Pesquisar

20 de dez de 2010

Dicas sobre a Vagina para principiantes.

Com o perdão da redundância, a vagina nunca esteve tão no centro das atenções. Isto porque, devido à banalização dos meios de registro eletrônico e ao foco excessivo na genitália imposto pela erotização da mídia e a indústria pornô, nunca dantes na história deste mundo, tanta gente esteve olhando tão de perto suas áreas ginecológicas, que antes permaneciam ocultas sob o véu de mistério dos tabus e temores religiosos.

No entanto, paradoxalmente, apesar da aparente ênfase que os meios de comunicação dão aos assuntos sexuais, as velhas perguntas continuam as mesmas e a desinformação entre os jovens é catastrófica. Na tentativa de lançar luz sobre algo que, por assim dizer, permanece tão pouco iluminado, este Blog responde algumas perguntas que bailam recorrentemente na Internet e a razão delas e muito simples; como ninguém nasce sabendo, todos os dias surgem pessoas, que mesmo sem dominarem as informações absolutamente básicas, se iniciam destemidamente na vida sexual adulta. Infelizmente, para muitas delas o preço pago é alto demais, pois ao cometerem certos erros irreversíveis na frivolidade da juventude, acabam comprometendo o resto da vida.

1) Vagina escura (pequenos lábios) é considerada normal?
Uma das grandes distorções introduzidas pela indústria pornográfica foi a padronização da estética genital. Depois de assistir meia dúzia de filmes pornográficos, você fica achando que todas as mulheres tem que ter necessariamente as mesmas vaginas róseas e bem formadas. Isto é um equívoco, já que a natureza se caracteriza pela infinita variabilidade e, além do mais, no nosso país, de maioria étnica descendente de negros e índios, o normal é as mulheres ostentarem escurecimento no epitélio vaginal.
10 Tipos de Seios destoantes da estética pornográfica.

2) Há risco de gravidez roçando o pênis (sem camisinha) na entrada da vagina sem ejacular?
Apesar de preservar a virgindade, você pode se ferrar no resto.
Mesmo sendo muito difícil, é possível sim a fecundação sem a penetração, uma vez que há espermatozoides no líquido lubrificante excretado pelo pênis.
O grande problema deste tipo de brinquedo erótico muito praticado entre adolescentes é o altíssimo risco de transmissão (entre ambos os parceiros) de Doenças Sexualmente Transmissíveis - DST, tais como gonorreia, sífilis, papiloma humano (HPV) e o vírus da AIDS (HIV).
Portanto, para todos os efeitos, esfregar o pênis na vagina sem camisinha apresenta os mesmos riscos da relação sexual completa.

3) Por que devo "chupar bala com casca"?
A maioria das pessoas aceita pacificamente a necessidade da prática de sexo com proteção, mas negligencia outras variações do sexo que não envolvem a penetração. No entanto, o risco de contágio por doenças venéreas durante o sexo oral é tão alto quanto durante a penetração. Apesar disto, quase a metade da população ignora olimpicamente este fato.
Sexo oral desprotegido coloca você em risco de contrair DST, inclusive HIV.

4) Para os garotos virgens: transar com uma boneca ou vagina de silicone significa perder a virgindade?
Praticar relações sexuais com artefatos é a mesma coisa que masturbação, ou seja, não serve para perder a virgindade e pode até atrapalhar psicologicamente quando chegar a hora "H" com uma garota de verdade.
20 males resultantes da masturbação compulsiva.

5) Se eu colocar um pouco de espermatozoides com os dedos dentro da vagina, posso engravidar?
Há poucas chances disto acontecer, mas existe. Nestes casos, o melhor seria se a gravidez surgisse do diálogo e o consenso entre os parceiros, a menos que haja um golpe do baú na jogada. Contudo, é sempre bom lembrar do trágico desfecho de Eliza Samudio, namorada do Bruno, o ex-goleiro do Flamengo.
Lembre-se que neste caso, você fica também com a porta escancarada para as doenças sexualmente transmissíveis.

6) Quando estou transando, minha vagina fica lubrificada, mas depois ela seca, o que eu faço?
Algumas mulheres apresentam um problema de deficiência na lubrificação, que é remediável, mas não curável. Para manter as coisas na zona do conforto, o mais aconselhável é usar um dos lubrificantes vaginais destes que são vendidos nas farmácias. Sobre o lubrificante que melhor atenda à sua fisiologia, o mais prudente é consultar o seu ginecologista sobre esta questão.

7) Vagina demasiadamente molhada é ruim?
Há mulheres que possuem lubrificação super abundante. Isto pode ser um faca de dois gumes, pois tanto pode ajudar (e muito) na hora das relações sexuais, quanto atrapalhar na vida cotidiana pelo incômodo gerado pelo umedecimento causado nas roupas íntimas, que em alguns casos até transpassa na calça jeans.
Só a título de descontração, veja o que esta blogueira (certamente possuidora de lubrificação excessiva) aconselha para:
Proteger a sua vagina da umidificação satânica.

8) Exalando mau cheiro e/ou presença de corrimento.
A presença de mau cheiro e/ou corrimento vaginal significa um alerta formidável sobre algo muito errado, problemas hormonais, infecção, ou uma doença venérea. Neste caso, não apele para as soluções caseiras e não dê atenção ao diz-que-diz do "remedinho que faz milagres", mas vá correndo ao ginecologista. Sempre é bom lembrar que, apesar dos homens se sentirem (injustificadamente) desobrigados a visitar o urologista regularmente antes dos 45 anos, as mulheres devem imperiosamente manter as suas consultas em dia, pois o aparelho genital feminino é infinitamente mais complexo.

Leia também: Monumentos públicos em homenagem à Vagina.

9 comentários:

  1. Tenho pena de quem se baseia nas abominações dos filmes pornôs pra separar o normal do anormal.


    Já aqui, essa pergunta chama a atenção:
    "4) Para os garotos virgens: transar com uma boneca ou vagina de silicone significa perder a virgindade?"

    Se a pergunta fosse pra mim, responderia com outra pergunta: o que vc considera virgindade masculina? Será igual à da mulher?
    A virgindade do homem está na mente, pois não existem alterações físicas depois da primeira relação sexual.
    Muitos acreditam que o freio peniano fica arrebentado. O meu e de milhares de homens continuam do jeitinho que era.

    ResponderExcluir
  2. Caramba. Que texto. Muito informação de qualidade não sei mais pra quem a esta altura. ahhahahha mas vamolá...

    "A título de descontração" foi 10!

    Ótimo artigo mestre.

    ResponderExcluir
  3. Desvirginamento masculino: ao contrário do mito, realmente, ela é muito mais psicológica do que física. Mas é sempre bom perscrutar as origens das lendas, neste caso, provavelmente muitos homens no passado arrebentaram a fimose na primeira relação, é uma hipótese que se justifica nuns tempos bicudos em que uma cirurgia genital era coisa do outro mundo.

    ResponderExcluir
  4. Poxa, lendo o artigo dá a impressão de que a vagina "ultra-hiper perigosa"...
    Mas sério, sexo oral com algum material plástico por cima não dá. Perde todo o sabor! :)

    ResponderExcluir
  5. crazyseawolf,
    bem, o negócio do sexo não pode ser encarado como uma brincadeira quando pode resultar em gravidez ou doença mortal.
    "Brincar em cima daquilo" exige responsabilidade, já que AIDS e filhos são para o resto da vida.
    A questão do sexo oral é altamente delicada, pois 9 em cada 10 estrelas acha chato chupar bala com plástico. Contudo, os patologistas advertem que não adianta só vestir o pinto se a boca, uma notória porta de entrada, está aberta ao Deus dará.

    ResponderExcluir
  6. O tema, aparentemente parece descabido mas, infelizmente não é.
    Não tenho dúvidas de que qualquer sexólogo subscreve a validade desta pequena lição.

    Se for feita a pergunta, o que é “ vaginite “?

    Uma grande maioria das jovens e das adultas não sabe responder.
    A sociedade transformou-se muito, para o melhor e para o pior. O sexo, esse, sempre foi e certamente continuará ser um tabu.
    Dirão os incautos, os jovens hoje já sabem muito.
    Pura ilusão, os resultados são visíveis.
    A família, neste aspecto, mantém-se puritana.
    O terror manifestado pelas comunidades religiosas, associado ao desinteresse da sociedade, não permite que a “ Educação Sexual “ exista pelo menos a nível escolar.
    Um bom exemplo embora caricato é o conteúdo do blog “ Cleycianne “.

    ResponderExcluir
  7. fazer sexo e depois deixar cair esperma nas penas da mulher engravida?

    ResponderExcluir
  8. Neste caso existe uma chance mínima de engravidar, mas existe.

    ResponderExcluir
  9. Gente, se um homem ejacula fora da vagina da mulher, os espermas morrem quase que imediatamente por causa da temperatura,
    entao se gozarem na perna, no bumbum, em cima da vagina, ou se vc colocar o esperma com o dedo la dentro, é quase impossivel engravidar, pro esperma conseguir fencundar o ovulo, a ejaculaço deve ser feita DENTRO da vagina (:

    ResponderExcluir