Pesquisar

25 de jun de 2009

A ciência resulta de mergulhos no desconhecido!


De acordo com Martin A. Schwartz [1], a pesquisa depende da capacidade que temos de suportar a sensação de ignorância.

Ele salienta que os estudantes não percebem o quão difícil é fazer pesquisa. Mais difícil ainda pesquisa de grande importância.

Pesquisar é muito mais difícil do que ir bem nas disciplinas, mesmo nas mais exigentes.

O que torna a pesquisa difícil é o mergulho no desconhecido, pois até termos um resultado, nós nem ao menos estamos certos se estamos fazendo as perguntas certas ou os experimentos adequados. Por tais motivos, a educação científica deve se esforçar para atenuar esta grande transição entre aprender as descobertas de outras pessoas e começar a fazer as suas próprias.

Quanto mais confortavelmente conseguirmos conviver com a sensação de ignorância, mais profundamente poderemos penetrar no desconhecido para fazer grandes descobertas. Em resumo: Quanto mais buscamos aprofundar nosso conhecimentos, em qualquer das diferentes áreas das ciências, entendemos porque Sócrates, que foi considerado o homem mais inteligente do seu tempo, afirmou "Só sei que nada sei"[2].

"A morte de Sócrates" de Jacques Louis David, 1787.

Por: Gladis Franck da Cunha.

Notas:
[1]- O texto completo de Martin A. Schwartz saiu no Journal of Cell Science, mas uma tradução de Rafael Soares está disponível no RNA mensageiro,.

[2]- As citações de Sócrates foram escritas pelo seu discípulo Platão. Esta em especial consta da "Apologia de Sócrates" (o primeiro discurso, 21d) – Wikipedia.

Um comentário:

  1. A Igreja foi contra toda inovação e descoberta desde o tempo de Galileu até os nossos dias, quando a utilização de anestesia no parto chegou a ser considerada pecado porque evitava a maldição bíblica lançada contra Eva. As frases retumbantes da sociedade em geral não são de modo algum encorajadoras para aprofundar o conhecimento. Ler,pensar,são termos em desuso. A sociedade de consumo segue exactamente os passos que a Igreja deu e não se trata de criticar as crenças de ninguém. Infelizmente, como se diz em economia, o mercado funciona. Na minha modesta opinião é esta a realidade. Santa ignorância é um slogan bem apropriado. Demócrito de Abdera já dizia que é muito fácil enganar a si mesmo pois o homem acredita naquilo que deseja.

    ResponderExcluir