Pesquisar

28 de mar de 2012

Facebook: Nenhum método de verificação está disponível no momento. Volte mais tarde.


Um dos grandes mistérios do Facebook nos últimos tempos (e fonte de dor de cabeça) pode começar quando o usuário se depara com a sinistra mensagem: “Por motivos de segurança, sua conta está temporariamente bloqueada”. E a razão é muito simples, o método de verificação nem sempre está disponível, quando o usuário enfrenta esta mensagem:
“Este método de verificação não está disponível no momento. Clique aqui para tentar outro.”

E quando você tenta, esbarra no último aviso desvanecedor:
“Nenhum método de verificação está disponível no momento. Volte mais tarde.”

Escrevi 2 artigos abordando o tema Bloqueio da Conta por Motivos de Segurança:

Como reativar a conta se o sistema não te dá chance de completar o processo verificação?
Apesar deste problema não estar contemplado na Central de Ajuda do Facebook, tentaremos elencar algumas medidas que podem auxiliar o processo de validação da identidade e consequente reativação do perfil.

Verificar o e-mail
A primeira coisa a fazer é verificar a caixa de entrada do e-mail para ver se não há alguma mensagem que o Facebook tenha enviado contendo instruções ou código de autenticação.

Tente novamente mais tarde
O Facebook passou algumas etapas da verificação de identidade para mãos humanas. Isto significa atrasos no processamento dos inúmeros pedidos oriundos do mundo inteiro. Uma boa media é tentar novamente 24 horas depois. Às vezes então a coisa funciona em segundos. Não fique tentando várias vezes uma em cima da outra porque isto pode prolongar o bloqueio.

Mude imediatamente a senha
Mesmo com a conta suspensa você pode perfazer a mudança de senha através do link “Esqueceu sua senha?” localizado abaixo do campo “Senha” na página de Login do Facebook. Tal ação é importante para tirar o controle da conta das mãos de um possível invasor, no caso dela estar comprometida.

Vírus instalado no computador do usuário
Tenha certeza que o seu computador não esteja infectado por vírus. O Facebook oferece gratuitamente o escaneamento pelo antivírus Mcafee, quando ele detecta a presença de algum malware no computador do usuário. Se a sua conta foi suspensa por motivos de segurança, uma das prováveis causas decorre da atividade maliciosa de um “vírus de Facebook”, ou seja, você instalou inadvertidamente uma extensão, plugin, aplicativo malicioso no seu Browser que deve ser removido antes que a sua conta seja restaurada. Isto acontece porque o vírus de Facebook manda intensamente mensagens no seu nome, ou seja, enquanto você está logado o aplicativo envia SPAM.

A Mcfee disponibiliza uma ferramenta gratuita de escaneamento e limpeza do seu computador neste endereço:

Se nada funcionar no decorrer dos dias, a última solução
Como último recurso, resta entrar em contato direto com o Facebook para explicar o problema. É melhor você encaminhar em anexo um print de tela para que eles saibam exatamente qual é o problema. Veja que para acessar este formulário você não precisa estar logado e, logicamente, não poderá estar logado porque a sua conta está bloqueada.

Como as medidas descritas acima não têm caráter definitivo, certamente os leitores poderão compartilhar as soluções que funcionaram consigo para resolver este problema que tem afetado muitos usuários do Facebook, que experimentam súbita suspensão de acesso às suas contas. O que não dá é para ficar com cara de bobo do tipo "esqueceram de mim".

23 de mar de 2012

Como descobri que o sedentarismo é um pesadelo


"couch potato"
As pessoas fisicamente ativas enfrentam vez por outra um efeito colateral: devido às lesões fisiológicas próprias dos amantes dos exercícios, são obrigados a cessar por completo as atividades, sob pena do agravamento do problema.

Foi o que aconteceu comigo. Sofri uma possível lesão no músculo piriforme e em consequência dela o nervo ciático e uma artéria que passam através dele ficaram comprimidos e causaram grandes dores na perna e várias noites sem dormir horizontalmente - coisa que qualquer mortal tem direito. A dor aliviava quando me sentava numa cadeira de espaldar reto.

Pois bem, depois de algum tempo com o problema não foi possível escondê-lo dos meus parentes, por isso fui obrigado a cessar todas as atividades físicas até desinchar o músculo e recuperar por completo a funcionalidade dos músculos do quadril.

