Pesquisar

24 de fev de 2012

Amo meu marido, mas ele só se interessa por ninfetas virtuais. O que fazer?


O pesadelo do vício por pornografia avança no tecido da sociedade de orientação ultra liberal e semeia as suas vítimas entre cônjuges e familiares dos compulsivos. Vidas destruídas é tudo que podemos falar desta horripilante chaga desintegradora de lares. Por isso é tão importante o depoimento das vítimas deste processo avassalador, por isso este depoimento postado no artigo “10 Depoimentos Reais de quem perdeu tudo para a pornografia” pode ajudar as pessoas a tomarem consciência do mal antes que seja tarde, neste caso, o retrato de um homem que graças ao recrudescimento da pornografia, está se bandeando perigosamente para a pedofilia.

Dia 23 de Fevereiro de 2012 às 13h14min:
“Boa tarde,
Quero deixar aqui um testemunho aos frequentadores deste site, que está me ajudando. Tenho 29 anos e sou casada há quase três anos. Desde o início percebi que meu marido gostava de filmes pornôs. Eu tratei com indiferença, apesar de um pouco de ciúme, e confesso: de nojo também. Tentei assistir com ele algumas vezes.

Sou uma esposa bastante liberal no que se refere a sexo com ele, não lhe nego nada em relação a posições e práticas sexuais (desde que eu seja tratada como um ser humano, porque não sou um animal). Sou uma mulher bonita e desejável, também sou carinhosa, meu marido diz que sou sua razão de viver, a mulher de sua vida, e que me ama mais que tudo na vida.

Porém, o vício em pornografia a qual ele se submete está acabando com o meu amor, meu respeito por ele, e com o nosso casamento. Ele não faz mais questão de esconder que acessa sites, revistas, até mesmo quadrinhos pornográficos. Ele acessa todo tipo de lixo imundo, armazena vídeos de sexo oral, anal e outros, me parecendo ser esses dois suas preferências.

Parece não se importar com minha dor. Ele esconde isso quando temos alguém em casa, e eu sofro silenciosamente. Ele adora principalmente as ninfetas. Fica louco com mulheres que simulam serem garotinhas, com seus corpos magricelos, chuquinhas no cabelo, ursinho de pelúcia e sainha infantil. Isso já me devastou de tal maneira que penso que ele esteja a um passo de virar pedófilo. Já notei um comportamento estranho, um excesso carinhoso relacionado a meninas de 8 a 10 anos de idade.

Não gosto de pensar isso dele, que ele seja um monstro, mas é inevitável. A ex-mulher dele era muito nova. Foram viver juntos quando ela tinha apenas 14 anos, o que em minha cabeça agrava a situação. Eu o amo, mas agora, já sinto nojo, ódio, rancor, sinto que ele destrói a cada dia a vida maravilhosa que tentamos construir juntos. Já briguei, xinguei, gritei, nada adianta.

Ele não reconhece que tem problemas. Faço acompanhamento psicológico, e a minha médica me diz que tenho que aprender a me separar como pessoa dele, a minha individualidade da dele, que não tenho defeito algum, mas ele é que tem um problema. Estou pedindo a Deus forças para sair desse casamento, apesar da dor que sentirei. Mas o que ele está me causando vai acabar me destruindo e não suportarei muito.

Homens e mulheres: cuidado com seus vícios. Qualquer coisa que torne o homem à semelhança de um animal, de uma besta, e não à semelhança de Deus, deve ser banido, porque causa muita dor. Sei que vocês se sentem um lixo pelo que fazem. Mas e o que fazem com seus parceiros? Com sua família? Pensem em seus filhos. Não precisam ser escravos de algo tão sujo, chafurdarem na lama como porcos. Sexo é algo de Deus, mas o diabo perverteu tudo, fazendo com que sejam humilhados, que virem lixo humano, com que percam tudo, se arriscando em algo que não lhes traz nada de bom.”

Reflexão sobre o caso:
Cara esposa apaixonada, o seu martírio desperta poucas esperanças. Sabendo-se que o primeiro passo para o controle da compulsão é o reconhecimento da doença, por ora, o seu marido está muito longe do alcance de qualquer ajuda.

4 comentários:

  1. Eu faria a seguinte pergunta a ela: como é que vc entra numa relação sem conhecer a pessoa? Não apenas namorou. Foi mais longe: SE CASOU(!).

    Será que realmente foi uma surpresa seu marido ser viciado em pornografia? Isso não acontece de uma hora pra outra.
    Onde estava o diálogo entre vcs? Será que a relação amorosa(?) se restringia à relação sexual? À atração física?

    Estamos na era do politicamente correto, quando o que impera mesmo é o "coitadismo".
    Repudiam o assassino da Eloá, mas não observam a responsabilidade da família e da própria vítima. Está na hora de raciocionar um pouco.

    Ele e vc têm um problema. Vc deveria sair dessa relação custe o que custar e aprender a lição pra não passar pelo mesmo nos namoros futuros.
    Priorize a conversa. O que vcs têm em comum??
    Mantinham diálogos abertos?

    Não ache que só porque vc se apaixonou isso é suficiente. Quem ele é? Qual a natureza dele? É um psicopata, um pedófilo, um doente mental de outra espécie? Tudo tem que ser avaliado.

    Óbvio que ninguém é perfeito e não é esse o objetivo, buscar idealizações. Porém, um mínimo de razão é uma prioridade.

    ResponderExcluir
  2. que mulher ridicula! a unica que ta doente é vc, ta paranoica já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saia deste relacionamento e se valorze...1!!

      Excluir
  3. porque voce nao brinca com ele de ninfeta ele vai adorar todo homem tem esse lado de fantasia

    ResponderExcluir