Pesquisar

12 de nov de 2009

Visões comerciais futurísticas.

Hoje, estamos tão acostumados com toda a tralha eletrônica, que é quase impossível imaginarmos viver num mundo sem Internet, computador, celular e Redes Sociais. Mas, o contrário também é verdadeiro, nossos antepassados sonharam como viveríamos. Até que ponto eles acertaram?

Notebook a válvula, concebido em 1943.
Notebook a válvula de 1943
Gadget “portátil” equipado com apenas 4 válvulas eletrônicas que permitirá ao estudante do futuro gravar aulas, para depois reproduzi-las de maneira auditiva e visualmente.

Paisagem de escritório do ano de 1972, de acordo com a concepção de 1922.
Visão de escritório no ano de 1972 imaginada em 1922
Work: [David Szondy]
Visionária ilustração antecipatória do videofone, aviões e navios-robôs, impressora eletrônica, etc. Qualquer semelhança entre a paisagem vista na janela e aquelas exibidas no futuro do pretérito do filme Watchmen, não é mera coincidência.

Escritório do futuro, imaginado em 1964.
Escritório do futuro concebido em 1964
Future Office: [David Szondy]
Note que em plena era espacial, não há papeis, canetas, lápis, gavetas, teclados. Por outro lado, o design não economiza em painéis multicoloridos e detalhes em plástico moldado.

Tele compras no ano de 1999, segundo concepção de 1967.
Incrível! Supôs-se que em 1999 estaríamos comprando através de computadores, pagando contas, enviando correspondência eletrônica e imprimindo documentos em moderníssimas impressoras eletrônicas.

Via [David Szondy]

Muitas coisas imaginadas até meados do século XX se confirmaram, exceto calçadas rolantes, carros voadores, naves espaciais se deslocando na velocidade da luz, etc. Em tempos de mudanças climáticas globais, não é mais possível acalentar visões ufanistas do futuro, pois a esperança nas soluções tecnológicas para os problemas criados pela tecnologia, é a última que morre... e está morrendo.

2 comentários:

  1. Eu ADORO futurismo... Note que o notebook é tão, mas tão supimpa, que só precisa de dois diais e o que parece ser a tela de um osciloscópio. Eu imagino como teria sido a internet se todos os computadores tivessem um osciloscópio ao invés de tela, que viagem não seria...

    Mas às vezes eu gostaria que o futuro do passado estivesse certo, eu daria tudo pra andar de carro voador.

    ResponderExcluir
  2. Imagina Bruno, poder andar de macacão prateado em calçadas rolantes, usando capacetes com antenas telepáticas? Certamente no futuro de passado já teríamos chegado ao Planeta Mongo!

    ResponderExcluir