Pesquisar

25 de jul de 2009

Tudo o que nós homens sabemos sobre as mulheres.

Era uma vez, um gaiato resolveu publicar um livro sobre este assunto e, para tanto, editou um volume ricamente encardenado, com capa dura e um monte de páginas. Os incautos que compraram a “peça literária” se sentiram logrados já nas primeiras páginas; todas em branco. Esta pilhéria reflete o quanto sabemos realmente sobre as mulheres, quase nada.

A dificuldade começa com a capacidade delas de tecer o mais requintado fingimento. Mulheres fingem desde o orgasmo ao humor e não só fingem, elas também esperam que adivinhemos suas expectativas mais profundas, como se tivéssemos uma espécie de 6º sentido apto a ler a alma feminina. Certamente que isto é um ledo engano, elas se frustram, choram e se sentem abandonadas, então disparamos a clássica pergunta do âmago da nossa ignorância completa:
- O que aconteceu?

Algum homem sábio que entendia um pouquinho as mulheres descobriu que elas operam em regime de multitarefa, enquanto os homens processam tudo em fila, uma coisa de cada vez. Talvez esta seja a dificuldade nevrálgica que nos impeça terminantemente de entendê-las, pois quando estamos indo, elas já estão voltando.
Mesmo diante das nossas dificuldades, a natureza manda que a maioria de nós case e conviva com mulheres. Assim, uma grande parte da vida de casado se resume em tentar decifrar o espírito feminino com a nossa perspicácia de toupeira:

- queimamos neurônios o ano inteiro para lembrar do aniversário delas, porque este tipo de esquecimento é considerado por elas como crime lesa majestade;

- quando estamos longe delas, sozinhos ou com amigos desfrutando de momentos ímpares de plenitude, devíamos botar uma pulga atrás da orelha e nos perguntar: será que tudo está legal lá em casa? Será que avisei a minha mulher onde estou? Será que não estou passando da hora? A situação clássica acontece inúmeras vezes: você chega em casa feliz e cantando como um passarinho e se depara com a sua mulher enfiada num canto com a cara inchada e vermelha de tanto chorar. Aí você descobre como faz falta uma pulga atrás da orelha;

- elogio: os homens definitivamente não tem aptidão para saber o timing certo do elogio. Ou eles disparam a coisa no momento errado, ou se omitem na hora certa. Devido à percepção altamente desenvolvida das mulheres, elas farejam um elogio insincero a dezenas de quilômetros. Portanto, jamais chame uma mulher de magra nem de jovem se você não está convicto da sua própria pureza de sentimentos. Com isto chegamos ao próximo mandamento mais importante ainda;

- não tente ser hipócrita e falso com as mulheres, porque vai se danar sempre. Meu chapa, saiba que elas estão anos luz à sua frente em matéria de detectar as mínimas inflexões da mentira na voz e os rastros deixados pela falsidade. Como rainhas da representação e do engano, elas nunca se deixam enganar facilmente, a menos que você seja o mais consumado canastrão da face da terra;

Neste ponto podemos chegar à brilhante resolução da seguinte pergunta:
- Quantas vezes você enganou uma mulher?
Resposta: tantas vezes quanto ela SE DEIXOU enganar, já que as mulheres, mesmo tendo a sua incrível perspicácia, fazem olho branco e ouvidos de mercador quando querem se deixar enganar. Já as mulheres que não aceitam de jeito nenhum cair nas falsetas dos homens, percebem moléculas de batom na lapela, nuances de perfume barato no corpo e o mais importante, lêem a culpa que desfigura o nosso rosto, entrecorta a nossa respiração e embarga a nossa voz.

Como responder cabalmente a pergunta do título?
Tudo o que sabemos sobre elas foi obtido sob a nossa condição de cegos andando em campo minado, quando menos esperamos somos sacudidos por explosões debaixo dos pés. E não é porque façamos sempre o papel de ovelhinhas indefesas. Nosso problema reside no fato de que, mesmo dentro da nossa sordidez, continuamos ingenuamente a pensar que podemos enganar seres que manipulam as nossas roupas, decifram os nossos hábitos, conhecem o tom da nossa respiração e percebem minúcias de insegurança na nossa voz. Veja que não estou falando de Deus, nem do Google, mas simplesmente das nossas amadas mulheres, sobre as quais descobrimos cada vez mais enigmas e jamais a chave definitiva que elucide todos os mistérios.

Fotos [Ball of Dirt]

22 comentários:

  1. Para o amigo que escreveu isso, meus parabéns. Vc escreveu da melhor forma possível.

    ResponderExcluir
  2. As mulheres sabem que quase nada sabemos, porém um nada já é um começo.

