Pesquisar

25 de jul de 2010

Geração Restart: adolescentes eternamente perdidos e decadentes?

Não é nenhuma novidade as pessoas mais velhas acharem os adolescentes bossais, atrasados, idiotas, irresponsáveis, superficiais, inúteis, descerebrados, relaxados, grosseiros, ineptos... e incapazes de um dia se tornarem pessoas legais como você e eu.


Claro, isto parte do pressuposto de que nunca fomos adolescentes imbecis, já que supostamente nascemos arrazoados e equilibrados e quando atravessamos as turbulências da adolescência, a fizemos de maneira cabalmente diferente.

Mentira! Ninguém sobre a face da terra pode alegar que tido adolescência diferente. Todos fomos crápulas, vagabundos e indolentes e como não podemos mudar a história, mudamos nossas memórias para algo mais palatável ao agrado da nossa visão crítica.

A grande verdade é que a geração sucessora sempre foi vista como uma involução espantosa pelas antecessoras – na realidade, desenvolvemos a certeza premonitória de que os adolescentes do momento se transformam em invertebrados ligados umbilicalmente a dispositivos comunicacionais, a exemplo do personagem Mojo da Marvel Comics.
Todavia, não mais que de repente, estes mesmos adolescentes execrados, se tornam adultos respeitáveis e depois de passarem por uma espécie de lobotomia social, também por seu turno passam a ver os adolescentes como humanoides coloridos portadores de miolos moles e destituídos da possibilidade de futuro. Serão sentimentos de velhos ranzinzas que perdem a confiança no legado da espécie humana? Enquanto isto, os detratores vociferam que a Geração Restart rasteja resolutamente para a era dos grunhidos ininteligíveis!

Só porque eles falam assim: “af sacanagi aiai mancada manow fis naad ae os car tao ai fis nad” será que devem ser estigmatizados? Quem não é pecador (que não foi adolescente), que atire a primeira pedra. Ora, há uma legião de virtuosos atirando chusmas de paralelepípedos nos pobres hominídeos que serão nós amanhã. Tsc, tsc, basta olhar a nossa cara sonsa cheia de espinhas no espelho do passado, para concluirmos que nada há de novo debaixo do sol, conforme dito pelo velho Eclesiastes.

Este artigo é um contraponto em tom de mea culpa aos inúmeros libelos verberadores contra as gerações Y,Z, Restart, Emo e tantos outros nomes a serem dados aos perdidos da hora, no entanto, futuros senhores persignados do amanhã.

Como exemplo de um desses panfletos contra os quase homo sapiens sapiens travestidos de tiriricas, escrito em linguagem escorreitamente prolixa e bem humorada, remeto ao artigo que é uma viagem de ranzinice, mas sem perder a ternura:
Análise científica do Happy Rocky – Família Restart e Cia [Brincanagem] via [Uêba].

37 comentários:

  1. Modestia à parte, sempre fui um indivíduo ajuizado e na época da adolescência, eu achava os outros da minha idade retardados e burros. Como adulto continuo achando que muitos adolescentes têm a mentalidade pouco desenvolvida, além de serem irresponsáveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MENTIRA!FALSO(A)!MENTIIIIIIIIIRAAAAAAAAAAAAAAAA

      Excluir
  2. Isto faz sentido, só não sei até que ponto a memória nos trai.

    ResponderExcluir
  3. A adolescência é uma idade difícil mas, antes de serem adolescentes foram crianças.
    É nessa altura que o seu carácter deve ser moldado.

    Os pais que estabelecem limites firmes são aqueles em que a teoria é seguida pela prática, ou seja, quando decidem, é isso que vai ser feito. “ Não “ significa “ não “.
    Quando pretendem que os limites sejam firmes, a comunicação deve ser eficaz, por mensagens claras, directas e concretas.
    A sua acção deve ser coerente, seguindo de forma natural aquilo que foi conversado.
    Desta forma o adolescente vais acatar mais vezes, sem estar a testar, porque os leva a sério.

    Pelo contrário, os pais que estabelecem limites fracos são aqueles para quem o que dizem nem sempre corresponde ao que vai acontecer. O “ não “ pode significar “ás vezes”, “talvez” ou sim. Isto acontece quando a comunicação é feita de forma pouco eficaz, pelas mensagens vagas e pouco definidas, ou seja, por meias palavras.

    Alguns pais dão a sensação de implorar para que cumpram determinada regra.

    Deste modo, os adolescentes aprendem que a cooperação é uma opção mas, que são eles quem em última análise, decide o que fazer.

    Isto leva a relações difíceis, em que o adolescente resiste à regra e está sempre a “ esticar a corda “, muitas vezes ignorando o que os pais dizem, pois já sabem que não existe consequências.

    ResponderExcluir
  4. Joãozinho (Respresentando a Família Restart)28/07/2010 08:21

    Olá. Vocês criticam mas não há como negar - O Rock Hoje é colorido, feliz, alegre, e ninguém representa melhor o Rock hoje em dia do que o Restart, Cine, Fresno... nós somos da geração do Rock do bem. Esqueçam toda aquela violência de antigamente, o Rock não é mais violento... nós somos sim vaidosos, fazemos chapinha... i daí? Não somos mais largados e mesmo assim curtimos o verdadeiro Rock!
    O Rock sempre teve suas "fases", antes era moda ter cabelo Grande estilo Kurt, depois ser revoltado contra o sistema no estilo Dead Fish, hoje somos coloridos... isso é tendência. Certamente irão aparecer outras modas e vamos ter que seguir, ué.
    não sei o motivo de tanta raiva...

    Representando a Família Restart!!

    ResponderExcluir
  5. Ser burro e fazer cagada na adolescência é uma fase nescessária da vida. Não que pais devam ser condecendentes com isso, por que amadurecer tb é se frustrar, e pai bom frustra o filho, na medida certa.

    ResponderExcluir
  6. Boa Pedro,
    mandou bem, os pais que almejam a admiração e o respeito dos seus filhos adolescentes, mais ainda, lutam para satisfazê-los até à última gota, deveriam ser internados num sanatório, pois estão fabricando consumidores de drogas e futuros traficantes.
    A regra da boa vizinhança entre pais e filhos deveria ser "frustre o seu adolescente" não mais, nem menos, que um dia ele lhe agradecerá.

    ResponderExcluir
  7. Joãozinho (Respresentando a Família Restart),
    Dou a maior força para vocês! Isto é real, a proposta do rock de antigamente era muito belicosa e posuda de macho, o que não exclui certas bonecas, tipo Freddie Mercury, Elton John, Boy George...
    De repente chegou a hora e a vez do paz e amor colorido a la Tiririca, o que não é desmerecimento. Neste vasto mundão há lugar para todo os tipos de criaturas de Deus.

    ResponderExcluir
  8. por essas coloridices homossexuais todas q ainda nao ouvi uma musica sequer dessa coisa que chamam de restart, cine e fresno.
    PRA MIM, O ROCK ACABOU.

    ResponderExcluir
  9. Joãozinho (Respresentando a Família Restart)28/07/2010 17:32

    Vocês criticam tanto mas o sonho de vocês com certeza é andar com calça colorida, ter o cabelo estilo 'Garoto Colírio"... mas nem todos podem ser assim.
    Nós descobrimos que não precisamos lutar contra o sistema, já que principalmente nossos pais fazem parte desse sistema e se dão muito bem. Temos é que agradecer por existir o sistema. Nós, coloridos, temos condições de bancar nossas roupas, nossos cabelos... quem não pode reclama! hahaha

    ResponderExcluir
  10. O Joãozinho,vc se acha o uma grande cara só porque tem estilo colirio???A adolescençia uma hora acaba e nem todo mundo tem o papai para bancar como o Surita tem,e quando acabar vc vai perceber ke na hora de arrumar emprego só ser um ''colirio'' não vai contar....mas vc vai descobrir,mais cedo ou mais tarde...
    OBS:Eu tenho um primo ''COLIRIO'' igual vc que tem 18 anos mas que está no primeiro colegial ainda, e eu te pergunto,do ke adianta vc ter 700 amigos no orkut e escrever ''DURMINDU''na redação da escola???
    De qualquer maneira eu sei que dos 95% dos "Colirios" sempre vai ter os 5% ke vai cedo ou tarde se destacar entre a maioria...

    ResponderExcluir
  11. Eh verdade que não tinha juízo e era indolente...

    Mas minha geração não saía por aih querendo dar a bundinha!

    Eh isso que me preocupa!

    ResponderExcluir
  12. O fato eh q o rock perdeu qualidade em relacao ao que foi em 90, 80, 70, 60 e ate 50 qdo engatinhava com o rockabilly. Antes o rock ainda tinha alguma preocupacao em falar algo, libertar a mente, tinha proposta, ATITUDE! Atualmente a preocupacao destas bandas coloridas eh em ser coloridas. Basta reparar na letra de uma dessas bandas que diz ``aposto um beijo que voce fica comigo``. Numa boa galera, isso nao tem profundidade nenhuma! Eh tao surperficial qto uma cantada de pedreiro! E a razao do sucesso eh o fato de ser ``fofo``(?). Nao diz nada. E para constar, nem a revolta pela incompreensao do mundo fora do quarto dos emos diz algo. As pessoas vao se cansar de nao ouvir nada afinal de contas....

    Se tratando de rock, a historia nos mostra q apenas os de ATITUDE permanecem, e o resto tende a perecer... Beatles eh eterno. E Led Zeppelin, The Doors, Metallica, U2 tbm (alguem ai falou em rock antigamente ser violento? Nao deve conhecer). Os emos por exemplo, sumiram! Deram lugar para os coloridos. Duraram pouco. E os coloridos tendem a perecer logo.


    Eh a diferenca entre uma mera criacao e uma arte... a arte eh eterna!

    ResponderExcluir
  13. ADOLESCENTE QUE FAZ "BURRADA" DEMAIS É PORQUE TEM TEMPO LIVRE DEMAIS. SE ESTIVESSE ESTUDANDO REALMENTE (AO INVÉS DE APENAS "IR PARA A ESCOLA OU PARA O CURSINHO) OU SE ESTIVESSE TRABALHANDO (PARA AJUDAR A FAMÍLIA), NÃO TERIA TANTO TEMPO LIVRE PARA FAZER TANTA "BURRADA"!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  14. Gente... quanta decadência!
    Então é isso? Vc acha que é normal ser uma tendência passageira e viver a vida seguindo a idéia ou o estilo alheio, ter roupas ridículas coloridas que só dizem que vc esqueceu de passar na fila do cérebro com Q.I. acima de 12!?
    Bom, rock é mais do que roupa e óculos sem noção, é música, letra, melodia e, pode ter certeza as músicas de vcs só tocam na rádio por que existem seres sem noção que não conseguem pensar quando escutam músicas mais elaboradas que não rimam "você" com "ver"

    ResponderExcluir
  15. Tenho muito orgulho dos meus ídolos da adolescência e a maioria deles ainda são. Vivi num tempo que tinha a mesma quantidade de lixo, mas esse lixo não ocupava tanto espaço. Gostaria muito de saber se os adolescentes de hoje não estranham somente 4 ou 5 "bandas" ocuparem toda a mídia. Será que eles não se perguntam onde estão as outras? Será que eles não desconfiam que as MTVs e Radios recebem dinheiro para tocarem somente as bandas que as gravadoras querem? E será que não se perguntam o porque de algumas "bandas" simplesmente desaparecerem de um dia para o outro?
    Ainda bem que eu não tenho que ouvir esse lixo.

    ResponderExcluir
  16. bem eu faço parte da era dos coloridos sou feliz sim com essa paixao pela banda restart e eu acho ke nao vou me arrepender depois uso o ke eu kero uso calças coloridas tenis ocoulos e sou muito felizz haha
    familia restart representando sempre

    ResponderExcluir
  17. Ai que ridículos vocês ¬¬'

    Gosto não se discute, nem sei pq tava lendo isso. Eu sou da família restart, amo eles e não tenho vergonha de dizer isso pra ninguém. Agora, de uma coisa eu sei: não é porque a pessoa é emo ou colorida que ela seja lésbica ou gay. O que algumas pessoas disseram acima é PRECONCEITO.

    Concordo super com o fato de quem fala mal, paga pau. E certeza que todos ai que esculacharam com os adolescentes de hoje em dia, queriam muito ser assim, e pagam maior pau pra gente. Simplesmente pelo fato de não terem coragem de se vestirem como a gente se veste.

    Agora, seus ridículos, vão achar outra coisa pra fazer no lugar de ficar falando mal do estilo dos outros e morrendo de inveja. u.u

    ResponderExcluir
  18. É isso aí, geração colorida unida jamais será vencida! Uuhú! Que massa o negócio de "pagar o pau"!

    ResponderExcluir
  19. acho que cada um tem seu gosto de musica, de roupa...
    então como si diz no ditado '' gosto é como cú cada um tem o seu'', e assim se certas pessoas não gosta da roupa, do óculos, da musica de o outro gosta é do ele deixar essa pessoa de mão e cuidar da vida dele , ninguém de forma de forma nem uma é obrigado a gostar de certa musica e adotar certos estilos.
    pq uma pessoa naum pode ser bonita e ao mesmo tempo inteligente?
    cada pessoa adota o estilo de vida q quer, a adolescência que quer e quem somos nois para criticar?

    pq si uma pessoa gostar de restart q ela tah perdida?
    kra acho melhor pararem de criticar is outro e ir curtir o que vc gosta!
    pa que perder tempo falando dos outro?

    ResponderExcluir
  20. Os adultos não tem por que criticar então ? Tudo bem ... Eu ainda tenho o direito O/ Porque ou eu sou um ET, ou minha mãe mente a minha idade ! HAHA

    ResponderExcluir
  21. Milaah,
    os adultos podem criticar sim, desde que tomem consciência do passado que os condena, ou melhor, atire a primeira pedra quem deles nunca foi idiota.

    ResponderExcluir
  22. Jow


    Ae Bando de Bixa sem Opinião, Vou da um conselho pra essa Geração de viados e tiriricas sem criatividade que se apegam a primeira porcaria que aparece.
    Leiam, Estudem, Tentem desenvolver a cabecinha de vocês, Procurem musicas, livros e atividades que acrescentem algo pra sua vida, que sirvam para voce formar sua opinião PRÓPRIA. SEMPRE QUESTIONE !!!

    Não SEJA UM PRODUTO DO SEU MEIO, POIS O SEU MEIO É QUE TEM QUE SER UM PRODUTO SEU.

    E SE MESMO ASSIM CONTINUAREM GOSTANDO DESSA PORCARIA SEM LETRA, MELODIA, IDENTIDADE, IDEAL E ETC ETC ETC
    AI ME RESTA O ULTIMO CONSELHO.


    ENFIA UMA DENTADURA NO CU E RRI PRO CARALHO!!!
    E VÃO TOMÁ NO CU TRANQUILO !

    ResponderExcluir
  23. Os pais tem que por limites, ou os adolescentes "coloridos" de hoje podem ser os criminosos irresponsáveis de amanhã.
    Restart e Cine: Coisa de gente irresponsável.
    Esses caras do Restart e do Cine são vagabundos e imbecis, além de aspirantes a comunistas!!!

    CADEIA NELES!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  24. Eu sou adolescente, mas não sou como esses jovens coloridos que gostam de restart,colírios e ect, que não ligam para os estudos, a adolescencia de hoje está perdida, tenho vergonha desses adolescentes analfabetos.

    ResponderExcluir
  25. Ana Cavalcante03/01/2011 15:27

    Opa calma aí, estamos falando de adolescentes ou Rock?
    Sou adolescente mas não sou imbecil. Faço besteira, tento me conhecer, sou irresponsável as vezes, mas como já falaram, isso é que gera o caracter do adulto, essa fase. O que me preocupa nessa geração é a total falta de cultura e opinião. Opiniões pré-fabricadas. Você pergunta "o que achou do governo Lula?" o adolescente debil responde "uma merda". Pode ter sido uma merda, mas a pessoa tem que ter opinião e saber o porquê.
    Gostei do que disse, porém, não generalize, muitos adolescente dessa geração não são retardados nem futeis, podemos ser "desmiolados", mas como dizeram, todos adolescentes, e até adultos, são.

    ResponderExcluir
  26. Ana Cavalcante,
    infelizmente você faz parte da minoria, ou melhor, felizmente você faz parte da minoria.

    ResponderExcluir
  27. PODEM SE FUDER QUER QUIZER, MAS A ADOLESCENCIA É A MAIOR FASE DA VIDA. OS SONHOS QUE SONHAMOS NA ÉPOCA 99% FRUSTRADOS. MAS SONHAMOS!!!! E SÓ

    ResponderExcluir
  28. JU SOUZA LANZA REIS19/05/2011 14:43

    oi tenho 14 anos e amo a banda restart e quero que eles nunca dessista dos sonhos deles comoeu nunca dessisto do meu que e´conhecer pe lanza tomais pe lu e koba.. TE AMO BANDA RESTART....aonde quer que eu va te levooo comigoo.... BEJOSSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  29. JU SOUZA LANZA REIS19/05/2011 14:51

    DEI UM MURRO NA CARA DA MINHA IRMÃ PQ ELA QUEBROU O CD DE RESTART AI DEPOIS EU APANHEI.... CHOREI E GANHEI OUTRO CD E DVD KKKKKK

    ResponderExcluir
  30. O problema não é ser "velho ranzinza", e sim ver a queda a qualidade da educação que a molecada de hoje tem apresentado em relação á minha geração,que viveu a infância e adolescência entre os anos 1980/1990.

    E quando coloco "educação" não é somente os bons modos, também no aprendizado escolar.

    Hoje vejo crianças com 14 anos de idade que mal sabem escrever. Recebo currículos de jovens de 17/18 anos para estágio sempre com erros grosseiros no português, que na "antiguidade", era lei saber como escrever.

    A criançada de hoje é inteligível em bate-papos, seja via MSN ou outros meios de comunicação instantânea. Escrevem como nós, abreviando no começo de 1992, quando começou a surgir os BBS's (Bulletin Board System, a "pré-história" da internet civil),quando economizávamos caracteres com abreviações tipo "vc, fds, vlw" por causa da baixa taxa de transmissão dos serviços, para que a mensagem fosse transmitida mais rápida. Naquela época isso tinha uma razão,hoje com os meios de comunicação e velocidade da internet, não há o porque de ainda ser usado isso, a não ser por maneirismos.

    o.

    ResponderExcluir
  31. As bandas e hoje refletem muito bem a ignorância em que os adolescentes se cercam. Quem viveu os anos 1980/1990 com certeza se lembram de poetas como Cazuza ou Renato Russo. Letras bem escritas, músicas com sentido de protesto, contra a opressão de um governo ditatorial, e uma nação sem voz para reclamar.

    Hoje os adolescentes se preocupam com coisas fúteis, sem sentido na sociedade.

    Já fui adolescente, e o que mais queria é o que todos os adolescentes querem: ser parte de um grupo! Ser alguém nesse grupo! Ser reconhecido e conhecido por ser alguém "legal".

    Só que chega um ponto na vida em que terão de crescer. Terão de deixar os brinquedos de criança e fazer parte de algo maior, chamado SOCIEDADE,onde erros não são tolerados, onde atrasos são inadmissíveis e ignorância é tratada com exclusão.

    O maior culpado disso,infelizmente, é da própria SOCIEDADE, que possui pais que consideraram nossa educação "severa", e quiseram colocar algo chamado "progressão continuada", dando a oportunidade da ignorância reinar entre os adolescentes. Batalhávamos o ano inteiro para termos médias escolares boas ou ótimas e não repetirmos uma série da escola. Hoje, qualquer criança que não sabe ler ou escrever consegue entrar em uma faculdade PP (Pagou, Passou), ter acesso á um ensino "superior" e ter um diploma para adentrar num mercado de trabalho competitivo, mas sem nenhuma experiência, onde a maioria falha miseravelmente.
    Vejam por exemplo o número de reprovações no exame da OAB, ou o número de denúncias por imperícia médica, ou mesmo denúncias de construções irregulares. Isso é o reflexo de que estamos partindo para um mundo pior, que foi construído por pais irresponsáveis, que não se preocuparam com a educação que seus filhos receberam, e filhos que não se preocuparam com o próprio futur

    ResponderExcluir
  32. tudo gay restar,cine

    ResponderExcluir
  33. o rock não morreu é q as gravadoras so contratam bandas lixos e gays,,mas temos bandas boas sim no brasil.........essa juventude é a pior na moral..........rostinho bonito não faz musica

    ResponderExcluir
  34. concordo com vc de cima...jovens não se iludem com rostinho lindo,calças da moda,oculos.....procurem ouvir musicas boas pf pf restart é 1 porcaria porra ,meninas pf eles nem tão ai pra vcs pqp.....qnd elas vão acordar ,saiam desse mundo de fantasias caralho.....

    ResponderExcluir
  35. Sou adolescente, mas não sou assim, isso se chama influência, pois um indivídio vê um amigo vestido de uma forma e acha que também deve ser igual a ele por isso tenta imitar a personalidade do outro.
    Eu vejo os outros de uma forma diferente, vejo os outros adolescentes como se tivessem pouco raciocínio e pouca personalidade para serem quem devem ser.
    Será se com um tempo eles mudaram?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Preste atenção nos adultos, alguns jamais deixam de ser adolescentes, ou seja, jamais mudam.

      Excluir