se acostumaram com os sabores super-salgados, acostumadas não, pois elas simplesmente se viciaram tanto no sabor, que não conseguem imaginar a vida sem ele.

Quando vemos as perguntas na internet, nos damos conta da grande ignorância por trás do simples fato da escolha de alimentação mais saudável, já que as pessoas não cultivam a rotina de checar as embalagens dos produtos que compra para verificar a quantidade de sódio.

Quanto de sal podemos ingerir por dia?
É complicado falar em sal e sódio porque o sal é uma das fontes de sódio. Se a medida de todo o sódio ingerido no dia fosse transformada na mesma quantidade de cloreto de sódio (sal de cozinha), a quantia máxima seria de 5 gramas, ou seja, uma colher de chá.
Uma dieta saudável deve conter no máximo aproximadamente 2000 miligramas de sódio por dia. Esta é a base para você fazer os cálculos quando vai ao supermercado.

28 de nov de 2011

Meus métodos pessoais de sucesso contra a tendinite

As inflamações nos tendões ocorrem em consequência de movimentos repetitivos. Como uso bastante o mouse e teclado e, além disso, toco piano, ao longo dos anos desenvolvi dores crônicas a princípio no braço direito. Por causa delas, adotei alguns procedimentos que evitaram o alastramento do problema, pois a tendinite uma vez instalada, vira uma situação crônica em que você pode ter sob controle, mas nunca a cura total.

O segredo do combate à tendinite é aprender a diluir por outros músculos o esforço do movimento repetitivo causador da afecção, ou seja, mudar o foco é a palavra de ordem.

- aprenda a trocar o mouse de mão:
Minha primeira providência foi “ensinar” a mão esquerda a operar o mouse. Hoje, por vezes ela desempenha papeis mais precisos do que a ex-titular direita.

27 de nov de 2011

Termos técnicos em inglês que você deve saber antes de comprar um piano importado



Recentemente, quando passei pelo processo de compra do nosso 1º piano de cauda, a maior dificuldade foi tentar entender as especificações em inglês e os termos técnicos empregados nos fóruns internacionais sobre pianos. Passado o perrengue e depois de ter traduzido os principais termos usados globalmente, acho oportuno compartilhar com os que enfrentam o mesmo problema e estão a ponto de comprar um piano importado novo, sem ter certeza se estão comprando gato por lebre.

25 de nov de 2011

Depressivo alegre, isso é possível?


Mesmo que a depressão seja a doença do século, as pessoas se equivocam com os seus sintomas, pois tendem a confundir estados passageiros de acabrunhamento e tristeza com depressão. No intuito de dirimir a dúvida crucial que paira sobre o reconhecimento da depressão, vamos a uma perguntinha interessante publicada no Yahoo!Respostas:

O que fazer para espantar a preguiça e o desânimo de uma pessoa que conheço e não consegue fazer nada?
Falo para a minha irmã fazer as coisas, para o bem dela, se cuidar, procurar um emprego, arrumar as coisas dela, a casa, sair mais, arranjar namorado novo, fazer mais amigos, estudar um curso, etc., mas ela diz que não tem ânimo para nada, que é tudo muito complicado para ela e não faz nada o dia todo. Eu sei como é ter preguiça, eu também tenho às vezes, mas faço um monte de coisas durante o dia, mesmo achado complicado. Porém, a preguiça dela é muito grande e não é depressão, porque ela diz que se sente alegre, bem. Ela tem 29 anos e queria saber se tem alguma mentalização para fazer a pessoa não ter preguiça, algum conselho que eu possa dar a ela que resolva, porque ela me pediu ajuda, mas não sei como ajudar uma pessoa muito preguiçosa. Isto é um problema psicológico? O que fazer?

Ora, o fato de uma pessoa se sentir “alegre e bem” não significa que ela não tenha depressão. Quem disse que o depressivo precisa se sentir necessariamente triste? Pode até ser uma pessoa bonachona e aparentemente despreocupada, mas que não consegue tocar a suas coisas na vida, não consegue estudar, encarar um emprego, enfrentar desafios, realizar projetos, estancar a compulsão alimentar, resolver a insônia, etc.

Como você pode notar, o mote da pergunta gira em torno do termo “preguiça”, um substantivo bastante pejorativo de reconhecimento, que se por um lado exime o paciente da doença, por outro carimba na sua testa a “falta de vontade”. Assim, todos os elementos da depressão clínica foram elencados no texto, inclusive a rejeição social que “desdoentiza” a depressão e a transforma num assunto concernente à livre vontade, como se todos achassem que a dor de cabeça é algo que as pessoas sofrem porque não tem vontade de lutar contra ela.

Assim como ninguém é obrigado a padecer o resto da vida de dor de cabeça, a depressão também não pode ser atribuída exclusivamente à relapsidão das pessoas. Certamente os pacientes hesitam em procurar ajuda médica porque ninguém se sente confortável em enfrentar o tabu da doença mental, quando então o processo vira um círculo vicioso de tentativas de melhora mediante a mentalização de novas atitudes, seguidas de recaídas na compulsão alimentar, desistência dos projetos, falta de perspectiva de vida, apatia afetiva, etc.
Logo, mesmo que você se sinta alegre e bem, mas apresenta os sintomas relatados na pergunta acima, não adianta tapar o sol com a peneira; procure ajuda psiquiátrica o mais depressa possível, só assim você descobrirá quanto tempo foi perdido. 

23 de nov de 2011

Belíssimas impressões sobre o piano de cauda Palatino PGD-59

Depois de decretar o fim da era do meu piano de armário, passei a pesquisar em todos os lugares um bom piano de cauda que nos desse prazer em primeiro lugar. Então, decidimos eu e a minha mulher, que merecíamos qualificar os nossos momentos lúdicos, ainda mais porque não temos TV, portanto, nos desobrigamos de perder a metade da vida vegetando em cima do sofá.

