Pesquisar

12 de set de 2011

O que define uma pessoa chata?


Cantada de Chato - eles se aproveitam da nobreza das pessoas.

Todos somos mais ou menos chatos, mas algumas pessoas são mais chatas do que outras, inclusive, há o tipo irrecuperável chamado de chato de galocha.

Confesso que sou um cara chato e posso te dar algumas pistas dessa chatice: a chatura é diretamente proporcional ao número de manias. Quanto maior o número de manias cultivadas pelo candidato a chato master, maiores probabilidades ele terá de ganhar a eleição de chato do mês na empresa. Contudo, não é só de manias que vive o chato, já que ele ataca também no mundo das ideias.

Caso você tenha a tendência para a ideia fixa, ulalá, é um sério sintoma de chatice. Explico, este é o tipo de chato que tem uma conversa só, ou fala constantemente de si mesmo (Xuxa), ou os seus interesses externos se resumem a um. Neste rol há os chatos religiosos, futebolísticos e um dos principais aterrorizadores sociais: o chato natureba vegetariano/vegan das dietas, que está sempre comprovando para as pessoas que elas estão se envenenando irremediavelmente (presente, eu!).

No plano psicológico, há 2 tipos de chatos, o reclamão e o fofoqueiro. Como a vida do chato lamurioso está sempre por um fio, a pior pergunta que você pode fazer para ele é “oi, como você está?”. Pimba, o mundo desaba e você já sabe que tem de renunciar aos próximos 30 minutos da sua vida! Já o chato maledicente até dá algo em troca, pois como as pessoas são naturalmente curiosas, elas até toleram mais este tipo para saberem das novidades. Contudo, cuidado com estes dois tipos, porque você pode estar se defrontando com um Vampiro Psíquico.

Ainda na esfera psicológica, há o chato grudento e arrastador. Ele atua em diversas situações; quando você tem o desprazer de namorar um deles, verá como ele telefona mil vezes por dia, como se não tivesse vida própria. Quando você topa com um deles na rua, certamente tem que dar mil desculpas para encurtar o tempo perdido, pois ele vai tentar te seguir, ou vai tentar te arrastar para onde ele está indo. Uma vez caí nas garras de uma chata, uma gata loira e linda descendente de austríacos, que por cargas d’água durante o intervalo do cursinho pré-vestibular saímos juntos e ela me arrastou para lojas, a casa da sua vó que ficava  perto, etc., era a típica chata que gruda e arrasta. Naturalmente, foi a última vez, pois depois você desenvolve anticorpos.

Por último, listemos algumas variações da chatologia:

1) Pessoas lindas tendem a ser chatas, por não se obrigarem a ter conteúdo - agora, quando uma pessoa feia dá para ser chata, o melhor seria que um buraco se lhe abrisse debaixo dos pés.

2) Mulheres são chatas honorárias quando estão na fase TPM, natural, isto passa.

3) Bêbados SEMPRE são chatos.

4) Contadores de piadas pesadas são chatos, pois eles fazem o tipo ideia fixa - sexo na cabeça.

5) Pessoas que estão sempre falando no celular, ou checando o celular representam um poderoso grupo de chatos surgidos no novo século - felizmente, alguns deles já estão levando uns belos tabefes nas salas de reuniões.

6) Pessoas que não conseguem ouvir um NÃO como resposta são desesperadamente chatas, tente romper uma relação amorosa com um chato e verá...

7) Há o tipo do chato educado que começa com esta introduçãozinha fatal: “fulano de tal, perdoe-me se estou sendo chato” - claro que sim! E o resto da história você deseja nunca ter sabido.

8) Por questões de sobrevivência, as mulheres aprendem a reconhecer na balada um chato a quilômetros, pois eles normalmente caminham com um ar balouçante de "pênis ambulante". Na realidade, não só na balada as mulheres (principalmente as bonitas) enfrentam os chatos, como também em outras situações prosaicas. Muitas vezes, o que falta nelas para cortar o mal pela raiz é a prontidão de dar um belo chute no saco metaforicamente falando do desinfeliz.
Por falar em dar um chute no saco, aprenda aqui a se livrar dos chatos: Top 10 tipos de chatos e como se livrar deles.

9) Cedo ou tarde você descobre que chato que é chato tem todo o tempo de mundo para praticar chatices - é como se o dia dele não tivesse apenas 24 horas, em face do tamanho tempo dispendido em chaturas, ou talvez as suas vítimas sofram de distorção na percepção temporal.

10) Os piores chatos moram ao lado e às vezes, pior ainda, você dorme com o inimigo.

11) Você deve estar se perguntando: como é que ele entende tanto assim de chatos? Posso garantir que não foi somente procurando na internet...

5 comentários:

  1. huahuauhau mto bom, fazia tempo que não via um post tão bem elaborado e engraçado... só tenho q tomar cuidado pra não parecer o comentador chato.

    ResponderExcluir
  2. Uma das melhores expressões que já ouvi é a famosa "chato de galochas". Segundo eu li uma vez, ela vem da época em que as pessoas ainda usavam esse tipo de calçado borracha para proteger os pés da chuva ou da lama. O chato em questão era o sujeito que ia visitar alguém e não tirava as galochas, emporcalhando assim a casa das pessoas.
    Fazendo uma mea culpa, eu me enquadro na quinta variação da chatológica pois tenho internet no celular e daí fico xeretando a rede toda a hora.

    ResponderExcluir
  3. Alan, temo que os chatos do 5º tipo tenham começado a apanhar nas salas de reuniões, é o que vê nos videozinhos que circulam por aí. Cá pra nós, num espetáculo de música erudita, teatro ou cinema, dá vontade de estourar os miolos de quem não para de futricar naquela desgraça - portanto, controlai os vossos vícios diante do perigo de possíveis serial killers.

    ResponderExcluir
  4. Isaías, sem querer ser chato... Ops! Enfim, este post me lembrou do mais antigo relato sobre chato que eu conheço, feito por um literato paraense chamado Filipe Patroni (1789?-1866) durante uma viagem que fez por algumas províncias brasileiras entre os anos de 1829 e 1830. Em determinado momento, hospedado em uma fazenda baiana, ele e sua comitiva se divertiam com partidas de "vinte e um a vintém" promovidas pelo seu proprietário. Assim se passava o tempo no local, jogando e "rindo muito à custa" de um tal Joaquim, cuja figura esquisita Patroni descreveu como tendo "três palmos e meio de altura, ventre assaz volumoso, beiços grossos, nariz espalhado para os lados", entre outras características físicas pouco aprazíveis ao olhar. Segundo Patroni, Joaquim era tão chato "que este nome lhe ficou por autonomásia e alcunha". Um dia, durante o jogo, Joaquim demorou tanto para "contar os pontos pelos dedos" que lhe perguntaram: "que cartas vossa chatosidade?". Joaquim faz parte de um tipo de chato que faltou na lista de variações chatológicas: aquele que empaca um jogo, quase tal insuportável como o bicão.
    Chato não tem mesmo época e local para existir.

    ResponderExcluir
  5. O Roberto Carlos é mega chato! Entrou várias vezes na fila...

    ResponderExcluir