Pesquisar

24 de abr de 2009

Os incríveis relógios de pulso soviéticos.

Durante o regime comunista, a União Soviética se fechou ao mundo decadente capitalista e passou a fabricar todos os seus produtos. Graças a isto, o mundo pode hoje contemplar a robusta estética desenvolvida durante os anos de ferro. Quanto você daria para ter uma destas maravilhas forjadas pelos relojoeiros do Estado? Várias relíquias das relíquias a seguir podem ser compradas nos sites internacionais de leilões.

Relógio Submarino Vodolaz.
Vodolaz1
Vodolaz2
vodolaz3
O modelo Vodolaz, que é à prova d’água até a profundidade de 100 metros, é o exemplo de artefato voltado exclusivamente para o meio militar que hoje endoidece as cabeças civis.

Relógio da era espacial.
Cosmo Navigator
A era espacial acontecida em plena guerra fria inspirou muitos produtos de consumo no ocidente, desde geladeiras à automóveis. Atrás da cortina de ferro não foi diferente e estes relógios chamados de “Cosmo Navegadores” são o melhor exemplo da era em que o otimismo tecnológico que tomou conta do mundo.

Relógios série Soyuz encomendados pelo homem de ferro da Rússia.
Soyuz
O líder soviético Josef Stalin ordenou a produção destes relógios e os presenteou aos líderes do regime em sinal de reconhecimento por serviços prestados. Se os seus antepassados não fizeram parte do círculo de relações de Stalin, perca as esperanças, pois você jamais será proprietário de um Soyuz.

Relógio Buran.
Buran espacial1
Buran espacial2
Uma homenagem ao ônibus especial Soviético gerou uma série de relógios belíssimos.

Relógio Arktika.
Arktika
A fábrica de relógios russa Vostok se inspirou nas geladas paragens do ártico russo para desenhar o Arktika em formato hexagonal. Ele está à venda em alguns sites por um custo relativamente baixo, 128 euros.

Link relacionado: Saiba mais sobre o Ônibus Espacial Soviético Buran.

Um comentário:

  1. Apenas uma coisa a dizer sobre isso;.......POR CRICRÓCRIO CROCRICRIOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

    ResponderExcluir