Pesquisar

11 de fev de 2011

Top 10 tipos de chatos e como se livrar deles.

Chatos existem em todas as partes, mas nem eu e nem você somos um deles. Isto dificulta a questão porque ninguém se considera chato, longe disto, são eles que se consideram vitimados por pessoas deselegantes e grosseiras. Para deixar claro a "chatura" dos outros, vamos enumerar uma série de situações clássicas que exigem muita paciência, discernimento, sentido de fuga e, às vezes, uma certa dose de cavalice para lidar com os famosos seres bidimensionais.

10) Achacador de celebridade.
Situação: você já notou como todas as pessoas célebres demonstram gênio extremamente insuportável em público? Pois é, com o tempo elas aprendem que a única maneira de lidar com os milhares de chatos no caminho é se portando de uma maneira absolutamente detestável. Logo, se você é chato, nem vai querer chegar perto da carraca de um famoso.
Antídoto: antipatia em doses cavalares afasta os chatos. Se a coisa funciona para os famosos, está aí algo que pode nos inspirar.

9) Chato político.
Situação: sabe aquela pessoa que te aluga durante horas com aquela conversa interminável de temas políticos? Se você contra-argumentar, ele inflama ainda mais as suas teses, se concordar, ele se expande, se silenciar, ele monologa.
Antídoto: Não há antídoto, ou neutralização dentro dos princípios da educação e da civilidade para esta espécie. Estou aberto a sugestões, desde que não incluam abandonar o almoço, ou socos na cara.

8) Chato que fala muito e perto.
Situação: o que fazer com aquelas pessoas que se aproximam ao ponto de falar quase encostando a boca na nossa cara? Acrescente-se a isto o fato deles terem o hábito de manipular as nossas roupas, abotoar os nossos botões, aplainar os nossos amasssados, e temos o retrato da dor da convivência humana.
Antídoto: esquivar-se polidamente de cada ataque parece ser a única saída elegantemente correta.

7) Chatos piscantes do Orkut.
Situação: em homenagem aos parentes e outras figuras que ficavam me entupindo de scraps piscantes...
Antídoto: pratiquei orkuticídio, do qual não me arrependo.
Top 10 Motivos para você cometer Orkuticídio sem dor.

6) Chato viciado em celular.
Situação: você está falando com uma pessoa e ele frequentemente interrompe a conversa para punhetar o aparelhinho.
Antídoto: se você não depende da pessoa, saia de fininho e deixe-a falando sozinha com o seu pequeno monolito.

5) Spoiler no cinema.
Situação: a cena é clássica, o filme é de suspense e tem um chato antecipando toda a trama para um idiota ao lado e meia plateia tendo que ouví-lo.
Antídoto: para evitar que a situação chegue ao nível da agressão, o melhor método ainda é seguir a máxima "os incomodados que se retirem", no caso, trocar de lugar.

4) Alugador de ouvido.
Situação: há pessoas que quando te encontram, já começam a contar a história da sua vida, sem interrupções nem descansos.
Antídoto: neste caso a pressa é amiga da perfeição, ou seja, você pretexta invariavelmente que está atrasado para um compromisso.

3) Companhia indesejável numa viagem interminável rumo ao outro lado do planeta.
Situação: dificilmente há uma situação mais chata do que se sentar ao lado de um chato numa viagem que vai durar horas e horas...
Antídoto: para evitar o assassinato puro e simples, a melhor saída é o sono, tenha muito sono (ou pelo menos finja que tem) e aproveite para descansar, se puder, porque se despregar os olhos, o chato estará lá de olhos bem abertos farejando o mínimo sinal de vida na sua presa. Nota: espero que você já tenha desconfiado que chato não dorme.

2) Chato galanteador.
Situação: as mulheres costumam enfrentar situações barra-pesada com homens que não medem esforços para chegar aos finalmentes da conquista. Tive uma colega loira que encheu tanto o saco com a ladainha, que teve que reservar uma quinta-feira na agenda especialmente para ir com o chato para o motel, só para se livrar dele de uma vez por todas. Isto aconteceu realmente! O que não significa que você tenha que se portar desta forma com este tipo de energúmeno. Não concordo com o que sugere este post, pois a acho mais saudável as mulheres partirem para o confronto:
Como se livrar de um chato.
Antídoto: ainda não se inventou melhor neutralização para o cantador compulsivo, do que um belo chute no saco, espero estar falando metaforicamente... A mulher tem que ser deselegante, tem que agredir, tem que xingar para se livrar desta classe de pulhas. Nas Redes Sociais, há sempre a alternativa de jogar as investidas sujas dele no ventilador.

1) Telemarketing.
Situação: a coisa mais chata do mundo são os insistentes telefonemas das companhias de cartões de crédito. Se você desligar, disser não, disser que a pessoa não está, etc, tudo dá na mesma, eles retornam a ligar.
Antídoto: sabedores de que uma das formas de remuneração dos operadores de telemarketing é cumprir a meta de um determinado número de ligações para as pobres vítimas, nosso último recurso é deixar a criatura pendurada na linha: - só um pouquinho, que vou chamar o fulano. Então, deixe o telefone ligado e não retorne mais à ligação até o operador desligar. Faça isto todas as vezes e vai descobrir que o seu número será magicamente apagado do sistema.

11 comentários:

  1. Cara esse tipo de lista é também uma chatice crônica. Uma praga da blogosfera que já deu.

    ResponderExcluir
  2. Chato detected! Fiz meu post pensando em você.

    ResponderExcluir
  3. Sugiro a mudança de "Blogpaedia" para "Blogpaedia Social". A cada 10 postagens, 8 são de comportamento.

    ResponderExcluir
  4. Especificamente este foi inspirado na nossa atual experiência ruinosa com o telemarketing do Itaú. Já inventaram a gosma mais poderosa do universo!

    ResponderExcluir
  5. Já ministrei esse antídoto contra uma operadora de telemarketing, que ligava todos os dias, inclusive muito cedo ou já noite. Certa vez, deixei o telefone fora do gancho e acredita que ela ligou umas cinco vezes naquele dia para ''dar o troco''? Quando alguém atendia o telefone dava para escutar aquele sonzinho típico de telemarketing e ela desligava, heheh.
    Agora descobri um antídoto mais prático: Quando começam a ladainha eu digo que 'infelizmente estou sem desempregada, sem renda mesmo', e como por milagre, desligam na hora, muitos sem nem dizer ''obrigado''.

    Contra o chato de viagem[ no meu caso utilizo mais contra os chatos de recepção de consultório]me valho de uma dica descoberta em um livro, ''O turista acidental'', em que a personagem, que necessitava viajar muito de avião, sempre carregava um livro pesado, chamado ''Senhorita Macintosh'' e isso inibia na maioria das vezes as interpelações de gente que gosta de contar toda sua vida. Como no livro, comigo quase sempre dá certo.

    ResponderExcluir
  6. Com a sua permissão, acrescentaria o 11º.

    “ São Valentim – O dia “

    Um dia que além de ser uma chatice, pode tornar-se num verdadeiro pesadelo.
    Tudo começa, com a publicidade extremamente agressiva. Tudo se vende em “ nome “ do amor. O homem que o quiser ignorar corre um sério risco.
    Sim, risco, de uma discussão conjugal.
    Dir-me-ão, que exagero. Talvez seja mas, qual é o homem que está disposto a ouvir coisas deste género “ Tu nunca ligaste importância a este dia, tu não ligas a nada, tu não me ligas “.
    Instala-se a discussão.
    Ora, como medida, digamos de profilaxia, não temos alternativa senão embarcar no evento, embora saibamos que o dia vale o que vale e é destituído de um verdadeiro significado.

    Antídoto: Investimento afectivo. O amor e o carinho não se demonstram num dia.

    ResponderExcluir
  7. Vanessa,
    acho que qualquer papo com telemarketing é furada. Você gasta o seu latim, seu tempo, sua paciência e o resultado é que eles descobrem que não somos cachorros mortos.
    Pelo menos com os cartões de crédito, não funciona a alegação de desemprego, pois eles trabalham no plano das metas futuras. Eles trabalham na base do enfiar um cartão hoje e amanhã o sujeito consegue emprego.

    ResponderExcluir
  8. "Tive uma colega loira que encheu tanto o saco com a ladainha, que teve que reservar uma quinta-feira na agenda especialmente para ir com o chato para o motel, só para se livrar dele de uma vez por todas."

    AH, CLARO.. ELA ACHOU O CARA TÃO CHATO QUE DEU PRA ELE.
    CLARO.... ELA O ACHOU MUITO CHATO, MUITO MESMO...

    ResponderExcluir
  9. Como eu faço pra me livrar de um ex que liga ate 3 vezes por dia só pra perguntar se estou bem? detalhe eu ja fui grossa, alias extremamente grossa, pedi para parar de ligar e quanto mais p...da vida eu fico mais ele liga pra saber se minha raiva ja passou,e tb ja tentei deixar o tel tocando mais ai minha vida vira um inferno porque ele não desisti e eu não posso desligar o tel porque eu uso pra trabalhar... detalhe quem terminou comigo foi ele. me ajudem

    ResponderExcluir
  10. Isto que você descreve se chama assédio e deve estar previsto na Lei Maria de Penha de proteção à mulher. Vá a uma delegacia da mulher para dar queixa do ex.

    ResponderExcluir
  11. "Estou aberto a sugestões, desde que não incluam abandonar o almoço, ou socos na cara."

    Mas foram exatamente as duas coisas que pensei antes de terminar de ler! Muito bom o post!

    ResponderExcluir