Pesquisar

21 de out de 2009

Top 8 Canastrões da era dos atores bonecos.

O termo canastrão é aplicado a atores que representam um papel: eles mesmos. Apresentando expressão facial praticamente nula e gestual repetitivo, os canastrões tem permeado toda a história do cinema e os mais famosos, amealhado grandes fortunas.

O grande campo de atuação dos caras de pau são os filmes de ação, que não exigem grandes talentos teatrais por serem constituídos de cenas extremamente rápidas, nunca suficientemente longa para exigir uma frase completa do canastrão. No entanto, mesmo que tais filmes careçam de maiores valores artísticos, fazem grande sucesso de bilheteria pelos efeitos especiais, perseguições, correrias, tiros e explosões.

Daniel Craig.
Depois de ter visto por 5 minutos na TV o James Bond encarnado por este sujeito em Quantum of Solace, tive a certeza de que estava diante do assassino do agente secreto inglês. Isento de picardia, ironia e deboche características do herói de Ian Flemin, restou um rostinho bonito que agrada às mulheres.

George Clooney.
Este cara de pau atingiu o clímax de canastrão mor ao fazer o único Batman Drag Queen da história em “Batman & Robin” de 1997. Pena que o filme seja tão ruim, que nem rende umas boas risadas.

Burt Reynolds.
É um canastrão representante da velha guarda de Hollywood especializado em interpretar sempre Burt Reynolds.

Sylvester Stallone.
Eventualmente Sylvester participou de filmes bons, mas a sua cara paralisada e voz monocórdia garantem-lhe um lugar no clube dos canastrões.

Vin Diesel.
Interpretando robôs ele é o máximo, o problema começa quando dubla humanos.

Steven Seagal.
Vestindo um indefectível casaco e moleton preto para disfarçar a proeminente barriga, o herói dos sopapos não ri e a sua “arte de interpretação” não comporta um só franzir de sobrolho ao longo dos filmes que invariavelmente começam com os bandidos matando a sua família.

Chuck Norrris.
O ruivo é o mais boneco de todos, uma verdadeira máquina de disparar chutões para todos os lados. Graças à sua atuação rigorosamente linear, foi-lhe rendeu uma extensa lista de feitos sobre humanos chamada Chuck Norris Facts.

Dolph Lundgren.
O maior matador da história cinema, com 663 vítimas, o ator sueco também merece o Top 1 por sua inexpressividade absoluta.

Na lista faltaram menções importantes, tais como Jean Claude Van Damme, Charles Bronson, John Wayne, Peter Weller, Clark Gable, Dwayne Douglas Johnson, etc., que só não entraram, ou por falta de espaço, ou porque não encontrei os seus bonecos correspondentes. Se questionarem a ausência do eterno vingador do futuro Arnold Schwarzenegger, responderei que o considero um dos raros astros de filmes de ação que reconhecidamente levou uma carreira paralela de ator, logo, não é um dos canastrões típicos de Hollywood capazes de interpretar no máximo um estereótipo da sua própria pessoa.

Para os viciados em filmes protagonizados por estes bonecos de ouro, melhor faria ver de vez em quando obras autorais de grandes Diretores de Cinema da atualidade e do passado: Quentin Tarantino, Ettore Scola, Wood Allen, Felini, Tarkovski, Pasolini, Giuseppe Tornatore, Orson Welles e muitos outros gênios que elevaram o cinema à categoria de 7ª arte.

15 comentários:

  1. e os atores-bonecos brasileiros? difícil será achar um que NÃO seja, já que atualmente basta ter cara de machinho e corpo sarado É ATOR hehehe Bom dia, blogueiro enciclopédico :)

    ResponderExcluir
  2. Fabri, o dia que fabricarem bonecos com a cara de Reynaldo Gianecchini, Marcio Garcia, Cauã, etc., eles saem na pedra!

    ResponderExcluir
  3. Sobre Dolph Lundgren assista Johnny Mnemonic, em q as atuações são ruins mas ele tá legal no papel do padre assassino.
    De auqlquer forma cinema é arte e também entretenimento e as vezes é bom só dar risada ou curtir muita ação nonsense.

    ResponderExcluir
  4. O Dolph não é sofrível em papéis semi-automatizados, agora, quando é protagonista, sai de perto...

    ResponderExcluir
  5. Ah, tadinho do Clooney... Tá, mas de repente só digo isso porque o cara é lindo. Concordo sobre todos os outros. Coloquei nos meus links da semana. Beijos!!!

    ResponderExcluir
  6. Faltou o Bruce Willis. É o número um da minha lista.

    ResponderExcluir
  7. Bruce Willis me leva a pensar no quanto dinheiro é necessário para destruir uma carreira. Não acho que ele seja um canastrão no sentido estrito, mas vendeu sua alma ao diabo das produções canastronas voltadas exclusivamente para as bilheterias.

    ResponderExcluir
  8. Sylvester Stallone escreveu e protagonizou um filme com tão pouca verba, que teve que grava-lo em 28 dias. Esse filme é Rocky, um lutador. Ainda assim consiguiu ganhar o oscar de melhor filme. Não tem como falar que o cara é ruim.

    ResponderExcluir
  9. Cuidado, ninguém chama Chuck Norris de boneco e vive muito tempo...


    srrsrsrsrsr

    ResponderExcluir
  10. Nunca li tanta besteira junta antes de falarem alguma coisa procurem ler mais.

    ResponderExcluir
  11. Isaias.

    John Wayne,Clark Gable? Saiba que acabo de passar seu endereço para o Chuk Norris!
    Legal a matéria, mas o Stalone fez Rambo fez, ...fez... então... ele estava muito bem em Rambo.
    Já o George Clooney estava excelente no filme "E Aí, Meu Irmão, Cadê Você?" direção do Coen, lembrou-me o Clark Gable em "Aconteceu naquela noite". Uma das melhores comédias românticas que vi.

    Um abraço!

    Carlos Kurare

    "Foi por ter sido pisado por muitos pés que me tornei um bom vinho!"
    Carlos Kurare

    ResponderExcluir
  12. OK ok , mas tarantino é um lixo!

    ResponderExcluir
  13. Concordo e ainda acrescento que:
    O verdadeiro ator, tem em 1° lugar, o dever de representar um personagem, e este personagem significa uma pessoa fictícia. E todos devemos saber que ninguem tem a mesma impressao digital que significa que ao natural somos unicos e diferentes uns dos outros. Se um ator trabalha pra representar/interpretar um personagem significa, que ele deve se distanciar parcial ou completamente dele mesmo. Assim ele será um ator de verdade. Bons exemplos: Johnny Depp e Heath Ledger. São os unicos dois que verdadeiramente eu conheço. Ja vi mais de 2000 filmes sou critico cinematografico e ator. Digo que esta qualidade multifacetorial ou versatilidade extrema que irá definir se é um ator ou um canastrão. Bons exemplos de canastroes tambem existem e ganham Óscar por serem convincentes ao extremo, (qualidade essencial e obrigatorial fora a versatilidade). Estes são:
    Al Pacino, considerado por mim o melhor e maior o ator do mundo, Denzel Washington e Robert De niro (De Niro, que destes 3 é o menos canastrao). Resumindo, meu laboratório visual e auditivo pra chegar a toda esta conclusao, é somando:
    Noção básica da arte de representar/interpretar + psicologia humana + vivencia (saber distinguir o pó da poeira) + bom senso = Capacidade de entender com clareza a real significativa de Ser um Ator. Para falar a verdade, no Brasil os unicos que são Não-Canastrões benham a ser: Lázaro Ramos (representou personagens que diferencian-se entre o ator e os demais), e o Rodrigo Santoro, (que pelo filme Bicho de Sete Cabeças, conseguiu o inedito no Brasil, representar varios personagens dentro de um unico, chamado Neto). Assim a estrategia dele funcionou e os Americanos e seus olheiros Holywoodianos, avistaram um verdadeiro talento, que por ser a nivel Brasil, é bem superior. Rodrigo hoje ja fez algumas pontas e participações em Holywood. Agora pensem: O cara considerado o melhor ator do Brasil só faz "pontas" la fora. Significa o que ja é evidente, o nivel do brasileiro é muito abaixo dos Americanos em todos os sentidos. E eles sabem disso. Por isso mesmo que são Americanos, rs. Desculpem o enorme texto, mas foi por meio deste que eu pude expressar meu conhecimento sobre representação cênica/cinematografica. Boa madrugada para todos voces e bons filmes com canastroes ou não.

    ResponderExcluir
  14. Que nada, o "enorme texto" foi uma verdadeira aula!

    ResponderExcluir
  15. Michael Carvalho Silva10/01/2014 21:44

    Bruce Willis e Jason Statham são os maiores canastrões do cinema de ação. E mesmo sendo um dos meus atores preferidos, o Charles Martin Smith é um péssimo ator, para mim ele é o maior canstrão do mundo e também o pior ator de todos os tempos pois só sabe interpretar ele mesmo em todos os seus filmes.

    ResponderExcluir