Os médicos dizem que a recuperação muscular leva 3 semanas, a recuperação dos ligamentos dura 3 meses e a dos nervos consome 6 intermináveis meses. Coloco esta tabelinha só para exemplificar o quanto as pessoas podem agravar os seus males, ao não darem o tempo certo de convalescência, em suma, não parando com boa, amada e necessária atividade física.

Decorridas 3 semanas de molho, comecei a experimentar sério sinal de recuperação, bom por um lado e ruim por outro, pois com ele vieram também os desconfortos de dores típicos daqueles que vivem mergulhados no mais profundo sedentarismo. Hoje sofri ao amanhecer uma forte cãibra na panturrilha da perna boa, ontem, devido a uma pequena apressadinha na caminhada, senti cãibra nos músculos anteriores da coxa.

Afora tais mazelas, também começaram a me surgir desconfortos nas costas, enfim, me descobri na pele de um sedentário irridento, apesar dessa condição estar prestes a mudar porque voltei a fazer exercícios. O saldo positivo da experiência é a compreensão porque os remédios mais consumidos pela humanidade pertencem ao grupo dos analgésicos.

Seria lícito supor que uma grande parte das dores sofridas pelas pessoas tem como pano de fundo o estilo de vida sedentário? Acredito nisso e posso afirmar que dores musculares e nas juntas se devem ao carro, escada rolante, elevador, sofá, etc., ou seja, a todos os confortos da vida moderna que terminam por deixar as pessoas cada vez mais inativas. É o preço a ser pago pela preguiça nossa de cada dia!

Enquanto me despeço, mando uma saudação especial aos sedentários porque eles merecem, afinal, a vida deles é uma merda!

19 de mar de 2012

Novo golpe do Imposto de Renda via email da Receita Federal

Ela não é marinheira de primeira viagem em assuntos informáticos, mas mesmo assim caiu no velho golpe da Receita Federal. A minha esposa não suspeitou da veracidade de um e-mail e apertou no link indicado na tentativa de resolver “pendências” junto ao Leão.

Isto comprova que a grande maioria das pessoas se tornam vítimas dos vírus de computador porque estão nervosas, cansadas e num momento de extrema pressão. Ela recentemente havia entregado no dia anterior declaração do imposto, portanto, estava fragilizada quanto aos possíveis problemas que pudessem acontecer. Nesta conjuntura, cai na caixa postal um aviso falando de “dados inconsistentes”. É lógico que ela pirou e saiu apertando no link fornecido.


Depois que ela me mostrou o e-mail, fui apaziguando-a por um lado e preocupando-a por outro. A parte boa da coisa é que ela não tinha nenhuma pendência com a receita e a parte má é que ela tinha caído num golpe. Só para não ser duro demais, terminei revelando que a parte melhor ainda era que, felizmente, o domínio usado pelos criminosos havia sido suspenso pelo provedor Hotmonster o seu computador não havia sido infectado por nenhuma praga.

Vejamos quais são os elementos denunciadores de golpe:

A Receita Federal NÃO envia e-mail aos contribuintes
Uma das primeiras coisas que perguntei para a minha esposa foi se ela havia informado o e-mail para a receita e ela disse que não, muito menos esse, que é corporativo, não usado por ela para fazer cadastramentos.

Português péssimo - dá zero pra eles!
Basta ver o título do e-mail para descobrir o quanto os ladrões não estudam a língua mãe, ao contrário, são uns filhos da mãe capazes de assassiná-la. Ao invés de se ler “inconsistentes”, está escrito “inconcistentes”. Vejam os senhores como apelo do vírus é forte, porque a minha mulher, mesmo na qualidade de pós-graduada, foi completamente ludibriada por um texto extremamente tosco!

Emitente duvidoso
Os sistemas de e-mail têm o recurso “Mostrar o original”, que denuncia o verdadeiro emitente. Neste caso, o verdadeiro domínio não é a receita federal, mas um domínio localizado na Holanda: l10-ch1.shared.hostnet.nl. Apesar de constar o “receita.gov.br” no cabeçalho de remetente, logicamente ele é falso.
O que a Holanda tem a ver com a Receita Federal brasileira? É muito estranho tudo isso!

Falta uma coisa básica: o nome do destinatário
Senhoras e senhores, quando receberem um e-mail autêntico de um órgão público, saibam que no mínimo eles saberão citar o nome inteiro do destinatário. Neste caso, como seria supostamente da Receita Federal, a mensagem deveria necessariamente conter o nome e o CPF e não uma coisa genérica se dirigindo ao “Caro(a)”, ou seja, eles nem sequer sabem o sexo do destinatário!

Antes de apertar num link, pesquise os domínios
Neste golpe, o link principal da pegadinha eletrônica se refere a um tal de http://www.pdf-reader-online.org. Ora, a Receita Federal jamais usaria um domínio diferente do “receita.gov.br”. Outra coisa a desconfiar são aquele monte de números e letras ao final do endereço, pois é sério indício de maracutagem. Uma boa dica para descobrir o domínio real é posicionar o ponteiro do mouse em cima do link sem apertar. Então, você observa na extremidade esquerda da barra de status do browser o endereço verdadeiro aparecer.

O resumo da ópera é que os cibercriminosos sempre se aproveitam das datas-chave para perpetrar os seus golpes e encontrar as suas vítimas sob forte pressão e desprevenidas, prontas para clicarem em qualquer link que prometa resolver os seus problemas. Por isso, aconselho muita paciência numa hora dessas, uma pesquisa na internet, e, que sabe, um pedido de ajuda para o maridinho que se julga malandro, mas não desconfiou desde o princípio do golpe quando a mulher disse que a Receita havia informado sobre inconsistências na sua declaração recém feita.
Em tempo, as tais “inconcistências” apontadas no e-mail são de 2011 e ela já recebeu há meses a restituição sem nenhum problema. Realmente, na hora a pessoa não observa todos esses detalhes.

16 de mar de 2012

Frases sintomáticas de desastre do relacionamento


Qual é o prazo do amor? Dizem as más línguas que os eflúvios da paixão duram 2 anos e de lá para frente sobram a amizade e o companheirismo... se resta tanto, pois se a companhia limitada inicial se torna SA com a chegada dos filhos, sobrevive uma empresa mal administrada, com poucos lucros e muitos prejuízos.

Contudo, não sejamos fatalistas, pois conheço relacionamentos de mais de 30 anos repletos da mais pura magia e enlevo, afinal, pelo fato de sermos humanos, podemos nos colocar sob o domínio de algo mais nobre do que os pretensos hormônios do amor. E na qualidade de humanos, temos o poder de sintetizar a todo o momento os nossos próprios hormônios que validam a máxima: o amor é infinito e atemporal - pelo menos se você encontrou a sua princesa ou príncipe encantado.

Assim, a única coisa capaz de abalar este idílio eterno, por incrível que pareça, é algo simples que, entretanto, representa o poder criador do universo: o verbo.

O livro de São João inicia-se com a seguinte frase: "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”. Logo, a palavra tem o poder de destruir até o casamento mais perfeito é o que tem acontecido desde que o mundo é mundo.

Por isso garimparemos algumas frases pequenas revestidas de grandes significados, que podem abater a relação como um tiro de canham e lançar o casal no abismo.

“Sinto muito”
Isto não é verdade! Pois a outra parte sente muito mais do que você. Se tal frase serve muitas vezes de introito a uma apunhalada no coração, saiba que quem está do lado da empunhadura sente muito menos a fincada do que quem está no outro lado, o da lâmina perfurante.

“Não nada é com você, é comigo”
Tentativa de colar a desculpa mais esfarrapada de todas e camuflar a verdade lancinante: você se tornou a pior pessoa do mundo, de quem quero estar a quilômetros de distância. O outro sempre SABE aquilo que nunca é dito.

“Não me importo mais”
Quando nada mais do outro importa, então o menino do amor foi embora, então não há solução.

“Eu não te mereço”
Espera aí, a verdade da frase é justamente o contrário, pois é VOCÊ que está se achando bom demais para ficar enredado naquela relação!

“Sinto-me sufocado”
Frase típica de homem, não que eventualmente as mulheres não a usem. Pode ser resultante de fadiga dos metais no caso de relações antigas, ou de reação imunológica ao compromisso em casais jovens.

“Vamos dar um tempo”
Não conheço relacionamento que tenha sobrevivido depois de dado o “tempo”. Já diziam os antigos que o tempo e a distância matam qualquer paixão arrebatadora.

“Veja o lado bom da coisa, podemos continuar bons amigos”
Acredito firmemente que quem ama de verdade jamais se torna amigo de EX. Ocasionalmente, o encerramento de empresas frias e calculistas pode resultar em algum laço de boa vizinhança, mas quem amou verdadeiramente escorrega para o ódio mortal com uma facilidade espantosa!

