Pesquisar

14 de mai de 2010

Speechless, a eloquência do silêncio que fala por si mesmo.

Como explicar que um vídeo de 37 segundos de uma garota japonesa com cara de Mangá tenha obtido 5 milhões e 600 mil de acessos, sem qualquer som, sem ao menos uma única palavra?


O fenômeno de quase 6 milhões de acessos ao vídeo banal da menina emudecida na frente de webcam é a prova viva de que há falta de silêncio no nosso ruidoso entorno.

Em meio à brutal barulheira imperante nas cidades...
...havia uma grande novidade no vídeo postado no YouTube em 2008, sob a expressividade da singela menina-mangá olhando fixamente a câmera.

Na tentativa de resgatar o elemento perdido na urbanidade, o compositor John Cage compôs/propôs a música 4'33” para qualquer instrumento, inteiramente preenchida por silêncios significativos. Dividida em 3 movimentos, a peça foi concebida intencionalmente para que o ouvinte busque ouvir o seu monólogo interior e o que há por trás dele.
» The Sounds of Silence. John Cage and 4'33"

À propósito do tema, um camarada editou num único vídeo várias manifestações de não-fala, cuja eloquência é falarem por si mesmas. Não por coincidência, a menina-mangá ganhou honrosa menção.

16 comentários:

  1. Falta do que fazer. A internet está cheia de bobagem.

    ResponderExcluir
  2. Bobagem é justamente o contrário do que estou querendo dizer. Há uma estrutura filosófica subjacente ao ato de não-falar. Muitas coisas tidas como "bobagens da Internet" são fraturas na realidade que podem embasar reflexões, desde que haja alguém disposto a glosá-las.

    ResponderExcluir
  3. Kant, filósofo do sec. XVIII, foi o primeiro a abordar cientificamente as questões do “ quanto, como e porquê “da formação e evolução dos planetas.
    Para ele, o Sol e restantes planetas eram o produto de enorme festim de gás e poeiras.

    Vem isto a propósito do silêncio.

    Não pretendo afirmar que o silêncio deva ser entendido como negatividade. O silêncio é, aparentemente, o contrário da comunicação mas, não é.
    Existem silêncios que exprimem sentidos.
    O ruído é insuportável para as nossas mentes, pois o ruído destrói a palavra.
    Porém, a palavrosa actualidade é terrível, pois nela existe um ruído que permanece, ou seja um eterno presente. Ora isto gera angústia e agressividade que nos destrói lentamente.
    Platão (no Górgias), quando quer situar a retórica entre as artes começa por colocá-la entre aquelas de quem a acção, um atributo, para em seguida distinguir aquelas que actuam pela palavra, como retórica, das que actuam em silêncio como a escrita a pintura ou a escultura.

    O silêncio é pois a arte de nos libertar do lixo tóxico originado pelo ruído.

    ResponderExcluir
  4. Platão teria entendido o porquê dos milhões de acessos aos vídeos da pequena MRirian.

    ResponderExcluir
  5. Desculpe, mas o que a maioria das milhões de pessoas que acessaram estavam esperando era ela tirar a roupa ou fazer uma dancinha sensual. Não procurem perfume em foto de flor!!! O mundo é isso mesmo que vocês estão vendo.

    ResponderExcluir
  6. Fabio,
    excelente a metáfora do perfume em flor de foto!
    Contudo, a sua tese não é sustentável porque a usuária MRirian postou vários outros vídeos e, apesar deles não terem chegado à casa dos 5 milhões de acessos, a maioria superou 1 milhão. Será que as pessoas ainda esperavam dancinhas sensuais, ou é o oportunismo carismático na japonesinha a razão dela ter se tornado viral?
    Nem sempre o mundo é tão simples quanto parece à primeira vista.

    ResponderExcluir
  7. Excelente postagem, Isaias. Só lamento o fato de que seu feed é incompleto. :(

    ResponderExcluir
  8. Err... sabia que essa "pequena MRirian" (como você fala), tem mais de 20 anos? E que por se parecer com uma menininha de uns 10, ganhou todos esses views? Esclarecido. Não tem nada de arte, etc etc. :)

    ResponderExcluir
  9. Ahauhauhauhuahauhua, eu achei a cara dela hilária !!!

    ResponderExcluir
  10. eu vi esses videos a 3 anos atras ate hoje procuro um que ela mostre o corpo ja vi todos acho que sim todos procuram por isso não é uma tese é um fato
    ass eduardo

    ResponderExcluir
  11. Speechless, a eloquência do silêncio que fala por si mesmo.


    Entrei só por causa da hipérbole...

    ResponderExcluir
  12. Ela so queria mostrar que era gata hahahaha e nego inventando significado filosofico para o silencio xD

    O mundo é simples as pessoas que o complicam

    ResponderExcluir
  13. Até onde eu sei, a coitada da Magibon nem é japonesa, tanto que ela estava aprendendo japonês. Ela só fez um vídeo de besteira uma vez, fez sucesso, continuou fazendo. Dizem que ela fez sucesso por ter olhos grandes, o que deve ser bem incomum no Japão.

    Source: http://knowyourmeme.com/memes/magibon

    ResponderExcluir
  14. A primeira e a melhor cena silenciosa que vi até hoje está no filme "Houve Uma Vez um Verão" (Summer of '42) numa cena de amor sem diálogo.
    http://www.youtube.com/watch?v=2Is1GNmm9_Y

    ResponderExcluir
  15. Billé, vi a cena do Summer 42 e realmente achei tocante.

    ResponderExcluir
  16. O legal de tudo isso é que cada um pode ter sua própria interpretação sobre o vídeo da menina. Qd vi, achei lindo esteticamente, porque a menina/mulher é uma fofa e pronto, sem pensar mt no sentido... Ao ler o que vc escreveu, me surpreendi com seu olhar aprofundado sobre a causa do sucesso do mesmo ser a falta de silêncio em nossos dias.

    ResponderExcluir