22 de nov de 2011

10 Dicas de compra de piano para iniciantes


Meu primeiro piano foi um de armário da marca J. Hoelzl, brasileiro do Paraná, desprezado pelos afinadores, mas cujo tom me apaixonou, adquirido quando eu recém adentrara na iniciação do curso de piano. Como depois de 8 anos estou partindo para um piano de cauda, resolvi compartilhar com você alguns conhecimentos acumulados que podem ter alguma valia para os marinheiros de primeira viagem nesse troço maravilhoso de tocar piano

21 de nov de 2011

Quando a Masturbação incontrolável é crime


Masturbação crônica ou compulsiva é o processo patológico no qual a pessoa é coagida a usar o auto-erotismo como uma válvula de escape em qualquer hora do dia ou da noite, mesmo nas situações mais inadequadas e constrangedoras, na tentativa de resolver problemas de natureza afetiva, financeira, moral, frustrações, etc.

18 de nov de 2011

O que fazer quando o Firewall do Windows não funciona depois da desinstalação do McAfee?


Quem já teve um dos grandes programas de Antivírus disponíveis no mercado, Norton, Kaspersky, Eset, etc., aprende que eles próprios são uma espécie de vírus que terminam se apoderando da sua máquina. Quero dizer com isto que às vezes a erradicação completa do programa do seu PC não é tarefa nada fácil.

Usei e paguei por alguns anos o antivírus McAfee e agora enchi o saco. Terminou ontem a validade e resolvi ficar por ora com a proteção nativa oferecida pelo Windows via Firewall e Microsoft Security Essencials. Claro, tudo na esperança de que os criminosos fazedores de vírus estejam migrando em massa para as novas plataformas móveis e deixando os pobres usuários de PC em paz.

A hora do pesadelo começou quando, depois de eu ter desinstalado o McAfee via painel de controle, começou a aparecer a seguinte mensagem: A central de segurança não pode ativar o firewall do Windows”

1º Método: Desinstalação definitiva do McAfee através do programa de desinstalação
Fuça aqui e fuça acolá, acabei descobrindo um programinha que promete retirar os últimos vestígios do maledeto do McAfee do computador. Rodei o bichinho e não funcionou, o Firewall do Windows continuava desativado.

2º Método: Resetar e restaurar o diretório REPOSITORY
A seguir, encontrei esta dica para restaurar o diretório REPOSITORY:
No Windows Vista, abra o Prompt de comando clicando com direito e escolhendo executar como administrador
Fase a:
- digite: net stop winmgmt
- digite: S
- digite: winmgmt /verifyrepository
- digite: winmgmt /resetrepository
- Reinicie o computador

Fase b:
abra  o Prompt de comando clicando com botão direito e escolha “executar como administrador”:
- digite: NET STOP WINMGMT
- digite: CD /D %WINDIR%\SYSTEM32\WBEM
- digite: REN REPOSITORY REPOSITORY.OLD
- Reinicie o computador

Naturalmente o 2º método não funcionou, portanto, tive que partir para a solução final. 

3º Método: A solução final
Abra o prompt de comando clicando com o botão direito e escolha a opção “executar como administrador”:
- digite CD c:\windows\system32\config\TxR   (dependendo da letra do seu drive de sistema, este caminho pode variar)
- digite: ATTRIB –H –S * (para tornar visíveis todos os arquivos do diretório)
- digite: DEL *.blf
- digite: DEL *.regtrans-ms
- reinicie o computador e viva feliz com a proteção nativa proporcionada pelo tio Bill Gates!

13 de nov de 2011

Guia de entendimento geral do Manual para Entender as Mulheres


As mulheres não são complicadas, nós e que somos simples demais. Para você saber com quem está lidando, basta ver que se não for piriguete, uma mulher jamais te convida para a cama à queima roupa, ao invés disso, lança charminho e prepara a cena para que você acabe entrando triunfalmente com os seus dotes essencialmente masculinos... na certeza de que planejou e controlou tudo.

Por isso, não basta traduzir minimalisticamente algumas pérolas do glossário feminino, como faz o Manual que circula profusamente na internet, mas avançar um pouco no pensamento da mulher e na sua forma bastante peculiar de dizer tudo falando coisa alguma palpavelmente inteligível.

9 de nov de 2011

Qual é o misterioso ingrediente que faz a Coca-cola viciar como droga?


Todas as gerações ao longo de mais de um século tem nascido e crescido bombardeada pelos seguintes slogans: "Coca-cola é isso aí",  "Coca-cola dá mais vida a tudo", " Tudo vai melhor com Coca-cola", " Viva o lado Coca-cola da vida", etc. Com isto, o ato de beber o líquido escuro foi extrapolado a algo muito maior do que a simples alimentação, hoje ele é um hábito culturalmente estabelecido e uma maneira da pessoa se sentir colada às tendências do seu tempo.

8 de nov de 2011

E se os carros fossem Redes Sociais?


Depois da invenção da internet, a coisa mais genial criada a seguir foi a rede social, uma ferramenta que aboliu inteiramente as cartas, já está corroendo o e-mail e acabará em breve com a supremacia do telefone como meio de aproximar as pessoas. Contudo, antes que tivessem inventado um meio genial de manter as pessoas presas às suas cadeiras, os automóveis reinaram absolutos como a forma mais surpreendente das pessoas irem ao encontro dos entes queridos no velho estilo do tête à tête presencial.

Por isso, é oportuno traçar alguns paralelos e vislumbrar algumas metáforas entre o velho e o novo instrumento de contato humano, sendo que os dois servem aos mesmos fins: facilitar a  mobilidade humana.

Myspace: carro ultrapassado - quase ninguém ouviu falar
Dizem que os carros nacionais estão ultrapassados, tanto que todas as montadoras nacionais estão substituindo-os por modelos globais, contudo, há outro fator mais assustador: o próprio conceito de motor queimador de combustíveis fósseis está totalmente defasado, na sua qualidade de sobrevivente dos tempos de Henry Ford, disputa hoje um lugar ao sol num mundo governado por Touch Screens, GPS, Bluetooths, Tablets e miríades de outras atrativos tecnologicamente avançados.
Tal é a metáfora mais parecida com o Myspace; o primeiro gigante do novo mundo das Redes Sociais, que de extremamente popular nos idos de 2003 a 2006. Em 2005 ele foi comprado por 580 milhões de dólares, mas começou a experimentar paulatinamente o gosto amargo do abandono e do esquecimento, até ser vendido pela bagatela de 35 mi em 2011 – decadência similar aos modelos de carros tupiniquins, que agora cedem espaço aos lançamentos mundiais.

Badoo: conversível – carro pegador
As redes servem para pegar e um carro conversível também, logo, a analogia entre carros e o Badoo é inevitável!

Orkut: Volkswagen Gol – o carro do povo
Experimente pesquisar o ano de 2004 (da criação do Orkut) para saber qual foi o carro mais popular: o Gol. É isto o que o Orkut continua sendo no Brasil. Entretanto, apesar de ambos continuarem a monopolizar a popularidade em 2011, os inimigos estão chegando perto dos garrões e prontos para dar o bote fatal.

Twitter: Volkswagen Nils elétrico – minimalismo extremo
A Rede do passarinho azul é toda cheia de limitações a atende perfeitamente a quem tem uma só prioridade: a instantaneidade. Portanto, ela é pouco espaçosa e os seus mínimos recursos mal e porcamente atendem o internauta que resiste ao enjoo do mar do baleiamento, proposta bem semelhante à da Volkswagem apresentada no salão do automóvel de Frankfurt para tentar driblar o caos do trânsito nas grandes cidades, onde a vasta maioria dos carros trafega com somente UM passageiro: o minúsculo carro elétrico de um lugar, praticamente um Tweet de 140 caracteres.

Linkedin: Toyota Corolla - tiozinho na área
A Rede Social destinada às relações de trabalho é semelhante ao Corolla, considerado por 9 em cada 10 estrelas como um carro de tiozinho.

Facebook: carro driverless - complicação total
Ela é efetivamente a Rede Social mais complicada do mercado, tanto que caem no Blogpaedia chusmas de perguntas de usuários não conseguindo configurar até as coisas mais simples, que não conseguem se achar nos controles mais complexos do que um painel da NASA. Então, o Facebook é semelhante aos modernos protótipos de carros sem motorista, totalmente computadorizados, cujo controle escapa totalmente ao usuário comum. Ao bem da verdade, graças à eletrônica embarcada, os automóveis atuais já escaparam há tempos à compreensão dos motoristas e dos mecânicos “pica-paus” de esquina que “quebravam o galho” à base de aramezinho e chicle.

Google Plus: carro chinês - tem tudo, mas ninguém quer ter
A mais nova tentativa do Google na área das Redes Sociais (já que os seus cartuchos anteriores saíram pela culatra: Orkut, Buzz e Wave), lembra os carros chineses que estão chegando aos magotes no Brasil. São todos completinhos, mas carecem de dois itens fundamentais: confiabilidade e popularidade. Neste mesmo rumo, a nova Rede Social do Google parece por enquanto um auditório vazio, você olha as milhares de cadeiras... mas cadê a audiência?

3 de nov de 2011

Os perigos de se ter o carro dos sonhos


O recente crime ocorrido aqui perto na cidade de Nova Petrópolis, município da região da Serra do Rio Grande do Sul*, somente reforçou as minhas suspeitas; possuir um dos carros mais cobiçados do mercado não chega a ser um dos melhores conselheiros para a sobrevivência nas nossas cidades caóticas. Um rapaz trafegava na madrugada numa plácida cidadezinha interiorana, quando o seu Golf foi atingido por disparos de fuzil desferidos por bandidos que recém haviam explodido um caixa eletrônico.

1 de nov de 2011

7 Sinais inequívocos da feiura provam que beleza é uma questão matemática


Não senhores, a beleza não é uma questão imprecisa e muito menos subjetiva, pois segundo o ideal grego, ela depende de proporções, medidas e pesos muito bem distribuídos. Quando a assimetria impera, a desproporcionalidade e a rusticidade dos traços, então caímos nos diversos graus de imprecisão da fealdade, quando chamamos a pessoa de “simpática”, “dona de beleza interior”, “dotada de alguns ângulos favoráveis”, etc.

Infelizmente, caímos nesses papos relativísticos modernos politicamente corretos e terminamos refutando a grande verdade: o belo tem que valer por si mesmo, ou simplesmente não serve para nada, o que desemboca no terrível nivelamento por baixo, quando não nos permitimos reconhecer os sinais de perfeição da Obra de Deus nos mínimos detalhes. Ora, para contemplarmos a beleza é imprescindível reconhecer a feiura e, para tanto, peguei uma imagem comum veiculada em anúncios da internet, onde aponto algumas minúcias que denunciam as desproporcionalidades e assimetrias de uma mulher jovem que, por mais simpática que possa parecer, não há como negar a sua inconformidade matemática.

1) Testa trapezoidal
Uma característica marcante da feiura e representada especialmente por essa figura geométrica, em oposição à quadratura da beleza pura. Portanto, uma testa trapezoidal e/ou pequena é o primeiro sinal inequívoco de que a deficiência na proporção áurea é imperdoável.

2) Rosto em formato hexagonal
Há uma correlação estreita entre este tipo de rosto e figuras comumente reconhecidas como feias.

3) Olhos pequenos, separados e redondos
Tradicionalmente, gnomos possuem olhos redondos, porém tais figuras míticas nunca se prestaram a sinônimos de beleza.

4) Nariz batatudo arrematado por orifícios separados
Quaisquer traços que lembrem os gnomos não servem como paradigma de beleza.

5) Pele detonada
Deus, na sua infinita sabedoria e misericórdia, concedeu às pessoas belas peles aveludadas, enquanto dotou as feias de Acnes e cicatrizes bixiguentas.

6) Lábios finos
Lábios estreitos demais nunca combinaram com o conceito de beleza strictu sensu, por isso a moda atual dos lábios engrossados via cirurgia plástica, o que é uma aberração, pois fere o princípio da proporcionalidade.

7) Queixo duplo
Sempre tenha em mente que ogros também tem queixo duplo ou triplo.

Leia também:

29 de out de 2011

Por que os homens se tornam cada vez mais um bando de afeminadinhos impúberes?


Nesta continuação do post anterior daremos sequência à crítica de um dos costumes mais vis impregnados na nossa época: a depilação usada como um meio dos homens se submeterem à dominação das moças (que paulatinamente se masculinizam).

28 de out de 2011

Homens depilando bunda? Sinal dos tempos ou eles estão perdendo a testosterona?

Homem-fruta: involução da espécie
Realmente estamos no fim dos tempos. Enquanto em décadas passadas os meninos esperavam ansiosamente para ter pelos e poderem finalmente cumprir o rito de passagem ao incrível mundo dos homens, hoje os adolescentes abominam tanto os pelos que se queixam amargamente: por que tem que nascer cabelo na bunda? Já não basta nas pernas, braços e saco? Por que na bunda? Se eu pudesse não tinha pelo em nenhum lugar além do cabelo, porque são tão inúteis! E se me depilo todo, me chamam de mulherezinha, principalmente a minha mãe!!

A grande realidade é que os garotos sensíveis das novas gerações estão se convertendo em mulherzinhas sim, e um sintoma disso é a maneira como eles cedem passivamente aos caprichos das mulheres. A causa disso é a redução dos níveis do hormônio testosterona* (responsável pela macheza) no sangue das novas gerações. Sem ele, nós homens começamos a pensar em besteiras do tipo:
- depilar a bunda e ânus, saco escrotal e púbis;
- depilar peito, axilas e pernas;
- preocupações excessivas com a grossura das coxas;
- ter chiliques em relação às gordurinhas localizadas na barriga.

Para embarcar uma viagem cultural ao universo dos pesadelos, lancei a pesquisa “depilar bunda” no Yahoo!Respostas e constatei porque a triste realidade dos fatos: os jovens estão se afeminando.

Diante das principais justificativas que baseiam a luta contra os pelos e os meus contra-argumentos:
- motivos higiênicos: ora, o homo sapiens sapiens está aí peludo há milhares de anos e, se nunca teve problemas higiênicos, não será no século XXI que esta bobagem virará verdade. Ademais, a humanidade se livrou das pestes em virtude da massificação do saneamento básico e do hábito do banho, e não porque homens e mulheres resolveram se livrar dos seus pelinhos;

- as mulheres na figura de namoradas, ficantes, transas e rolos estão pressionando para que os meninos compareçam adequadamente depilados, ou seja, eles alegam que elas zoam dos meninos peludos: contra este argumento, prefiro me estender mais na continuação desse post.

Por ora, você fica com o vídeo do estrago que um saco raspado pode fazer na vida de um pastor da Igreja Universal do Reino de Deus – IURD.

26 de out de 2011

7 problemas vexatórios e broxatórios da sexualidade do homem


Ao contrário do que a sabedoria popular apregoa o gênero masculino não é tão forte assim, já que uma série de acidentes de percurso pode acontecer. O grande problema é que, ao contrário das mulheres, os homens tem uma vergonha tão intensa que somente procuram ajuda médica quando as coisas se tornam realmente desesperadoras.
No frigir dos ovos, você já parou para pensar no pós-vida de um homem que perde o pênis?

24 de out de 2011

5 Dicas simples a Blogs iniciantes para atrair visitação


A dica mais simples para tirar um Blog do anonimato é não reinventar a roda, ou seja, levantar o maior número de informações possíveis para não repetir os erros alheios. Para tanto, os blogueiros “velhinhos” compartilham vez por outra as suas cabeçadas pretéritas.

Não confie em parcerias
De que adianta encher a página principal com dezenas de banners? Além de poluir visualmente o seu Blog, cada banner aumentará o tempo de carregamento, isto sim é uma verdadeira tragédia! Acredite a visitação trazida por banners é ridícula e não vale o esforço de ficar se preocupando com parecerias não rentáveis.

Fuja do vício dos picos instantâneos gerados pelos linkadores
Um exemplo prático: ao longo de 3 anos divulguei religiosamente os meus links nos principais Agregadores nacionais. Alguns meses depois de ter cessado o envio de links, descubro que UM link publicado em UM post no Dicasblogger rende mais visitas por mês do que quaisquer grandes linkadores que publicaram muitos links do Blogpaedia na capa.

Você pode até chorar de alegria com a eventualidade de um post render 50 mil visitas num dia, mas tal pico de visitação em nada vai te adiantar se não se repetir nos dias subsequentes, e pior ainda, não se espraiar para outros posts.

Digo isto porque as flutuações bruscas nas suas curvas de visitação aumentarão barbaramente a sua taxa de rejeição e, consequentemente, diminuirão consideravelmente os seus ganhos nos programas de monetização tais como o Adsense do Google.
(Adicionalmente, a intensa movimentação gerada pelos linkadores atrai muitos spammers e os abomináveis trolls, que só sabem fazer comentários esculachadores.

Angarie links em Blogs relevantes
Infelizmente esse fator não depende diretamente da sua ação, ou seja, de nada adianta você sair por aí aporrinhando os grandes blogueiros para que eles linkem o seu conteúdo. Agora, se você produzir posts interessantes, provavelmente ele descobrirão alguns deles e farão a referência. Tais links são extremamente vantajosos por serem fontes consistentes de visitação.
(Nota: não caia na besteira de entrar em esquema de links recíprocos porque, uma vez detectada pelo Google, tal prática determina punição e banimento dos índices.)

Pesquise as fontes que dão retorno consistente
Por falar em fontes, através da análise das curvas geradas pelo programa de estatísticas, que pode ser o Google Analytics, você poderá detectar quais fontes carreiam maior quantidade regular de visitas por mês. Tais fontes podem advir das Redes Sociais, portais, comentários em Blogs afins ao seu nicho, etc.

Crie conteúdo relevante e ganhe visibilidade nos Buscadores
Um conteúdo original e útil para os seus leitores é a chave de tudo. Os robôs indexam e hierarquizam resultados segundo vários critérios, entre eles, originalidade, utilidade e repercussão. Só na repercussão você não pode interferir diretamente, mas nos outros... só depende da sua criatividade.

22 de out de 2011

Descobertas de um compulsivo na luta contra o vício em sexo e pornografia


Aqui no Blog já abordamos que a compulsão é um transtorno psicológico que se carrega pela vida inteira, logo, devemos evitar o ufanismo apressado de se falar em ex-viciado. Contrário senso, quem se apresenta como “curado” de uma compulsão, certamente ainda não compreendeu a complexidade do processo, o que é a mesma coisa do que estar a um passo da reincidência.

Pois bem, ao ensejo da compilação dos 10 Depoimentos Reais de quem perdeu tudo para a pornografia, em que os mesmos dramas se repetem sistematicamente, a coroar o processo de informação ao público um leitor do blog me enviou este texto que lança algumas luzes sobre as causas das aberrações sexuais que causam tanto sofrimento psíquico e sentimento de culpa nos seus adeptos.

21 de out de 2011

Tipos de golpes mais comuns no comércio de Compras Coletivas



A febre das compras coletivas está aí, mas em meio às expectativas de se conseguir ótimos descontos, os consumidores tentados pelas ofertas arrasadoras devem se acautelar: se você não é comprador compulsivo, atente para as maracutaias e faça um levantamento dos problemas que podem advir do ato de comprar no primeiro impulso.

Prazo elástico demais
Cuidado com os prazos estendidos demais que só são informados quando a compra é efetuada. Não importando se é produto ou serviço, alguns Sites não informam (por razões óbvias) explicitamente o prazo de entrega. Só fazem isto nas letras miúdas depois de fechada a compra. É quando você descobre que tem de esperar 20 ou 30 dias úteis antes de ter o produto enviado.
A razão disto é muito simples, pois algumas empresas de e-commerce NÃO TEM os produtos no momento em que disponibilizam as ofertas e somente vão adquiri-los posteriormente com o dinheiro arrecadado.

Produto fantasma
O principal “astro” deste imbróglio é o caso dos Tablets que são “vendidos” por preços para lá de convidativos e nunca são entregues. Os sites de reclamações estão cheios de depoimentos de lesados. No mesmo rumo vão os casos de viagens compradas que nunca chegam a ser agendadas.

Agendamento para o dia de são nunca
Quando se trata de serviço, você tem que estar atento para o prazo do agendamento, pois se o fizer muito próximo do fim, pode ter surpresas desagradáveis. Alguns prestadores de serviços mal intencionados, já contando com a displicência dos compradores, sempre esperam que uma parcela das ofertas não seja reclamada em tempo hábil, pois como você deveria saber, nas letrinhas miúdas do contrato há o prazo máximo de agendamento, que se vencido, acaba redundando na perda de validade do seu rico dinheirinho.

Preço superestimado
Procure saber antecipadamente o preço real de mercado do produto ou serviço que você está pretendendo adquirir via sistema de compras coletivas. Às vezes a “oferta tentadora” não passa de enganação e você acaba adquirindo um bem à vista por um preço maior do que se tivesse comprado no comércio regular... à prestação.

Desconto de 50%... serviços prestados pela metade
No tocante ao segmento dos restaurantes, os casos mais famosos se concentram na questão do tamanho dos pratos, que encolhem misteriosamente na mesma proporção dos descontos concedidos. O mesmo vale para todos os demais serviços, que podem encolher na medida do desconto, o que é uma “puta falta de sacanagem”.

Sites falsos exibem ofertas tentadoras
Utilizando a técnica do phishing, os criminosos fazem Sites idênticos aos mais famosos do setor de compras coletivas e disponibilizam ofertas irrecusáveis. Para evitar este tipo de golpe, adote o princípio de precaução do adágio popular: “quando a esmola é muita até o santo desconfia”.

Cheque as reclamações antes de efetuar a compra
Consumidor de cabeça fria tem melhor sorte. Por isso, pesquise bastante antes de fechar a compra e verifique se ela não se enquadra num dos imbróglios relatados aqui. Visite os sites de reclamações para se antecipar sobre as questões de prazo de entrega, qualidade, atendimento pós-venda, etc.

17 de out de 2011

Definindo a Mulher Ideal segundo o Google Images


Não pense que eu preciso disso, até porque isto nem existe, mas como a vida só é apimentada pelos paradigmas de perfeição, não custa procurar por aí qual seria o padrão de mulher que preencheria de uma vez todas as nossas lacunas, e o melhor de tudo, com todas as qualidades reunidas numa só pessoa.

15 de out de 2011

Doença do implante de silicone

A pressão social por um corpo que se enquadre aos ideais consagrados pela estética pornográfica tem levado milhões de mulheres às mesas de cirurgia para realizar aquilo que já se tornou o sonho de consumo de 9 em cada 10 estrelas: a mamoplastia de aumento, no Brasil feita majoritariamente através do implante de próteses de gel de silicone.

14 de out de 2011

Qual será o Controle Remoto do Futuro?

Muita coisa mudou desde o lançamento dispositivo universal de auxílio aos preguiçosos, estamos falando do prosaico controle remoto, que começou com um fio e logo depois incorporou a tecnologia do infravermelho na qual estamos até os dias de hoje.

11 de out de 2011

Quem precisa de Apoio Lombar? Dicas ergonômicas para as dores nas costas


Os primeiros sintomas do fim da era do computador de mesa já começam a aparecer; usuários que usam diversos tipos de equipamentos comunicacionais portáteis sofrem lesões musculoesqueléticas e de tendões que as levam a padecimentos inúteis pela falta de informação e cultura da prevenção.

10 de out de 2011

7 pré-requisitos para participarmos de um churrasco gaúcho


É sabido que o povo gaúcho é o campeão nacional de ataques cardíacos e suspeito que um dos fatores determinantes seja o hábito disseminado do churrasco, feito à base de carne extremamente salgada e gorda em quantidades altamente generosas.

9 de out de 2011

Problemas estranhos da sexualidade


A sexualidade humana é deveras complexa e a prova disso são os inúmeros problemas que costuma acarretar. Como você verá abaixo, mesmo os menores incomodam suficientemente para inviabilizarem o relacionamento sexual e produzirem grande sofrimento psíquico, graças ao meio social que relaciona o sexo ao atingimento da felicidade suprema.

Inflação genital

7 de out de 2011

Glossário da crise financeira mundial


Fala-se muito sobre a crise, enquanto alguns dizem que ela não passa de uma marolinha, outros tem a percepção de que é um tsunami, contudo, poucos dominam os principais termos envolvidos no fenômeno que acaba nos afetando de alguma maneira.

Dívida soberana = o conceito de dívida soberana é um dos resquícios recentes do passado pré-globalizado quando o poder residia nas nações. Sob o pressuposto da soberania da nação, um Estado pode contrair dívidas ao longo do tempo e num determinado momento entrar em “default”, isto é, dar um calote monumental nos agentes financeiros que compraram os títulos da sua dívida.

Títulos da dívida pública = são os papeis que os governos emitem para captar dinheiro no mercado. A atual crise tem a ver com as pesadas dívidas de alguns países da zona do Euro e dos EUA e do temor que eles não tenha capacidade para honrar seus compromissos.

Sistema financeiro mundial = durante a era agrária (a maior parte da história da humanidade) imperava o valor ditado pela posse da terra. Depois, com o robustecimento do comércio já na idade moderna, o foco se deslocou para a mercadoria, quando nascia a era mercantilista. Com o aumento da complexidade do comércio entre as nações, aos poucos a ênfase se deslocou da mercadoria para o referencial de troca, ou seja, o dinheiro. Nascia assim a era do financismo em que o mercado é rei, onde estamos mergulhados até hoje.

O mercado é soberano = a máxima preconizadora da auto regulação do mercado não é tão verdadeira assim quando descobrimos estupefatos que se os países não tivessem jogado trilhões de dólares no sistema financeiro, o capitalismo teria ruído. Isto quer dizer que na hora de promover especulações e jogos na bolsa na busca incessante pela maximização do lucro, o mercado é de caráter privado e rechaça quaisquer intervenções estatais; no momento em que se torna insolvente, ele não recusa os mimos das polpudas ajudas que os governos dão, sob o custo da dilapidação do patrimônio dos seus povos.

Notas de risco = os investidores confiam nos vereditos das Agências de Classificação de risco tais como a Moody’s, Fitch Ratings, Standard & Poor’s como parâmetro de decisão dos melhores lugares para onde migrar seus fluxos financeiros.

Commodity = é a coisa real, a mercadoria que recebe cotação nas bolsas de valores. As commodities atendem ao princípio da oferta e procura: quanto maior a crise, menor a procura e, consequentemente, baixam os preços do petróleo, aço, soja, trigo, café, etc.

Bolsa de valor = é o lugar onde os preços das mercadorias (commodities) é estabelecido com base na lei da oferta e procura e outros interesses. É o primeiro lugar onde os efeitos danosos da crise são sentidos, pois eles só se abatem sobre a economia real semanas, ou meses depois.

Envelhecimento da sociedade = principalmente a civilização europeia está se ressentindo com o envelhecimento da sua população. Isto significa menor número de braços ativos no mercado de trabalho, concomitantemente ao aumento das despesas públicas com previdência e assistência à saúde.

Mito do crescimento infinito = os nossos gestores públicos foram formados sob o mito de crescimento infinito que prega a exploração dos recursos não renováveis do planeta de maneira contínua e crescente (desenvolvimentismo). Um dos pilares da chamada crise financeira global é o escasseamento de recursos que começará a ocorrer proporcionalmente à diminuição na fabricação de bens de consumo. Hoje observamos um determinado descolamento entre a economia real e a virtual do fluxo de dinheiro, assim, na medida em que o montante de títulos e papel moeda ultrapassa em muito a sua correspondência em bens palpáveis, a crise se instala porque tais papeis se transformam em simples folhas ao vento.

6 de out de 2011

Armazenamento de certos tipos de anime no computador é crime de Pedofilia?

O endurecimento do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) criminalizou a posse de material pedófilo, ou seja, qualquer internauta que busque na internet e armazene no seu computador imagens e vídeos contendo nudez e situações sexuais envolvendo crianças e adolescentes, está cometendo crime punível com prisão.

O crime de armazenamento está capitulado no artigo 241-B da Lei 11.829/2008:
Art. 241-B.  Adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente.

Contudo, sobrevém uma dúvida cruel: o que caracteriza “cena de sexo explícito ou pornografa envolvendo criança ou adolescente”? E aí a coisa se complica no tocante a imagens e vídeos que contém sexo explícito em que desenhos, bonecos, robôs e adultos (se passando por menores) representam menores de idade.

Como a dúvida é geral, resolvi trazer aqui a pergunta de um leitor sobre Hentai:
Uma dúvida: Hentai e outros conteúdos que não expressam relação sexual com pessoas reais, como contos, são considerados pedofilia? Se forem, quase todos os Hentai são crime.
Hentai = a palavra significa perversão sexual em japonês, e enfeixa vários subgêneros veiculados em revistas de histórias em quadrinhos (Mangá), desenhos animados (Anime), videogame, que contém cenas sensuais e pornográficas envolvendo crianças e adolescentes.

Ora, no Japão e em outros países, desde que o material não tenha sido com menores de idade de verdade, não é considerado crime, desde que seja consumido somente por maiores de 18 anos.

No Brasil, a reformulação do ECA complicou a jogada. Preste atenção ao artigo 241-C e verá como tudo mudou de figura:
Art. 241-C.  Simular a participação de criança ou adolescente em cena de sexo explícito ou pornográfica por meio de adulteração, montagem ou modificação de fotografia, vídeo ou qualquer outra forma de representação visual.

O simples verbo “simular” tanto complicou a vida dos aficionados de Hentai, que este homem foi preso por armazenamento de vasto material pornográfico no seu computador e ninguém entendeu porque:
É uma pena que a imprensa seja burra e não saiba do que está falando, pois é uma bobagem afirmar que "o homem modificava desenhos infantis conhecidos para atrair crianças e induzi-las ao sexo". Na realidade, o sujeito se limitava a fazer downloads de Animes do tipo Hentai e não modificava coisíssima nenhuma. 

O CASO DO FILME DE TERROR SÉRVIO PROIBIDO PELA JUSTIÇA BRASILEIRA.
Com base especificamente no artigo 241-C, foi proibida no Brasil a exibição pública do filme de terror sérvio “A Serbian Filme”, mesmo que o diretor tenha usado bonecos e robôs para representar crianças nas cenas de pedofilia. Conforme a sentença do juiz: a exibição comercial da película em apreço constitui a prática, em tese, do crime tipificado no art. 241-C da Lei 8.036/90", o que é suficiente para se determinar, com amparo no Poder Geral de Cautela previsto no art. 798 do CPC, a suspensão da exibição do filme em todo o território nacional.

Moral da História: os fãs de Hentai devem se acautelar no Brasil, pois a qualquer momento suas casas e computadores podem ser vasculhados pela Polícia Federal, provavelmente em consequência do rastreamento de órgãos de segurança estrangeiros especializados em farejar traços de atividades pedófilas, que inclui baixar material Hentai.

Leia mais:

5 de out de 2011

Dicionário de termos ingleses das manias criadas na internet


Elas estão aí, desde os Pôneis Malditos até os weird funny shit videos, cujo representante máximo é um vídeo de um tal Sanduíche de... postado por uma piriguete em busca de fama que maculou a honra da famosa marca de maionese. Melhor ainda, depois de ter visto a Rebecca Black, posso dizer que já vi tudo em termos de baixaria e tosquice... ou quase tudo. 
Para decifrar um pouco do que está rolando no mundo metamórfico das infovias cibernéticas, trouxemos alguns verbetes gringos que nem sempre são traduzidos ao pé da letra.
Duck face = tirar foto fazendo biquinho de pato.
Comentário: método instantâneo de enfeiamento feminino.

“V” sign = sinal de “v” feito com as mãos em fotos do tipo duck face.
Comentário: este gesto significa o símbolo da paz deitado, aquele mesmo que os hippies usavam em pé. Tem até uma página no Facebook intitulada: “Por favor garotas parem de fazer cara de pato e sinal da paz nas fotos.

Planking = ato de tirar foto deitado de bruços reto como uma tábua em lugares improváveis.
Comentário: pelo menos um idiota australiano morreu por causa desta brincadeira.

Plumbking = ato de tirar foto em posição de prancha com a cabeça enterrada no vaso sanitário.
Comentário = é a nova onda depois do Plank, porém com menores riscos imediatos para a saúde, a não ser alguma infecção provocada por coliformes fecais.

Self shot mirror = tirar a própria foto na frente do espelho.
Comentário: atividade inventada e patenteada pelos Emos.

Flashmob = aglomeração instantânea de pessoas que se reúnem através das Redes Sociais para perpetrar um pequeno objetivo absolutamente idiota. A batalha dos travesseiros (Pillow Fight Day) é um exemplo disto.
Comentário: excesso de tempo livre é o pai do tédio.

Freak = é um ataque histérico (normalmente fake) perpetrado num daqueles videozinhos que são vistos por 54 milhões de pessoas no Youtube como este.
Comentário: pena que a nossa curiosidade seja maior do que a nossa paciência.

Burnout = situação fora de controle que você experimenta quando o seu avatar é morto num game violento tipo Call of Duty, e dá uma vontade louca de esganar o seu oponente na vida real.
Comentário: é o que acontece com pessoas que não saem na rua.

Urban game = é um jogo que se realiza nas ruas das grandes cidades envolvendo o uso de tecnologias comunicacionais e georeferenciamento.

Cyberbullying = é a arte maquiavélica de destruir alguém nas redes sociais.
Comentário: alguns cyberbullyings provocam tanta pressão, que levam as suas vítimas ao suicídio.

Go off-line = desconexão voluntária.
Comentário: os especialistas aconselham a desconexão eletrônica pelo bem da saúde de pelo menos 2 horas por dia. Você já se desconectou hoje?

Go outdoor = sair lá fora.
Comentário: nossa, vou sair um pouco desse computador e ir lá fora… Este desejo passou a ser explicitado cada vez mais nas redes sociais.

3 de out de 2011

Gordura ou Gostosura? Tudo depende do tamanho dos seus quadris.


O antigo método de cálculo de índice de massa corporal (IMC) tem muitas falhas, pois acaba juntando no mesmo saco de gatos gente pesada, mas com adiposidade reduzida, com os obesos propriamente ditos, ou seja, não afere precisamente a taxa de gordura no local onde ela mais prejudica a saúde.

As novas descobertas da ciência dão conta que, dependendo da localização do tecido adiposo, ele terá maior ou menor influência no surgimento de doenças cardiovasculares. Infelizmente, para o desespero da voracidade por comidas gostosas e hipercalóricas, os tecidos adiposos localizados entre os órgãos abdominais são os mais perigosos. Quem tem este tipo de gordura é conhecido como portador de “barriga de cerveja”, ou bem de acordo com os padrões de comportamento ditados pela tecnologia, “barriga de blogueiro”. Tais depósitos de gordura não são inertes, ao contrário, são bem ativos ao ponto de produzirem hormônios que provocam o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Por incrível que pareça, a gordura periférica que atormenta as mulheres, porque se acumula nos culotes, é considerada menos perigosa. Nessa região, as células adiposas tem menor influência danosa sobre o organismo.

O cálculo do IAC (índice de adiposidade corporal) é muito simples e não requer a informação do peso, apenas o tamanho da circunferência dos quadris tomada no seu ponto mais protuberante e a altura da pessoa. Você divide o valor da sua circunferência pela sua altura, multiplica pela raiz quadrada da altura e subtrai 18.
Este blog dá a fórmula e a tabela de interpretação do resultado: Nutricionista Paula Fernandes
Este site calcula o IAC para você: EduardoWeb

Curiosamente, se você colocar na calculadora as medidas da funkeira Andressa Soares (mulher melancia): 1,72 m de altura e 1,21 m de quadris, constatará que ela é considerada magra, não sou eu quem está falando, é a ciência! Resumo da ópera: tudo aquilo é tão somente gostosura!

Forçosamente chegamos à conclusão que devemos nos preocupar apenas com a circunferência constituída pelos nossos quadris e barriga, em diminuí-la e isto só é possível mediante a reeducação alimentar aliada aos exercícios físicos.

Maiores detalhes das bases teóricas do IAC: Topmed

2 de out de 2011

Como ocultar o mural e tornar o seu Facebook secreto?

Por diversos motivos as pessoas enfrentam determinadas situações que as obrigam a esconder as suas movimentações na rede, porém, como o Facebook tem essencialmente uma estrutura aberta criada para o compartilhamento, os esquemas para esconder as coisas são bastante dificultados. Portanto, não é fácil adquirir o dom da invisibilidade na rede. Os motivos são os mais variados:

1 de out de 2011

12 Tipos incirculáveis do Google+


Um belo dia você descobre que não pode circular mais de 5 mil figurinhas na nova rede social do Google, então é hora de partir para uma atitude mais seletiva e decircular todas os perfis que só entulham os círculos e não adicionam.

Como sugestão de depuração, eis os meus critérios:

29 de set de 2011

Redes de perfis falsos, nova maneira de ganhar dinheiro na internet


A relevância tem sido desde o combustível da internet desde os seus primórdios, contudo o foco tem se modificado ao longo do período. Enquanto até bem pouco tempo a relevância dos conteúdos era determinada pelo número e qualidade das referências (links), hoje vemos o quanto as redes sociais imprimiram um novo ritmo à dinâmica do processo, ou seja, os usuários se tornaram os geradores de relevância.

Assim, a busca dos webmasters pelos benditos backlinks perde o sentido e os esquemas para consegui-los de maneira fraudulenta através das técnicas de blackhat, já que os usuários das redes sociais são quem está dando as cartas. Por isso mesmo, o negócio do momento são as redes de perfis falsos que negociam positivações principalmente em duas áreas:

1- atuam nas Redes Sociais positivando +1 no Google e “curtir” no Facebook e linkando posts. Só para exemplificar os motivos das novas demandas, você pode notar nos resultados do Google como os compartilhamentos dos seus amigos do Google+ já aparecem nas pesquisas;

2- criam resenhas falsas para positivar determinados produtos: antes de comprar um produto, os consumidores levantam na internet informações detalhadas sobre características, usabilidade, garantia, qualidade, etc. Aqui entram sorrateiramente os “vendedores de reviews” que vendem o seu trabalho às vezes por preço irrisório, como por exemplo, a 5 dólares por 2 ou 3 reviews, segundo centenas de anúncios publicados no site Fiverr:

O interessante desta nova modalidade de crime é que ela é extremamente difícil de ser detectada, pois os "profissionais" da área garantem fazer uso de diferentes IP's de diferentes locais, empregam a linguagem usual dos consumidores, etc. Os fakes vendem de tudo, depoimentos por escrito, posts, depoimentos em vídeo (video testemonials), comentários em Blogues, positivação no Google e Facebook. Para ilustrar a bizarrice, até uma suposta loira bonita se oferece para ser namorada de mentirinha no Facebook pelo prazo de 10 dias ao custo de 5 dólares. Então a carência dos "forever alone" está resolvida, basta procurar no Fiverr pelo termo "girlfriend" e poderá selecionar entre as centenas de pretendentes virtuais!

Artigo que dá conta das estripulias pespetradas pelos falsos resenhadores:

Técnicas que os gringos estão desenvolvendo para detectar resenhas de falsos consumidores:

Até a App Store foi vítima dos falsos reviews:

E o que você tem a ver com isto?
Este tipo de crime afeta de maneira geral ambos que está em ambos os lados do balcão da internet: blogs e sites que não recorrem a este tipo de trapaça podem ser suplantados pelos que operam no lado negro da força, enquanto o consumidor de bens eletrônicos, softwares e aplicativos podem ser ludibriados por avalanches de resenhas positivas que encobrem o verdadeiro caráter do produto.

Fakes nas redes sociais.
Se você tem conta no Facebook ou Google+ provavelmente alguns dos seus amigos são perfis falsos criados exclusivamente para positivar determinadas coisas em troca de grana, portanto, banimento neles!

Por causa dos fakes, a Amazon restringiu a publicação de depoimentos apenas aos compradores que efetivamente efetuaram a compra. Será que a medida funcionou? Não sei não, pois no Fiverr continuam de vento em popa as vendas de reviews para este site de compras, basta procurar o termo "amazon" para conferir.