Pesquisar

27 de set de 2012

Coisas que nunca deram certo na informática e outras sim

A origem do dito popular "a informática inventou problemas que não existiam" ninguém sabe, mas o que sabemos é que ele é uma grande verdade. Agora que a computação está sendo absorvida pelos dispositivos móveis, será que finalmente adentramos na era da "solucionática"? Quem migrou, já está percebendo que, enquanto algumas coisas se repetem, outras não.
BLUE SCREEN OF DEATH: o aviso de falha geral no computador sempre é real! Às vezes ela é azul, outras é preta, mas igualmente entidades mortais que paralisam tudo o que você esta fazendo e, pior, provocam a perda do seu trabalho.

ABORT, RETRY, IGNORE: botões mais inúteis da história da computação, ao apertar em qualquer um deles você descobre que o efeito é simplesmente o mesmo, ou seja, nenhum.

GENERAL FAILURE: é o aviso mais verdadeiro da história da informática, na maioria das vezes indica que o seu HD, SSD ou flash memory foram para o saco. Sem dúvida, é o General mais odiado de todos os tempos!

MOUSE DE BOLINHA: nunca funcionou direito, a única coisa que funcionava 100% era a captação de sujeira. O engraçado é que o mouse ótico padece do mesmo problema, só que em escala reduzida – eventualmente você tem que desmontar o bichinho e limpar a sujeira que se acumula no conjunto ótico.

CMOS battery low: acaba a carga da bateria de lítio de backup da BIOS que você nem sabia que existia e, por azar, você não tem uma daquele tipo em casa – o problema depois é que você terá que configurar a sua BIOS novamente.

HELP: quando algo dá errado, os programas oferecem o famoso Help, que nunca ajuda coisa alguma. O certo é que você só conseguirá uma informação útil n'algum fórum da internet.

ESC: é o legítimo botão de pânico no computador! Funciona sempre nos piores momentos. A indústria deveria ter convencionado desde o início fabricá-lo na cor vermelha.

IMPRESSORA JATO DE TINTA: esse dispositivo nasceu com tudo para dar errado e, de fato, confirma a lógica. Ou subitamente acaba a tinta, ou o cartucho novo reciclado para de funcionar, ou o cartucho entope devido à sujeira, ou a tinta vaza dentro da impressora e escorre pela casa, ou milhões de outros problemas. A minha casa traz até hoje no assoalho de madeira os vestígios das guerras tintureiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário