Pesquisar

2 de nov de 2012

Atenção denunciantes, Facebook endurece cerco contra a pornografia!

por Isaias Malta Até agora as nossas denúncias de conteúdo impróprio publicado no Facebook caiam numa espécie de limbo. Não nos davam a mínima satisfação sobre os resultados. Aos mais minuciosos restava o consolo de guardar o link da imagem e conferir posteriormente a sua eliminação, ou não.

Hoje fui agradavelmente surpreendido. Depois de ter feito a denúncia de uma foto no perfil de uma potencial futura amiga putosa loirosa com os silicones de fora que o Facebook me oferecia, recebi uma notificação após dez minutos dando conta de que o conteúdo havia sido removido. Aliás, o FB removeu o perfil inteiramente.
Você pode acompanhar o andamento das suas denúncias no Facebook através do painel de suporte.

Ora, que mal representa uma mulher com os seios à mostra? A coisa em si mesma não teria mal algum se a rede fosse frequentada exclusivamente por adultos. Entretanto, a realidade é outra, pois o FB abriga milhões de perfis de crianças e adolescentes, notoriamente vulneráveis à exposição de conteúdos eróticos. E não sou eu que estou dizendo, já que uma pesquisa conduzida no Reino Unido constatou que crianças a partir dos 10 anos estão se viciando em pornografia online (diga-se de passagem, compulsão uma vez instalada não tem cura).

Pensando nas crianças, me rendo à política rígida contra o compartilhamento de conteúdo pornográfico e erótico e, tanto quanto o Facebook, devemos abominar e denunciar até as manifestações mais altamente artísticas, tais como fotos de esculturas famosas, amamentação e a famosa nudez frontal "A Origem do Mundo" do pintor francês Gustave Courbet. Porque a pornografia mais medonha sempre começa inocentemente, através de imagens bem intencionadas eivadas do mais alto apelo artístico. Os paladinos da liberdade berram contra a censura e reclamam do cerceamento da liberdade da expressão. Por defender a pornografia na rede, espera-se que eles sejam ET´s e não tenham filhos pequenos, irmãos, sobrinhos, primos, filhos de amigos, etc.

Se queremos combater a erotização prematura da infância, devemos imperativamente afastar as nossas crianças da explicitude sexual que infecta os nossos canais midiáticos, inclusive as novelas de TV, mas isso é papo para outra hora.

7 comentários:

  1. Denuncie as crianças que estão indevidamente na rede. Concordo em tirar a pornografia explicita, mas lutar contra obras de arta e figuras históricas??? É facebook e não igreja evangélica.

    ResponderExcluir
  2. Um tanto exagerado o seu ponto de vista. Aonde há excesso de proibição, há uma série de mecanismos de escape. E quanto a TV? O melhor é o caminho do meio. Sem excessos ou faltas. A sexualidade é natural do ser humano. A quem interessa esse jogo de esconde esconde?

    ResponderExcluir
  3. O Facebook vive um dilema: ou proíbe tudo, ou adota a linha mais branda de permitir o erotismo leve. Ora, isso implica também numa estrutura gigantesca e custosa para discernir o leve do pesado.

    ResponderExcluir
  4. Infelizmente os pais "moderninhos" de hoje tem medo de dizer um simples não a seus rebentos.

    ResponderExcluir
  5. Muito bem Isaias, querem destruir nosso meio de viver, que foi organicamente se desenvolvendo por séculos, e impor essa liberdade mentirosa que te escraviza. Pior ainda se vc levanta a voz contra, os próprios escravinhos te chamam de reaça ou exagerado!

    ResponderExcluir
  6. Não é necessário ser maior de idade para estar no Facebook? Se não me engano está no termo que você concorda ao criar uma conta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O FB permite idade mínima de 13 anos:
      https://www.facebook.com/help/216323255079947/?q=idade&sid=05bPSgKqAWZpM7j9h

      Excluir