Pesquisar

2 de ago de 2009

Tipos mais comuns de perfis no Twitter.

Um recente estudo divulgou que a “Febre do Twitter” não é tão febre assim já que a minoria humana e ativa usa esporadicamente o serviço apenas para ver as novidades. Por outro lado, a grande maioria dos perfis é constituída de Robôs, Spammers, disseminadores de Malwares, contas abandonadas e contas vazias.

No fundo, no fundo, se você acha grande coisa ter 5.000 seguidores, saiba que se estiver falando para 50 almas, poderá se considerar um sujeito de sorte.

Bots.
Fato: a maioria do "barulho" gerado no Twitter é produzido por Bots.
Perfis Bots são inteiramente controlados por serviços robóticos que enviam um monte de Tweets ao longo das 24 horas do dia. Apesar de alguns deles divulgarem informações interessantes, eles não interagem com humanos. Não sigo Bots e não aconselho ninguém a segui-los, a menos que você goste de ver sua Timeline entulhada de milhares de Tweets, sem nenhuma chance de achar os Tweets dos seus amigos.
Aprenda a reconhecê-los aqui.

Semi-Bots.
Fato: cada vez mais pessoas estão aderindo aos serviços automatizados de envio de Tweets, não sei o que elas ganham com isto.
Algumas pessoas preferem se cadastrar em serviços de Bots para automatizar a maioria dos seus Tweets. Tais contas costumam enviar centenas de Tweets por dia. Um dos comportamentos bizarros destes perfis semi-automatizados é enviar um Replay instantes depois que você enviou um Tweet. O Reply invariavelmente repete algum Tweet já enviado pelo Semi-Bot. Não tenho o hábito de segui-los.

Spammers.
Fato: está aumentando assustadoramente os sites “Get thousands of followers a day” e as pessoas estão caindo neles como patinhos.
São aqueles perfis que fazem exclusivamente propaganda de serviços, produtos, ou sites. Tenha cuidado em diferenciar os Spammers das vítimas deles. Os usuários que se cadastram nos serviços Spammers passam a enviar involuntariamente SPAMs e devem ser avisados do que está ocorrendo. Os Spammers são uma verdadeira praga no Twitter e devem ser sistematicamente Bloqueados.
Aprenda a reconhecer os Spammers aqui.

Maliciosos.
Fato: Sem precauções, qualquer um pode cair num golpe de phishing, ou pegar um vírus disseminado via Twitter.
Muitos perfis são criados exclusivamente com fins criminosos. No dia 04/07/2009 denunciei uma conta maliciosa (no link abaixo) e até hoje o Twitter não a suspendeu. Aproveitando a facilidade das URLs encurtadas, os bandidos espalham links que redirecionam para páginas falsas, ou para servidores piradas inoculadores de vírus. Devemos bloquear imediatamente os perfis Maliciosos.
Saiba mais sobre eles aqui.

Fakes.
Fato: quanto mais o Twitter os combate, mais deles ressurgem das cinzas.
Fakes são perfis que se fazem passar por celebridades ou instituições. Com o crescimento do Twitter, eles brotam como ervas daninhas. Alguns são engraçados, outros desrespeitosos e outros chegam a ser difamatórios. Numa das mais recentes guerras Fake VS. Pessoa real, a escritora Fernanda Young trava uma batalha contra um Fake ofensivo, segundo as próprias palavras veiculadas através de um perfil que ela foi obrigada a criar para combater o Fake: “A fake me irritou, pois falou, com falsa propriedade, de mim e minha família. Mas chega.”

Celebridades.
Fato: celebridades sempre estão na batalha para se tornar mais famosas.
Quando as celebridades entram no minimundo, algumas delas, no afã de angariar milhares de seguidores, sorteiam badulaques entre seus fãs. O ego não conhece limites...
Você segue famosos que não vão lhe seguir? Saiba mais aqui.

Viciados.
Fato: só uma pequena minoria dos perfis se torna viciada, mas ela faz um barulho danado.
Eles não são Bots, nem Semi-Bots, mas humanos compulsivos que tuitam até os cotovelos. Não vejo nenhuma dificuldade em segui-los, mas há gente que os considera chatos e dão Unfollow nestas pobres criaturas solitárias.
Descubra se você é viciado aqui.

Semi-mortos.
Fato: 80% dos perfis escreveram menos de 10 Tweets na vida.
A grande maioria dos perfis, que nunca se viciou, é formada de gente que dá uma passadinha de vez em quando para dar um “atestado de vida” e não perder muitos seguidores por inadimplência, já que 30% dos usuários não tem nenhum seguidor.

Mortos.
Fato: mais de 60% dos usuários deixam de acessar o Twitter após 1 mês de vida.
Frequentemente faço uma varredura na minha pasta de Seguidos e dou Unfollow nos perfis que não dão um pio por mais de um mês. Segui-los ou não segui-los não é a questão.

Vazios.
Fato: 40% dos usuários jamais escreveu um Tweet.
Você seguiria um novo seguidor que jamais escreveu um Tweet? Talvez, na melhor das hipóteses, a turma dos perfis vazios seja gente que apenas acompanha as novidades. Acredito que eles, por não sentirem falta de fama e nem de seguidores, não devem causar prejuízos e ademais, talvez a maioria deles seja natimorta. Na dúvida, não sigo perfis vazios.

Conclusão.
Frente à calamitosa situação de uma rede dominada majoritariamente por Robôs, Spammers, Maliciosos, mortos e vazios, continua vantajoso participar dela? Sim, o Twitter é um verdadeiro ovo de Colombo que deu certo, tanto pelo aumento da visibilidade, quanto pelas facilidades de interação. Para quem, que por um lado não quer perder tempo com os Messengers Instantâneos e por outro, se ressente da falta de capilaridade dos demais canais de comunicação, piar no Twitter tem se revelado um brinquedo precioso.

Você deve estar se perguntando: onde estão os normais como eu e você? Bem, nós somos uma minoria tão inexpressiva, quanto significativa, pois fazemos parte das 50 almas com as quais o sujeito referido lá em cima está tentando se comunicar.

As estatísticas do Twitter foram publicadas aqui: [Idgnow], [Webdicas], [Vacina do Této]

13 comentários:

  1. Eu estou chegando a viciado...

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto. Pensei que seria mais um post falando de "patricinhas", "nerds" e tal. Mas falou da situação real!

    Realmente, o Twitter possui uma infinidade de semi-usuários ou até "insuários", o que causa certo medo em quem ainda não participa do serviço.

    Por outro lado, o Twitter mostra o real conceito da chamada "web 2.0" - interativiade ao máximo, comunicação em tempo real e realmente com pessoas que você não conhece (diferente do msn), como naquela historinha: "na Internet você pode falar com alguém lá do Japão...".

    Com o Twitter, isso é uma verdade.

    ResponderExcluir
  3. Mr. Zahta,
    O que está implícito no texto é que cada um vai refinando o seu portfólio de Seguidos. No início você começa todo empolgado seguindo até o Satanás, mas aos poucos vai se preocupando com qualidade. Então começa a eliminar Bots, Fakes, Inativos, etc. Aí começa o trabalho começa a dar resultados e a sua seletividade passa a ser respeitada.

    ResponderExcluir
  4. Ainda Twitto com moderação, mas quase fui viciado.

    Estabeleci metas de twittes por dia e assim não acabo com a página inicial dos meus seguidores.

    E pra não ser confundido com um boot, compartilho links e observação da vida pessoal. Odeio gente que só cola links. Esquecem que a gente costuma visitar o Terra, Globo e Uol, portanto, não precisa ficar recebendo tudo deles no Twitter tamnbém ¬¬

    ResponderExcluir
  5. Isso é a mais pura verdade. No ínicio, seguimos e ficamos ávidos por alto número de seguidores. Até que você entende realmente para que serve o twitter. Então, você nem liga mais pra número. E não passa a fazer o maldito followback. Eu usava* essas ferramentas de unfollow em massa em quem não seguia de volta. Agora só sigo o @followermonitor que sei disso. Se a pessoa não me segue e é interessante, assim mesmo eu sigo. Caso contrário... Hoje,não ligo para número de seguidores. Penso mais na qualidades dos que eu sigo. Meu twitter tá balanceado, mas quando eu tiver tempo e paciência pra excluir bots, fakes e contas inativas isso vai mudar. Ótimo post. Abraços

    ResponderExcluir
  6. O bom do Twitter é justamente essa possibilidade de filtrar a tudo e a todos, conforme a necessidade. Acho essa a grande diferença das outras "redes sociais", se é que a expressão se aplica.

    ResponderExcluir
  7. Fato: mais de 60% dos usuários deixam de acessar o Twitter após 1 mês de vida.
    ///////////
    Fato: 40% dos usuários jamais escreveu um Tweet.
    //////////
    Eu não sou um bom matematico, mas acho q isso ja daria 100%, significando q:
    todos q usam o twitter não completam 2 meses de uso.

    E o pior:
    80% dos perfis escreveram menos de 10 Tweets na vida.
    essa parcela incluiriam uma porcentagem significativa dos twitteiros q nunca escreveram nada... mas msmo sem escrever, escrevem menos de 10 vezes em sua vida...

    Aff, q texto escroto e mal formulado, ninguem merece esse tipo de exagero.

    ResponderExcluir
  8. O que não aguento mais é estas interjeições padronizadas, tipo Aff. O que tenho que aguentar é esse tipo de comentário que integra dados estatísticos cuja integração não está explícita no texto.
    O que ninguém pode negar é que a MAIORIA dos signatários das redes sociais é constituída de fantasmas, fakes e inativos. Eu mesmo já me cadastrei no Hi5, mas nunca acessei, portanto sou um fantasma lá, já usei o Myspace e atualmente sou inativo. O usuário tenta os canais que lhe trazem mais retorno, isto é a lei da vida, já que na procura pelas coisas prazerosas, descartamos aquelas que não atendem às nossas expectativas.

    ResponderExcluir
  9. Po vei, seu post é engraçado, mesmo sendo um pouco stressado

    ResponderExcluir
  10. olá
    adorei o seu blog, no inicio queria ter muitos seguidores,mas depois de algum tempo percebi que isso era pura perda de tempo.Principalmente esses programas de milhares de seguidores,um desperdício,automaticamente vc fica seguindo um monte de gente babaca e idiota,tenho uma pergunta entrei num desses sites de followers,e gostaria de saber se mudando a minha senha eu consigo parar de receber seguidores?????

    vlwww
    parabens pelo blog continue assim

    ResponderExcluir
  11. Existe duas maneiras de conceder permissão a serviços de terceiros:
    - Você fornece senha e login a eles;
    - Você dá "allow" através de autenticação. Neste caso, tem que ir em http://twitter.com/account/connections e revogar o direito de acesso dos sites que estão usando a sua conta.

    ResponderExcluir
  12. contato@planetavoluntarios.com.br

    ResponderExcluir