“Tenho que aproveitar a vida”
Quando a questão toda se resume à sensação de aprisionamento, então é chegada a hora de declarar o fracasso da empreitada. A tragédia desta pequena frase encerra-se no contraste entre a alma que parte lépida e faceira e outra que fica, jazendo destroçada, talvez para o resto da vida.

Para finalizar, sempre é bom relembrar o ensinamento no diálogo da raposa ao pequeno príncipe no livro de Saint-Exupéry: “somos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos”. Portanto, somos obrigados a concluir que quem joga fora a sua alma gêmea, resta-lhe a única saída que é a penação do inferno, último lugar digno para purgar a culpa da suprema traição.

13 de mar de 2012

O piano Pleyel mudo de Chopin grita contra os fortíssimos percutidos em seu nome


Comparado aos Steiways atuais, o piano da marca Pleyel fabricado em 1848 é uma mimosidade frágil e escassamente sonora. No entanto, os atletas bombadões atuais que esmurram Steinways de puro aço talvez tenham esquecido e certamente matado a verdadeira herança musical de Chopin, que era tímida, frágil e diáfana, tão contrastante aos fortíssimos brandidos em seu nome nas salas de concerto, que em pouca coisa se diferenciam de arenas de touros bravios, onde o ensurdecimento embrutecedor é o objetivo final... tão distante do intimismo proporcionado pelas salas de câmara características dos tempos de Chopin.

Por isso às vezes me pego na vontade de ouvir Chopin num Pleyel, ou Ravel e Debussy num Erard da sua época, para tentar recriar o tempo em que a música além de não ser barulho, se dava ao luxo de carrear um silêncio contagiante. Como estamos rodeados de Steinways tonitruantes por todos os lados, de vez em quando um pouco sutilidade e recato não podem fazer mal a ninguém.

No vídeo abaixo a insigne pianista canadense Janina Fialkowska discorre sobre um Pleyel recentemente restaurado que resgata em termos sonoros a sutileza há muito perdida.


1 – A madeira usada no gabinete é o Mogno cubano (Swietenia mahagoni), um tipo de madeira raro hoje em dia e está em risco de extinção.

2 – A largura das teclas do Pleyel de Chopin era sensivelmente mais estreita do que os pianos atuais. Portanto, quando você observa o abuso de oitavas nas obras do Mestre, pode se dar conta o quanto ele com sua mão pequenina tinha dificuldades bem menores do que as enfrentadas por você no tecladão moderno.

3 – Enquanto o piano moderno tem 88 teclas, o piano de Chopin possui apenas 83 teclas, por isso toda a sua obra nunca ultrapassou tais limites.

4 – O curso da profundidade da tecla do Pleyel era 8 mm e o piano moderno é de 10 mm. Isto implica em maior sensibilidade e facilitação das passagens rápidas por um lado, e maior margem a erros por outro.

5 – Os pianos dos idos do século XIX tinham muito menos metal do que os atuais. Isto significa que eles não tinham a chapa inteiramente feita de ferro fundido, como as que equipam todos os pianos modernos, todos herdeiros das modificações introduzidas pela família Steinway & Sons. Se por um lado somos beneficiados pela maior estabilidade tonal e período de afinação mais longo, nossos ouvidos recebem de troco o agressivo timbre metálico característico dos pianos modernos.

6 – Conforme se nota no vídeo, o Pleyel de Chopin tinha encordoamento reto. Ora, a preferência atual recai unanimemente sobre o sistema de cordas cruzadas, que se permite cordas maiores, também é responsável pelo desagradabilíssimo efeito dos “dois pianos em um”, quando você nota a quebra no timbre no limite onde as cordas se cruzam. Dependendo da qualidade do projeto de escala do instrumento, este efeito pode ser bastante desagradável.

7 – Os martelos projetados naquela época eram delgados e delicados, pois não eram pensados para esmigalharem-se contra cordas dotadas de capacidade para produzir barulhos suficientemente altissonantes para sonorizar auditórios apinhados com milhares de ouvintes.

11 de mar de 2012

Redes Sociais que a guerra da pornografia matou ou está destruindo


A invasão da pornografia online postada pelos usuários comuns é definitivamente a maior praga do mundo moderno, tanto que uma grande parte dos recursos mobilizados pela internet são mobilizados em tentativas de debelar este mal que se alastra incontrolavelmente.

Se a WEB 3.0 fosse considerada como o resultado da hegemonização das Redes Sociais, a pornografia seria a pedra no sapato da terceira onda, no caminho da transformação de todos os habitantes da aldeia global em amigos entre si.

Por isto veremos como a guerra do controle, ou sua omissão, sobre a pornografia afeta decisivamente a sobrevivência de algumas Redes Sociais.

PostSecret
A ideia era boa: um sujeito começou a publicar na internet mensagens anônimas contendo segredos que lhe chegavam através de cartas. Logo após, a evolução natural foi que aos próprios anônimos fosse dado o direito de publicar online os seus segredos. Contudo, imagens pornográficas e de extrema violência que passavam pelos moderadores voluntários obrigaram o criador do PostSecret a retirar do ar o recurso da publicação por terceiros. Hoje, o site continua funcionando a partir de segredos recebidos pelo correio convencional, logicamente, depois de passarem por uma crivos criteriosos.

Tumblr
Para quem não conhece, o portal Tumblr é uma plataforma de microblog especializada em veiculação de imagens. Até aí tudo bem, pois o site tem galvanizado mais de treze milhões de acessos por mês. Como todo grande sucesso, este também tem o seu lado negro; apesar de não ter a categoria pornografia, o site já está atulhado dela, porém, sem nenhuma espécie de restrição ao acesso de menores de idade, bastando buscar na linha do Google o termo “tumblr” + a palavra desejada. Segundo reclamações de pais americanos, através do Tumblr seus filhos pequenos conseguem consumir sem nenhum problema toneladas de material pornográfico de maneira fácil e gratuita. Enquanto isso os empresários dos domínios explicitamente “XXX” tentam ganhar a vida vendendo aquilo que o pessoal dá de graça.

Chatroulette
Promover uma roleta russa de Webcams anônimas é o que propõe este site. Até aí tudo bem, pois seria uma forma bacana de irmanar pessoas desconhecidas. À princípio o serviço angariou grande fama, mas aos poucos os usuários, devidamente munidos com seus “instrumentos” deram um jeito de torpedear o sistema, que atualmente se acha relegado aos masturbadores compulsivos.

Okrkut
A manchete bombástica alardeia “Facebook ultrapassa Orkut no Brasil”. Por que a rede social de maior sucesso no Brasil perdeu tanta força, se foi por muitos anos massivamente hegemônica? A grande explicação pode ser atribuída ao crescimento incontrolável da pedofilia na rede e a falta de vontade do Google em controlá-la. Até hoje há inúmeras comunidades pedófilas atuando no Orkut impunemente, fotos eróticas de adolescentes, etc., ou seja, há uma bela explicação para o declínio do serviço que um dia fez a cabeça da maioria dos internautas brasileiros.

Facebook
No final do ano passado tivemos uma ideia de como o Facebook pode sucumbir se relaxar os seus controles sobre nudez e pornografia. Sabendo-se que é uma rede que aceita adolescentes maiores de 12 anos, é fácil entender os estragos que o SPAM de imagens pornográficas causou em meio a usuários que usam a rede apenas para se manterem em contato com os seus entes queridos... inclusive os seus filhos. Passado o escândalo da onda de pornô publicada à revelia nos murais de milhares de usuários, ainda hoje o Facebook não deu explicações plausíveis e as escaramuças continuam na guerra contra a destruição causada pelo terror pornográfico.

A sobrevivência das Redes Sociais está umbilicalmente associada a controles eficientes e a pesados gastos com moderadores humanos, fatos que as tornam paulatinamente mais restritivas. Os brasileiros, na qualidade de povo habituado ao oba-oba, costumam reclamar dos bloqueios do Facebook e das suas políticas sufocantes. Pergunto: haverá outra solução plausível num cenário em que algumas pessoas visam por todos os meios conscurpar as ferramentas de engenharia social?

8 de mar de 2012

No dia internacional das mulheres, 6 coisas que elas merecem por direito!


Quem não gosta de mulher, bom sujeito não é. Elas são a origem na nossa existência, assim como o seu fim. Dependemos delas para tudo e quem não necessita de mulheres para nada, só se não nasceu de mulher, o que é uma impossibilidade científica!
Assim, quem depende de mulheres deve amá-las (amor egoísta sim), logo, procurar a sua alegria é o nosso caminho do dever. Infelizmente, o mundo é oferece um ambiente hostil em alguns aspectos para este sexo tão diferente. Logo, é nosso dever reconhecer que muitas coisas estão erradas e devemos envidar todos os esforços para mudar o mundo, ao invés das nossas adoráveis mulheres, que são a luz das nossas vidas.

