Pesquisar

26 de ago de 2012

Conheça as letras miúdas antes de cair no golpe do carro usado


Não é todo mundo predestinado a comprar um carro zero na concessionária, sem se preocupar com a origem do produto. À maioria dos compradores resta a opção mais viável economicamente de garimpar um bom veículo no mercado de usados e chuliar para que ele, além de estar em boas condições mecânicas, não seja um golpe.

Por isso, nesse mercado cão onde o picareta que menos corre voa, o estabelecimento de vínculos de confiança com o vendedor, que apesar de ser um bom começo, nem sempre é o suficiente. Assim, o comprador deve se inteirar das maracutaias do negócio e saber que algumas delas não são apenas frutos do jeitinho brasileiro, mas práticas criminosas que podem levá-lo às barras dos tribunais e à cadeia.

Carro baixado
Significa que o órgão de trânsito deu baixa no veículo e ele não pode mais circular nas ruas, o seu RENAVAM é apagado do sistema. Tais carros são então leiloados como sucata. No entanto, alguns arrematadores podem colocá-los de volta ao mercado de maneira ilegal, usando um dos inúmeros subterfúgios existentes.

Carro Finan, FN, NP, Tumulto
Um carro Finan, como aparece nas letras miúdas de vários anúncios está com um financiamento em aberto. Até aí tudo bem, pois é completamente lícito vender veículos que não tenham sido quitados.
Os problemas passam a ocorrer com os NP, ou seja os financiamentos que não foram pagos. A procedência desses veículos é normalmente de indivíduos que contraem financiamentos bancários e jamais pagam nenhuma parcela, pois se tratam de laranjas usados por quadrilhas especializadas em vender carros com financiamentos pendentes.
Ora, as financeiras somente conseguem a liberação de Busca e Apreensão depois de 2 anos, o que dá uma margem para as pessoas continuarem trafegando nas ruas com carros novos comprados a preço de banana.
O grande problema acontece quando o comprador é ludibriado e não toma conhecimento do financiamento pendente, apesar de ter pago praticamente o valor de mercado. Neste caso, ele não verá nenhuma vantagem em tentar negociar com o Banco o pagamento do financiamento, pois terminaria pagando mais pelo usado do que por um novo.

Carro BA
O próximo estágio de um veículo com financiamento não pago é a emissão do documento de Busca e Apreensão pela justiça. Quando isso ocorre, o carro não pode ter a sua licença renovada e pode ser apreendido a qualquer momento numa blitz policial. Alguns garagistas desonestos anunciam explicitamente nos jornais carros em BA e o possível comprador deveria saber que além de correr o risco de perder o veículo, pode ser processado por receptação.

Carro de enchente
Quando você vê na TV aquelas enchentes monstruosas no sudeste com um monte de carros boiando, saiba que muitos deles não têm seguro e seus donos mandam dar uma consertada básica para desová-los no mercado, logicamente com preços altamente atrativos. Quem entra num rabo de foguete desses, vai se encrencar feio porque tais veículos vão dar problemas pelo resto da sua vida útil.
Pergunta intrigante: é possível comprar um carro zerinho que tenha passado pela enchente? Nos fóruns de reclamações há suspeitas nesse sentido, pois eventualmente os pátios das montadoras são inundados e também os das concessionárias, conforme esse relato.

Carro alienado
É um carro cuja dívida com o banco ainda não foi quitada, portanto, a posse do veículo não pode ser transferida. Essa situação é fácil de ser verificada, pois consta no documento de propriedade. A coisa não é tão simples assim quando o documento é fraudulentamente "esquentado" por agentes corruptos do DETRAN cooptados por quadrilhas.

Carro Clonado
Carro clonado é aquele que é roubado e posteriormente recebe número de chassi, placas, número impresso nos vidros, tudo igual a um carro original que está trafegando normalmente. Para não despertar suspeitas, os criminosos vendem este tipo de carro por preços bem vantajosos, mas não muito abaixo do valor de mercado para não dar na vista.

Carro PT (perda total)
Você compra um carro espetacular, com baixa quilometragem e na hora de fazer o seguro, a seguradora se recusa a fazê-lo, pois no cadastro deles aquele número de chassi como veículo sinistrado. Logo, é muito saudável ficar com um pé atrás antes de abraçar uma oferta tentadora.

Carro Salvado
As quadrilhas compram carros destruídos por uma ninharia, mas com a documentação em dia, e tratam de roubar carros idênticos para "vestir" a sucata. O problema são os crimes necessários para perpetrar a "vestimenta", que acabam estourando no infeliz comprador quando a fraude é descoberta.

Carro "esquentado"
Veículo roubado que recebe legalização fraudulenta, ou de documentos roubados do DETRAN.

Carro bichado de fábrica
Você lê as histórias de terror por aí de consumidores que têm o azar de comprar carros zero que se tornam "amantes" da graxa. Pois é, se depois de 6 meses ou 1 ano o dono resolve assumir o prejuízo da troca prematura e desovar o bichado no mercado, o 2º dono vai abraçar o mico sem saber no que está caindo.
Se você está vivamente interessado em comprar um semi-novo com baixa quilometragem, tente levantar a história do carro na concessionária onde ele foi atendido. O histórico demonstrará se ele é um bichado ou se apenas o dono não gostou do carro.

Antídoto para não cair no golpe do carro usado
Em 1º lugar você não deveria trafegar com um veículo sem seguro. Em 2º, é altamente recomendável que você faça o seguro num corretor e sempre o mesmo, pois assim vocês estabelecem laços de confiança mútua.
Sob esta perspectiva, a nossa corretora deu o seguinte conselho: jamais fechar o negócio num veículo usado antes de fornecer ao corretor o número do chassi, para que ele faça uma varredura no seu histórico.
Os corretores tem acesso inclusive às fotos, quando é caso de automóvel sinistrado. Nessa situação as seguradoras se recusam a efetuar a cobertura. Se os compradores procedessem preventivamente, certamente a quantidade de golpes decairia na praça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário