Pesquisar

6 de set de 2010

Casa do Futuro será como viver dentro de um iPad.

Você se lembra dos interiores das casas retro-futuristas, cheias de botões e knobs?
Casa do futuro retro-futurista
Esqueça tudo isto, pois numa recente exposição em Paris de design arquitetônico, nas novas ideias sobre o futuro os controles analógicos cederam lugar aos sensores inteligentes e touch-screens.

No entanto, continua o conceito de que nas casas do futuro tenham todas as rotinas domésticas automatizadas de acordo com as preferências de cada morador. No momento em que você entra no banheiro, ele se adaptará ao seu gosto pessoal: temperatura da água, tampa do vaso sanitário aberta ou fechada, nível de iluminação ambiente, produtos de toucador e até mesmo as paisagens nas paredes se adequarão ao seu espírito do momento.
Casa do futuro
[Outnext]
Então, esqueça as atuais paredes burras e se prepare para o novo paradigma de divisórias confeccionadas em telas de LCD incrustado, que ao mesmo tempo que iluminarão, exibirão desde imagens decorativas a materiais multimídia de qualquer natureza, as mesmas que atualmente estão dispersas em computadores, TVs, Ipods, projetores, etc.

Os designers acreditam que o foco central da casa do futuro será o banheiro, pois segundo eles, a preocupação com a auto-imagem continuará crescendo. Assim, esta peça da casa terá forma de casulo e será equipada com mecanismo de ultrassom para o banho - claro, um item bem ao gosto dos franceses que odeiam contatos íntimos com a água. Enquanto você se diverte limpando o seu corpo sem expô-lo ao efeito abrasivo do meio aquático, as paredes exibirão paisagens relaxantes, desde areias do deserto ao interior da floresta amazônica, tudo isto controlado por um simples toque na tela.
As especulações sobre o futuro vão no sentido de termos menos necessidade de espaço, portanto, menor quantidade de mobiliário, mas com todos os escassos recintos massivamente aparelhados por tecnologia.

Crítica ao “futuro”.
Enquanto os designers projetam futuras paredes domésticas que exibem imagens em 2D, a correria da indústria eletrônica é a popularização em menor prazo possível do 3D e, futuramente, entraremos na corrida das projeções holográficas em 4D, com odores e transmissão da sensação física de movimento.

Tomando como exemplo de casa do futuro esta planejada em 1967 para se tornar realidade em 1999, e o fato dela não ter se concretizado até nos nossos dias, é bem provável que as especulações exibidas na exposição de Paris são muito mais aplicáveis ao “futuro de agora” do que ao “futuro do futuro”.


Referências:
» Future Houses like living in an Ipad.
» Cozinhas retro-futuristas tem mainframes e sintetizadores de alimentos!

2 comentários:

  1. Ri-me com a alusão aos franceses, (resquícios da Idade Média) actualmente já são mais íntimos. Porém, ainda não atingiram o “ contacto “ dos brasileiros e dos portugueses, neste aspecto somos mais pragmáticos. Diz-se em Portugal que há 50 anos as espanholas tomavam banho com perfume mas, não sei se era verdade.
    Algumas das ideias são agradáveis para hoje, certamente proporcionam bem-estar, nomeadamente as imagens relaxantes. Outras, não me seduzem.
    Penso que o projecto não avança porque o comum dos mortais tem os bolsos cheios de ar. Infelizmente.

    ResponderExcluir
  2. Isaias, sabe que li o título de sua matéria e na hora pensei: É, está ai uma boa idéia.

    Pena que vai ser desse jeito mesmo que você falou. Eu vejo casas do futuro sendo projetadas desde quando comecei a fazer parte do planeta. E até hoje as coisas são bem diferentes.

    ResponderExcluir