1) Estacionamento exclusivo para mulheres
Num dia desses a minha mulher estacionou tranquilamente num Shopping. Na hora de sair começou a sessão terror (depois que outro carro ocupou a vaga ao lado): praticamente não havia algo como 2 centímetros para uma manobra evasiva de marcha ré. Enquanto ela tentava não estraçalhar a traseira do carro na maldita coluna e não amassar os carros circundantes, um motorista esperava impacientemente para passar. Numa das idas e vindas, ouvi distintamente um pequeno ruído do nosso para-choque roçando contra o carro estacionado na fileira do outro lado e a coisa não ia, até que a funcionária do Shopping apareceu para dar as instruções precisas e salvar a minha esposa do suador que a engalfinhara.
Portanto, acho justo que os estacionamentos se preocupem com a exuberância cardíaca das mulheres e se acautelem fornecendo vagas que não sejam absolutamente milimétricas.

2) Pneus que não necessitam calibragem nem esvaziam
Você já viu uma mulher trocando pneu? Só as feias! Brincadeiras à parte, uma das tarefas mais ingloriamente masculinas é a tragédia da troca do pneu, porque o ato envolve coisas sujas, malvadas e pesadas. Agora, se uma mulher tem um carro como o Ford KA, que tem o estepe instalado no lado exterior do carro numa gaiola abaixo do porta-malas, então trocar um pneu se torna uma impossibilidade científica para elas, a menos que calcem 45 e se chamem “pereirão”.
Felizmente, a tecnologia moderna está levando o estepe à obsolecência e tornando a vida delas mais cor-de-rosa, ou melhor, menos dependente da ajuda dos homens.

3) Oficinas mecânicas femininamente compatíveis
Uma oficina mecânica é um dos locais mais perversamente masculinos conhecidos, devido à sujeira, graxa por todo o lado, mulheres peladas nas paredes, poeira, falta de lugar para sentar, barulho e... principalmente, um lugar onde não se encontra uma puta revista Caras!
Pensando no conforto delas, o melhor seria que tivéssemos ambientes mais femininamente customizados e o mais importante, não tivesse uma cambada sempre pronta a enganar as trouxas com a velha explicação do problema caríssimo do conserto da rebimboca da parafuseta.

4) Carro de mulher
Temos que admitir que as mulheres têm necessidades especiais: quando uma delas analisa um carro novo, logo vem a primeira questão: onde está o gancho para a bolsa? No tempo dos carros carburados a álcool, uma mulher se queixou numa oficina dos constantes problemas de falha no motor. Como mecânico examinou e não constatou nada errado, pediu à cliente para que dessem uma volta juntos com ela dirigindo. Ato contínuo, ela entrou no carro, puxou o afogador e apoiou a bolsa na alavanca... logo o mecânico se descobriu qual era o problema.
Enquanto os homens se preocupam com coisas abstratas tais como design e potência, as mulheres procuram a satisfazer as necessidades práticas e imediatas.

5) Vagão exclusivo para mulheres
O metrô do RJ implantou um vagão específico para as mulheres que não aguentam mais serem vítimas da prática abusiva do encochamento, uma iniciativa louvável que deveria ser copiada por outras metrópoles.

6) Seguro de carro exclusivo para mulheres
As mulheres dirigem melhor, são mais atenciosas no trânsito, são as que mais leem as placas de sinalização, batem menos, etc. Logo, nada mais justo do que as companhias seguradoras darem um bom desconto no seguro contratado por elas e é o que a maioria das empresas fazem.

O que fazer peguei um vírus do Facebook? 8 métodos para limpar a conta


Com o sucesso viral do Facebook no mundo, vieram os milhões de aplicativos maliciosos que prometem truques e recursos não disponibilizados pelo sistema. Os ingênuos, na vã esperança de usar um recurso inédito ou visualizar um vídeo engraçado, acabam concedendo permissão a aplicativos que disparam posts automatizados, alguns deles contendo pornografia, pedofilia, violência, disseminação de vírus, etc., o que configura atividade spammer, que é punida pelo Facebook com bloqueio da conta e, nos casos mais graves, desativação.