    ResponderExcluir
  3. Isso aí é só com as novinhas. As mulheres maduras, com cabeça no lugar, que pensam com a razão, são mais amigáveis e compreensíveis. Por isso que adoro coroas.

    ResponderExcluir
  4. Adorei seu comentário! muito sincero, e bem humorado. O mais importante: deu para perceber que,mesmo não sabendo muito de nós, vc nos ama...este é um ótimo começo...
    ah, adorei a parte em que vc fala da falta que faz uma pulga atrás da orelha!!!
    abs,
    Lúcia Beraldo
    Psicóloga/sexóloga

    ResponderExcluir
  5. Lúcia,
    Elogios vindos de uma Psicóloga qualificam ainda mais o trabalho feito aqui. Volte sempre!

    ResponderExcluir
  6. Cara, mandou mto bem, parabens!!!!

    ResponderExcluir
  7. Tadinho do meu namorado, ele sofre d+... kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito,
    mais nos mulheres(principalmente na adolecencia)
    também somos muito confusas sobre o ue vocês pensam, acho que isso não é uma dúvida de poucas mais sim de todas. Eu queria muito saber o que vocês homens pensam sobre nós, o que vocês querem e tal.
    Eu até fiz um blog pra as pessoas comentarem e ficarem sabendo um pouco do outras pessoas achão, sobre as mulheres e sobre os homens...
    se alguém, quiser visita: www.manoseminas.musicblog.com.br

    ResponderExcluir
  9. Marcella,
    Meninas adolescentes tem que entender menos os garotos e estudar mais! Hashusashs! Falando sério, não confie em nós porque, a princípio, somos todos lobos maus. Por isto, estas bestas nojentas (homens) que arrotam e fazem bandalheiras tem que ser amansadas. Realmente, para vocês devemos ser um mistério e tanto!
    Com a palavra, os homens.

    ResponderExcluir
  10. Li recentemente que o principal órgão sexual é a cabeça. É claro que nas mulheres a cabeça assume uma posição ainda mais relevante já elas pensam mais têm necessidade de elaborar raciocínios emocionais de tudo o que se encontra sobre o planeta.
    Algumas mulheres enquanto solteiras fizeram sexo duro e alinharam em fetiches só porque tinham noção que uma certa depravação na cama torna uma mulher mais interessante, mas depois de de casadas e com filhos querem é que o marido as deixe em paz porque afinal não vêem interesse nenhum naquela troca de fluidos.
    Para muitas mulheres casadas o melhor dia é “o dia seguinte a terem sexo”,porque arredondando a contabilidade sexual para a média de duas vezes por semana depois de um dia de sexo há pelo menos dois em que podem andar sossegadas.
    Inibindo-se de qualquer sinal de afecto nos dias seguintes com medo que o parceiro interprete um sorriso mais aberto como sinal verde para avançar.
    Tradicionalmente,um homem diz à sua mulher que gosta dela através da procura sexual enquanto a mulher prefere expressar o que sente através das palavras.
    Qualquer que seja a abordagem,a imagem ou a alegoria verifica-se que o problema dos casais redunda sempre na clássica “falha de comunicação”.
    Contudo, quando esta falha se expressa na cama,o casal tende a identificar o problema como uma falta de desejo.
    Aqui caímos no estereótipo do “eles gostam de sexo e elas o que querem é de ser amadas.”
    Quando não se entendem na cama,a ideia emergente nas conversas iniciais é que, para os maridos, enquanto há sexo,mesmo que para elas seja um frete, está tudo bem. O problema só se coloca quando o sexo deixa de existir.
    Na óptica da mulher,o sexo só faz sentido quando há uma relação,sendo que,como elas não têm o cérebro subdividido por tema,uma relação implica tudo,desde sair para tomar café,passear de mão dada a estar com os amigos passando pelo compromisso,pelo “dia de noiva” e pelo “viver junto”até que a coisa estabilize numa espécie de sociedade por quotas em que se pressupõe uma parceira a vários níveis, intelectual, logístico, financeiro e emocional.
    Pergunto eu “mas não é possível uma mulher sentir-se amada na cama?
    Pergunta ainda mais inocente “não existe uma diferença entre fazer sexo e fazer amor?”
    As pessoas agarram-se a estereótipos para enquadrar o seu comportamento sexual:a solteira pudica, a divorciada sem complexos, a mãe de família reservada... Trata-se de uma forma de protecção em relação aos sentimentos que tanto atordoam o ser humano.
    O paradoxo é que são os estereótipos sexuais criados por filmes como “Nove semanas e meia” e outros que tais (lembrei-me deste) que elevam as frustrações em relação ao sexo:é difícil reproduzir o acto encostada contra uma parede, dar gritos que fazem os vizinhos chamar a polícia.
    Perante isto, apetece-me dizer um palavrão, como sou educado não o direi

    ResponderExcluir
  11. Mário, é uma bela tese esta de que mulheres devassas na cama acabam desistindo ao longo dos anos em prol de uma vida sexualmente mais pacata, se disséssemos tanto.

