Pesquisar

24 de fev de 2009

10 dos lugares mais espantosos do mundo.

Enquanto algumas localidades são famosas pela beleza, outras o são pelos seus nomes estranhos, ou por peculiaridade política, ou por bizarrice geográfica ou topográfica. Todos os pontos aqui retratados merecem a menção e fiz questão de adicionar duas atrações brasileiras, afinal, nós também temos as nossas próprias bizarrices.

1- A cidade dos intocáveis: Não-Me-Toque.
1- Não me Toque

Calma, não se trata dos agentes intocáveis do FBI que caçaram o Al Capone e seus asseclas na Chicago dos anos 30. É apenas uma cidadezinha do interior do Rio Grande do Sul que adotou este curioso nome desde a fundação, tendo trocado posteriormente para o insosso “Campo Real”, para o qual retornou em 1976 através de um plebiscito.

Leia a história na Wikipédia.
Filme “Os Intocáveis”.

2- A menor nação do mundo: a micronação Sealand, normalmente habitada por 5 almas.
2- Sealand
É possível a existência de uma nação de apenas 550 metros quadrados? Localizado na borrascosa costa sudeste da Grã Bretanha, 10 Km Mar do Norte a dentro, há uma espécie de plataforma marítima arruinada ocupada por Paddy Roy Bates e família, que se denominam micro-cidadãos autônomos pertencentes à sua plataforma-nação.

Apesar de não ter ser reconhecida por nenhum país até hoje, (até porque os países deveriam instalar as suas embaixadas no local, o que seria impossível) a Inglaterra ainda nunca retomou este micro pedaço enferrujado do seu território, talvez por temer a reação internacional, ou talvez porque na vale a pena gastar dinheiro na empreitada. De qualquer modo, a Sealand é um interessante estudo de caso sobre como as leis do direito internacional podem ser aplicadas em situações de disputa territorial.

Enquanto a Rainha não cresce a cobiça, os turistas aproveitam para fazer a visita mais espantosa do mundo, visitando uma família, eles conhecem os estreitos limites de uma nação.

Conheça mais desta micro-história em Tugasuk.

3- O lugar mais remoto do mundo: Tristão da Cunha.
Tristão da Cunha - Vista Geral do Vulcão
Quem habita um vulcão perdido nos mares do sul a milhares de quilômetros de qualquer lugar civilizado pode ser um ermitão, ou um Tristãozense, um dos habitantes de duas centenas da possessão inglesa que parece ter sido esquecida no tempo, o que não é verdade! Pois UMA vez por ano atraca na ilha um navio-correio vindo da Inglaterra trazendo mantimentos, algum visitante e... as cartas de parentes com as notícias das terras da Rainha.

Mais detalhes no Blogpaedia.

4- O ponto mais lindo do planeta terra: Glaciar Perito Moreno na Patagônia.
4- Glaciar Perito Moreno

A mais bela região do planeta é com certeza a Patagônia e só poderia estar localizado dentro desta vasta terra o ponto mais deslumbrante do mundo: a impressionante geleira Perito Moreno. Ela reúne todas as paisagens possíveis num mesmo lugar: rio, montanha, neve, vegetação, um imenso corredor de gelo da cor verde de 195 Km², etc. Os ateus que chegam pela primeira vez ao glaciar Perito Moreno passam a acreditar na presença de Deus.

Maiores detalhes no site da UFSC.

5- A cabine telefônica mais remota do mundo: no parque nacional do deserto de Mojave.
5- Cabine telefônica de Mojave
A cabine telefônica mais perdida no meio do nada se encontra encravada no Parque Nacional de Preservação Ambiental de Mojave, EUA. A insólita localização da cabine até inspirou um filme independente realizado em 2006, cujo tema foi o vandalismo a que esta famosa cabine foi submetida.

Detalhes sobre o filme "Mojave Phone Booth" na Wikipédia.

6- O menor parque do mundo mede aproximadamente 1 metro quadrado.
6- Mill Ends Park
O menor parque do mundo de pouco mais de um metro quadrado me lembra as histórias que vivi em Goiânia. Víamos no mapa uns bosques urbanos ricamente representados por polígonos verdes e lá íamos nós para satisfazermos os nossos apetites ecológicos. Quando chegávamos ao lugar, nos deparávamos invariavelmente com um terreno baldio tomado de lixo.

Mill Ends Park é o nome de uma coisa localizada em Portland, Oregon, EUA. É uma curiosidade digna de americanos fanáticos por inscrições de registros no Livro dos Recordes, ou seja, lembra muito os “bosques” de Goiânia.

Mais detalhes sobre esta micro-imbecilidade na Wikipédia.

7- A cidade mais setentrional do mundo: Longyearbyen.
7- Longyearbyen
Há uma discussão interminável entre as cidades pleiteadoras do título inútil de “cidade mais setentrional do planeta (mais ao norte). Atendendo ao critério de possuir população permanente, a localidade mais próxima do pólo norte a abrigar uma população o ano inteiro se chama Longyearbyen. É a capital das terras congeladas do arquipélago de Svalbard situado no extremo norte da Noruega. Tendo o benefício de raros dias de 24 horas de sol por ano e um sortimento enorme de dias/noites de completa escuridão durante o longo inverno polar, a localidade também é famosa pela maior quantidade de dias/noites banhados sob o sol da meia noite.

Leia mais sobre o arquipélago da Svalbard na Wikipédia.
A briga das cidades setentrionais.

8- A rua urbana mais inclinada do mundo: Dunedin, Nova Zelândia.
8- Baldwin Street

A Rua Baldwin localizada num bairro suburbano da cidade de Dunedin, Nova Zelândia é reconhecida como a rua mais inclinada do mundo, com direito a registro no Guiness. Confusões à parte sobre os critérios usados nas medições, o certo é que o nível máximo de inclinação da rua de 3,5 Km chega a 20º, que representa 38 % em relação ao eixo horizontal. No resto do mundo, os planejadores urbanos consideram aceitável fazer ruas com inclinação máxima de 22 %, pois acima disto o mais correto e seguro seria fazer uma escada. Imagine alguém despencando numa lomba destas! É morte certa!

Peripécia completa da rua Baldwin na Wikipédia.

9- Localidade com o maior nome do mundo: Llanfairpwllgwyngyllgogerychwyrndrobwllllantysiliogogogoch, Anglesy, País de Gales.
9- Llanfairpwllgwyngyllgogeryc
Este nome incrivelmente extenso é de uma pequena vila na ilha de Anglesey, País de Gales. Não fosse pelo maior nome oficialmente reconhecido pela Coroa Britânica, este fim-de-mundo não estaria sendo discutido aqui. O significado do extenso nome é a união de diversas palavras em língua Galesa que significa mais ou menos “A igreja de Santa Maria localizada perto da gruta da aveleira branca perto do riacho e da igreja de Santo Tysilio junto à gruta vermelha.”

Leia mais sobre a curiosa Llanfairpwll... na Wikipédia.

10- A estranha ladeira onde tudo que deveria subir, desce e tudo que deveria descer, sobe.
10- Rua do Amendoim

Reza a lenda que na rua Amendoim, ou do Sobe-Desce (batizada pelos políticos de Rua Professor Otávio Coelho) localizada em Belo Horizonte, Minas Gerais, um carro destravado sobe a ladeira e uma pessoa se esforça mais para descer do que para subir.

De acordo com o diagrama publicado no Blog Arquivos Repórter, a coisa toda não passa de uma ilusão de ótica causada pela menor inclinação da rua em relação ao eixo total de inclinação da cidade de Belo Horizonte. Os técnicos juram que se trata apenas de um erro de perspectiva e não de misteriosos metais ocultos no subsolo da cidade que provocam uma aberração nos efeitos da gravitação universal.

Detalhes no Arquivos Repórter.

Fonte:
Top 10 Weirdest Places.

35 comentários:

  1. Ronaldo disse:

    Segue abaixo uma relação dos bosque de Goiânia. Por não se tratar de uma cidade turística, não fazemos questão de agradar turistas. Esses bosques estão de bom tamanho para nós. E estão em fase de implantação mais cinco.
    Então, presta atenção antes de falar besteira!

    1 – Vaca Brava (Setor Bueno, Região Sul)
    End – Entre as Avenidas T-10, 1-13, T-5, T-66 e T-15

    2- Areião (Setores Pedro Ludovico, Marista e Sul, Região Sul. Este é cheio de macaquinhos.)
    End – Entre a Alameda Coronel Eugênio Jardim, Avenidas Americano do Brasil e Edmundo P.Abreu, Areião, 5ª Radial e a Rua 90

    3- Liberdade (Setor Jaó, Região Norte)
    End- Entre as Avenidas Venerando de Freitas, Liberdade e Belo Horizonte e Rua J-10

    4- Taquaral (Residencial Goiânia Viva, Região Oeste)
    End – Entre a Av. Gabriel Henrique de Araújo, Alameda Parque Taquaral, Alameda Goiânia Viva e Rua GV-17

    5- Sabiá (Parque das Laranjeiras, Região Sudeste)
    End – Entre a Alameda dos Rouxinóis e as Ruas Sabiá e Nossa Senhora do Carmo

    6- Botafogo (Setores Central e Leste Vila Nova, Região Central)
    End – Entre as Avenidas Araguaia, Contorno e Ruas CD-200-A, 200-B e 200-C

    7- Bosque dos Buritis (Setores Central e Oeste, Região Central. Esse tem um chafariz lindo no meio.)
    End – Entre as Ruas 1, 29, Avenida Assis Chateaubriant e Alameda dos Buritis

    8- Bosque do Café (Setor Santa Genoveva, Região Norte)
    End – Entre as Avenidas do Café, Sucuri e Serra Dourada

    9- Bosque José Eduardo Nascimento (Parque das Amendoeiras, Região Leste)
    End – Entre as Ruas César Neto Borges Teixeira e Joana

    10- Zoológico – Lago das Rosas (Setores Central e Oeste, Região Central)
    End – Entre a Alameda das Rosas e a Avenida Anhanguera

    11- Jardim Botânico (Setor Pedro Ludovico, Região Sul, pertinho aqui de casa e é ENORME.)
    End - Entre a Alameda do Contorno e as Avenidas Botânico, Jardim Botânico e Antônio de Queiroz Barreto

    12- Parque Municipal Flamboyant Lourival Louza (Jardim Goiás, Região Sudeste)
    End – Entre as Ruas 15,12, 46, 55, 56 e a Avenida H

    13- Parque Beija-Flor (Setor Jaó, Região Norte)
    End: Entre a Avenida Venerando de Freitas Borges e a Rua J-22

    ResponderExcluir
  2. Folgo muito que estejam resolvendo o problema dos bosques de Goiânia. Estivemos em 1990 em lá e aqueles espaços eram depósitos públicos de lixo.
    O grande problema das cidades não é a implantação de espaços verdes, é a conservação posterior, que depende da vontade política dos futuros governantes.

    ResponderExcluir
  3. Cara!! vc me deixou curiosa sobre essa rua de BH! Estou morando aqui há menos de 2 anos e nunca ouvi falar dessa "sobe desce" esquisita!
    Vou procurar onde fica a misteriosa e tentar visitar, pra comprovar se é verdade isso de que a chuva escorre pra cima por lá!!
    Quando tiver tempo de visitar, prometo voltar aqui e te deixar novo recado, com meu "parecer".
    :P Um abraço..

    P.S.: Ah! Nunca fui a Goiânia, mas entendo bem do que fala. E não acho que o problema das áreas verdes no Brasil é má-vontade política, mas a educação da população. Os parques de BH podem não ser modelos europeus, mas pra uma cidade com mais de 2 milhões de habitantes, NO BRASIL, até são bem conservados e limpos. Tem nascentes no parque municipal, que fica encravado no centro da cidade!
    Vou te falar de um lugar que conheço bem: se esse mesmo parque fosse em Maceió, por exemplo, estaria com copos descartáveis boiando no lago, pipocas e salgadinhos espalhados por toda parte e haveria baratas habitando seus córregos, ao invés de garças, patos e peixes!
    Vontade política é bom, mas população educada é melhor ainda!

    Outro P.S.: Maceió tem belíssimos cartões postais... porque fotografia não fede!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto a Maceió, concordo com Emmylibra, estive la um ano atras, foi o pior lugar que ja visitei a maioria das praias são horriveis mesmo as distantes como a do Frances, vc compra um pacote turistico pelo litoral (nas fotos parece um paraiso)chega a viajar mais de 120km até estes locais e tem uma grande decepçao.

      Excluir
  4. Cara!! vc me deixou curiosa sobre essa rua de BH! Estou morando aqui há menos de 2 anos e nunca ouvi falar dessa "sobe desce" esquisita!
    Vou procurar onde fica a misteriosa e tentar visitar, pra comprovar se é verdade isso de que a chuva escorre pra cima por lá!!
    Quando tiver tempo de visitar, prometo voltar aqui e te deixar novo recado, com meu "parecer".
    :P Um abraço..

    P.S.: Ah! Nunca fui a Goiânia, mas entendo bem do que fala. E não acho que o problema das áreas verdes no Brasil é má-vontade política, mas a educação da população. Os parques de BH podem não ser modelos europeus, mas pra uma cidade com mais de 2 milhões de habitantes, NO BRASIL, até são bem conservados e limpos. Tem nascentes no parque municipal, que fica encravado no centro da cidade!
    Vou te falar de um lugar que conheço bem: se esse mesmo parque fosse em Maceió, por exemplo, estaria com copos descartáveis boiando no lago, pipocas e salgadinhos espalhados por toda parte e haveria baratas habitando seus córregos, ao invés de garças, patos e peixes!
    Vontade política é bom, mas população educada é melhor ainda!

    Outro P.S.: Maceió tem belíssimos cartões postais... porque fotografia não fede!!

    ResponderExcluir
  5. Emmy, a Rua do Amendoim (BH) fica na praça do PAPA no bairro Mangabeiras. Já conferi isto de perto...realmente é algo estranho

    ResponderExcluir
  6. http://www.eujafui.com.br/fotos-item.php?c=517

    fotos dos parques de goiania

    ResponderExcluir
  7. http://www.eujafui.com.br/fotos-item.php?c=517

    fotos dos parques de goiania

    ResponderExcluir
  8. Ronaldo disse:

    "Isaias Malta 25/02/09 09:08

    ...Estivemos em 1990..."

    Em 1990?!?!? Pô, tem quase 20 anos isso! Teve uma verdadeira revolução nesse aspecto aqui!!!
    Na minha opinião a conservação depende muito mais da população e não dos governos.

    ResponderExcluir
  9. O Murillo mandou umas fotos muito legais de alguns bosques em Goiânia, mas alguém teria fotos normais de pontos normais que em Goiânia são chamados de bosques e o resto do Brasil chama de praças?
    Torço que você tenha razão Ronaldo, se quiser pode mostrar fotos.

    ResponderExcluir
  10. Pô, Goiânia tem parque pra caramba. Memorial do Cerrado é referência!
    O Ronaldo postou uma seleção interessante, e acho que nem constam as áreas de preservação que possuem trilhas monitoradas.
    Você não soube procurar muito bem, mas em 1990 já tinha umas coisas legais em Goiânia para serem vistas!

    ResponderExcluir
  11. Mas uma cidade chamada "Não me Toque" não é tão estranho assim, tendo em vista uma infinidade de nomes estranhos de cidades. Conhece "Cruz das Almas", na Bahia? Mas a matéria é ótima, parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Já fui com minah família na rua do amendoim, fomos visitar meu padrinho que foi morar lá e ele pegou a kombi da empresa dele cheia de gente dentro e realmente ela subia a ladeira sozinha, beeeeem lentamente, eu era pequeno então eu não notei se tinha ou não inclinação

    ResponderExcluir
  13. Vai se atualizar primeiro pra depois falar de algum lugar, Goiânia num tem nada disso, tem ótimos parques, tem quase 20 anos que veio aqui e fica falando, muita coisa muda..
    É uma das cidades mais bem arborizadas do país, fica fazendo uns comentários imbecis desse. Vai no lugar ou pesquisa bastante antes de falar besteira.

    ResponderExcluir
  14. "Isaias Malta 25/02/09 09:08

    ...Estivemos em 1990..."

    É meu jovem, ja se passaram quase 20 anos desde sua visita.
    Antes de qualquer comentario "público" assim, deveria se informar ou fazer citações a época.
    Ja foi mostrado que Goiânia é umas das capitais com melhor qualidade de vida no Brasil. Além disso, em 2007 Goiânia recebeu o título de "Capital Verde".

    Talvez por estar mal orientado tenha visitado os lugares errados, ou realmente na epoca estes locais estavam em implantação ou algo do tipo.

    Fica aqui hoje meu convite para conhecer Goiânia.

    SDS

    Eng. Julio Cesar

    cesar.o@bol.com.br

    ResponderExcluir
  15. Agradeço os habitantes desta relevante e conhecidíssima cidade de Goiânia pelas dias. Com certeza aguçou ainda mais a minha vontade de conhecer tal vistosa e relevante paragen desta região vital de nosso imperial país da gente! Goianos realmente são cidadãos do mundo (além de que quando são traídos formam duplas caipiras).

    ResponderExcluir
  16. Em Viamão RS existem vàrios nomes curiosos como:
    Tiguéra
    Curral da Macega
    Costa do Bugiu
    costa do Overo
    Faxina
    Beco dos Cachoros

    ResponderExcluir
  17. Goiânia é muito arborizada!
    Tem praças para todos os lados!
    Parabéns ao povo de lá!

    ResponderExcluir
  18. Muito legal! Mas o mais legal mesmo foi ter reconhecido a Rua do Amendoim antes de ler o comentário abaixo. Sou de Belo Horizonte e seja lá o que for q provoca isso, é a pura verdade, pois já estive lá. Só não sei dizer pq ela tem esse nome horrível.

    ResponderExcluir
  19. Muito legal! Mas o mais legal mesmo foi ter reconhecido a Rua do Amendoim antes de ler o comentário abaixo. Sou de Belo Horizonte e seja lá o que for q provoca isso, é a pura verdade, pois já estive lá. Só não sei dizer pq ela tem esse nome horrível.

    ResponderExcluir
  20. Estou de volta só pra dizer q passei um final de semana em Goiânia em 1978. Achei a cidade super arborizada, aliás foi o q mais me chamaou a atenção por lá e até hoje tenho essa imagem na minha memória, pois nunca mais voltei lá.

    ResponderExcluir
  21. Estou de volta só pra dizer q passei um final de semana em Goiânia em 1978. Achei a cidade super arborizada, aliás foi o q mais me chamaou a atenção por lá e até hoje tenho essa imagem na minha memória, pois nunca mais voltei lá.(desculpe)

    ResponderExcluir
  22. aí pessoal, achei esse nome "Não me toque" super diferente. E os nomes q foram dados nessa lista de comentários podem até ser interessantes e diferentes, mas não tanto como "Não me toque".

    ResponderExcluir
  23. Dori e outros, quem tiver fotos não profissionais das praças de Goiânia, que coloque os links aqui. O que eles insistem em chamar de "bosque" eu chamo de praça, mas uma coisa que chama a atenção em Goiânia é realmente o seu padrão de arborização bastante destoante das cercanias, que eram na última vez que fiz uma viagem Goiânia/Brasília mais ao estilo "terra arrasada", cidades satélites.

    ResponderExcluir
  24. Sobre Goiânia:
    Sou goiâniense e posso dizer com toda competência que aqui não possui bosque. Infelizmente.
    A população em geral não sabe o conceito de bosque e praça e aceita tudo que é publicado em campanhas de governo. Bosque: Grande porção de árvores reúnidas. Aqui em Goiânia temos praças bem arborizadas, que chamam de bosque. rs. Mas são lugares pequenos e de qualquer ponto vc está vizualizando o trânsito (horrível por sinal) e vários prédios ao redor. Essa é uma visão que bosque dá? Com certeza não!

    ResponderExcluir
  25. Olá! super interessante este post, parabéns pelo levantamento.
    Mas, como sorocabana de plantão, devo avisar que o fenômeno estranho de BH também ocorre em Sorocaba (interior de SP), no caminho para a represa da Light. Isso ocorre por causa da existencia de um minério na região, que atua como ímã para os carros. Muito interessante, eu diria! Eu já fiz a experiência e posso garantir que ocorre!
    Um abraço a todos!

    ResponderExcluir
  26. Tatiana disse:

    Já faz quase quatro anos que saí de Goiânia e continuo me embasbacando com o complexo de inferioridade absurdo que eles têm por lá.

    Não se pode dizer nada sobre a cidade, a não ser que seja um elogio muito bem feito, e eles se sentem mortalmente ofendidos.

    Também não se pode falar bem de outra cidade, e sempre vem um goianiense provar o quanto "Goiânia também é tão boa quanto".

    Entre estes e outros motivos, fico muito feliz em ter voltado a São Paulo.
    O grande problema de Goiânia, além do calor insuportável, são dos goianienses.











    Quanto à rua mais inclinada do mundo, estou morando na Nova Zelândia e estive em Dunedin dia desses. Não cheguei a passar pela Baldwin Street, mas só e ver as outras ladeiras da cidade já pude ter uma idéia de como seria a maior.

    Muito boa a seleção!

    ResponderExcluir
  27. Tatiana disse (mais uma vez):

    Ronaldo... Como morei cinco anos em Goiânia, conheço bastante bem todos os "bosques" que você citou.

    Como disse a Vivian, nenhum destes, meu amigo, seria reconhecido como "bosque" em nenhuma outra cidade do país. Em qualquer um deles você sempre pode ver e ouvir o trânsito ao redor, ver os prédios e etc.

    Mas é claro, como você já disse, Goiânia não é uma cidade turística e não faz questão de agradar turistas.
    Então, que Goiânia continue feliz agradando seus ilustríssimos e mal-educados cidadãos.

    Obs.: Que fique claro que, apesar de tudo o que disse, tenho grandes amigos em Goiânia. Porque, é claro, as exceções servem para confirmar a regra.

    ResponderExcluir
  28. Tatiana disse (mais uma vez):

    Ronaldo... Como morei cinco anos em Goiânia, conheço bastante bem todos os "bosques" que você citou.

    Como disse a Vivian, nenhum destes, meu amigo, seria reconhecido como "bosque" em nenhuma outra cidade do país. Em qualquer um deles você sempre pode ver e ouvir o trânsito ao redor, ver os prédios e etc.

    Mas é claro, como você já disse, Goiânia não é uma cidade turística e não faz questão de agradar turistas.
    Então, que Goiânia continue feliz agradando seus ilustríssimos e mal-educados cidadãos.

    Obs.: Que fique claro que, apesar de tudo o que disse, tenho grandes amigos em Goiânia. Porque, é claro, as exceções servem para confirmar a regra.

    ResponderExcluir
  29. Reportagem interessante, mas os textos estão muito mal redigidos... E sobre essa rua de Belo Horizonte, existe o mesmo "fenômeno" em Urubici (SC), vamos pesquisar direito, certo..?!?

    ResponderExcluir
  30. Desculpa, Bola, mas não achei nenhum erro grave nos textos... Muito menos "mal redigidos".

    ResponderExcluir
  31. Olha...muito interessante esse post...E por ele podemos chegar a uma conclusão...Goiano é bravo p KCT!!!!kkkkkkk

    ResponderExcluir
  32. Se é bravo? não sei! Mas é bom saber que tem pessoas que se importam com a natureza! nos dias de hoje.

    ResponderExcluir
  33. acho que são 11 .blogpaedia o blog mas besta do mundo.

    ResponderExcluir