Pesquisar

19 de out de 2009

Impactos da Celebridade na vida das crianças-prodígio.

Os tortuosos caminhos de crianças geniais tem sido alvo de controvérsia ao longo dos séculos. Na maioria das vezes, tais seres precocemente talentosos perdem a infância e adolescência, sacrificadas em nome das luzes da Ribalta, queimando etapas imprescindíveis para a constituição da personalidade adulta. Felizmente, constatamos felizes exceções de talentos precoces que conseguiram contornar o problema da fama e ter uma vida adulta “normal”, como se isso fosse possível para uma celebridade.

Wolfgang Amadeus Mozart.
A mais genial das crianças-prodígio de todos os tempos, iniciou sua carreira aos 4 anos em 1759 e aos 5 já compunha e tocava vários instrumentos fluentemente. A fama arrasou sua vida de tal forma, que lhe acarretou uma morte prematura aos 35 anos, depois de uma existência pândega e desregrada.
Crianças-prodígio Wolfgang Amadeus Mozart

Shirley Temple.
Iniciou sua carreira aos 3 anos em 1931, participando da série de curtas-metragem "Baby Burlesks". Depois de adulta, o seu sucesso não se confirmou e ela se aposentou da carreira cinematográfica em 1949, tendo doravante, se dedicado à carreira diplomática.
Crianças-prodígio Shirley Temple

Michael Jackson.
Tendo iniciado carreira aos 5 anos de idade, o Rei do Pop jamais se recuperou do fato de não ter tido infância. O maior vendedor de discos de todos os tempos, teve a sua vida pautada por escândalos sexuais e dependência à drogas hospitalares.


Erin Murphy.
Iniciou sua carreira aos 2 anos de idade representando a personagem Tabitha Stevens no seriado televisivo “A Feiticeira” da década de 60. Apesar de ter continuado na carreira artística, jamais repetiu a projeção alcançada durante a sua tenra infância e talvez por isto mesmo, tenha podido levar uma vida normal com casamento e filhos.
Crianças-prodígio Erin Murphy

Britney Spears.
Iniciou sua carreira aos 11 anos cantando no programa caça talentos “Star Search” em 1992. A perda da infância e adolescência provocou graves consequências na vida daquela que hoje está à beira de se tornar uma balzaquiana, em seus envolvimentos com drogas, escândalos e internações.


Natalie Portman.
Iniciou sua carreira aos 12 anos participando do filme “O profissional”. Não obstante ter vivido um sucesso após o outro desde então, Natalie não tem permitido que a corrosão da fama estrague a sua vida, exceto ter cortado os pulsos aos 14 anos em 1996, em virtude da interpretação de uma menina morre no filme Heat de 1995.
Contemple o gênio de Natalie nesta gravação teste realizada em março de 1993 na cidade de Nova Iorque.


Macaulay Culkin.
Iniciou sua carreira aos 10 anos protagonizando o “filme Esqueceram de Mim”. O estrondoso sucesso e a fortuna de 17 milhões de dólares produziram resultados corrosivos na vida do pequeno ator, que se envolveu com drogas e escândalos até sumir por completo. Quando aos 23 anos, ele volta à cena no filme “Party Monster” de 2003, o seu envolvimento com drogas lhe leva à prisão em 2004 por porte de maconha e drogas hospitalares.
Neste vídeo, Macaulay concede uma entrevista na TV em 1991, com apenas 11 anos! Note como os seus pés nem tocam o chão!


Scarlett Johansson.
Iniciou sua carreira aos 10 anos com uma participação na peça teatral “Sophistry” para em seguida estrear no cinema desempenhando um pequeno papel no filme “O Anjo da Guarda” de 1994.
O segredo para Scarlett não ter seguido o caminho turbulento das suas contemporâneas meninas-prodígio Britney Spears e Lindsay Lohan foi revelado numa entrevista ao G1:
“Eu tenho uma família maravilhosa, que me apoia muito. Por sorte, nunca tive de lutar contra problemas de imagem ou vícios. Sabe, eu acho que não são só as pessoas de Hollywood. Isso é parte do que está acontecendo com o mundo em que vivemos hoje, onde tudo está tão disponível e tão rápido. Eu acho que é difícil para muitos jovens evitar essas armadilhas. Obviamente, a disponibilidade de qualquer coisa que seja, seja drogas e álcool ou festas, é perigosa para as pessoas que têm uma tendência aos vícios ou a esse estilo de vida. Tenho muita sorte por nunca ter tido essa inclinação. Acho que posso atribuir isso aos meus pais, meus amigos e à forma como fui criada.”
Crianças-prodígio Scarlett Johansson
Leia mais sobre o primeiro teste da Scarlett aqui.

Lindsay Lohan.

Iniciou sua carreira de maneira surpreendente: aos 12 anos protagonizou o filme “Operação Cupido” de 1998, interpretando o papel de 2 gêmeas idênticas! Infelizmente, Lindsay é um ótimo exemplo de como a fama, a glória e o dinheiro, podem reduzir a frangalhos a vida de uma criança precocemente genial.
Atualmente, Lohan vive às turras com a justiça americana por ter dirigido bêbada em 2007. Pelo fato da atriz não ter cumprido as determinações da sua liberdade condicional, teve a sua pena prorrogada por mais um ano e ameaçada pela juíza de cumprir o resto da pena em regime fechado.
Maiores detalhes no [Ego].
Cenas do filme “Operação Cupido” de 1998.

Detalhes sobre os múltiplos vícios de Lindsay Lohan aqui.

Miley Cirus.
Iniciou sua carreira aos 9 anos fazendo pequenos papeis na TV canadense, mas o que notabilizou a sua carreira foi ter conseguido o papel principal no seriado da Disney Channel chamado “Hannah Montana”. Por enquanto, nada pode ser diagnosticado sobre os efeitos da celebridade na vida da hoje adolescente Miley de 16 anos. Isso só o tempo dirá!
Por ora, divirta-se com a fita de teste para o seriado Hanna Montana e descubra porque ela foi escolhida.


Maísa Silva Andrade.
Alguém acredita que a pequena performer Maísa Silva seja a reencarnação de Shierley Temple na televisão brasileira? Pelo menos, Sílvio Santos acredita, tanto que mudou o cabelo da menina-prodígio para os atuais cachinhos à lá Shirley.
Maísa iniciou a sua carreira aos 3 anos no programa de televisão de Raul Gil, dublando sucessos do grupo Rouge, Ivete Sangalo e Wanessa Camargo. Logo em seguida passou a cantar usando a própria voz.
Crianças-prodígio Maísa Silva
Este legítimo fenômeno da TV brasileira, desde que foi contratada por Sílvio Santos, tem sido mantida à margem de badalações, entrevistas e assédios de paparazzis. Conforme notícia publicada no portal da Abril, a menina havia ficado fora da escola durante uma semana devido ao assédio de um paparazzi que foi visto rondando as vizinhanças. Pelo visto Sílvio Santos terá um imenso trabalho pela frente para preservar o que resta de infância da sua contratada.

Referências:
As informações citadas ao longo do texto que não possuem referências específicas, foram retiradas de vários verbetes da Wikipédia.

14 comentários:

  1. Não podemos esquecer, grandes exemplos de pequenas celebridades, que por terem uma família estruturada, não desvirtuaram os seus valores morais! Sandy e Junior por exemplo.
    Na verdade, o maior inimigo destas crianças é a família mal estruturada. No mundo existem muitas outras situações adversas(além da fama), que podem prejudicar a formação moral de uma criança!

    ResponderExcluir
  2. penso que a família, certamente, seja a base de tudo, no entanto, no caso dos famosos precoces, o fato deles viverem num universo de luzes e glamour, em que a aparência e o dinheiro valem mais do que qualquer coisa, deve complicar e muito sua forma de encarar o mundo. e não só nos famosos precoces, quantos grandes artistas que vimos autodestruírem-se apesar da fama, da riqueza e do talento? marilyn monroe, edith piaf, heath ledger, só por exemplo.

    ResponderExcluir
  3. Tem gente que não sabe lidar com o poder. Na realidade, qualquer famoso tem que mudar de vida completamente, nunca mais será aquele que passa na rua e só seus amigos o conhecem e não fazem a mínima questão do seu autográfo.
    Lidar com a carreira é saber disfarçar bem, apenas. Alguns ficam loucos porque começam a não gostar mais disso.

    ResponderExcluir
  4. Richard, estás falando com um que ficaria louco, mesmo que não tenha experiência com a fama.

    ResponderExcluir
  5. é complicado uma situação dessas... o caso da maisa mesmo é de se pensar. vc ainda esqueceu de colocar o caso da simony, um sucesso com o balão mágico e quando ficou adulta se envolveu com um presidiário.

    ResponderExcluir
  6. estamos comparando a Maisa com o Mozart?

    ResponderExcluir
  7. Igor, parece uma heresia, mas nos nossos tempos o melhor Mozart contemporâneo que podemos arranjar de cachinhos e fala ferina é a Maísa.

    ResponderExcluir
  8. Maísa é chata demais. Vai estudar sua peste.

    ResponderExcluir
  9. Uns sabem gerir bem, outros provavelmente terão seus problemas no futuro, esperemos que não... ser criança prodígio ou ser criança-adulta é complicado e se não houver uma base sólida (família) para ajudar nesse processo tornar-se-ão em adultos com problemas de várias ordens... é quase sempre o caso!!!

    ResponderExcluir
  10. Tenho minha irmã que está sempre sendo transferida de uma série pra outra,com 10 anos ela já faz o 3 ano do ensino médio.
    Tudo começou quando ela tinha 7 anos,participou de um concurso público,que iria financiar uma bolsa de estudos para crianças com QI maior que 140,a prova continha 100 questões com vários problemas de raciocínio lógico,ela acertou á todas as questões com êxito,passando do número de QI pedido na prova,e hoje estuda numa escola particular,faz parte do MENSA e da Rede de Apoio á Talentos,e ganhou 100 mil reais no prorama do Luciano Hulck(no quadro "Soletrando"em 2009).Desde então sempre transferem ela de uma série á outra,devido á sua inteligencia acima da média.
    Nossa familia tenta dar-lhe a vida mais normal possível, aqui na nossa região ela é bastante conhecida!
    Ela também é uma Criança Prodígio!

    ResponderExcluir
  11. A família deve fazer isto mesmo, tratar uma criança como criança e evitar bajulações. Mais tarde ela vai agradecer por isto. Realmente, a Larissa Oliveira é ma criança prodígio e vocês estão de parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Maísa talentosa? Sinceramente, nela eu só consigo ver uma criança mal-educada e bocuda, faz sucesso no Brasil porque infelizmente é o tipo de atitude que a população valoriza: vulgaridade.

    ResponderExcluir
  13. Maikon jackson tem o disco mais vendido, porem não foi quem mais vendeu disco... Informe-se melhor.

    ResponderExcluir