Pesquisar

31 de mar de 2010

Porque os nossos carros Flex são alcoólatras beberrões?

A grande verdade é que, se a tecnologia automobilística tivesse acompanhado a evolução da informática, hoje os nossos automóveis estariam rodando no mínimo 30 quilômetros com 1 litro de combustível.

Porém, a nossa realidade decepciona porque somos consumidores burros que se deixam enganar por outros fatores estranhos à economia.

Então, as montadoras se aproveitam da nossa nobreza e nos ferram com design e e todos os fricotes que adoramos.
Carro Design
Carro Design.

Porque priorizamos a tecnologia embarcada a qualquer custo, na forma de computador de bordo, GPS, piloto automático, sensores eletrônicos, etc...
Tecnologia embarcada

Além disto, mais do que tudo, desejamos motores cada vez mais potentes...
Motores mais potentes

Mas, não valorizamos na hora da compra a tecnologia do bem que nos faria morrer menos no momento de abastecer.
Route 66-Bomba de Gasolina

Preferimos andar todo o tempo com o ar-condicionado a pleno,
Uso intenso de ar-condicionado
do que pressupor que qualquer parafernália a mais queima o nosso precioso dinheirinho na forma de combustível fóssil. Resultado: empobrecemos e aquecemos o planeta.

O engodo dos Carros Flex:
Carro Flex
o afogadilho da indústria em popularizar os modelos Flex teve como consequência imediata a diminuição da economia em relação aos motores à gasolina, uma vez estes vinham sendo aprimorados há décadas. Da minha parte, achei uma arbitrariedade do governo e indústrias, para quem reside longe dos centros produtores de álcool, terem nos impingido compulsoriamente veículos bi-combustíveis mais gastadores.

Por esta e por outras, um consumidor indignado pôs um decalque no vidro traseiro do seu novíssimo Honda Civic Flex protestando contra a incúria dos que lhe botaram um neném mamão que faz três quilômetros por litro.
Protesto por economia

Outras fotos do “ar-condicionado” veicular [Poutz].
Foto do novo Civic da Honda [Ainda não achou?] via [Ocioso].

20 comentários:

  1. compre um prius.

    ResponderExcluir
  2. Rapaiz! o "carro design " está ótimo. Vou fazer igual!!! Debaixo do capo deve ser porta-mala, certo?

    Mas é isso mesmo incluo-me na multidão de "felizes" proprietários de carros flex que está indignada com essa enganação toda.

    Tenho saudades do meu Chevetinho que - se eu caprichasse no modo de dirigir na estrada - chegava a fazer 14 km com um litro!

    Grandes abraços

    Jonas

    ResponderExcluir
  3. Acho que o sujeito retirou aquela tranqueira do motor traseiro da Kombi e aproveitou o motor original do Del Rey, muito mais motor sim senhor!

    ResponderExcluir
  4. Verdade ! Nós, pobres mortais inocentes, quando vimos surgindo uma tecnologia dessas ficamos todos empolgados e passamos a utiliza-las, sem saber em roubada estávamos no metendo ! =X O gasto é GIGANTE ! =/
    PS: o carro design me deixou sem palavras !!

    ResponderExcluir
  5. oticas,
    já sou pato de segunda viagem. Embarquei no canto de sereia do FHC, quando prometeu mundos e fundos para os que convertessem seus carros para gás.
    Tão logo estava o meu flamante convertido para GNV e o desgraçado passou de 90 centavos para 1,30. Foi-se o sonho e ficou o pesadelo de ter um carro à gás, enfrentar inspeção veicular todos os anos no INMETRO, etc.
    Os carros FLEX são outras das muitas piadas que o governo tem pregado nos últimos anos nos incautos pagadores de impostos.

    ResponderExcluir
  6. Faz parte do ser humano deslumbre. Assim, dentro deste contexto, que é descutível, é digamos normal a opção por veículos luxuosos e de grande cilindrada. Claro, só uma pequena minoria tem acesso.
    Eu pecador me confesso pois tenho um Golf GTI 2.0 FSI, gasolina. O custo foi elevado mas é um prazer conduzir este automóvel. Um prazer de alto preço.
    Óbviamente também faço parte da minoria.

    ResponderExcluir
  7. Mário,
    Ainda bem que você não mora no Brasil, pois aqui este o Golf GTI é preferência nacional para ser roubado.

    ResponderExcluir
  8. Carro design! UUUUUUUUEHAEHAEUHAEHUAEUHAEAUHEAUHE

    ResponderExcluir
  9. Eo mercado que regula isso não o governo ou vcs acham que as fabricas produzem um produto que não a venda?
    Compraram caros flex por opção não foi o vendedor que colocou uma arma na cara de vcs pra comprar.
    Tecnicamente um caro flex e um motor a alcool que por meios eletronicos(ponto de ignição,mistura arcombustivel)consegue usar gasolina,ou seja ele e um motor a alcool que consegue rodar gasolina.
    carro design
    A necessidade é a mãe da invenção

    ResponderExcluir
  10. oneide345, o problema é que atualmente somos praticamente coagidos a marchar no Flex, graças à falta de opções de motorização a gasolina.
    Relembrando o caso recente da distribuição dos royalties da Petrobrás, acredito que a única maneira de viabilizar os veículos Flex nacionalmente seria equalizar o preço do Etanol em todo o país, ou seja, acabaria a mamata dos paulistas terem o litro a 90 centavos e nós, gaúchos e amazonenses, pagarmos 2 reais pelo litro.

    ResponderExcluir
  11. assim...
    acho que todos aqui desconhecem que carro econômico tem motor pequeno, aquilo lá do civic CERTAMENTE é um defeito que deve ser visto em autorizada ou uma piada de mau-gosto do proprietário (ou então o dono não sabe que o carro tem várias marchas e só usa 1ª e 2ª)
    aparentemente o autor deste "artigo" desconhece o que se chama de Injeção Direta de Combustível que faz com que o motor tenha mais CV por litro (consequentemente mais km por litro de combustível)
    e decididamente muitos não sabem que a proposta de ter um carro que possa ser abastecido com qualquer coisa NÃO É uma jogada política pra ganhar voto, é pra VENDER um produto que dá ao consumidor o DIREITO de escolher o que colocar no tanque de combustível
    finalizando, existem DEZENAS de pormenores não vistos e meio complicados de explicar para leigos
    P.S.: quer economia de verdade? vá de bicicleta

    ResponderExcluir
  12. Hein, acho que o dono do NEW CIVIC mora em SP. Trânsito com quase 15km de tráfego lento em horário de pico, com chuva dobra pra uns 30km! É só 1° e 2° marcha mesmo. Fervendo...

    ResponderExcluir
  13. Ainda vou ter um Maveric V8 a gasolina, vo preparar o motor pra Fazer 1Km/L

    To me fudendo pra aquecimento global... quero mais é que essa porra esquente mesmo, o mundo que se exploda!

    ResponderExcluir
  14. Escreve como se soubesse o que está falando.
    Existem momentos que é melhor ficar calado do que falar besteira.

    ResponderExcluir
  15. Carros flex são desenvolvimento normal dos motores à gasolina. Usam central mais pontente e programação mais sensível as mudanças de combustível. São muito mais eficientes rodando com gasolina. Mas com álcool existe o problema da taxa de compressão interna, que se usa a ideal para gasolina que é baixa para álcool. Assim se são bons com gasolina são piores do que poderiam se fossem projetados apenas para álcool. Só que se não fsse a tecnologia flex, não existiria nenhuma opção de carro a álcool, pela falta de demanda de compra.

    ResponderExcluir
  16. Pode crê, meu carro faz só 17 km/l de gasolina e 13 km/l de alcool... se meu carro fosse só a gasolina iria andar uns 30 km/l como vc disse...

    ResponderExcluir
  17. realmente.. isso é fato.. carro flex abastecido só com gasolina gasta mais q um motor a gasolina devido às adaptações que precisam ser feitas no motor. new civic fazer 3,7 km/l é só em engarrafamento...

    mas se tao querendo econimia e ajudar o planeta....

    ja se perguntaram pq os excelentes carros diesel, alguns deles produzidos no brasil e exportados para a argentina, nao podem rodar no brasil?
    o governo fala que o preço do diesel é subsidiado, mas nao da pra entender porque é mais de 200% mais caro nos paises vizinhos, que nao tem petroleo.
    carros que fazem com tranquilidade 20 km/l na cidade, e poluem menos que um carro a gasolina ou a alcool.

    ResponderExcluir
  18. Meu pai tem um Escort 1.8 1994 e um Fiesta 1.6 flex 2009, ambos da ford.
    Além de um motor mais forte, com melhor aceleração, o Escort velho, feio, 2 portas, sem nada faz 13, 14 km/l, enquanto o Fiesta anda fazendo 8 km/l...
    15 anos depois é triste ver que andamos na contra mão do mundo.

    ResponderExcluir
  19. Yuri,
    o problema é que com os combustíveis quase de graça, mantidos baixos artificialmente por anos de bondades lulistas, as montadoras e os consumidores nem se interessam mais por carros econômicos. Enquanto isto, a natureza que se foda.

    ResponderExcluir
  20. A verdade é que caímos de novo no conto do carro a alcool, que agora chama flex, um carro flex não é um carro a gasolina que anda com alcool mas sim um carro a alcool que anda com gazolina, por causa da taxa de compressão que tem que ser mais alta para andar com o alcool.

    Aplicaram duas vezes o mesmo golpe exatamente igual, só mudou o nome e nós caímos.

    ResponderExcluir