Pesquisar

9 de jan de 2010

Já saímos do período Paleolítico?

Workspaces por gênero Psicológico - Fanático por ergonomia

O período Paleolítico é também conhecido como Idade da Pedra Lascada. Este é um período pré-histórico, onde o homem fabricava utensílios de pedra lascada e madeira, tendo começado a cerca de 2 milhões de anos atrás e seguido até ao início do Neolítico a cem mil anos antes de Cristo.

No Paleolítico, os homens eram essencialmente caçadores e coletores, apresentando uma economia de subsistência e hábitos nômades, pois se deslocavam constantemente em busca de alimentos (Wikipédia).


Estamos no período histórico, marcado pelo surgimento da escrita, a cerca de seis mil anos apenas, mas desde o período neolítico têm surgido grandes conquistas técnicas que, aliadas às transformações do ambiente, permitiram ao ser humano controlar gradativamente a natureza. Será?

Em relação ao nosso corpo muitas aparentes conquistas têm se revelado um desastre, que nos distanciam mais e mais da possibilidade de roermos a Terra até os seus ossos e depois abandoná-la ao espaço, partindo numa reluzente espaçonave até novos e frescos mundos.

Uma das necessidades de longas viagens seria podermos nos alimentar de pílulas, poupando-nos o tempo de preparo dos alimentos e o espaço necessário para transportar os insumos necessários a uma dieta paleolítica.


Porém, até mesmo suplementos alimentares, aparentemente saudáveis como os antioxidantes podem causar sérios danos à saúde como o surgimento da Diabetes tipo 2. Embora, em excesso, os radicais livres, comprovadamente, causem inúmeras doenças, inclusive o diabetes tipo 2, em níveis baixos eles protegem contra esta doença. Isso foi descoberto pela equipe de Tony Tiganis da Universidade Monash da Austrália. Para este pesquisador, o melhor seria não tomar antioxidantes, mas exercitar-se, uma vez que os exercícios são fontes naturais de radicais livres nas quantidades moderadas que evitam o diabetes tipo 2.

Nosso organismo parece não ter evoluído muito em relação aos nossos ancestrais paleolíticos, ainda precisamos andar e comer alimentos menos industrializados para uma melhor saúde. Alie-se a isso o fato de que se todo o excesso prejudica, o equilíbrio é vital, então temos que adquirir uma economia de subsistência, deixando nossas confortáveis consoles para realizar caminhadas, que remetam ao modo de vida nômade.

Para pessoas inteligentes, isso não deve ser muito difícil.
grupo a caminho da trilha 3

Por: Gladis Franck da Cunha

Referência:
SBPC, Antioxidantes e diabetes: relação Perigosa?, Ciência Hoje, vol. 45, n. 265, p.20, Nov. 2009.

Fontes das Ilustrações:
1- Workspace do fanático por ergonomia por BLOGPAEDIA

2- Paleolítico Superior, aquarela de MARCOS OLIVEIRA do Parque Arqueológico do Vale do Côa, 2006 disponível em Ilustração Científica.

3- O mito da cura química por DESTRUIDOR DE DOGMAS

4- Trilha ecológica na Praia do Rosa por DIVERSAE

2 comentários:

  1. Já me estou a habituar a estes posts inteligentes e cheios de qualidade do blog. Parabens

    ResponderExcluir
  2. A pintura que colocaram aqui para ilustrar o Paleolítico não foi feita por Paula Balreira mas sim por mim MARCOS OLIVEIRA. Ela pode ser encontrada num site criado por Paula Balreira. Solicito que façam de imediato a correcção.
    Obrigado
    O meu site de ilustração científica: www.marcosoliveira.pt.vu

    ResponderExcluir