Pesquisar

6 de jun de 2012

Curiosidades sobre a vigiada vida digital na China


A internet se espalhou como um vírus sobre a superfície do planeta e hoje em dia não há como viver sem ela, exceto em locais que se recusam a instalar infraestrutura pública de conexão à rede mundial, tais como a Coreia do Norte, um dos países que ainda não usufruem do símbolo máximo da modernidade. Nos regimes autoritários onde há internet, ela é constantemente vigiada e cerceada para que os cidadãos daqueles países não exerçam o direito à liberdade, caótico é verdade, mas imprescindível às grandes democracias.

O país com o maior número de internautas proporciona, no entanto, uma via digital bastante acidentada, meio que parodiando a grande muralha chinesa. E não foi à toa que o regime de lá escolheu o poético nome "Muralha de Fogo" para denominar a grande barreira que eles ergueram entre a internet real daqui de fora, padecedora de percalços e anárquica, e a de dentro, controlada paranoicamente para filtrar indecências e termos ideologicamente perigosos.

Por isso, as infovias chinesas parecem extremamente exóticas ao nosso modo de ser que se acostumou à liberdade total... e às responsabilidades que ela acarreta quando nos excedemos no seu exercício.

Na China toda a pornografia online é crime
Imagina que eles bloqueiam a maior fatia de tráfego de toda a internet! Das formas de ganhar dinheiro na rede, esta tem sido a mais usada, seja sob a forma de sites legais que cobram mensalidade dos seus usuários cadastrados, seja pela via da pornografia "gratuita", que de gratuita não tem nada, dissminadora de vírus e outras pragas perigosas.
Por isso, os chineses donos de sites pornográficos vão para a cadeia.

Na China você denuncia Sites pornográficos e ganha dinheiro por isto
Na internet, ou você ganha dinheiro divulgando pornografia, ou denunciado-a, como ocorre especificamente na China. Lá um jovem ganhou 1.454 dólares por ter denunciada 32 sites pornográficos. Se a moda pega, aqui ganharíamos fortunas!

Na China alguns viciados em Internet são açoitados nas clínicas de recuperação (campos de concentração?)
Na qualidade de país com a maior população de internautas de mundo, superando casa do meio bilhão de usuários, é fácil de enteder que eles têm o maior número de viciados em internet. Para esses, é reservado um tratamento duro, por vezes baseado na rígida disciplina militar e em castigos físicos aplicados aos renitentes.

Big Brother
Em 2014 comemoraremos os 30 anos além de 1984, a data fatídica celebrizada no romance de George Orwell escrito em 1948, que retrata um mundo totalitário baseado em forte vigilância sobre os cidadãos, um lugar em que o conceito de liberdade simplesmente não existe. Hello, alguma semelhança com as Redes Sociais? Hoje, o Google, que é considerado por muitos a personificação do Big Brother de 1984, está propondo avisar ao internauta se algum governo abelhudo está fuçando nos seus dados pessoais. Será que tal alarme funcionará nas entranhas da inexpugnável muralha de fogo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário