Pesquisar

4 de jun de 2010

Pequena história dos seus desejos que viram lixo.

Era uma vez, quando o Sistema começou a implantar na sua cabeça desejos de consumo inadiáveis...
Novidades tecnológicas na cabeça



...criando grandes expectativas com o lançamento de novos gadgets que prometem revolucionar a sua maneira de interagir com o mundo. No entanto, o máximo que eles conseguem é arrancar momentaneamente uma expressão de idiota da sua carra perdurante durante algumas semanas, já que depois da onda passa, você parte para outra trip consumista.
Olhar idiota diante do gadget novo

Enquanto você está vidrado nas novidades...
Olhos vidrados na novidade

...não quer nem saber as novas ocorridas no interior das linhas de montagem da China, tais como carga sobre-humana de trabalho e suicídios em massa.
Terror nas linhas de montagem chinesas

Enquanto isso, Steve Jobs minimiza os suicídios na linha de montagem chinesa, que fabrica os seus produtos a baixíssimos custos para que você possa transformá-los rapidamente em lixo.
Suicídios na fábrica do iPhone

Tudo sutilmente orquestrado para que ao longo da sua vida você consiga montar um gigantesco Homem de Lixo pessoal com os seus rejeitos pessoais.
Homem de Lixo criado por você
Homem de lixo [idgnow!].

Tudo é feito para ue você não se sinta culpado em trocar o celular a cada 6 meses. Pois ao final você se tranquiliza quando sabe que o seu e-waste será propriamente transportado...
Transporte próprio de e-waste

...devidamente processado nos locais do mundo mais adequados para isto...
Processamento apropriado de E-waste

...e, de bônus, ainda pode arrancar o sorriso de uma criança.
E-waste arranca o sorriso de uma criança

Moral da história: se as fábricas instaladas nos lugares mais degradados do planeta cumprissem todas as exigências trabalhistas e ambientais e dessem acesso aos seus funcionários a todas as conquistas da sociedade moderna, ainda assim as grandes marcas eletrônicas mundiais estariam encomendando de lá os seus produtos a preço de banana? Lembre-se que Apple, Microsoft, DELL, Samsung, HP, Nokia, LG, Sony, etc. estão se lixando para os seus impactos sobre a ecologia e a dignidade humana, uma vez que a sua luta se reduz unicamente às palavras mágicas dos negócios: REDUÇÃO DE CUSTOS e AUMENTO DA PRODUTIVIDADE. Tudo para que você transforme rapidamente os seus desejos em lixo e continue a desejar os lançamentos futuros, numa roda viva imoral que está consumindo o Planeta.

6 comentários:

  1. Eu fico aqui pensando... como que uma tábula de café da manhã (vulgo Ipad) foi conquistar tantas pessoas.

    Me diz como eles convenceram as pessoas para andar com aquilo embaixo do braço? Pelas funções? Touch screen?

    Netbooks, e diversos aparelhos similares fazem isso por um tamanho bem mais apropriado. Não entendo como certas coisas fazem sucesso...

    ResponderExcluir
  2. Muito bom o post.
    Somos Manipulados e achamos tudo isso um máximo.
    O Marketing e o capitalismo devorando o mundo e a boiada vai pastando e se sentindo mal...

    ResponderExcluir
  3. Filipe, também não entendo todo o frisson em torno do iPad. Acho que a Apple conseguiu enfiar um hype baseado no misticismo criado em torno da inutilidade.

    ResponderExcluir
  4. Subscrevo na íntegra a "Moral da história"

    “Inovador” é um termo bonito. Tem uma conotação positiva.
    Na globalização actual estas ilusões pagam-se caro.
    Os mais fervorosos ambientalistas não podem, assobiar para o lado.
    É espantoso como os principais responsáveis ainda resistem a abrir o jogo e assumir a evidência.

    ResponderExcluir
  5. Eu pelo menos só utilizo o necessário, e por um bom tempo. Realmente os chineses estão fazendo um sacrifício muito grande, mas com o interesse de tomar o lugar dos EUA. ë uma loucura generalizada. Hoje as pessoas nem consertam mais os computadores, usam notebooks descartáveis.

    ResponderExcluir
  6. O que se pode fazer se se torna mais barato comprar 1 novo que concertar o velho...

    Para eu descordo do Ipad, ele tem funçoes que só ele tem, você vai carregar um livro de 500 pagigas que pesa mais de 4kg + um netbook que pesa mais ainda,você vai estar mentindo se falar que é mais fácil e prático abrir um netbook no onibus/metro/praça/shopping para conferir um e-mail?

    Tudo bem que eu até concordo com o quanto descartaveis as coisas são, e tambem concordo que não precisa comprar 1 novo a cada vez que sai.Sai um Iphone(só exemplo) todo ano e não é por isso que você vai trocar todo ano.

    Eu concordo que as empresas deveriam fazer os produtos mais duraveis,assim como antigamente, mais o lucro fala acima de tudo.

    Não sou contra a tecnologia,vocÊ tem que pensar que as coisas vao evoluindo, ou todo mundo aqui queria continuar andando com maquina de bater de 1970 "portatil" que pesava mais de 10 kg.Ou vocês gostariam ainda de estar com internet de 56kb/s discada?Não já sei, você gostaria de andar com o celular com tela de 2 cores sem camera, acho que não... As coisas devem ir evoluindo e isso não aconece de um dia para outro e de uma vez só, as coisas vao melhorando aos poucos, e na medida que vai melhorando sai para podermos comprarm. Agora cabe a você,consumidor, saber se está na hora de trocar o seu ou não, com consciencia de não trocar todo ano por causa de uma pequena diferença.

    Tambem não acho que os vilões da parada sao as as empresas, cabe ao pais que ela está instalada fiscalizar as normas de segurança e a situação dos trabalhadores do seu pais, veja se na norueaga algum trabalhador é tratado assim.A empresa vai onde é vantajoso para ela e faz o que as normas do pais obrigão, não sei e vocês sabem mais a china é o pais com o segundo maior PIB do mundo o pais que mais cresce por causa desse trabalho semi-escravo, para o governo chinês é vantagem manter como está e para empresa tambêm. Se você tivesse a opção de escolher comprar 1 tênis produzido na china por R$ 50,00 e o mesmo produzido nos EUA com todas as normas de segurança funcionarios bem pagos e tudo "arrumadinho" mais que custasse R$ 200,00 ,qual você compraria?Agora me responde a culpa é de quem?

    ResponderExcluir