Pesquisar

20 de set de 2008

Carros a pedal, mais ecologicamente corretos, impossível!

Para quem acha que carros a pedal são brinquedos, saiba que eles já foram a única condução possível para os civis moradores de países europeus assolados pela guerra e no pós guerra. Na realidade atual, diante de uma iminente escassez de petróleo em escala planetária e das crescentes preocupações ecológicas, por que não a volta triunfante dos carros a pedal? E de quebra, todos sairiam ganhando, pelos benefícios à saúde carreados pela prática de exercícios.

Velocar Type H. 1938
A versão final deste modelo tracionado pela força humana via pedais, pode ser visto antes e depois da ocupação da frança pelos alemães, de 1940 a 1945. Os modelos anteriores e posteriores de Carro-pedal se tornaram um símbolo da ocupação, fato relembrado até hoje. Ele foi o meio de transporte mais sofisticado disponível para uma população que não tinha mais acesso a combustíveis e os seus proprietários eram considerados uns felizardos por possuí-lo.
O espécime da foto foi submetido a uma restauração que lhe devolveu a pintura original, em estilo madeira.

Ele tem um compartimento traseiro, típico dos modelos mais recentes, concebido para receber a instalação futura de tanque de combustível e motor, possibilidade que se tornou real com o fim da guerra.

Carro a pedal Isetta Link 1, Link 2.
A resposta da Itália aos contingenciamentos deflagrados pela 2ª Guerra Mundial foi altamente criativa, um minicarro que não dependesse da rara gasolina, quase toda destinada ao uso militar.Também a famosa Romi Isetta, foi um dos minicarros produzidos pela fábrica Italiana.


Carro a pedal Messerschmitt.
Com fim da Segunda Guerra Mundial, a Alemanha foi impedida, por força dos termos da rendição, de construir aviões (só planadores). Então, as ex-companhias fabricantes de aviões, tais como a Messerschmitt, se viram por bem se voltar para outros mercados. Então, esta passou a construir mini-carros, entre os quais este mimoso carro a pedal da foto, que deve ter feito sucesso numa Alemanha arrasada pela guerra e em permanente racionamento de gasolina.


Cykelbilen Fantom – A versão Sueca do Carro a Pedal.
No pós-guerra, devido à escassez de combustíveis, se desenvolveu na Suécia uma cultura do carro a pedal, perdurante até os dias de hoje. Com a falta de fábricas e de dinheiro para comprá-los, como solução para enfrentar os rigores dos invernos suecos, as famílias começaram a produzir seus próprios veículos.




4 comentários:

  1. tipo tem como construir uma replica de uma ferrari 360 versão carro pedal?

    ResponderExcluir
  2. Claro que tem! É só ter muita habilidade, dinheiro, paciência e uma oficina dos diabos!

    ResponderExcluir
  3. Se eu fosse comprar um carro desses para meu filho de 8 anos apaixonado por carros, quanto custaria?

    ResponderExcluir
  4. A solução é você mandar fazer um sob encomenda.

    ResponderExcluir