Pesquisar

2 de set de 2010

Coisas que os homens não veem nas mulheres.

Os homens não costumam perceber nas mulheres tudo o que é essencial para elas, contraditoriamente melhor para nós, por termos nascido com muitas minhocas a menos na cabeça e pior para nós, por passarmos a imagem de broncos diante dos infinitos sortilégios femininos.

Insinuação.
Se você está verdadeiramente interessada por um homem, saiba que terá que usar armas muito mais fortes do que olhares cobiçadores. Isto porque a grande maioria dos homens nasce com os sentidos embotados para a sutilidade, talvez em razão do nosso massacrante passado paleolítico, quando éramos obrigados a sair do abrigo da caverna para caçar animais ferozes à unha.

Roupas.
Sim, sim, temos olhos, mas não fomos dotados por Deus com a visão detalhista da bicha. Pouco distinguimos combinações e matizes, além disto, somos muito ruins em emitir julgamentos de mérito nesta área. Isto não impede o nosso carma de sermos permanentemente instados a opinar sobre as roupas das nossas mulheres, ao que respondemos sem graça: -você está linda querida (mesmo que ela esteja vestindo o trapo de Barrabás na cruz)! Quando isto acontece, desejamos que um buraco se abra debaixo dos nossos pés, numa saída justa e decente!
A grosso modo, a nossa percepção tacanha nos diz apenas se ela está sexy ou não, ainda mais quando se sabe que roupas são acessórios criados exclusivamente para mostrar o supérfluo e esconder o essencial.

Celulite.
As tais imperfeições, ossos do ofício feminino, que tanto aterrorizam as mulheres, nos passam praticamente desapercebidas. Se soubessem disto, muitas delas não teriam morrido nas mesas de cirurgia, nem tantas outras teriam herdado cicatrizes atrozes de procedimentos estéticos mal sucedidos. Desconfio que quando as mulheres tentam adivinhar como as olhamos, no máximo conseguem se ver com olhos de boiola, ou metrossexual, o que dá no mesmo.
Por falar em lipo mal sucedida, olha só no que deu esta abdominoplastia, isto sim, muito pior do que uma barriga fofinha.


Lingerie.
Não prestamos muita atenção nas coisas feitas para serem abstraídas, entretanto, as únicas peças do vestuário íntimo que aborrecidamente percebemos são calcinha e sutiã da cor bege. Não sei qual é a mágica alimentadora desta antipatia, só sei que é assim. Medite no porquê raramente aparece lingerie bege na Playboy, mesmo que as mulheres amem a praticidade dessa indumentária no dia a dia.

Inteligência.
Calma, calma, me deixa explicar! Como estamos sempre vidrados em belezura, negligenciamos um aspecto crucial no futuro desenvolvimento da relação. Todavia, como se fora um efeito colateral tardio, passamos a perceber a inteligência com o passar do tempo, quando a fascinação inicial pela beleza pode se transformar em nojo (diante da burrice mentecapta), ou ir se aprofundando na medida que valores mais densos se alevantam.

Confissão final: mulheres, a natureza já nos legou o pesado fardo de portadores de pênis,
portanto, do resto das sutilidades ela nos poupou. Assim, para se contentar seres resumidos como nós é preciso pouca coisa que, infelizmente, está na parte do cérebro de vocês onde são geradas as dores de cabeça.

27 comentários:

  1. Na verdade, nós mulheres não nos arrumamos somente para o outro, nós nos arrumamos para nós mesmas tambem. Questão de vaidade pessoal. Daí a necessidade de ouvir um elogio, até para saber se a " produção " ficou boa rsrsr. Assim como nósd não estamos preocupadas em arrumar o Mister Universo. No fundo, todo mundo só quer um pouco de carinho e atenção, nem que seja por um momento. Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Oii,

    kkk Sempre bom saber o que vocês homem pensam, gostei do post!

    bj

    ResponderExcluir
  3. Uma tentativa de me colocar no lugar da mulher (é difícil para mim) e, como elas hipoteticamente nos observam. Possivelmente vai resultar numa estapafúrdia.

    Ocorre-me a alegoria do espelho no Harry Potter pois é sábia e maravilhosa, porque o espelho nos mostra o que queremos ver. Da mesma forma que é apenas normal virarmos a cara e as costas a imagens destorcidas de nós próprios e dos outros.

    O factor espelho funciona ao mesmo tempo como um catalisador e uma fronteira dentro da qual gostamos de nos ver. Faz sentido. E também faz sentido que o amor opere numa base egoísta e narcísica, pelo menos no início de uma história amorosa, quando andamos à procura de alguém, que nos entenda quando nos ouve, que nos ajude a querer ser melhores, que nos ponha num pedestal de dois lugares com amplas vistas para um futuro no qual tudo é possível.

    Depois vem a parte mais difícil.
    A pose vai-se desfazendo com o tempo, ao mesmo ritmo que a convivência se transforma em conforto o que antes foi risco e adrenalina.
    Então reparamos que o outro afinal tem um bocadinho de barriga, que ressona, que deixa sempre as meias no chão, que se esquece de fazer um favor que lhe pedimos, que nem todos os dias olha para nós com paixão. É quando começamos a ver o outro como ele era antes de o conhecermos, uma pessoa, autónoma, separada de nós.

    Em boa verdade sempre o foi, mas na fase do enamoramento entrámos no delírio da fusão e toda a gente sabe que a paixão é a mais dura das drogas e, consequentemente, a que nos rouba da realidade com mais eficácia. Parece que provoca alucinações maravilhosas.

    No entanto, o que nos fez aproximarmo-nos daquela pessoa e apaixonarmo-nos por ela prevalece.
    São as tais afinidades que nos fizeram sentir em casa desde o início; o interesse pelas mesma artes, o amor aos mesmos livros, o mesmo gosto musical, ou episódios tão pueris como as escoriações quando eram crianças.

    ResponderExcluir
  4. Não vejo nada errado com a cor bege. Desde que a mulher use calcinha e não fio fedorento, está tudo bom.

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkkkk é verdade! o importante é vestir algo q vc se sente bem e que atraia a tds os homens, nao necessariamente algo q só o seu namorado goste!

    ResponderExcluir
  6. Poatz... nd a ver!!!

    Se tem uma gata no pedaço, já fico louco olhando. Se ela dá a bobeira de dar um olhar de volta, já era. #1 fail;

    #2 Tá bom que homem não repara na roupa. Do que uma gata usar um vestido, daqueles que deixa as coxas de fora e com abertura nas costas q dá para ver o comecinho das nádegas ou aquelas horríveis calças saruel (parece lance de traveco escondendo volume)... vc vai na mina de saia sauel. Tá bom. Mentiroso duma figa.

    #3 Em partes... uma celulitezinha é perdoável. Agora, quando a mina é só celulite, não dá! Vai, em torno de 10 a 15% das nádegas e coxas ainda vai.

    #4 A ÚNICA verdadeira!!! Sempre q tem uma gostosa burra no trampo, os caras falam q ñ iam pegar pq a mina eh mto "porta", ou que o encanto acaba quando ela abre a boca. Eu ñ tenho hipocrisia nenhuma. Se é gata e gostosa, foda-se se ela ñ sabe nem usar o dicionário ou a calculadora financeira, dane-se se ela ñ sabe oq é uma regra de três ou quem são os scorpions ou os beetles. Eu vô!

    ResponderExcluir
  7. Uma coisa importante é as mulheres criarem um pouco de coragem e inves de ficar mandando olhares (estupidos) e dando sinais (que só elas intendem) para que o homem perceba que ela ta afim, é se esta afim, chega no homem. isso já e irritante, o homem que tem toma a iniciativa, ele que tem pagar quando o casal sai, gostaria de sabe qual é a imagem dos homens para as mulheres, sem ser uma carteira ambulane?

    ResponderExcluir
  8. Esse anonimo eh gay!

    ResponderExcluir
  9. Desconfio que quando as mulheres tentam adivinhar como as olhamos, no máximo conseguem se ver com olhos de boiola, ou metrossexual, o que dá no mesmo.
    .
    parei aí, não dá pra levar a sério um posto q já começa com homofobia, ridículo

    ResponderExcluir
  10. Homossexuais são sistematicamente heterofóbicos e heterossexuais são homofóbicos, esta tem sido a lei desde o princípio do mundo. Quem vai mudá-la?

    ResponderExcluir
  11. Ual! Que matéria! Agregue este link em nossa rede social!

    http://migre.me/1aSCq

    ResponderExcluir
  12. "Marcia Bispo disse...

    Na verdade, nós mulheres não nos arrumamos somente para o outro, nós nos arrumamos para nós mesmas tambem"

    Eu sempre achei que a mulher se arruma pra outras mulheres verem. Pra fazer inveja na outra e vice-versa. Uma mulher é mais olhada nas ruas, por mulheres do que por homens . Fato! Tudo se resume a beleza, beleza e beleza.

    ResponderExcluir
  13. Realmente..
    Aquele anônimo lá é gay.

    ResponderExcluir
  14. Isaías,
    "Ser resumido" e sem sutilidade é definição de homem para você. (Ainda bem). Não consigo ver a sensibilidade como algo pejorativo; você está falando em superfluidade.
    A mim dá dor de cabeça submeter-se a um padrão de comportamento estabelecido por um grupo de humanos qualquer.
    sim, eu gosto de sutiã bege, e não vejo motivo para seguir a lingerie que se veste na playboy.
    trocando em miúdos você diz para mim, porque sou mulher: "ofereça-se, exponha-se" como se diria a um produto na prateleira se fosse animado
    "A mulher, para que realize sua feminilidade, pede-se que se faça objeto e presa, isto é, que renuncie a suas reivindicações de sujeito soberano". (Beauvoir, O segundo sexo, v.ii,p.452)

    ResponderExcluir
  15. Patrícia,
    se os homens tivessem sido dotados de sutilidade, furariam certamente até a mulher do papa.
    Trocando em miúdos eu digo, as mulheres se embelezam principalmente para a classe delas mesmas e para atender a sensibilidade do amigo gay, já que as complexidades maiores escapam de antigos hominídeos truncados de testosterona.
    Simone de Beavoir se ocupa com o sujeito além da conjugação de gênero, o que é muito bom, pois quanto mais a mulher se coisifica, menos respeito ela evoca no sexo oposto.

    ResponderExcluir
  16. Cara Patricia

    Respeito a sua opinião, porém discordo da conclusão. Evocando Simone de Beauvoir a propósito do post, sinceramente não tem cabimento.
    Isso seria outro tema. A sua defesa dos direitos da mulher é legitimo.

    Pense nisto, (sem pretensão) talvez seja adequado.

    Uma mudança só ocorrerá se as mulheres, totalmente conscientes dos seus direitos e responsabilidades, em todos os níveis, expressarem as suas convicções, abandonarem direitos abstractos para substitui-los por capacidades vividas.

    Para isso, têm que se consciencializar e tornar real e efectiva a sua participação, o que dependerá mais do modo como se organizarem colectiva e solidariamente do que de concessão alheia.

    ResponderExcluir
  17. Resumindo a idéia de Freud, "É tudo inveja do Pau"

    ResponderExcluir
  18. O que posso dizer cientificamente comprovado que a mulher age com o coração e o homem com a exatidão "o cerebro" por isso temos interesses diferentes!

    ResponderExcluir
  19. 'não fomos dotados por Deus com a visão detalhista da bicha'. Qta objetividade...kkkk. Eu ri!
    PS: Vc quase se saiu bem na história da inteligência, não fosse pela justificativa inicial. Aí pareceu querer consertar o rasgado...rsrs. Mas mesmo assim ficou legal. Massa o post, viu? rsrs

    ResponderExcluir
  20. Cara ... Tá legal hein =D

    Homens devem adorar o teu blog, de verdade ! É uma versão bem humorada do que se passa na cabeça de alguns .

    ResponderExcluir
  21. Arteira,
    É verdade! A inteligência só começa a ser valorizada quando a cama foi pra lá de Marrakesh. Depois da festa vem a reflexão hum hum hum, quando o sujeito deixa de raciocinar com a pequena cabeça enfiada entre as pernas e os tico e teco superiores acordam e começam a perceber aquele papinho chato e sem fim e a falta de profundidade naquela estrutura estupendamente pneumática chamada parceira sexual casual.

    ResponderExcluir
  22. Milaah François,
    se os homens não tivessem o senso de humor devorado por cerveja, futebol e churrasco, não necessariamente nesta ordem, quem sabe, achariam graça deste blog.
    Homens são como cubos mágicos: depois que você compra um livro pesado cheio de fórmulas matemáticas e consegue desvendar um, decifra todos os outros, mesmo com os olhos vendados e os pés nas costas.

    ResponderExcluir
  23. Não sou gay, mas sou detalhista ao extremo^^
    O lado bom é que quando a minha namorada muda qualquer besteira no visual eu noto logo..hahahahahh..o lado ruim acho que não tem;*

    ResponderExcluir