    ResponderExcluir
  12. Jenifer..

    Tenho que admitir que seu post..foi altamente elaborado e conseguiu chamar minha atenção,pois nunca leio um post ,escrito por homem,até o fim.Adorei, muito divertido..kkkk

    ResponderExcluir
  13. Muito bom , e engraçado tambem =)

    ResponderExcluir
  14. Mulheres = Poderosas e "indecifráveis"
    Deus = Poderoso e "indecifrável"
    logo...
    Deus = conjunto das Mulheres + Supremas! :P
    e Hs, Teenagers e Crianças + Supremos tbm! xP

    ...ou o(a)s iniciais q deram origem à(o)s
    outra(o)s, dps de perceberem q a criação do Homem, tão imperfeito, foi meio q um erro, hehe! :P 1 experiência q não deu mto certo! xP

    Maaasss....
    elas não são falsas!, e euu sou 1 H hein!
    Elas só mudam de humor ou estilo mto rápido,
    pq a nossa Realidade tão Múltipla e Diversificada... assim exige ué! Ou vc se
    adapta direito, ou acaba se dando mal!

    E tbm pq a Vida é Relativa!, e é feita de
    Momentos!, então cada situação, requer 1 jeito
    diferente de se comportar pra q 1 melhor
    Harmonia surja e se der... se mantenha!

    E os Hs ficam bestinhas pq se acomodam
    com mtas coisas! Já as Ms estão em constante
    movimento, assim como a Vida, e então acabam
    ficando + inteligentes em várias coisas!

    Agora... pelo menos elas não usam isso
    pra fazer o mal, já pensou? Os Hs é q com
    sua teimosia em querer sempre as msmas
    soluções pra problemas diferentes, acabam
    estragando mta coisa por aí! :/

    Nossa! Ficou grande meu coment hein!? :P

    E não desistam de entender!, pq o entendimento
    é a base de melhores interaçoes pessoais!,
    q são a base de tudo na Vida! Abços!

    ResponderExcluir
  15. Nooooossaaaaa! Você se superou! As Ms se igualam a Deus no que tange a indecifrável.

    ResponderExcluir
  16. QUE NADA
    NO FINAL SÃO TODAS INTERESEIRAS
    AS COROAS SÃO GENTE BOA PQ JA TÃO FICANDO PRA TRÁS
    E DAI VC JA SE IMAGINOU FEIA E CHEIA DE POSE
    NENHUM HOMEM IA OLHAR!
    PORTANTO....
    JA SABEM
    ELAS ACHAM QUE NÃO SABEMOS NADA, MAS SABEMOS MUITO E FINGIMOS DE IDIOTAS.
    MULHERES...A PRIMEIRA AMIGA DELAS FOI UMA COBRA!
    E TODAS VIRARAM COBRAS PARA SEMPRE!

    ResponderExcluir
  17. "Veja que não estou falando de Deus, nem do Google, mas simplesmente das nossas amadas mulheres, sobre as quais descobrimos cada vez mais enigmas e jamais a chave definitiva que elucide todos os mistérios."

    Ótimo ! Adorei !

    ResponderExcluir
  18. "Deus e Google", atualmente uma sinonímia de onipresença.

    ResponderExcluir
  19. MARAVILHOSO O TEXTO ACHO QUE É ASSIM QUE MEU MARIDO SE SENTE, VOU MANDAR ELE LER PARA NÃO SE SENTIR SOZINHO QUANDO NÃO ESTIVER ME ENTENDENDO, MAS AQUI ESSE MARIO AÍ DE CIMA ESTA VIAJANDO NA MAIONEZE, SOU CASADA A 11 ANOS E GOSTO MUITOOO DE SEXO E DEIXO MEU MARIDO MALUCO !!!!

    ResponderExcluir
  20. hahaha perfeito

    ResponderExcluir
  21. E ainda assim, tudo o que existe de grandioso no mundo: as filosofias, as artes, as ciências, a organização da sociedade, o Direito, os sistemas de crenças, absolutamente TUDO, foi criado por esses seres tão insignificantes e incapazes de compreenderem seres tão grandiosos mas que nunca chegaram aos nossos pés.
    Desculpem a contundência das palavras, mulheres, mas alguém precisa colocar um contrapeso nessa balança tendenciosa...

    ResponderExcluir