Pesquisar

3 de mar de 2011

Charlie Sheen: todos os Super-Heróis modernos são drogados e prostituídos?

Diante da recente notícia* de Charlie Sheen ter tomado de assalto o Twitter e arregimentado um milhão de seguidores em 25 horas, resta perguntar porque concedemos aos doentes o status de paradigma moral.

Numa civilização que faz elegia aos excessos, um sujeito que protagoniza maratonas de cocaína, fuma crack, é alcoólatra da pesada e vive rodeado de atrizes pornô é elevado à categoria de messias. Sim, você ouviu isto mesmo, tal afirmação que vi estampada num perfil do Facebook é a prova cabal de que os definitivamente perdidos herdaram os reinos do mundo.

Qual é a mensagem subliminar contida no fato de Charlie Sheen arrebanhar multidões de milhões de pessoas com um simples estalar de dedos? Claramente ela aponta na direção da inversão de valores, onde o legal é a drogadição pesada, o perdularismo, o alcoolismo e a devassidão levada a cabo com várias prostitutas por noitada, em detrimento da virtude e da contenção.

Nestes termos, o ator Charlie Cheen e a sua vida altamente rock n´roll, conforme declarou o lendário guitarrista Slash,

representa o messias daqueles que desejam largar a sua vidinha monótona em troca do mergulho sem volta nas milhões de perdições que o mundo moderno oferece.

Enquanto os Charlies, drogados, prostituídos e atrizes pornô forem heróis, heroínas e messias, claramente o reinado de terror das drogas não terá prazo de validade a vencer.
Enquanto não execramos as celebridades viciadas, cenas como estas continuarão a se repetir, como se fosse a coisa mais natural do mundo.

Detalhe perverso, o sujeito está se sentindo um "herói" sob o efeito de heroína.
Imagens fortes das drogas: um pesadelo interminável.

*Charlie Sheen desbanca o iPad, bate recorde de seguidores e vira ‘dono’ do Twitter. 

7 comentários:

  1. Quanto mais aconselhamos a não beberem, mais bebem, quanto mais dizemos pra não entrarem na promiscuidade, mais se entregam a qualquer um, e ainda somos rotulados de "extremistas" por darmos orientações que visam a integridade do sujeito. Desisti. Usem drogas, façam sexo com estranhos, não usem preservativos("até parece" que oferece 100% de proteção), tomem suas "cervejinhas", afinal, só um choppinho não pode causar danos.

    ResponderExcluir
  2. Ah, e o carnaval. Não se espantem com as notícias apresentadas nos jornais, na próxima quinta sobre os acidentes, as brigas, estupros, pai matando filho etc, certo, amiguinhos? Viva o carnaval, é isso aí! Liberem tudo!

    ResponderExcluir
  3. Se um cara beberrão, drogado, metido nas maiores confusões, que perdeu a guarda dos filhos, em resumo, um lobo mau de primeira categoria, arrebanhou tantas "ovelhas" pelo caminho, quantas um Jesus qualquer, pregando moderação, conseguiria arregimentar como seguidores?
    Eis o problema da sociedade de consumo voltada à devassidão: permite que os piores virem modelos e os jovens se veem compelidos a segui-los.

    ResponderExcluir
  4. Nossa, é o apocalipse!! O pessoal deu follow no diabo e não sabia! Vão todos queimar no inferno!
    aiuhauihaui

    ResponderExcluir
  5. Talvez porque os fãs tenham um comportamento parecido, ou gostariam de ter.

    ResponderExcluir
  6. Dou risada dos viciados como os do vídeo. Ninguém obrigou eles a usarem nada, que cambaleiem e morram longe de mim, porque a minha piedade eles nunca terão.

    ResponderExcluir
  7. Te cuida porque de repente é o teu filho que está numa situação dessas...

    ResponderExcluir