Pesquisar

30 de nov de 2010

Universo do World of Warcraft cai na real.

Na qualidade de um dos jogos mais famosos do mundo do tipo MMORPG*, o World of Warcraft (WoW) não teria esta força toda entre os 9 milhões de jogadores fanáticos, se não tivesse as raízes profundamente ficandas no deserto do real. Por aqui, até que não se vê na velha mídia grandes manifestações do Wow, mas nos países asiáticos, caracterizados pelo uso epidêmico de jogos eletrônicos, eles até servem de mote para alavancar a venda de coisas bem prosaicas, tais como comida, carro e refrigerante.

Restaurante temático baseado em WoW.
Cenário e comida, tudo baseado no universo World of Warcraft e de quebra, você pode jogar à vontade enquanto come, que ninguém reclama.


Propaganda WoW da Coca-Cola.
Entre os asiáticos, o WoW é uma febre avassaladora, tanto que a Coca se obrigou a pegar uma caroninha no sucesso da Blizzard (fabricante deste MMORPG).


Propaganda WoW da Toyota: pickup Tacoma nascida do ventre do dragão.
Quem ainda duvida da penetração deste jogo no Japão?


Dançinhas dos characters do WoW na vida real.
Algumas dancinhas do jogo performadas por cosplays coreográficos, um show, WoW!


E se o World of Warcraft fosse real?
E se o WoW fosse no mundo real, o que aconteceria quando caísse o servidor? Perspectiva tão sinistra quanto as paisagens sombrias do jogo!


O Wow guarda outras semelhanças com o Real, tais como roubos, perdas, traições, mortes, destruição e vício, mas diferentemente dele, no jogo você recupera qualquer coisa com um bom cartão de crédito internacional, enquanto na vida de carne e osso, o dinheiro não compra nem o amor e muito menos traz a felicidade. Pense nisto!

(*) MMORPG.

3 comentários:

  1. Se não sobrar mais nada nesse mundo é que o sujeito percebe que um quilo de cocô tem mais valor agregado que um quilo de ouro!

    É a mulher do "Stairway to heaven" do Led Zeppelin.

    Belo tema.
    Um abraço,

    ResponderExcluir
  2. Excelente tema.
    Esta realidade virtual muito bem descrita, dá na perfeição a forma de pensar e viver dos japoneses.
    Assim, com facilidade se compreende a origem da “deflação “ que o Japão sofre. Falo da crise económica, como se pode constatar no link.

    http://economia.culturamix.com/governo/deflacao-no-japao

    Na globalização,(economia) isto tem repercussões alarmantes.

    ResponderExcluir
  3. Mario Ventura de Sá,
    muito bom o artigo que você traz à baila, imagina quando a China experimentar deflação? Provocará um novo tsunami? Pois grande parte do aquecimento do comércio global se deve ao empenho dos chineses em crescer violentamente.

    ResponderExcluir