Pesquisar

19 de nov de 2010

7 motivos para eleger o Windows Phone 7 o mico do ano?

Depois que os urubus falharam nas previsões sombrias sobre o iPad, é justo que a fila ande e passemos para a bola da vez.
Antes de mais nada, dentro desta verdadeira febre de smartphones que assoberba os Geeks, é necessário esclarecer que o Windows Phone 7, ou simplesmente WP7, não é um dispositivo físico e sim um Sistema Operacional que pretende desbancar os sistemas operacionais voltados exclusivamente para dispositivos móveis: Symbian da Nokia, iOS da Apple, Android da Google, e Black Berry da RIM.
Windows Phone Fail

Só que, devido ao seu pesado legado de envolvimento com as antigas plataformas do universo PC, a Microsoft perdeu o trem da história e, desde então, tem botado os pulmões pela boca para correr atrás do prejuízo. O mais recente capítulo desta luta inglória ocorreu justamente no dia 11 de outubro, quando com toda a pompa e circunstância, ela anunciou a nova tentativa de provocar um tsunami no mercado. No entanto, o que se constatou foi uma marolinha de proporções milimétricas, muito aquém da arrogância com que as coisas são tratadas em Richmond. Será o fim do ciclo para aquele (Bill Gates) que já foi um dos inimigos públicos do planeta?
Microsoft Facts: saiba porque ela está morrendo.
10 maiores vilões da história da humanidade.

1) Aquele que nasceu com a espinhosa missão de ser o matador do iPhone4 e dos inúmeros aparelhos equipados com o sistema operacional Android do Google, falhou glamourosamente, pois vendeu somente 40 mil aparelhos no dia do lançamento no dia 11/10/2010 e distribuiu de presente 89 mil dispositivos. Quando sabemos que a Apple já tinha 600 mil aparelhos reservados para o primeiro dia de estreia das vendas do iPhone4 e teve que suspender o processo de pré-venda por absoluta falta de condições de atender à enxurrada de pedidos, temos que admitir que há algo de podre no reino da Dinamarca.
Windows Phone – Sucesso ou fracasso?

2) Não dispõe de hardware de criptografia de fluxo de dados, funcionalidade imprescindível para os emails corporativos. Zero no segmento empresarial e ponto para o Blackberry, que já nasceu com esta vocação.

3) Não tem capacidade de executar aplicativos em ambiente multitarefa, não tem a reles função copia/cola e não oferece suporte ao novo código de páginas HTML 5.

4) FAIL: você não pode trocar em hipótese alguma o cartão SD que vem atachado o telefone, sob pena do negócio todo parar de funcionar – então, bem que poderiam colar o trço com Super Bonder!
Windows Phone 7 – Não troque o cartão SD de jeito nenhum!

5) A única competição que o WP7 ganhou contra os seus concorrentes iOS e Android foi resistir mais tempo no teste de resistência da fogueira. Ponto para quem quiser botar o seu smartphone no meio do deserto Saara.

via iPhone 4 "perde" para o Windows Phone 7...na churrasqueira.

6) Por ora, o WP7 não roda vídeos e Flash. Empatou com o iPhone, que insiste em voltar o rabo para o mundo.
Novo Windows Phone sem Flash nem multitasking: Steve Jobs estaria certo?

7) O aparelho com o WP7 mais parece um brinquedo, pelo menos foi tratado como tal no seu lançamento.
"A impressão que deu é que o WP7 é qualquer coisa menos que um SmartPhone. Parece mais um brinquedo, pois a demonstração foi basicamente voltada ao entretenimento. Joe Belfiore (vice-presidente corporativo da Microsoft) perdeu longs minutos mostrando o que é possível fazer com uma foto, como por exemplo, a integração com o Facebook e as de mais redes sociais - o que é o básico do básico nos SmartPhones - e isso já há algum tempo. Para piorar, utiliza como tocador de música e vídeo o falido Zune (tido como um dos maiores micos tecnológicos da década), que tentou concorrer com o iPod e o mercado não deu a menor bola para ele."
Windows Phone 7: provavelmente mais um fracasso da Microsoft.

Fontes adicionais:
Com mau início, Windows Phone pede água no Twitter.
Windows Phone 7 Fails to Learn iPhone Lessons.

Nenhum comentário:

Postar um comentário