Pesquisar

23 de mai de 2011

Modificação dos amortecedores da Esteira Ergonômica Embreex 552ST.

Quando eu comprei a segunda esteira (a 1ª elétrica, pois a primeira foi uma sofrível esteira mecânica dada), decidi optar por uma semi-profissional da faixa de preço de 2.500 reais. Na qualidade de marinheiro de primeira viagem e indo no papo do vendedor, acabei optando por uma 552ST nova, que no decorrer do tempo não se revelou esta coisa toda.

Os seus principais problemas eram:
a) amortecedores dianteiros muito duros que não cumpriam a sua função de absorver os impactos sobre as articulações;
b) amortecedores traseiros inexistentes;
c) falta de sapatas de verdade, o que provocava o deslocamento da esteira no chão durante o funcionamento.

Com o tempo de uso, comecei a sofrer dores nos joelhos e a minha esposa passou a se fadigar durante as caminhadas – o que nos estava levando a abandoná-la. Assim, pela falta de grana para comprar uma esteira na faixa dos 5 mil reais, a solução foi botar a mão na massa e partir para a gambiarra. Um ano depois da enjambração, posso dizer que a coisa funcionou extremamente bem e a esteira ficou 200% melhor do que antes, plenamente funcional e confortável.

Lançando mão de algumas ninharias facilmente encontráveis no mercado, executei o projeto para tornar pisada na esteira mais macia e confortável para as articulações. Materiais usados na modificação:

4 calcanheiras acomodativas de Silicone Dogma: encontradas em lojas de tênis e materiais esportivos.

6 segura-porta de silicone: podem ser comprados em lojinhas de trecos do tipo 1,99.

Sistema original de amortecimento: amortecedor dianteiro original montado – proporcionavam uma pisada muito dura.
Gambiarra de esteira amortecedor antigo

"Amortecedor" traseiro original: uma simples arruela de borracha que desempenhava um papel nulo na absorção dos impactos dos calcanhares.
Gambiarra de esteira sem amortecedor traseiro

Amortecedores dianteiro e traseiro desmontados: note que o “amortecedor” traseiro trata-se de uma simples arruela de borracha implantada somente para não ficar ferro contra ferro, enquanto o dianteiro (maior) é um batente de motor adaptado.

Montagem do amortecedor modificado dianteiro usando dois segura-porta de silicone já com o parafuso de fixação. Foram feitos furos com furadeira nas calcanheiras para passar o parafuso.

Aspecto de um dos amortecedores dianteiros modificados depois de montado: na primeira versão, não havia o pedaço de silicone de calcanheira na base. Depois de acrescentado, diminuiu o ruído consideravelmente e aumentou a absorção de impacto.

Aspecto do amortecedor traseiro modificado depois de montado: dois pedaços de calcanheiras foram necessários para que a parte traseira da esteira também fosse dotada de absorção de impacto, coisa que a estrutura original não contemplava.

Para liberar o deck de suspensão (afim de extrari os amortecedores velhos e instalar os novos) foi necessário retirar os perfis de borracha laterais, que são colados em cima dos 4 parafusos de fixação. Como é muito difícil a retirada dos perfis devido à forte ação da fita colante de dupla face, resolvi posteriormente abrir orifícios em cima da cabeça de cada um dos parafusos no intuito de facilitar futuras manutenções, ou seja, evitar a trabalhosa tarefa de descolar os perfis de borracha.

Como o deck de suspensão fica mais alto devido ao incremento na espessura dos amortecedores, fui obrigado a elevar o cilindro traseiro. Note o buraco original abaixo do parafuso.

No momento em que o cilindro traseiro foi elevado, torna-se necessário colocar um batente abaixo do parafuso, afim de que o cilindro não desça sob o efeito do peso da pessoa. No caso, usei dois pedaços de silicone da parte que foi cortada dos segura-porta usados para confeccionar os amortecedores dianteiros.

