Pesquisar

9 de ago de 2009

Haverá futuro para o mouse futurístico?

A interface teclado-mouse tem se mantido estável nos últimos 30 anos, apesar de quase tudo ter mudado na informática. Hoje se projeta novas formas de interação com o computador, seja por comandos de voz, ou usando os fundamentos da realidade aumentada (Touch Screen). Porém, nada realmente viável surgiu para substituir o velho teclado de máquina de escrever e o antigo instrumento apontador.

O resgate do fóssil vivo de 2001: o futuro do pretérito.
Meu mouse pessoal é um belíssimo Mouse Microsoft Intellimouse Explorer 1.1, que readquiri anos depois de ter trabalhado com ele. Casualmente há quase um ano, reencontrei o meu velho mouse Microsoft atirado numa pilha de sucatas eletrônicas jogadas no meu antigo serviço. O seu botão esquerdo estava pifado (seu ex-dono o usava para games), que foi devidamente trocado. Infelizmente o mouse antigo tinha o botão muito duro, o que fez com que o Microsoft passasse meses sem uso, até que tive que ceder o meu mouse Dell para a minha mulher e tratei de “vampirizar” outro mouse ótico com botão decente.
E olha que o bixo ainda pode ser comprado novo por aí.

Microsoft Arc Mouse: o futuro da portabilidade sem abrir mão do conforto.
A Microsoft, paralelamente à sua intenção de revolucionar a tecnologia das interfaces, anunciou um bizarro Mouse em arco dobrável. O design dobrável é feito sob encomenda por razões de espaço de armazenagem e portabilidade, pensando nos usuários de notebooks.

Mouse vertical Wow-Pen: o futuro da ergonomia.

O maior fator gerador de lesões por esforços repetitivos (LER) é a posição horizontal da mão quando opera o mouse. O fabricante Wow-Pen resolve este problema ao dotar o seu design uma posição mais natural para a mão.

Mouse de bambu: o futuro politicamente correto.
Este interessante design de mouse confeccionado com material reciclável consta de sites chineses. Com a crescente tendência de se fazer gadgets de produtos ecologicamente amigáveis, talvez o mouse de bambu seja o caminho do futuro próximo, assim como este Celular de Milho.

Spaceball: o futuro da navegação em três dimensões.
Apesar deste Spaceball não ser exatamente um mouse, bem que poderia se converter num mouse do futuro. Trata-se na verdade de um dispositivo de navegação em ambientes 3D com um design bastante futurista.

Logitech MX Air Wireless: o futuro do mouse sem superfície.
Caso os designers tecnológicos não consigam acabar em curto prazo com a duplinha dinâmica do século passado teclado-mouse, meu voto vai para um mouse futurista que prescinda de espaço. Sim, numa época em que usamos computador em qualquer lugar e a qualquer tempo, depender de um apontador que necessita de uma superfície para funcionar é um porre! Este elegantíssimo mouse da Logitech promete resolver este problema com seu ultra-super-super giroscópio que permite ao usuário usá-lo no ar.
Pena que você tenha que ficar sem ar para comprá-lo, já que o preço salgado da lindeza quase bate os mil reais

Zspire: o futuro bizarro.
O design estrambótico deste mouse diz tudo, o estranho gadget de metal é o máximo em termos de realização futurista, só nada pode ser garantido em termos de conforto.

Enquanto não inventam alguma coisa que substitua os velhos instrumentos apontadores de cursor em ambientes gráficos, o meu sonho é um mouse que funcionasse tanto no ar, quanto na superfície, ou seja, ele já existe e é o Logitech MX Air Wireless. Pena que por diverso$ motivo$ eu possa tê-lo somente no futuro.

3 comentários:

  1. Por isso que sou fã do Opera. Ele já vem com recurso de navegação pelo teclado. Claro que o mouse ainda é preciso em outras tarefas, mas pelo menos na navegação fico sossegado. Detesto mouse. Já tive muita dor nos dedos e no punho por causa dele. É chato, tem que ficar arrastando pra cá, arrastando pra lá...
    O teclado também pode causar lesões, mas comigo não.

    ResponderExcluir
  2. É bom saber dos recursos do Opera, pois querendo ou não, o browser se tornou o programa mais utilizado na atualidade.
    Você poderia nos detalhar qual foi a solução encontrada para evitar as lesões provocadas pelo teclado.

    ResponderExcluir
  3. O futuro do mouse reserva ele no museu. Ainda mais que o windows 7 vem junto com touchscreen, pode ser que o mouse fique de escanteio. Eu ainda prefiro usar o rato!.

    ResponderExcluir