Pesquisar

8 de nov de 2011

E se os carros fossem Redes Sociais?


Depois da invenção da internet, a coisa mais genial criada a seguir foi a rede social, uma ferramenta que aboliu inteiramente as cartas, já está corroendo o e-mail e acabará em breve com a supremacia do telefone como meio de aproximar as pessoas. Contudo, antes que tivessem inventado um meio genial de manter as pessoas presas às suas cadeiras, os automóveis reinaram absolutos como a forma mais surpreendente das pessoas irem ao encontro dos entes queridos no velho estilo do tête à tête presencial.

Por isso, é oportuno traçar alguns paralelos e vislumbrar algumas metáforas entre o velho e o novo instrumento de contato humano, sendo que os dois servem aos mesmos fins: facilitar a  mobilidade humana.

Myspace: carro ultrapassado - quase ninguém ouviu falar
Dizem que os carros nacionais estão ultrapassados, tanto que todas as montadoras nacionais estão substituindo-os por modelos globais, contudo, há outro fator mais assustador: o próprio conceito de motor queimador de combustíveis fósseis está totalmente defasado, na sua qualidade de sobrevivente dos tempos de Henry Ford, disputa hoje um lugar ao sol num mundo governado por Touch Screens, GPS, Bluetooths, Tablets e miríades de outras atrativos tecnologicamente avançados.
Tal é a metáfora mais parecida com o Myspace; o primeiro gigante do novo mundo das Redes Sociais, que de extremamente popular nos idos de 2003 a 2006. Em 2005 ele foi comprado por 580 milhões de dólares, mas começou a experimentar paulatinamente o gosto amargo do abandono e do esquecimento, até ser vendido pela bagatela de 35 mi em 2011 – decadência similar aos modelos de carros tupiniquins, que agora cedem espaço aos lançamentos mundiais.

Badoo: conversível – carro pegador
As redes servem para pegar e um carro conversível também, logo, a analogia entre carros e o Badoo é inevitável!

Orkut: Volkswagen Gol – o carro do povo
Experimente pesquisar o ano de 2004 (da criação do Orkut) para saber qual foi o carro mais popular: o Gol. É isto o que o Orkut continua sendo no Brasil. Entretanto, apesar de ambos continuarem a monopolizar a popularidade em 2011, os inimigos estão chegando perto dos garrões e prontos para dar o bote fatal.

Twitter: Volkswagen Nils elétrico – minimalismo extremo
A Rede do passarinho azul é toda cheia de limitações a atende perfeitamente a quem tem uma só prioridade: a instantaneidade. Portanto, ela é pouco espaçosa e os seus mínimos recursos mal e porcamente atendem o internauta que resiste ao enjoo do mar do baleiamento, proposta bem semelhante à da Volkswagem apresentada no salão do automóvel de Frankfurt para tentar driblar o caos do trânsito nas grandes cidades, onde a vasta maioria dos carros trafega com somente UM passageiro: o minúsculo carro elétrico de um lugar, praticamente um Tweet de 140 caracteres.

Linkedin: Toyota Corolla - tiozinho na área
A Rede Social destinada às relações de trabalho é semelhante ao Corolla, considerado por 9 em cada 10 estrelas como um carro de tiozinho.

Facebook: carro driverless - complicação total
Ela é efetivamente a Rede Social mais complicada do mercado, tanto que caem no Blogpaedia chusmas de perguntas de usuários não conseguindo configurar até as coisas mais simples, que não conseguem se achar nos controles mais complexos do que um painel da NASA. Então, o Facebook é semelhante aos modernos protótipos de carros sem motorista, totalmente computadorizados, cujo controle escapa totalmente ao usuário comum. Ao bem da verdade, graças à eletrônica embarcada, os automóveis atuais já escaparam há tempos à compreensão dos motoristas e dos mecânicos “pica-paus” de esquina que “quebravam o galho” à base de aramezinho e chicle.

Google Plus: carro chinês - tem tudo, mas ninguém quer ter
A mais nova tentativa do Google na área das Redes Sociais (já que os seus cartuchos anteriores saíram pela culatra: Orkut, Buzz e Wave), lembra os carros chineses que estão chegando aos magotes no Brasil. São todos completinhos, mas carecem de dois itens fundamentais: confiabilidade e popularidade. Neste mesmo rumo, a nova Rede Social do Google parece por enquanto um auditório vazio, você olha as milhares de cadeiras... mas cadê a audiência?

2 comentários:

  1. é mano...........o mundão tá ficando diferente demais pro meu gosto....e eu me sentindo cada vez mais um "estranho no ninho"....na minha época de criança(anos 90)as redes sociais eram sua familia,seus amigos,colegas de escola ou trabalho.....as familias desses....hoje tem gente por aí que tem 1000 amigos nessas"redes sociais" e ninguém para conversar olhando nos olhos....muito triste

    ResponderExcluir
  2. "3 pessoas marcaram isto com +1"

    Que ironia, hem?

    ResponderExcluir