Pesquisar

21 de jun de 2009

Russos mudam-se para a garagem quando brigam com as mulheres.

Não sei se isto acontece com todos os russos porque, como a Rússia ocupa 1/6 da superfície da terra, não se pode generalizar facilmente qualquer coisa para todo o território russo.

Este costume masculino peculiar foi desenvolvido e aperfeiçoado pelos habitantes da cidade polar Murmansk, situada a 200 quilômetros além do círculo polar ártico. Nesta remota cidade localizada na baia de Kola, 12 quilômetros ao sul do Mar de Barents, devido aos invernos rigorosos e aos verões curtos e frescos, os homens apelam para a engenhosidade como forma de lidar com os conflitos domésticos.

A moda corrente em Murmansk é construir garagens distantes dos prédios de apartamentos. A maioria dos conjuntos habitacionais foi construída durante o período soviético, cujos projetos não previam garagens, porque a maioria dos russos jamais teriam carros.
Conjuntos habitacionas de Murmask da era soviética
Conjuntos residenciais típicos da era soviética muito comuns em Murmansk. [Great Life of Bruno]

Então, a solução encontrada foi a construção de barracos nos terrenos baldios adjacentes aos condomínios que fornecem abrigo aos automóveis... e não só a eles, como também aos maridos corridos pelas esposas.
Rua de Garagens de Murmansk

As famosas garagens de Murmansk não tem janelas e são mobiliadas com móveis e utensílios domésticos descartados do apartamento.
Decoração de Garagem de Murmansk

Assim, os previdentes russos mantêm permanentemente nestes pequenos espaços víveres suficientes para permanecerem vários dias... e vodka, muita vodka para alimentar as famosas e tradicionais bebedeiras russas, além disto, TV, computador, fogão a lenha e tudo o que um homem solteiro possa precisar para aguentar um frio de rachar que pode chegar a 50º abaixo de zero.
Víveres da Garagens de Murmansk
Estoque de comida suficiente para sobreviver por semanas sem voltar ao apartamento.

Interior de Garagem de Murmansk
Cenário típico de uma Garagem de Murmansk, que tanto serve para manter o carro aquecido nos longos invernos do polo norte, como para servir de abrigo contra as intempéries femininas.

Chaminé de garagem de Murmansk
Muitas garagens têm fogões a lenha e algumas possuem até saunas.

A vida social nas garagens é intensa, que servem para o encontro de amigos, deitar conversa fora sobre política, esporte e reformas do mundo, colocar as fofocas em dia, além é claro, para esquecer as diabruras domésticas.
Sociabilidade masculina em Murmansk
Carros na frente das garagens de Murmask
O aspecto geral dos barracos improvisados é o de favelas construídas a partir de chapas de madeira e rejeitos de metal enferrujado.

O perigo sempre presente de incêndio.
Perigo permanente nas Garagens de Murmansk
De tempos em tempos, como acontece com qualquer favela, a coisa toda pega fogo, que se alastra rapidamente pelas garagens a fora, já que umas estão grudadas nas outras. A causa dos incêndios pode ser facilmente imaginada quando se vê a grande quantidade de materiais inflamáveis armazenadas nos barracos.

Retomando a Love Story.
Retomando a Love Story em Murmansk
Certamente que depois de dias de exílio na garagem, as russas acabam arrefecendo a brabeza e terminam indo até a garagem para levar um quitute da preferência deles, ou para oferecer alguma coisa mais caliente lá em cima no apartamento. Então, o Murmanskense volta sujo (pois poucas garagens possuem chuveiro), fedendo, bêbado e feliz.
Por: Isaias Malta.

Via [BBC], [Kosmograd]

Um comentário: