Pesquisar

21 de nov de 2011

Quando a Masturbação incontrolável é crime


Masturbação crônica ou compulsiva é o processo patológico no qual a pessoa é coagida a usar o auto-erotismo como uma válvula de escape em qualquer hora do dia ou da noite, mesmo nas situações mais inadequadas e constrangedoras, na tentativa de resolver problemas de natureza afetiva, financeira, moral, frustrações, etc.

Como acontece nas patologias, o vício da masturbação acaba gerando graves e insolúveis problemas existenciais: divórcios, demissões, prisões, acidentes de trabalho/automobilísticos e mortes. E o que você tem a ver com isso? Imagine só um pouquinho você trafegando tranquilamente numa estrada, quando se depara frente a frente com um carro cujo motorista está com uma mão no volante... e a outra na “marcha” errada!

No Brasil, terra da permissividade, infelizmente não temos e não nos preocupamos com o número dos motoristas que se masturbam enquanto dirigem, mas nos EUA, a terra da estatística, um estudo apontou que 11% dos condutores  empregam somente 50% das mãos no ato de conduzir.  

Masturbação no carro: perigo na direção
Facilmente observáveis durante um congestionamento, você poderá flagrar algumas faces suspeitas de estarem fazendo algo mais do que esperar placidamente o trânsito destrancar. O problema acontece quando os portadores do distúrbio continuam a se masturbar depois que o carro é posto em movimento. Volto a afirmar que, infelizmente, não temos estatísticas para apontar qual é o percentual dos acidentes cujo elemento motivador é o onanismo incontrolável.

Demissão
Talvez eles achem que enganam a todos o tempo todo, pois só mesmo os masturbadores full time acreditam que os seus hábitos não despertam suspeitas. Naturalmente, além da gozação dos colegas - pelas costas, o masturbador pode acabar sendo demitido por perda de produtividade, em consequência do número de idas e vindas ao toalete e do tempo lá dispendido.

Prisão
A masturbação praticada em horário de trabalho corre o risco de provocar, além do sentimento de culpa, a prisão e a consequente demissão.

Separação
O solitário de prazer leva sim à separação. Muitos masturbadores pesados confessaram neste blog o real problema por trás dos seus divórcios que, sem dúvida alguma, elegem a masturbação como a causa da falência dos seus casamentos. Por quê? A resposta repousa principalmente no fato de que os onanistas tendem a relaxar os seus deveres de maneira geral, incluindo alguns do casamento; que são os de fornecer e receber prazer. Ora, como o masturbador usufrui por si mesmo todas as recompensas que só podem ser licitamente obtidas numa relação a dois, logicamente a necessidade do acasalamento se torna absolutamente dispensável.

Por que para algumas pessoas o ato da masturbação se transforma em fonte de dor e sofrimento?
Será que existe algo que poderia ser denominado de “transtorno masturbatório”? Se não, há uma patologia mental mais abrangente que engloba a masturbação desenfreada. Trata-se do “desejo sexual hiperativo”, cuja definição explica cabalmente porque a masturbação pode se tornar criminosa:
A pessoa espontaneamente apresenta um nível elevado de desejo e de fantasias sexuais, aumento de frequência sexual com compulsividade ao ato, controle inadequado dos impulsos e grande sofrimento. Preocupa-se a tal ponto com seus pensamentos e sentimentos sexuais que acaba por prejudicar suas atividades diárias e relacionamentos afetivos. Em geral não apresenta disfunções sexuais (como ejaculação precoce ou impotência), funcionando relativamente bem como um todo. Engaja-se em atividade masturbatória ou no coito, mesmo sob risco de perder os seus relacionamentos amorosos (busca de alta rotatividade de parceiros) ou a própria saúde (Hepatite B e C, HIV). Quando tenta evitar e controlar o impulso para o sexo, a pessoa pode ficar tensa, ansiosa ou depressiva. A pressão para a expressão sexual retorna e a pessoa sente-se escrava de seus próprios desejos. A ansiedade pré-atividade sexual, a intensa gratificação após o orgasmo e a culpa após o ato não são raras.

Existe tratamento para o desejo sexual hiperativo? Leia o texto linkado acima.

4 comentários:

  1. muito bom tocar siririca com alguem vendo
    depois rala e rola

    ResponderExcluir
  2. puta merda que q isso .... puts meu qm q se masturba no serviço, qm q chega ao ponto de estupra alguem por ser viciado em sexo ah va a merda vao se trata puta q pariu q q isso esse mundo ta perdido, primeiro drogas, agora masturbação que é um ato praticado para se ter prazer só, ah vao come mulher em vez de fika ai punhetando....

    ResponderExcluir
  3. AFF VEY , NA BOA VEY ...
    O CARA QUE FAZ ESSES RELATOS DEVE SER DO PRÓPRIO ATO.

    Como que o cara se masturba no SERVIÇO ? O-O
    ai tbm vey ... na boa ...

    ResponderExcluir