Pesquisar

2 de jan de 2011

Derrubados, ou não, 10 mitos sobre tecnologia.

Ao longo do tempo pegamos manias que vão sendo pinçadas daqui e dali. Porém, de vez em quando é muito bom revisarmos os procedimentos para descobrirmos se concomitantemente às babaquices inúteis que fazemos, não estamos negligenciando coisas realmente importantes.

1) O HD estragado volta a funcionar depois de congelado.
Mito: enrolei um disco rígido que deu pau em plástico anti-estática e deixei no congelador por 24 horas, mas não obtive nenhum resultado. Talvez algum leitor tenha sido mais feliz e possa relatar o seu sucesso.

2) Numa câmera digital, o que importa é o número de megapixels.
Mito: de olho nesta mentira adotada como verdade pelo mercado consumidor, os fabricantes deitam e rolam no número de pixels, enquanto se dão ao luxo de omitir outros parâmetros muito mais importantes. Embora a resolução seja realmente importante para os profissionais que necessitam imprimir fotos de grandes proporções, para a grande maioria dos usuários isto é um detalhe irrelevante. Agora, fique muito esperto quando uma câmera oferece impressionantes 12 megapixels... interpolados, que na realidade, mal e porcamente chegam a 3 MP reais, tipo a Tekpix:
A verdadeira origem da Tekpix i-DV12.
Por que a Tekpix é uma bomba?
Entenda os parâmetros das câmeras digitais.

3) Deve ser dado um intervalo de 15 segundos antes de religar o computador.
Verdade: para reinicializar o computador, é recomendável esperar que os pratos dos discos rígidos parem de girar completamente, com o objetivo de preservar o seu sensível mecanismo. Normalmente isto acontece em 5 segundos, mas os especialistas falam em 15, para dar a devida margem de segurança.

4) As baterias níquel-cádmio devem estar completamente descarregadas antes da recarga.
Verdade: este tipo de bateria adquire um "vício" (componentes internos são danificados) que as impede de pegar carga completa, quando são recarregadas muitas vezes sem a sua energia ter sido completamente drenada.

5) Os arquivos digitais duram muito mais do que os analógicos.
Mito: ao contrário, um dos maiores problemas do mundo moderno é encontrar métodos permanentes para a armazenagem de dados. Até hoje nenhuma solução ultrapassou alguns poucos anos. Enquanto você tem papiros do antigo Egito com mais de três mil anos de idade completamente intactos e LP's dos Beatles da década de 60 em perfeito estado, praticamente não há mais vestígios de arquivos digitais de 20 anos atrás.
Quanto tempo dura um CD?
Como armazenar dados permanentemente?

6) Ligar e desligar um computador frequentemente pode danificá-lo.
Mito: ao contrário, é até interessante que o computador seja desligado de vez em quando para ter períodos de descanso. Em respeito à questão energética e às preocupações com o aquecimento global, é altamente recomendável que quando você não estiver usando o seu computador, deixe-o em stand-by. No meu caso, programei o meu computador para entrar em modo "sleep" em 5 minutos e em 15 minutos ele entra em hibernação.

7) Os computadores da Apple são imunes a vírus.
Meio Mito: não há Sistema Operacional inviolável. Não obstante os applemaníacos acreditarem na falsa ideia de que os seus equipamentos não pegam vírus, a ocorrência mais espetacular de ataques maliciosos se dá em cima da plataforma mais esmagadoramente usada. Neste caso, enquanto o Windows estiver por cima da carne seca enquanto durar a era dos PC's, certamente será mais atacado por hackers e crackers, sedentos de fama e ganhos financeiros.
No entanto, esta verdade está para mudar de figura na medida da massificação dos dispositivos computacionais móveis. Começam a surgir os primeiros worms para smartphones e não importará se eles são movidos pelo Android (Linux), ou iOS (filhote do mundo Mac), ou Windows Phone (filhote do Windows), pois o nível das infecções dependerá sempre da sua disseminação no mercado e nunca da sua pretensa invulnerabilidade.

8) Seu ISP (Provedor de Internet) e IP (endereço único na Internet) permitem que todas as suas atividades sejam monitoradas remotamente.
Meio mito: teoricamente o provedor pode fazer isto, mas para tanto, ele deveria rastrear e armazenar todas as movimentações dos usuários, o que implicaria em altos custos de armazenagem e processamento. Então, se por um lado você pode dormir sossegado, por outro, deve ter sempre uma pulga atrás da orelha.

9) Mulheres não gostam de jogar videogames.
Mito: besteira, as mulheres representam 38% do mercado de jogadores, o que não chega a ser uma fatia desprezível.

10)Todos arquivos deletados do HD permanecem intactos.
Verdade: todos os dados deletados, ou mesmo aqueles armazenados num disco rígido formatado, lá permanecem e podem ser recuperados por ferramentas de software disponíveis no mercado.
A coisa mais segura a fazer quando um computador velho é descartado, é:
1) Usar um destes aplicativas que faz "wipe" de dados, ou seja grava zeros no endereçamento físico de cada um dos arquivos existentes - cabe lembrar que tal operação chega a durar horas;
2) inutilizar fisicamente o HD é a solução mais garantida para quem possui dados realmente sensíveis, ainda mais quando o descarte e feito porque deu pau no disco rígido e nenhuma solução por software pode ser executada.
9 maneiras seguras e inseguras de apagar dados do Disco Rígido-HD.

Adaptado de:
Busting (or not) 10 top myths about technology.

10 comentários:

  1. Sobre o item 10:
    Reservo 3% de espaço pra lixeira. Faz algumas semanas, dividi uma pasta VIDEO_TS em 30 pedaços com o 7zip. Ele gera arquivos 001, 002, 003...
    Minha intenção era enviar pra um servidor. Por acidente, antes de enviar, excluí uns 7 e ainda fiz a imbecilidade de esvaziar a lixeira(eu sei, haja incompetência).

    Logo depois dei boot em outro HD e nele fiz a instalação do GetDataBack. Não consegui recuperar nenhum.
    Procurei outros softwares considerados eficientes no baixaki, mas nada.

    Acabei por desistir, excluir os restantes e dividir a pasta de novo, o que leva uns 25min no meu PC que é meio antigo.

    Por isso, tenho pra mim que o sucesso da recuperação depende do tamanho do arquivo. Em outras ocasiões já recuperei mp3 e fotos.

    ResponderExcluir
  2. Esse caso em específico dos pixels interpolados remete a uma outra enganação que era 'empurrada' ao consumidor: alguém se lembra do boom dos aparelhos de sons no início dos anos 90, principalmente provocado pela popularização dos CD's, onde prometiam aparelhos com 1000 W 'PMPO'?
    Pois é, quem é nessa ou já era antenado naquela época, sabe que potência de pico não é a mesma coisa que potência real.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. O anônimo não usou um simples editor físico de disco. É barbada recuperar arquivos deletados da lixeira. O Norton tinha/tem um editor espetacular. Tudo o que você tem a fazer é achar os arquivos e trocar o primeiro caractere do nome.

    Junior Silva, bem lembrado o parâmetro de potência PMPO, uma das maiores safadezas da indústria. Só que ela não parou por aí, pois continuam a nos aplicar. Entre comprar uma TV Philips LED, acabei optando por uma Sony Bravia LCD. Por que? Porque a Philips é uma grande bosta, mesmo tendo uma tecnologia mais atual, enquanto a Sony preferiu dedica mais tempo ao amadurecimento desta tecnologia. Agora, se você coloca uma do lado da outra para fazer uma comparação de imagem, a Sony dá de banho na maioria das LEDs do mercado.

    ResponderExcluir
  4. Caraca! Nunca li tanta merda na vida!

    ISP (endereço único na Internet) -- http://pt.wikipedia.org/wiki/ISP

    Credibilidade zero! E nem vou gastar meu tempo comentando mais coisas!

    ResponderExcluir
  5. Pra mim o 7 é mito mesmo,e faz tempo que não vejo baterias de ni-cd,atualmente só se acha de lítio que não tem efeito memória...

    ResponderExcluir
  6. Aff, o autor do 1º comentario chega a citar que procurou programas eficientes no "baixaki".
    Caso alguem queira algum programa de qualidade, tem que procurar em foruns Warez, que pegam programas pagos e crackeiam.O baixaki oferece apenas softwarez livres, que geralmente são os mais fracos.
    Procurem por TheRebels, TheGenius.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  7. "Aff, o autor do 1º comentario chega a citar que procurou programas eficientes no "baixaki"."


    Por que o "aff"? É tão esquisito procurar programas no baixaki? A maioria dos tutoriais sobre diversos assuntos fazem referência a ele. Não é um site assim tão "noob".


    Sobre a resposta anterior, qual seria esse editor de disco? Procurei no google e só achei o Norton disk 2002, mas não vi link pra download.

    Estou baixando o Hiren's boot que possui uma penca de softs de recuperação. Se é que funciona.

    ResponderExcluir
  8. Existem muitos editores de disco no mercado. Um destes, gratis, é este: http://mh-nexus.de/en/hxd/
    Um mais completo, pago, é o Acronis.
    É só procurar no Google por "disk editor".
    Quem usa editor de disco tem que saber o que está fazendo, pois escreve diretamente na superfície física sem a mediação do sistema operacional.

    Acho o baixaki bastante interessante, inclusive seus tutoriais são ótimos.

    ResponderExcluir
  9. Muito bom, você mencionou sobre comprar cameras pelo numero de megapixels eu logo lembrei das placas de video, que o pessoal leva em consideração apenas a memória interna.. é f*da!

    ResponderExcluir
  10. Gostei do artigo. O ideal mesmo para evitar perdas é ter um backup. Mas infelizmente não seguimos essa cultura. heehehe

    ResponderExcluir