Pesquisar

25 de abr de 2011

10 Grandes gambiarras bem brasileirinhas.

Todos estão carecas de saber que damos um jeitinho em tudo, desde as soluções tecnológicas mais criativas até a cura para o mau olhado e coração estraçalhado. Por isto, tem coisas que fazemos que só Deus acredita, do alto da sua onisciência infinita. Para matar a cobra e mostrar o pau, listamos aqui alguns toques de gênio tipicamente tupiniquins que só comprovam a nossa capacidade inventiva, constituída não só de soluções política e saudavelmente corretas

1) Gasogênio.
Em 1941 não havia mais gasolina no país, graças ao fato do combustível ser todo importado e a consequente escassez motivada pelo estouro da 2ª guerra mundial. Hoje sabemos que aparência ("não prejudica a estética do seu carro") os nossos carros atuais teriam, caso houvesse uma nova crise de grandes proporções. Em 1981 isto chegou a ser cogitado, em virtude da segunda crise do petróleo de 1979 – quando apareceram picapes Chevrolet C-10 convertidas para funcionar a gasogênio.
Gasogenio [VectraClube]

2) Primeira TV colorida brasileira nas "cores vivas" do celofane: o brasileiro sempre dá um jeitinho em tudo.
A primeira TV em cores popularizada no Brasil só exibia as três cores primárias, o verde para as relvas, o vermelho para os rostos e o azul para os céus. Tratava-se de uma gambiarra que começou a ser vendida de porta em porta por ambulantes que prometiam às donas de casa curiosas a "conversão" dos seus aparelhos de imagem em preto e branco para cores num toque de mágica e por um preço baixíssimo. Bastava instalar o painel de celofane na frente do tubo de imagens... para que os telespectadores pudessem acompanhar as partidas de futebol com todas as cores nos lugares certos, se bem que... só três delas.

3) Chuveiro elétrico: choque elétrico mortal pairando sobre as nossas cabeças.
Aquecer água com eletricidade é uma burrice que herdamos do regime militar, quando os preços da energia elétrica eram então fortemente subsidiados pela dita[dura]. Hoje a tradição persiste e a insegurança também, de se ter uma geringonça pronta para disparar um choque mortal a qualquer momento.

4) Ligar o fio terra no neutro do chuveiro elétrico: somos especialistas em bomba relógio.
Não bastasse a gambiarra elétrica oficializada dos chuveiros elétricos, muitos eletrotécnicos de fundo de quintal fazem a gambiarra dentro da gambiarra ligando "zelosamente" o fio terra verde do chuveiro ao fio neutro da tomada. O resultado é que, apesar de na maioria dos casos isto funcionar por anos a fio sem qualquer problema, em outros, por qualquer barberagem cometida na rede elétrica, podemos ter a fase ligada diretamente ao terra do chuveiro... quando a tragédia é líquida e certa.
Fotos do Chuveiro: Hotel Gaivota RJ.

5) Chevette Junior: um câncer com carimbo de fábrica.
Em alguma parte podre da história da nossa indústria automobilística, uma montadora resolveu adaptar um carro monstruosamente pesado para receber a nova motorização de 1000 cilindradas, que tinha recebido altos incentivos fiscais do governo. O resultado foi bizarro: o Junior mal conseguia arrancar, desanimado pela potência dos seus raquíticos 50 cavalitos – nas subidas era um desastre, ou melhor, quase um jumento.
Chevrolet Chevette Junior e L: tentativas desesperadas para vender um carro ultrapassado.

6) Carro a álcool: piada mortal do governo.
Foi com muita pirotecnia e fanfarras que o governo anunciou o Pró-Álcool em 1975, um programa ambicioso para propulsionar uma tremenda frota de veículos exclusivamente com água ardente. Pena que anos depois a pinga faltou no mercado e os carros simplesmente ficaram a ver navios. Um amigo relata que naqueles tempos voltava de uma viagem a Santa Catarina e teve que bater num puteiro para comprar alguns litros de cachaça e jogar no tanque. Foi a única maneira encontrada para conseguir voltar para casa (jura ele que não usou os outros serviços prestados pelas prestimosas moçoilas).

7) Carro a gás natural (GNV): a gambiarra que transforma qualquer carro em Chevette Junior.
Eu fui um pato do governo Fernando Henrique Cardoso! Compramos uma FIAT Strada e investimos alegremente num kit-gambiarra para converter a nossa picape novinha em bi-combustível, note, quando o metro cúbico custava 0,90 centavos de real! Tão logo a gambiarra estava instalada, o FHC chutou o preço do metro cúbico para 1 real e 30 centavos! Logicamente que o nosso investimento foi ralo abaixo graças à desinteligência de termos acreditado no governo.
A evolução dos carros adaptados ao GNV de fábrica no Brasil.

8) Carro Flex: mesmo que derrubem a floresta amazônica, não há condições de abastecer toda a frota com a aguinha que o passarinho não bebe.
Carro Flex

A viabilidade dos carros Flex é tão grande quanto a veracidade do Papai Noel. Hoje, os infelizes proprietários deste tipo de carro descobrem que o aumento geométrico da frota em cima do aumento aritmético da oferta de cana-de-açúcar implicou na escassez crônica do etanol.
Porque os nossos carros Flex são alcoólatras beberrões?

9) Estabilizador de computador: um mito que se perpetua.
Sempre que o Fantástico faz uma reportagem sobre a eficiência e a função dos estabilizadores, a verdade vem à tona: nula e prejudicial. Entretanto, eles continuam a fazer sucesso e a trazer dinheiro para a caixinha dos seus alegre fabricantes. A pergunta que fica é: por que os usuários continuam investindo o seu rico dinheirinho numa gambiarra cuja missão mais provável é queimar o seu computador? As únicas explicações plausíveis são falta de informação e a teimosia.
Por que o estabilizador vai queimar o seu computador?
O mito da necessidade de estabilizador nos computadores.
Foto: [Dantecn]

10) Jogar água na gasolina: nem só o brasileiro dá um "jeitinho", o governo também.
Juntando os ingredientes do aumento impressionante do consumo de etanol + aumento do preço do açúcar no mercado internacional + aumento das exportações de etanol + aumento do petróleo = aumento da gasolina. Só que o governo se recusa a aumentar a gasolina como deveria, por medo da inflação. A solução encontrada para todo este imbróglio foi muito simples: aumentar o batismo oficial da gasolina com água, de 0,4% para 1%, a mesma solução adotada pelo caipira que grita: “mulher, bota mais água no feijão” que tá vindo visita!”. Pergunte para qualquer mecânico do mundo os estragos que o vapor de água faz dentro de um motor à explosão.
Agência reguladora autoriza adição de mais água à gasolina.

Leia também:
Coisas que só o Brasil faz e ninguém acredita.

17 comentários:

  1. adorei estarei sempre aqui
    parabens

    ResponderExcluir
  2. Essa dos chuveiros eu não sabia. Faltou dizer o que os estrangeiros usam pra aquecer a água. Eu achava que era igual no mundo todo.

    ResponderExcluir
  3. Nos países desenvolvidos qualquer birosca tem aquecimento de água centralizado com caldeira, mesmo no ambiente doméstico. Faltam no Brasil políticas públicas para incentivar a implantação de aquecimento d'água por energia solar.

    ResponderExcluir
  4. Post bastante desinformado. Gostei da ironia na reclamação da falta de confiança no governo quando você faz a mesma coisa com seus leitores.

    Entre muitos outros erros, gostaria de poder ver a sua cara quando descobrir que a sua TV moderna, caríssima de TV, no fim das contas usa o mesmo princípio de exibir apenas as cores vermelho, verde e azul através de um filtro.

    ResponderExcluir
  5. Post babaca igual ao "bogrero" que se preocupou em descer o pau nos milicos e no FHC, mas na hora de falar do preço explosivo do Álcool, esqueceu de dizer de quem é a culpa: LULADRÂO DA SILVA, o maior vigarista que o país já conheceu, aí a "boneca do blog" põe a culpa no consumidor... Além disso, ninguém morreu com choque elétrico no chuveiro (ai, que meda...)mas não é raro achar alguém que morreu sufocado em chuveiro a gás. Quanto a vigarice de dizer que o "governo não aumenta a gasolina com medo da inflação", essa é a pior e te põe no mesmo nível de qualquer babaca ptralha: a gasolina do Brasil é a pior e mais cara do mundo, DO MUNDO!! E o aumento ainda não aconteceu só na sua cabeça de bagre! Se tivesse o mínimo conhecimento de qualquer um dos assuntos tratados acima, ao invés de tentar fazer "popagranda pulitica do grandi lider", não teria escrito tanta bobagem. VAI LER UM LIVRO, BABACA!!

    ResponderExcluir
  6. só a arrogância do título do blog explica tamanha a falta de conhecimento do "especialista" que escreveu essas bobagens acima...assim, vira ministro da Dilma, hem?

    ResponderExcluir
  7. Achei a maioria dos pontos feitos aqui pessimo!! O autor nao sabe do que esta falando.

    ResponderExcluir
  8. putz, ia malhar o post também, mas já fizeram...
    quando o blog é ruim nem link no ueba salva.

    ResponderExcluir
  9. Realmente nunca fiquei sabendo de alguém que morreu eletrocutado no chuveiro,faltou mais pesquisa...

    ResponderExcluir
  10. ja tava achando o post meio fraquinho... ai depois ainda ter q ouvir q o FHC aumentou o preco do gas?? Ou vc eh mentiroso ou eh assustadoramente desinformado...

    lembro perfeitamente que o nosso querido presidente LULA fez uma grande campanha para que a populacao em geral comecasse a adaptar GNV nos carros de 2005 a 2007(ate ali, apenas taxis usavam praticamente)... Eu feliz e contente instalei no meu escort 1.8 o gas (rodava mais de 200 km por dia) e naquela epoca o gas era em media 80 centavos (chegando a ter momentos em que era 69 centavos)... Haviam diversas oficinas que faziam as instalacoes e o governo concedia grandes descontos no IPVA de carros GNV (ainda nao acredito q vc eh tao desinformado pra nao lembrar disso... Antes de escrever, que tal ler??

    Até q na primeira crise energetica, o presidente Lula direcionou toda a producao de gas natural para a geracao de energia, fazendo com que o GNV disparasse para os absurdos valores atuais, de mais de 1,30.


    hahah agora, que parei pra ler os comentarios acima... todo mundo malhando, o que provavelmetne eh o pior texto que li na semana ou no mes!!

    e mais... um chuveiro corretamente instalado não oferece NENHUM perigo as pessoas... O governo não teria porque torrar rios de dinheiro em subsidios a energia solar quando temos tantas outras areas mais importantes precisando ser resolvidas e focadas...

    na boa... uma dica final... não cite como fonte do seu post uma reportagem que vc viu na tv... no minimo perca 5 minutos pra pesquisar, ler a opiniao de outras fontes, se aprofundar no assunto...

    esses tipos de ignorantes que queimam o filme da "esquerda-intelectual"

    ResponderExcluir
  11. cruzes o pessoal anda estressado, pra que xingar o cara, o post ficou legal ele nunca disse que era pesquisador ou tinha feito uma tese cientifica sobre o assunto, calma isso é só uma distração, se não vai ajudar não critica.. Continua a fazer seus posts, ta legal e pronto

    ResponderExcluir
  12. boa eu me diverti com esses post,claro que levei na brincadeira,

    ResponderExcluir
  13. "A primeira TV em cores popularizada no Brasil só exibia as três cores primárias, o verde para as relvas, o vermelho para os rostos e o azul para os céus."

    Desde quando verde é cor primária?!
    Verde é cor secundária, feita da mistura do Azul com o Amarelo (Esse sim é uma das três cores primárias!)

    ResponderExcluir
  14. Verde não é cor primária quando se trata de pigmento, mas é em se tratando de luz.
    Informe-se mais sobre as cores primárias luminosas em http://pt.wikipedia.org/wiki/Cor_prim%C3%A1ria

    ResponderExcluir
  15. Outro dia Vi myth buster eles estavam testando o mito do boiler elétrico portando lá fora usa-se Equipamentos elétricos em água, o que determina o uso o não de equipamentos elétricos com água é o grau de salobridade da água na europa pelo que meus professores de elétrica falaram agua é alcalina sabonete e shampoo daqui não faz espuma lá!

    ResponderExcluir
  16. É verdade, os nossos chuveiros elétricos não funcionariam lá devido ao alto grau de condutividade da água deles, que tem alto grau de minerais dissolvidos.

    ResponderExcluir
  17. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir