Pesquisar

21 de set de 2010

O Twitter é um Buraco Negro devorador de Blogs!

Atenção nação blogueira: quem dizia que as Redes Sociais minimalistas e os Instant Messengers estavam prestes a destruir os Blogs, se equivocou apenas quanto modus operandi, pois longe de exterminar fisicamente os bytes dos nossos bons e velhos Web Logs, elas liquidam com o bem mais precioso e animador deles.

Há algum tempo registro uma grande perturbação na Força sob a forma de Blogs que se congelam na timeline do meu leitor de Feeds. Hoje encontrei um fato consumado (*) que consubstancia a minha conclusão empiricamente obtida através da experiência própria: os Blogs fenecem amiúde por falta de inspiração.

Há um derrame espesso no ar de déficit de criatividade, obrigando os blogueiros a tirarem os cavalos da chuva, ou melhor, a fecharem os seus blocos de nota, pressionados pela brancura cancerosa que invade o ecrã. No entanto, tenho o diagnóstico para o fenômeno do engolimento da Terra da Fantasia e sei qual é o nome do Nada (**).

É muito simples; os blogueiros, no afã de se inserirem nas Redes Sociais e afim de divulgarem os seus alfarrábios, terminam se devotando de corpo e alma a elas e acabam perdendo o ânima inspirador dos seus próprios Blogs. Ou seja, se por um lado tal atividade paralela aumenta a relevância, por outro, revela-se aniquiladora da inspiração.

Tal mecanismo se dá primordialmente por questões de perda tempo e a consequente pulverização da energia criativa. Explico, a quantidade de tempo de atuação no Twitter é diretamente proporcional à perda dos preciosos temas, sem os quais o Blogueiro se vê condenado à maldição da página vazia. Isto quer dizer que toda a pauta antecipada prematuramente em 140 caracteres, dificilmente amadurecerá ao ponto de se robustecer até chegar ao Post, pois enquanto a dinâmica do Twitter explode no curtíssimo prazo dos minutos e horas, a do Blog é sedimentativa ao longo dos dias, semanas e meses.

O mesmo malefício vale para para o tempo perdido para os Instant Messengers. Enquanto você tecla horas a fim com seus chapinhas, as suas ideias se desvanecem e a sua mente se transforma em terreno impermeável para a reflexão profunda, condição sine qua non para a escrita de Posts com pé e cabeça. Talvez por isto, a maioria da comunidade blogueira “produza” as suas postagens na base do copia e cola.

Em vista das minhas constatações sobre o Nada que está destruindo a Terra da Fantasia, resolvi estancar o Buraco Negro do Twitter reduzindo a minha participação à atuação meramente protocolar. Enquanto há alguns meses eu chegava a acompanhar o Twitter quase em tempo real, hoje me limito a poucas bicoradas por dia, assim posso dizer que em nome do estancamento da hemorragia inspiracional, consigo manter a criatividade íntegra. Quanto aos Instant Messengers, a solução foi mais radical, com a desativação desta função no Gmail, Orkut, Facebook e o relegamento do MSN ao ostracismo.

(*) Fato consumado - este desabafo no Blog do Lausi ilustra soberbamente a historinha da consumação da Terra da Fantasia: Exposição de Motivos para o sumiço repentino.

(**) A História sem Fim, de Michael Ende e o poder intraduzível dessa narrativa.

24 comentários:

  1. Hm.. em minha opinião o 'problema' está em não saber usar as redes-sociais de forma que elas inspirem os blogueiros. Uma conversa sobre o assunto, uma introdução a ele trará junto com a inspiração a vontade de escrever, pois com a rapidez que as mensagens chegam você pode saber se o tema do seu futuro post é interessante aos seus leitores ou não e se eles têm alguma sugestão para aprimorá-lo. Eu fazia muito isso com o GBuzz, escrevia um trecho de uma ideia e aquilo se estendia por dezenas de comentários de outros seguidores, confesso que nenhuma 'buzzada' tornou-se post mas não aconteceu pelo simples motivo de eu considerar bobo demais o ato de pegar meu último buzz e os comentários e repassá-los em post. Mas são informações que estão arquivadas, quiçá posteriormente isso aconteça.

    ResponderExcluir
  2. Sério? Concordo. Mas acyho que deveria ser traduzido para uma linguagem menos pedante. Vocês não são os únicos seres pensantes da net. E, mesmo quem pensa, nem sempre está disposto a ler um texto assim.

    Mas continuem com as idéias! Ótimo caminho!

    ResponderExcluir
  3. Não vejo o Twitter com todo esse poder. Vejo o Twitter como um colaborador, assim como o Facebook e outras redes sociais.
    A falta de criatividade sempre existiu, com ou sem Twitter. Eu mesmo sempre tive tais bloqueios criativos e o melhor remédio é dar um tempo, esfriar a cabeça e seguir em frente.
    O próprio Twitter sempre é uma fonte de inspiração sempre que quero escrever minhas opiniões e desabafos, meus top 10 e assim por diante. Eu vejo o Twitter como um companheiro que me ajuda a blogar. Simples assim.

    ResponderExcluir
  4. Também vejo a quantidade de blogs abandonados por ai, enquanto o Twitter continua explodindo de acessos e atualizações.

    O blog te permite escrever mais, unir as ideias e transformar em um texto. Para isso é preciso de inspiração (como foi dito) e tempo.

    Se as pessoas andam mais atarefadas, consequentemente só conseguem olhar aquilo que tem leitura rápida = twitter

    ResponderExcluir
  5. Minha nossa, mas como tem gente que gosta de se mostrar na hora de escrever.

    Fora isso, excelente visão sobre o tema. E claro, eu já abandonei quase que "pra sempre" os mecanismos SUPRACITADOS. Rá! Também sei as "big words"

    Att

    ResponderExcluir
  6. Demi,
    Sobre as big words, ninguém perde muitos fosfatos se consulta o dicionário de vez em quando.

    crazyseawolf
    de fato, as Redes Socias se afiguraram à princípio como ferramentas acessórias, porém, se vê que ao longo do tempo elas se converteram em sugadoras de mentes. É um perigo permanente que ronda o ser criativo, se ele expõe demais as ideias antes que assumam maior vulta, elas tendem a permanecer ao nível raquítico da mensagem telegrafada. Os escritores necessitam de longos períodos reflexivos e o barulho incessante das Redes Sociais é fator afugentador dos pensamentos mais complexos.

    Mari,
    este Blog é um mix de filosofia e Pop, não necessariamente nesta ordem de importância, isto explica certos palavreados extemporâneos num mundo exaustivamente conciso e odiador da linguagem.

    Unknown,
    As Redes Sociais, paradoxalmente, são muito inspiradoras, tanto que vários posts meus nascem delas. O meu foco foi o movimento contrário, quando você "abre o jogo" antes de ter gestado o filho completo. Neste caso, costuma acontecer um aborto.

    Felipe,
    ainda existe muito mercado para as produções textuais não telegráficas. Se o confinamento ao Twitter se generalizasse, retornaríamos certamente à barbárie dos urros e bateres de peito dos nossos ancestrais. Aí, o que faríamos com William Shakespeare?

    ResponderExcluir
  7. "resolvi estancar o Buraco Negro do Twitter reduzindo a minha participação à atuação MERAMENTE PROTOCOLAR."

    Alguém entendeu isso? Aff...

    ResponderExcluir
  8. Interessante analisar o que a escrita mais rebuscada se tornou hoje, né? É tão comum vermos pessoas errando o português ou usando palavras exaustivamente comuns que é só usar uma palavra diferenciada que já afirmam que o responsável pelo texto quer se aparecer. Alguém me explica a lógica disso? haha :P

    ResponderExcluir
  9. Olá

    Minha vida blogueira se resume a antes do twitter e depois do twitter, ele me trouxe muitas coisas boas: amigos, conhecimentos, oportunidades, e etc.

    Foi por causa do Twitter que meu blog e minha escrita ficou mais visível, foi através dele também que tive mais inspiração pra escrever, fui convidada pra escrever em outros blogs, consegui mais leitores, aprendi mais sobre blogs, blogosfera e sobre o próprio Twitter, mas não foi só linkando meus posts que consegui isso, também procurei interagir com as pessoas, compartilhar links que também achei por ai e twitando minhas opiniões por lá.

    Em virtude disso tudo que falei não posso concordar que o Twitter seja o fator principal de perda de vontade e inspiração para blogar, creio que o problema todo chama-se preguiça e falta de interesse mesmo, as vezes acordamos num belo dia assim do nada e não estamos afim de fazer uma coisa que antes era tão frequente, não tem muita explicação, sem contar os problemas particulares de cada um que não temos como avaliar, mas o fato é que muita gente se acomoda e prefere mesmo deixa como está, é uma questão de escolha pessoal ou dificuldades extremas mesmo.

    Bom, é isso que penso sobre esse mundão chamado twitter, acho que agora está mais que demonstrado que ele não mata os blogs, quem mata os blogs são as próprias pessoas que conduzem ele.

    Um Abraço

    @anakint

    ResponderExcluir
  10. Ana Karenina,
    há muitas vias no caminho de convivência com as Redes Sociais, sem esquecer o fato que o que elas querem mesmo é absorção dos produtores de conteúdo. Se você não se deixa enredar pelo Buraco Negro, é uma maneira de usar apenas o lado bom que elas proporcionam.

    Unknown Blogueira,
    a ditadura da mediocridade imposta pelos tolos me leva a inverter o título do seu Post de: Por que pessoas inteligentes não toleram as pessoas comuns? para: Por que os idiotas não toleram as pessoas inteligentes?
    Qual dos blogueiros mui doutos deste fórum se atreve a responder?

    ResponderExcluir
  11. Eis que vejo um texto e otimos comentarios que poderia gerar mais um outro post em meu blog por exemplo, por um momento me passou pela cabeça escrever sobre o que a moça do Unknown falou sobre bloqueiro saber usar redes sociais, eu tenho um montão e nunca uso e nao me ajudam em nada, mas aí ja seria kibar a ideia dela e isso é contra os manuais bloguistico aprendidos com a nospheratt por exemplo! e por esses motivos eu fico revoltada quando vejo nego atacando comentarios dos blogs dizendo que agora é a vez dos spammers e dos trolls!!
    Desabafo nada haver modo off!!Ja passou!!!!
    ...............

    Nao sei se ocorre com voce, mas ja tive varias ideias de posts com as tags bobonas do twitter, tipo o #comofas, (top 10 comofas mais procurado do google e etc bem ao estilo blogpaedia ne??)ou aquela #SouDaEpocaQue e pra falar a verdade eu fiz 3 textos baseado no #confesso em fim dá pra juntar as duas coisas.
    Mas a questão toda dos blogs é que certas coisas estão caindo no vao do esquecimento, sabe blog é um diario, voce escreve e seus amigos, colegas (ou nao) vao la comentar sobre o que voce escreveu, é isso e so isso.
    Mas ai veio a droga de dizer que tem que ganhar dinheiro com o blog, ai outro disse que tem que escrever assim e assado, é um manual pra atrair visitantes, manual pra fazer isso, nao faça aquilo, escreva desse jeito e etc, que blogar virou quase um negocio de 'obrigação e deveres', ficou imundado de gentezinha ruim, sem paixão, sem alma, cada blog sem vida!!
    Hoje tem twitter, ja tivemos orkut, ja teve as febres dos foruns e listas de emails, e so o facebook nunca veio com tudo e provavelmente daqui dois anos alguem vai arrumar outra moda super maluca e vao dizer que os blogs estao estinguindo-se.
    O que eu digo é que blogar vem de dentro da gente e tem vez que nao ha desejo pra nada. Ja tive dias que tinha necessidade de atualizar mas nao tinha tempo durante o dia e então eu fazia isso na madrugada, hoje em dia eu so vou arquivando e quando to afim eu posto.
    Sem regras, sem obrigações.

    ufaaaa ficou enorme!!!!!
    ficou uma zona também, entendo!!!
    beijocas;

    ResponderExcluir
  12. Iara,
    terminantemente exijo que você glose as contribuições da Unknown Blogueira. Falar sobre não é kibar, adicionar, mudar o ponto de vista, etc, é a essência dos Blogs, são os anos-luz que nos separam da maioria dos jornalistas de cabeça oca, que se resumem a ecoar coisas compradas de agências e a sugar descaradamente o conteúdo dos nossos bloguinhos criativos. A Nospheratt nunca lutou contra a alma dos blogs e nem é louca de fazer isto.

    ResponderExcluir
  13. Excelente post. Mais do que um alerta, uma grande lição,digna de um " Mestre ".
    Li os comentários, alguns interessantes.
    Não sou blogueiro mas quero deixar uma despretensiosa reflexão.

    " Não vá o sapateiro além da chinela " - Disse Apeles, considerado por muitos como o melhor pintor da Antiguidade.

    ResponderExcluir
  14. O Isaias está certo, usar meu post como inspiração, escrever uma ideia contrária ou a favor nunca será cometer um kibe, nunca!!!
    Fique à vontade, moça.

    ResponderExcluir
  15. http://www.yperlink.com
    Um novo agregador de sites e blogs, simples e fácil de usar, divulgue suas matarias encontre notícia e informação num só lugar, entre e confira
    http://www.yperlink.com

    ResponderExcluir
  16. Acredito que não sofro desse mal. Deixo minhas idéias amadurecerem muito antes de irem para o blog. Lá é meu espaço de reflexão, enquanto o Twitter permite algumas pílulas.

    ResponderExcluir
  17. É, eu também acho que para quem tem uma mente fraca e pouco poder de gerenciamento de tempo, tanto o Twitter quanto qualquer outra rede pode ser o 'buraco negro' na vida de todos. Alias, é assim com a Rede Globo, e rádio. Tem gente que só vive para bonelas, outros para jornal e outros para a música. Poucos sabem que o tempo deve ser devidamente moderado para todos os afazeres. Parabéns pela postagem!

    ResponderExcluir
  18. Arruma Blog,
    nunca tivemos tanto tempo, nem tão pouco. Explico, as antigas tarefas pesadas foram delegadas às máquinas, enquanto cresceu geometricamente a necessidade/desejo de ficarmos disponíveis na rede. Ora, num mundo que dorme/desliga cada vez menos, sempre há interlocutores dispostos a te acessar. Com isto, o nosso tempo ganho com as máquinas, tende a derreter como nos relógios de Salvador Dali.

    ResponderExcluir
  19. Devo estar com uma mentalidade de 70 anos! É que já não tenho paciência para o Facebook! Aderi, confesso, mas para ter uma ideia do funcionamento. Não me atraiu minimamente, desliguei. Nunca mais lá fui! Se as pessoas se divertem com aquilo, é pena mas é deixá-los!

    Para quê ler um livro, escrever ou até ver um bom filme, é mais fácil incendiar uma quinta e ofender o vizinho, embora virtuais.

    O que é curioso é que algumas pessoas que eu pensava que eram amigas (?), se tenham afastado por completo, inclusive, deixaram de saber usar um telefone mas, continuam a mandar-me convites para o facebook, isto para mim é um abuso.

    Da forma como se relacionam na vida real, tenho sérias dúvidas que consigam fazer amigos na Internet.

    Quanto a mim, sinceramente, salvo honrosas excepções, prefiro ter amigos de carne e osso.

    ResponderExcluir
  20. Mario Ventura de Sá,
    estes "amigos" virtuais não mandam diretamente os convites, isto é enviado automaticamente pelo sistema.
    Por incrível que pareça, tem muita gente viciada neste brinquedinho de fazer amigos-de-faz-de-conta.

    ResponderExcluir
  21. Concordo com vc!! Entrei no facebook, saí? Entrei no orkut, tá meio parado,e no twitter, não vejo graça naquilo. Meu blog está começando agora e minha intenção era inserí-lo, torná-lo conhecido nas redes sociais, mais para divulgar o trabalho da minha "partner", mas isso começou a me atrapalhar para criar postagens de conteúdo. Agora parei com tudo e vou me dedicar ao blolg, fazendo o que mais gosto de fazer: pesquisar, escrever, interagir. Valeu!!!

    ResponderExcluir
  22. Mahone e Edna
    continue usando as Redes Sociais, só que com parcimônia, pois elas devem ser um acessório e não um fim em si mesmas.
    São incontáveis os Blogs que já morreram porque os seus donos mergulharam de ponta cabeça nas redes e tudo para quê? Para dar mais dinheiro a quem já é rico.

    ResponderExcluir
  23. Dei comigo a pensar, que Mark Zuckerberg tem um plano para controlar o mundo e o Facebook é a arma para o conseguir. Possívelmente é um exagero.

    A realidade é que no início as pessoas foram atraídas com promessas de partilha de fotos, jogos engraçados e aplicações viciantes; depois desfere um golpe com a criação de eventos e as mensagens instantâneas no chat.

    Um novo serviço de e-mail com o domínio @facebook.com não me surpreende.

    Li que não se trata "bem" de um serviço de e-mail, mas de um sistema muito mais complexo que gere todas as comunicações via Facebook.
    A explicação não me convenceu. Uma das razões é simples,o porquê a existência do FaceMail?
    É esta interrogação que me fez pensar no plano. As dúvidas instalaram-se.
    Será que o Facebook vai conseguir, tornar-se o pólo aglutinador das comunicações na web?
    Será que a Google vai ser subjugada?

    Não tenho respostas.

    ResponderExcluir
  24. Mário, ultrapassar o nível de confiabilidade apresentado há anos pelo Gmail é uma tarefa titânica. Para se tornar o número 1 do mundo, o Facebook precisa oferecer experiência real no mundo do e-mail.
    Só Deus sabe se ele conseguirá emplacar e cabe a nós fazermos as nossas apostas.

    ResponderExcluir