O problema da falta de sapatas traseiras foi resolvido desta forma, através de 2 pedaços de calcanheiras de silicone fixadas com braçadeiras de plástico.

Finalmente, o aspecto de uma das sapatas dianteiras, que foram melhoradas através da implantação do segura porta. Por sorte, o segura porta tem uma cavidade na parte mais grossa que se encaixou perfeitamente na peça de borracha da sapata original. Então, foi só colar uma na outra com super bonder.

Nem é necessário dizer que você deve saber reajustar a lona depois de tudo feito, através da regulagem dos parafusos dos cilindros dianteiro e traseiro.

Todas as esteiras que possuem deck de suspensão separado do chasis podem ser customizadas para as necessidades do usuário. Um outro exemplo bem interessante foi enviado por um leitor e se transformou num post, no caso ele substituiu os coxins originais da sua Kiko's por pedaços de sandálias Havaianas! Vale a pena dar uma conferida na inventividade humana versus burrice e/ou má fé dos engenheiros industriais:
Modificação dos amortecedores da esteira elétrica Kiko's TS1501F.

25 comentários:

  1. gil
    to para comprar uma esteira de motor de 1.5hp 100kg e 12kmh a marca é athetic work você conhece indicaria? não tenho condições de comprar uma mais cara, se o problema são os amortecedores que posso substituir por silicone ou borracha (havaianas)graças a sua dica, farei então uma boa compra? eu peso 58kg, obrigado e porfavor mim ajude

    ResponderExcluir
  2. O problema das esteiras Athletic é alta incidência de defeitos nas placas de comando e em outros componentes vitais.
    Leia algumas reclamações e tire as próprias conclusões:
    http://www.reclameaqui.com.br/busca/?cx=008144464031947637647%3A7airzwxfigw&cof=FORID%3A10&ie=UTF-8&q=athletic&id=&BuscaTipo=E&x=51&y=25&BuscaTipo=G

    ResponderExcluir
  3. Olá Isaias!
    Parabéns pelo post!
    Excelente!!
    Estou pesquisando esteiras domésticas para comprar e por isso cheguei ao seu blog.
    Sou corredor de rua e de pista há décadas, tenho bastante experiência e sei da importância do amortecimento para a saúde do usuário no presente e no futuro.
    Como os meus usuários serão pessoas sedentárias e mais velhas, elegi 5 itens obrigatórios em qualquer modelo, e o amortecimento é um deles. Outro ponto importante, válido para todas as pessoas, é a largura da esteira, comercialmente chamada de manta.
    Para os meus usuários, se a largura for abaixo de 35 cm, a passada fica desconfortável pois a esteira estreita obriga o usuário a raspar uma coxa na outra durante a corrida, gerando assaduras além de aumentar o risco de acidentes pelo risco do pé não pisar sobre a manta, mas fora da esteira.
    Tenho uma esteira antiga e vou ver se ela permite adaptações como voce fez.
    De novo, parabéns e obrigado por compartilhar.
    Faço minhas as suas palavras quando disse "burrice e/ou má fé dos engenheiros industriais".
    Em tempo: mandei o comentário como anônimo porque não consegui enviar como conta do google.

    ResponderExcluir
  4. O fator amortecimento é o item nevrálgico das esteiras e é ele o grande responsável pelas lesões das articulações e principalmente dos joelhos, e pela desistência decorrente.
    Então, como você falou de 5 itens obrigatórios, então vamos lá:
    1 - amortecimento eficaz - a maciez deveria ser customizável para o peso do usuário, mas o preço ficaria proibitivo.
    2 - largura da manta - o conforto fica muito precário se for inferior a 40cm.
    3 - comprimento - quanto maior a largura, maior o comprimento, o que facilita a vida das pessoas que correm.
    4 - potência do motor e qualidade da placa controladora - está cheio de esteiras no mercado que nem aguentam ficar ligadas 1 hora. Apresenta problemas de variação de velocidade e até param abruptamente. Isto liquida com qualquer intenção de fitness.
    5 - ergonomia - a esteira tem que ter estrutura robusta e empunhaduras confortáveis - alguns modelos tem tão pouco peso, que acho difícil que possam oferecer um conforto ergonômico mínimo.

