Pesquisar

30 de jun de 2015

10 Tipos de Pianos Raros



Pianos raros também podem significar “tipo raro”, ou seja, aqueles modelos produtos de técnicas construtivas inovadoras e algumas até bizarras.

1 - Piano híbrido misto de piano quadrado e cauda
Um piano híbrido entre piano de cauda e quadrado é realmente uma peça rara! É interessante a história deste piano, que foi adquirido há 42 anos por setecentos dólares e hoje, depois de restaurado, alcança facilmente a cifra de 100 mil dólares.

2 - Piano transpositor
Transposição de escalas feita mediante o acionamento de uma alavanca que muda a posição do teclado em relação ao mecanismo. Eis um dos tipos de raridades que não colou!

3 - Piano redondo
A fábrica inglesa John Strohmenger & Son e a americana Wurlitzer produziram pianos em estilo Art déco nos anos 30 e a chinesa Pearl River tem um modelo “butterfly” no seu portfólio.

4 - Piano com cordas triplamente cruzadas
Se o padrão de duplo cruzamento de cordas apresenta quebras tonais que nunca foram inteiramente solucionadas, imagina um piano com cruzamento triplo! A imagem deste Ibach “Striegel” circula por aí, mas não encontrei maiores referências.

5 - Piano oval
Este estranho pianino pertenceu a Johannes Brahms, talvez resultante de uma encomenda. Hoje, o instrumento integra o acervo do castelo do príncipe em Detmold, Alemanha.

6 - Piano oblíquo
Estes pianinhos de curto alcance de 4 oitavas, eram dirigidos aos estudantes. O expediente para aumentar o comprimento das cordas, aproveitando ao máximo o espaço exíguo, as cordas retas (sem cruzamento) são inclinadas. Na realidade, os pianos oblíquos representaram uma transição entre o período de cordas retas para o sistema de cordas cruzadas.

7 - Piano de 2 teclados
Algumas peças barrocas escritas para cravos de dois manuais exigem passagens de dedos bem complicadas quando tocadas no piano tradicional de um teclado. Assim, alguns fabricantes trouxeram à lume esta ideia, que ao contrário dos cravos, o segundo teclado não permite alterações timbrísticas.

8 - Piano com cepo de metal
Muitos anúncios anunciam como uma das grandes vantagens do piano sendo vendido o seu “cepo de metal”, o que é uma grande inverdade, já que o cepo sempre foi de madeira. O que o senso comum se refere é à chapa, que até a penúltima década de século XIX era efetivamente de madeira. Já este curioso piano de 4 cordas por nota mostrado no vídeo apresenta um intrincado sistema de cepo de metal com cravelhas de afinação fixadas por porcas e arruelas.

9 - Piano-cravo
Aparentemente, caso único no mercado nacional, este piano Schneider equipado com o curioso sistema Harpson-Cêmbalo, que permite a produção dos timbres de “harpa” e “cravo” através da interposição de uma barra de chapinhas de metal (acionadas por uma alavanca) entre os martelos e as cordas.

10  – Piano vertical equipado com cepo inclinado
- Inclinação de 45º
Um alemão errante foi dar nas Filipinas e montou por lá uma fábrica de pianos com uma estranha peculiaridade num dos seus modelos, o cepo inclinado que o alemão chamou de Weinstein Curvex Acousticon. Nem é preciso dizer que tal configuração é o terror dos afinadores, por sua teimosa rejeição aos esforços para afiná-lo!

- Inclinação de 90º
Comentário feito por um afinador sobre essa "preciosidade" do início dos anos 60 da marca Schwartzmann: “O engenheiro que projetou este sistema de fixação de cordas deveria apanhar de fio de ferro. As cordas deveriam subir em linha reta até as cravelhas, neste piano elas fazem uma curva de 90 graus até as cravelhas. Depois de 50 anos dobrada assim, adivinha o que acontece quando você vai puxar a afinação”.

3 comentários:

  1. Bem, mas com a tecnologia de hoje e o farto material alternativo que existe no mercado, há pouco ou nenhum investimento em pianos extremamente mais leves, com sistema de afinação mais aprimorado.Falta de interesse ou receio de entrar nessa "elite" de pianos tradicionais ainda cheia de tabus...Será que alguém se atreve?

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de saber sobre o piano J. S. Bach, alguem sabe onde encontrar um?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O J.S.Bach é um piano brasileiro bem chinfrim, de péssima qualidade, não aconselho.

      Excluir