Alguns exemplos de vírus que tem aparecido no Facebook nos últimos tempos:
Instale agora mesmo o aplicativo e comece a enviar SMS gratis para todo o brasil
Veja se teu face ta com virus em Aprenda tirar virus do face kakapaaaoosopasaksasaapook
Gerador de Creditos Gratis para Celular VEJAM
N0v0 apliicaatiivo m0stra quaiis pessooas andou visitaanndo o seu faace
Deescuubra quaiis pessooas bisbiilhotou o teeeu faceboook
Saiiba quem visualiizou suas Fotos
C0NFIRA QUEM TE VISIT0U N0 FACE
Quer ganhar CREDITOS GRATIS de todas as operadoras de celular, o Facebook fez uma parceria com todas operadoras e est� dando R$ 45,00 de cr�ditos, saiba mais em
Remove The Timeline (quem não gosta da Timeline é um freguês deste)
Creditos Gratis para Celular Qualquer Operadora
Mude a cor do seu Faceebook (todos as páginas que mudam  a cor do perfil são falsas)
DESCUBRA QUEM VISITOU SEU PERFIL NO FACEBOOK! é golpe! (este recurso do Orkut nunca foi implantado no Facebook e não será)
Eu consegui mudar meu Facebook de cor *–* quer mudar o seu também ? Aprendam aqui.
As 5 coisas que toda garota faz antes de se encontrar com seu namorado – rsrs (notícias chamativas costumam atrair curiosos distraídos)
My Top 10 Profile Stalkers (promete mostrar os 10 amigos que mais acessam a sua conta)
“kkkk comedia demais, vc viu o video do bebado” (o velho truque do vídeo engraçado)
"You"re verry seexy on thhis vidd. i envyy yoou"

São milhares de artimanhas lançadas pelos criminosos diariamente, todas chamando a atenção do usuário e incitando-o a dar permissão para aplicativos e curtir páginas.

Você só se dará conta que fez besteira no momento em que detectar postagens estranhas disparadas pelo seu perfil. Pois saiba que, doravante, a sua conta está correndo grande risco de ser bloqueada temporariamente, ou até mesmo desativada permanentemente.

1º Método – declarar imediatamente ao Facebook estado de conta invadida
Para sustar imediatamente qualquer uso danoso do seu perfil por um aplicativo malicioso, a primeira medida emergencial a tomar é entrar na página de “Conta invadida” e proceder de acordo com as instruções.

2º Método - Remover o aplicativo malicioso
Remova imediatamente o aplicativo que você concedeu poder de se apossar do seu perfil. Se você não sabe exatamente qual é o aplicativo do vírus, remova todos. O vídeo abaixo é um tutorial que mostra como remover aplicativos:

3º Método - Troque a senha imediatamente
Procedimento básico a ser feito sob qualquer suspeita de conta invadida.


4º Método - Remova o aplicativo do Browser
Quando você clicou no botão do passo-a-passo "Instalar aplicativo", ele pediu para instalar um plugin. O tipo de plugin pode ser do tipo adobe flash player. Acesse o seu navegador (Firefox,Chrome,Explorer etc.) e desinstale o plugin suspeito. Para tanto, vá no menu principal, ferramentas -> extensões > remover (exemplo do Chrome).

5º Método - Desfaça o "Curtir" na página do aplicativo malicioso
Método para desvincular o seu perfil da página maliciosa.


6º Método - Denuncie o aplicativo malicioso
Pois somente assim o Facebook poderá tomar a iniciativa de deletá-lo, quando um grande número de usuários faz a mesma denúncia.

7º Método - escaneie o seu computador com um antivírus
Pode ser que o vírus de Facebook tenha instalado na sua máquina algum código malicioso que "ressuscita" (instala de novo) o vírus toda a vez que ele é deletado.

8º Método – Apelar ao Facebook no caso de conta bloqueada ou desativada
O caminho para apelar e tentar obter a conta de volta por conta de violações das políticas de responsabilidades do Facebook é acessar este formulário:

Cabe lembrar que em alguns casos o Facebook não restaura a conta, conforme esclarece a ajuda:
“Dependendo da gravidade da violação, um aviso pode não ter sido enviado antes da desativação da sua conta. Observe que nós não restauramos contas que foram desativadas por violações graves dos Padrões da comunidade do Facebook.”

5 de mar de 2012

Convertemo-nos em partes: agora vivemos a fragmentação do corpo humano!


Vivemos sob a égide da fragmentação, onde tudo se reduz às partes e praticamente o todo é relegado a segundo plano. Por isso Angelina Jolie é lábios, Ângela Bismachi é lábios (pequenos), Sheyla Hershey é peitos, Jennifer Lopez é bunda e assim por diante.

Por isso se espalham blogs especializados em partes, bundas, pés, peitos, vaginas, barrigas, ânus, por isso a indústria pornográfica fatura alto, quando reduz o foco de atenção à macro das partes que se interpenetram em ritmo alucinante de 24/7.

Em meio à supremacia da parte sobre o todo, as pessoas correm para realçar os seus componentes tidos como fracos, feios, pequenos, caídos, emurchados, etc., pois só valorizamos panturrilhas batatudas, peitorais protuberantes, bíceps estourando, abdomens definidos, lábios entumescidamente “jolísticos”.

Não queremos mais pelos porque eles remetem à intimidade, porque eles mascaram a nudez, que deve brilhar em cena com a crueza de açougue, obscena. Não pode haver instância mediadora entre a parte cobiçada e o olho que não quer ser alijado pelo véu da última fronteira. Por isso a Ângela Bismarchi retira nacos e mais nacos de carne dos seus pequenos lábios, já que se por um lado a sua anatomia insiste em lhe equipar com flores demasiadamente petalosas, por outro a moda é ostentar uma vulva de menina, um mero racho descabelado, pois nem só de gigantismo vive a parte, como também do desenho corporal imaturo próprio das crianças.

Caso fosse possível montar um ser humano andrógino com todas as partes adaptadas ao gosto atual, teríamos um monstro de lábios extremamente carnudos, pequenos lábios vaginais diminutos, seios grandiloquentes, pele-cor-de-abóbora, panturrilhas redondas, bundas mamárias? Talvez o indivíduo que reunisse todas as partes ideais não fosse o paradigma viável para encarnar o ideal de beleza, mas serviria para demonstrar o quanto estamos errados em confinar a nossa noção estética à exiguidade da parte.

Enquanto esta moda não passar, os cirurgiões plásticos estarão atolado$ na tarefa de esculpir partes perfeitas em corpos pra lá de imperfeitos, enquanto isso o pessoal do pornô continuará explorando exaustivamente em macro as exiguíssimas partes copulatórias, num rito sumário representativo da nossa percepção que se obstina em desdenhar o espírito por trás das aparências.

1 de mar de 2012

Efeitos colaterais do adoçante artificial Sucralose (Splenda)


Caso você se proponha a fazer uma pesquisa no Google sobre Sucralose, verá que a primeira página de resultados é composta por links remetedores a artigos favoráveis ao produto. Será em consequência do imenso poder econômico do detentor da marca, ou realmente este adoçante é inofensivo à saúde?

Infelizmente, desde o ano de seu descobrimento (1976), não há estudos de longo prazo sobre os efeitos cumulativos desta substância no corpo humano. A minha experiência com Sucralose não foi bem sucedida, uma vez que senti flatulência e dores abdominais, sintomas arrolados pelas poucas fontes que discriminam os efeitos colaterais.

O fato é que a Sucralose está disseminada nos produtos vendidos nas lojinhas de alimentos dietéticos e/ou “naturais”. Só para citar um exemplo, com o pretexto de este adoçante ter recebido a chancela do FDA, órgão de segurança alimentar dos EUA, a Herbalife vem substituindo paulatinamente nos seus shakes a Frutose (um adoçante natural, porém de baixo dulçor) por Sucralose.

Alguns consumidores crônicos de Sucralose se queixam das seguintes reações adversas:
- aparecimento de bolhas e vermelhidão na pele;
- agitação similar à causada pela Síndrome do Pânico;
- perda de equilíbrio, dormência e formigamento;
- diarreia;
- inchamento das extremidades;
- dores musculares;
- dores de cabeça;
- distúrbios digestivos;
- problemas de bexiga;
- dores no estômago

Caso você consuma Sucralose continuamente, é melhor estar atento aos sintomas relatados. Melhor ainda é jamais confiar nos adoçantes artificiais e preferir Stevia, mel, açúcar mascavo, melado, frutose e outros adoçantes naturais.

Artigo aborda especulações sobre os efeitos nocivos do adoçante Sucralose: Sugar substitutes and the potential danger of Splenda

Artigo relacionado ao tema: