Pesquisar

15 de fev de 2009

O céu está caindo: TOP 10 dos mais memoráveis lixos espaciais que caíram no planeta.

O choque entre dois satélites em fevereiro de 2009 reacendeu o debate sobre o iminente perigo iminente que pesa sobre as nossas cabeças do lixo espacial que a humanidade lança ao espaço, mas que até hoje não criou políticas de manejo dos cerca de 10.000 fragmentos atualmente em órbita, cujo número tende a aumentar nos próximos anos.


10- Satélite espião Americano USA-193.
10- USA193
A marinha dos EUA detectou a queda do seu satélite espião desativado em 20 de fevereiro de 2008, provocando uma chuva de destroços que alguns astrônomos amadores reportaram terem caído no noroeste dos Estados Unidos e Canadá. Os oficiais de Departamento de Defesa americano disseram que eles não recolheriam quaisquer destroços maiores do que uma bola de futebol.

9- Motor do foguete Delta 2.
9- Motor do Delta 2
Uma mulher de Turly, Oklahoma viu um objeto cair do céu em janeiro de 1997. Ela não se feriu e o pedaço de lixo espacial foi identificado como o motor do foguete Delta 2, que reentrou na atmosfera terrestre em 22 de janeiro de 1997. Outros pedaços daquele motor incluíam um tanque de aço de combustível e uma esfera de titânio.

8- Esfera da Gemini V.
8- Esfera da Gemini V
Várias esferas misteriosas caíram na Austrália nos anos 60. Alguns destes acontecimentos foram relacionados a aparições de discos voadores. Uma das esferas de titânio está exposta em Merkanooka, oeste da Austrália. Esta esfera foi identificada mais tarde como sendo o tanque usado para depósito de água da nave espacial Gemini V, lançada em 21 agosto de 1965. Em 29 de agosto do mesmo ano, partes desta nave reentraram na atmosfera e caíram no Oceano Atlântico.

7- Nave secreta russa Cosmos 954.
7- Cosmos-954
Uma nave secreta soviética denominada Cosmos 954, que foi lançada em 18 de setembro de 1977, entrou em movimento espiral fora do controle. As antenas de radar, cada uma portando um pequeno reator nuclear, reentraram na atmosfera ponde em risco milhões de pessoas no solo. Em 24 de janeiro de 1978 a Cosmos 954 reentrou em cima do norte do Canadá e espalhou destroços sobre as terras geladas do ártico. Depois do impacto, equipes especializadas dos EUA e Canadá sobrevoaram a área para detectar se havia alguma possibilidade de proceder uma limpeza. Aparentemente as sucatas foram perdidas, configurando mais um presente de grego que estamos legando para as futuras gerações.

6- PAM-D, pedaço do terceiro estágio do foguete Delta 2
6- PAM-D
Em 21 de janeiro de 2001, o terceiro estágio do foguete Delta2, conhecido como PAM-D reentrou na atmosfera sobre o meio oeste dos EUA. A caixa de titânio do motor pesando cerca de 70 quilos, caiu na Arábia Saudita, enquanto o tanque de titânio caiu perto de Seguin no Taxas e o tanque de combustível principal caiu em Gerogetown no Texas.

5- Esfera especial caída em Goás.
5- Esfera especial caída em Goás
Em maio de 2008 um objeto especial de cerca de 1 metro recoberto por fitas de fibra de carbono caiu a 150 metros de uma casa nas proximidades do município de Montividiu, no interior de Goiás.



4- Pedaços do ônibus especial Columbia explodido em 2003.
4- Pedaços do ônibus especial Columbia
Em 1º de fevereiro de 2003, durante o seu retorno à terra, o ônibus espacial Columbia se desintegrou na reentrada matando 7 astronautas. A catástrofe deixou um rastro de milhares de destroços por uma área de 72.520 quilômetros quadrados entre o leste do Texas e o oeste da Louisiana. Mais de 80.000 pedaços foram recuperadas para auxiliar nas investigações sobre o acidente.

3- Observatório de raios gama Compton.
3- Observatório Compton de raios gama
Depois de completar 51.658 órbitas ao redor da terra, o observatório de raios gama Compton foi intencionalmente removido da sua órbita depois que o seu giroscópio travou em 4 de junho de 2000. Assim que a espaçonave tombou em direção à atmosfera terrestre, os seus painéis solares e antenas foram as primeiras partes a se desprender, enquanto o resto da carcaça continuou íntegra. Cerca de 6 toneladas de destroços caíram no oceano Pacífico à sudeste do Havaí.

2- Estação espacial russa MIR.
2- MIR
O objeto mais pesado que já orbitou ao redor da terra, exceto a Lua, foi a estação russa MIR. A moribunda estrutura de 15 anos começou a morrer em 23 de março de 2001 quando reentrou na atmosfera terrestre acima do Oceano Pacífico sobre as ilhas Fiji. As 130 toneladas se desintegraram na atmosfera e cerca de 1.500 fragmentos chegaram à superfície. Veranistas localizados na praia de Nadi tiraram fotos de rastros luminosos deixados pela queda dos destroços da MIR e reportaram explosões causadas pela queda de objejetos mais pesados.

1- Estação especial Americana Skylab.
1- skylab
Pesando 77 toneladas, a estação construída inteiramente pelos EUA foi colocada em órbita em 14 de Maio de 1973. No entanto, suas operações foram prematuramente encerradas em 11 de julho de 1979 (já que o tempo de operação inicialmente previsto era de 10 anos), quando a Skylab adernou em direção à atmosfera (em virtude de ter "raspado" na atmosfera superior do planeta) e se desintegrou logo em seguida. A nuvem de destroços gerada “choveu” sobre uma extensa área desde o sudeste do Oceano Índico até uma região parcamente habitada do oeste da Austrália.

Fontes:
TOP 10 spatial debris.
Colisão de satélites traz novo risco político.
Video no G1.
Estação Espacial Skylab.
Orbit Wheel Skates.
Foto satellite USA193.
Detritos espaciais na Wikipédia.
Foto do motor do Delta 2.

5 comentários:

  1. foi colocada em órbita em 14 de Maio de 1973. No entanto, suas operações foram subitamente encerradas em 14 de maio de 1973



    é.

    ResponderExcluir
  2. Opa! Arrumei a data da "reentrada" do skylab na atmosfera terrestre.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. "Uma nave secreta soviética denominada Cosmos 954, que foi lançada em 18 de setembro de 1977, entrou em movimento espiral fora do controle. As antenas de radar, cada uma portando um pequeno reator nuclear, reentraram na atmosfera ponde em risco milhões de pessoas no solo. "
    >> As antenas de radar desintegraram-se na atmosfera, e ao contrário do que está escrito havia apenas UM gerador nuclear P6 a bordo.
    O Cosmos 954 era um satélite do tipo US-A, ou 17K114.
    http://www.freebase.com/api/trans/raw/wikipedia/images/en_id/11871543
    "Aparentemente as sucatas foram perdidas, configurando mais um presente de grego que estamos legando para as futuras gerações."
    >> Na verdade grande parte dos destroços foi encontrada e o que restou foi espalhado por uma área muito grande. A região é escassamente povoada, e quase 50% do território afetado é coberto por rios e lagos, de modo que a radioatividade foi absorvida quase sem danos ao meio-ambiente.
    http://gsc.nrcan.gc.ca/gamma/ml_e.php

    A Sra. Jeanna Bryner deveria pesquisar melhor.
    Este é o problema quando amadores escrevem sobre coisas sérias.

    ResponderExcluir
  5. Fabio Moura31/05/2009 10:16

    Eu tenho uma foto que tirei com uma esfera encontrada no mato no estado de mato grosso, igualzinha a esfera de gemini V. Ninguem sabe de onde possa ter vindo essa esfera a qual tirei a foto.

    ResponderExcluir