Pesquisar

21 de set de 2012

Você tem Facebook? Se não, cuidado você pode ser um alienígena!


Você tem Facebook? Essa pergunta já banalizou mais do que qual é o seu nome, endereço, telefone, filiação, local de trabalho, etc. Eventualmente, alguma pessoa revela constrangidamente que não tem Facebook!

Então, você fica olhado para a cara dela pensando no perigo que corre diante de uma súbita invasão de alienígenas. Pois o novo status quo determina que quando alguém abre um perfil lá na rede do Mark Zuckerberg, mesmo que atirado às traças, tem direito a um salvo-conduto rumo à humanidade e à aceitação social.

Por que esse salvo-conduto se tornou essencial à vida moderna? Ora, visionariamente o Facebook engendrou o sistema de Linha do Tempo (Timeline) para abarcar a vida da pessoa na sua integralidade, desde o nascimento até a morte. Isto implica que a vida dos usuários é um livro aberto, nem que o perfil seja apenas para os amigos, pois os amigos dos amigos bisbilhotam, assim como os amigos dos amigos dos amigos e assim por diante, abranger as bilhões de almas anônimas habitantes da crosta do planeta.

Se você, ao procurar um emprego e declara que não tem Facebook, deixa margem ao subentendimento de que não possui vida. Nesse caso, as suas chances de conseguir a vaga são tão remotas quanto às dos seres quiméricos.

Vai iniciar um namoro? A resposta negativa à pergunta crucial, certamente desestimulará futuras possibilidades de estreitamento da relação. Em resumo, suas chances amorosas na vida real podem sofrer sérios danos se não tiver existência virtual.

Está partindo para a separação e quer que a pessoa suma da sua vida? Pois bem, o processo doloroso começa com a mudança do status para "solteiro" e a retirada dela do seu círculo de amigos, talvez até um bloqueio nos casos mais litigiosos.
Assim, suas comidas, dores, alegrias, férias, cachorros, bebedeiras, filhos, incertezas, mágoas, família, gatos, comemorações, todos essas pequenas coisas vão compondo peças do grande mosaico da sua Linha do Tempo, de uma maneira jamais vista na história da humanidade, quando as vidas das pessoas se convertem em livros públicos e abertos acessáveis a qualquer um. Essa implosão do princípio da privacidade será o cumprimento da profecia bíblica que previu como um dos sinais do fim dos tempos a irmanação de todos os seres humanos numa só nação, ou será essa a marca da besta? Quem viver verá.

2 comentários:

  1. Um dia...sofri a ilusão que a internet bastaria, que o mundo virtual tudo me daria...

    ResponderExcluir
  2. Eu só queria encontrar um texto na internet explicando o que tem de bom no Facebook. Sem zombarias e sem ridicularização.
    Porque --que diabos -- não encontro uma ação benéfica dessa rede.
    As pessoas usam pra expor suas fotos. Serão exibicionistas? Carentes, precisando de atenção? "Ei, eu fui ao parque. Estão me vendo aqui? Preciso do seu carinho. Olha como estou lindo(a) nessa foto."

    Ou postam fotinhos engraçadas ou sentimentais e comentam as fotos dos outros.
    Rapaz!! É muita falta do que fazer!

    Não existe uma pesquisa séria indicando se essas pessoas estudam e trabalham? Ou será que o patrão deixa que usem o computador pra fazer essas besteiras? Sério! Eu gostaria de saber.


    Tenho pra mim que o sucesso do Facebook e Twitter(outra coisa absurda) se deve a investimentos milionários de grandes empresas.
    É o marketing que faz lavagem cerebral. Com ele é possível vender até peixe podre.

    Os canais de TV incentivam o telespectador a visitar suas "páginas" no Facebook. Talvez eles ganhem um dinheirinho pra criar lá sua conta, anunciar na TV, e assim, atrair essa multidão de gente.
    Porque conteúdo que é bom, eu não vi até hoje.

    Em suma, existe um negócio milionário por trás desse sucesso que deveria ser verificado nos bastidores. Merece uma reportagem.
    Ganham milhões de dólares oferecendo lixo.

    ResponderExcluir