    ResponderExcluir
  5. OLÁ ISAIAS, BOMN DIA!!! PARABÉNS PELO POST ÓTIMAS DICAS, GOSTEI...
    ESTOU PARA COMPRAR UMA ESTEIRA ESTOU ENTRE DOIS MODELO, VOCÊ CONHECE...

    REEBOK T5.2(SISTEMA DE AMORTECIMENTO SWING ARM)
    A OUTRA É KIKOS KS 3403 (8 PONTOS DE ABSORÇÃO DE AMORTECIMENTO)

    GRATA,
    ABRAÇOS

    ResponderExcluir
  6. Ambas as esteiras sensacionais! Tanto o modelo da Reebok quanto da Kikos são equipamentos excelentes. Os critérios de desempate deveriam ficar por conta de:
    - se você tem condições de experimentar cada uma delas, seria de grande ajuda para determinar a escolha;
    - verifique a existência de assistência técnica autorizada na sua cidade.

    ResponderExcluir
  7. boa noite isaias obrigado pelas dicas , foram muito boas para mim , gostaria de comprar uma esteira na faixa de preço de 10 mil reais de baixissimo impacto , motivo o qual , ja tive lezao nos dois joelhos ,gostarias que voce me desse umas dicas ,obrigado !!

    ResponderExcluir
  8. ola , gostaria de saber qual marca de esteira é melhor ? :kikos , moviment , reebook , jhonson ou athletic , gostaria de uma esteira profissional de exelente qualidade , obrigada !!

    ResponderExcluir
  9. qual esteira profissional comprar , qual tem menos impacto , qual tem mais durabilidade , qual tem a lona maior , preciso de uma com todas estas coisas obrigado !!

    ResponderExcluir
  10. Esteira de 10 mil reais:
    é uma belíssima faixa de preço em que você consegue modelos espetaculares. Minha sugestão para conseguires o equipamento mais adequado para o seu problema é a experimentação: vá nas lojas de Fitness, ou nas academias para fazer um teste drive nos modelos existentes.
    Tente ver um modelo da Movement que seja equipado com o sistema pneumático de absorção de choque (SAC) com maciez customizável.

    ResponderExcluir
  11. Entre Kikos, Movement, Reebook, Johnson, Athletic:
    De cara a Athletic é a pior, tem mais reclamações por aí porque usam e abusam de plástico na sua construção.
    As outras marcas são todas boas, o que define o critério de desempate é a existência de assistência técnica na sua cidade/região.

    ResponderExcluir
  12. Esteira com menos impacto, maior durabilidade, lona maior:
    - os modelos profissionais oferecem largura mínima de manta de 50 cm;
    - todos os modelos profissionais tem alta durabilidade;
    A escolha entre as múltiplas opções existentes dependerá do seu gosto pessoal, acesso à assistência técnica, reposição de peças, pós-venda, etc.

    ResponderExcluir
  13. boa noite , voce poderia me falar qual é o melhor modelo da movement em todos os quesitos (durabilidade, maciez , tecnologia , beleza qualidade e etc...) agradeço desde já

    ResponderExcluir
  14. Melhor modelo da Movement: sem dúvida é a E750, que vem equipada com o sistema pneumático de absorção de choques - Shock Absorber Control (SAC).

    ResponderExcluir
  15. Prezado Isaias,

    Estou querendo comprar uma esteira, somente para caminhada.

    O que você acha da cardiofit Plus da movement?
    Seria uma boa opção?

    Você me indicaria outra da mesma categoria?Tenho 76 quilos e 1,66m de altura.


    Agradeço desde já.


    Marcos

    ResponderExcluir
  16. Marcos, da faixa da Cadiofit, prefiro a R3, é mais ergonômica.

    ResponderExcluir
  17. Alguém sabe se a R3 tem amortecedor?

    ResponderExcluir
  18. Bom dia, Isaías!

    Estava em dúvida quanto a escolha das esteiras cartiofit plus ou R3.
    Após você confirmar que prefere a R3, me senti mas segura para escolhe, pois percebo que conhece sobre o assunto.

    Agradecida.

    ResponderExcluir
  19. Olá,
    Tenhos lidos seus posts e quero parabeniza-lo pela iniciativa. Tenho uma esteira profissional Tekfit TK 1200 com as seguintes características:
    Dimensões – 1930 x 780 x 1400 mm;
    Equipamento com capacidade de carga de 180 Kg;
    Velocidade máxima 16 Km/h;
    Chassi reforçado de 120 x 40mm;
    Motor(2CV) – (WEG);
    Dez programas de treinamento pré-definidos;
    Visualização dos programas pré-definidos por leds independentes;
    Painel com cinco janelas (Tempo, Distância, Batimentos/Programas, Calorias e Velocidade);
    Botão de emergência tipo Cogumelo;
    Pintura eletrostática com dupla camada de poliéster;
    Área da lona: 1.630 x 430mm;
    Carenagens em Vacumm Forming.
    Estou satisfeito com o desempenho do equipamento, porém tem algo que vem me incomodando já faz algum tempo. Faço 05 corridas de 13km cinco vezes por semana e a cada corrida, após alguns minutos de uso (após o aquecemento da manta) o nível de ruído aumenta mto. Já troquei o silicone diversas vezes. Usei e líquido e spray. Já limpei a manta, mas não obtive sucesso em sanar o barulho. Será que vc ou algum de seus leitores podem me ajudar?
    Grato.
    Roger.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo: 05 X 13Km por semana = 300km mês
      Duração de cada treinamento = Em média 110 min

      Excluir
  20. Olá!
    Quero comprar um esteira mas não sei qual. Não entendo nada do assunto. Já pesquisei bastante e essas me pareceram boas marcas:
    - http://www.ergolife.com.br/?acao=produto&cod=4 (ESTEIRA ERGOMÉTRICA MEGA G3)
    - http://www.ergolife.com.br/?acao=produto&cod=13# (ESTEIRA ERGOMÉTRICA PROFISSIONAL )
    - http://www.lifefitness.com.br/home/cardio/treadmills/f1-smart-treadmill.html#especificações (Esteira F1 Smart)

    Qual você acha que deveria comprar?
    Obrigada, Verônica

    ResponderExcluir
  21. Olá! Cheguei até o Blog após pesquisas sobre esteiras. Gostaria de parabenizá-lo pela grande contribuição.
    Poderia me indicar alguns modelos das marcas citadas como boas (Kikos, Movement, Reebook e Johnson) que atenda aos 5 itens mais importantes (amortecimento eficaz, largura e cumprimento da manta, ergonomia e potência do motor), com um valor mínimo de custo.
    Obrigada,
    Sueli.

    ResponderExcluir
  22. Olá,
    Preciso de uma esteira para corridas leves, não tenho mta velocidade, qual vc me indicaria que tem o melhor custo benefício? Estava entre a Johnson T101 ou a OXT 4300, essas são boas?

    ResponderExcluir
  23. Há, tb vi a Houston EA35, o que vc acha das três? tem alguma outra opção?

    ResponderExcluir
  24. boa noite ISAIAS!!!!!!!

    GOSTARIA QUE VOCE ME AJUDA-SE,PRECISO COMPRAR UMA ESTEIRA URGENTE. MAS NAO PODE PASSAR DE 2500,00. QUAL VOCE ME ACONCELHA

    ResponderExcluir