Pesquisar

7 de mar de 2010

Quantos bytes ocupa o cérebro de um gato?

gatos, cérebros e computadores.

Cientistas da IBM realizaram uma simulação computadorizada equivalente ao cérebro de um gato, contendo 1 bilhão de neurônios e 10 trilhões de sinapses.

Sim senhores, miar não é para qualquer um! Mas, por que escolheram o cérebro de um gato e qual o interesse dessa simulação?




Os gatos são um dos animais mais utilizados nas pesquisas de neurociências, portanto sua escolha se relaciona ao conhecimento que já se tem sobre seu cérebro, aliado ao fato de ser bem maior que o cérebro de um rato.

Este simulador representa um progresso significativo na chamada computação cognitiva e seu objetivo é criar um programa de computador capaz de simular e emular as habilidades do cérebro para a sensação, percepção, ação, interação e cognição.

Os cientistas vislumbram a fabricação, no futuro, daquilo que eles chamam de chip sinaptrônico, um processador que funcione utilizando os mesmos mecanismos das sinapses cerebrais, criando processadores que funcionem em princípios radicalmente diferentes da computação convencional, do tipo von Neumann.

O desenvolvimento de um computador que funcione como um cérebro humano visa criar um sistema de computação mais inteligente, capaz de interpretar rapidamente e agir frente a problemas complexos, possibilitando a compreensão da grande quantidade de informações disponíveis.

Porém entre os objetivos e a realidade ainda há um longo caminho, pois, apesar de pequeno, o cérebro de um gato não cabe em qualquer lugar.

Embora esperem inserir todo o dispositivo, no futuro, no interior de um único chip, a simulação do cérebro de um gato rodou em um supercomputador Blue Gene, com 147.456 CPUs e 144 terabytes de memória principal. Miiiiiiiiaaaaaaaaaaaaaaauuuuuuuuuuuuuuuuu!!!!

Para acessar dados mais técnicos leia o texto fonte: Computação cognitiva: IBM simula o cérebro de um gato.

Leia também: O que é inteligência artificial?

Por: Gladis Franck da Cunha

5 comentários:

  1. Puxa vida. Levaremos bons anos até "enfiar" todos esses processos num único chip de tamanho nanométrico. Haja bytes.

    ResponderExcluir
  2. De facto o sonho comanda a vida.
    A inteligência artifical tem sido uma busca constante.
    Os avanços têm sido extraordinários e este é um bom exemplo.
    Confesso, que tenho receio do invento. A hipótese de uma máquina possuir inteligência própria me arrepia.
    Se isso acontecer qual será o futuro do ser humano?

    ResponderExcluir
  3. EXTERMINADOR DO FUTURO LIVE 0N
    TENSO

    ResponderExcluir
  4. Por enquanto, o 'Exterminador do Futuro' poderia se dedicar apenas a exterminar ratos, mas como ainda é muito trambolhoso nem isso conseguiria fazer.

    ResponderExcluir
  5. gostei do capacete do gato.
    paskpaoskpaoskpaoskas (:

    ResponderExcluir