Pesquisar

1 de set de 2008

Meia dúzia de verdades sobre a sesta.

1) Os animais combatem o estresse com muitas sestas.
Quem tem cães e gatos sabe que durante o dia eles dão várias cochiladas. Vez por outra eles são encontrados no pátio totalmente relaxados sob os raios energizantes do sol.

Lição: seja animal nas coisas boas e humano nas coisas devidas.
Vejam como a minha cadela dogo argentino aproveita seu dia! CARPE DIEM.
2) A sesta é encarada de "modo leviano" em Portugal.
De acordo com a APAS, Associação Portuguesa dos Amigos da Sesta, este hábito deve ser levado mais a sério em Portugal e no mundo. Há encontros anuais da APAS na cidade de Entremoz para debater os problemas relacionados ao “pequeno repouso”, onde os praticantes podem trocar experiências sobre os benefícios à saúde provenientes do descanso do meio dia.

Lição: corra e peça urgentemente sua filiação à APAS, pois aparentemente estes japoneses já se associaram!
3) A sesta reduz a mortalidade.
No estudo realizado numa região da Grécia infestada de sesteiros, foi constatado que eles não tinham antecedentes de doenças coronarianas, AVCs e câncer. A redução destas doenças em outras populações menos assíduas, que dormiam de maneira regular pelo menos 3 vezes por semana durante 30 minutos, foi de 37%. Já, as pessoas que faziam sestas com menos regularidade, experimentaram uma redução menor de 12%.

Lição: faça como estes japoneses, realize a sesta onde você estiver, sempre haverá um ombro (seio?) amigo onde encostar.


4) A sesta como fator redutor do estresse.
A sesta pode funcionar como uma válvula de escape ao estresse. O ciclo vicioso do estresse induz as suas vítimas aos comportamentos de risco: dieta inadequada com altas doses de gorduras e açúcar, tabagismo, aumento do consumo de bebidas alcoólicas e recrudescimento do sedentarismo. No momento em fosse dada durante o dia uma pausa no ritmo infernal, alguns hábitos doentios seriam minimizados.

Lição: não adianta você querer reduzir o cigarro, carboidratos e voltar a fazer exercícios, se a sua vida continua uma pinóia.

Dê uma de japonês e imite os japoneses no aproveitamento do tempo livre, faça como eles nos metrôs apinhados de São Paulo, se conseguir...

5) Nova Iorlquinos pagam até 14 dólares por uma boa sesta de 20 minutos!
Nas grandes cidades é cada vez maior a procura da sexta e menores os espaços para fazê-la. Pensando nisto, surgiram empresários dispostos a atender este segmento de mercado. Quando você estiver estressado em NY, passe no Empire State Building e compre uma soneca da empresa MetroNaps, devidamente enrolado numa manta de caxemira.

Lição: foi pensando em filar uma soneca gratuita, que este japonês usa o metrô de Tóquio para roubar uma pregadinha d'olho, e olha que ele consegue dormir em pé!


6) Sesta é vista como preguiça sob a moral burguesa protestante.
O hábito da sesta esteve durante muitos anos ligado à preguiça, enquadrada pela moral herdada do pensamento religioso protestante, que elevou o trabalho à categoria do fazer divino. Então, quem dedicava o entremeio do seu dia a um pequeno cochilo, era passível da acusação de estar possuído pelo demônio da preguiça. Assim, num mundo de competitividade capitalista, cuja ideologia é herança do protestantismo, dar-se ao luxo de se deitar no intervalo entre as duas jornadas de trabalho é no mínimo um acinte à boa filosofia do viver para trabalhar, conforme reza a religião workaholic.

Lição: caso você sinta calafrios só de pensar em ficar longe do seu notebook ou iphone, convença-se de que é um workaholic e procure ajuda. Enquanto isto, delicie-se com a imagem destes japoneses, que mesmo sendo workaholics, não deixam de tirar algumas pestanas politicamente incorretas, já que usa o seio da companheira ao lado, também apagada!
Fontes das fotos dos japinhas dormindo em trens: Japanese People work too hard.

Links relacionados:
Sesta reduz mortalidade.
Benefícios da sesta.
Será que a sesta só é eficaz aos jovens?

Nenhum comentário:

Postar um comentário