Pesquisar

10 de abr de 2008

Vale a pena comprar DVDs de R$ 9,90?

Os DVDs de revista, promocionais e outras tranqueiras que seriam alternativas ao DVD pirata são produtos de extrema péssima qualidade quase se equiparam à cópia pirata. Quem tem um projetor sabe do que estou falando.

Em primeiro lugar, o formato deles é invariavelmente 4:3, ou seja, o filme de cinema (em formato 16:9) precisa ser cortado para caber numa tela quadrada, com evidentes perdas resultantes da perda do tamanho de imagem.

A taxa de compressão que os editores de DVDs de baixo custo usam é altíssima, resultando em imagens cheias de chuvisco. Um exemplo digno de citar é o DVD do filme Koyaanisqatsi de Godfrey Reggio – uma verdadeira viagem através das imagens. Um filme que é pura imagem foi lançado no Brasil pela Revista do DVD no formato extirpado de 4:3. Não só isto, suas cores tendem para o marrom e apresenta granulações inaceitáveis na imagem. Tentei usá-lo no projetor em tela de 100” e a exibição foi desastrosa. O áudio é inferior à qualidade de CD de largura de banda de 41khz, nem chegando perto da resolução de DVD que é de 48khz de banda. Não destoante da péssima qualidade do resto, a mídia não deve escapar do horror geral desta blasfêmia: a distribuição de um filme genial, cujo enredo se baseia exclusivamente em imagens e sons, através de um produto de qualidade igual ou inferior a qualquer DVD pirata.

Resolvi assistir o mesmo DVD disponibilizado no emule e tudo mudou de figura: formato original de cinema, som de altíssima qualidade em padrão DVD, cores precisas, foco excelente, e ausência de granulação por demasiada compressão de MPEG.

Moral da história: não adianta combater a pirataria com produtos de qualidade inferior a ela, é preciso competir em termos de preços e na redução do produto de entretenimento ao nível do lixo vendido nas bancas dos camelôs.

Porém, tenho outros títulos de R$ 9,90 que, apesar dos problemas expostos, não dependem tanto da qualidade como o filme Koyanisqaatsi. Então o comprador ao adquiri-los deve fazê-lo sabendo que mágica de preços não existe e quase sempre preço e qualidade são grandezas diretamente proporcionais.

DVD, pirataria, compressão, MPEG, qualidade, projetor, formato 16:9, formato 4:3

Um comentário:

  1. De vez em quando compro DVDs de filmes por R$6,90 numa ótima loja do Paraná que vende pela internet. É bem conhecida.

    As vantagens oferecidas pela loja:
    -preço baixo. Nunca paguei nem vou pagar mais de R$20 num filme.

    -ótima qualidade de imagem e som. E fica perfeitamente 'enquadrada' na minha TV 4:3. É muito chato ver filmes com aquelas barras pretas.

    -o vendedor(ou vendedores, pois não sei nem quem responde meus emails) é atencioso e entrega mesmo. Não enrola.

    Então, acho que esse post é meio precipitado.
    "Se for barato, não compre". Não é bem assim.

    Quando vejo que o preço do DVD passa dos R$20,00, procuro nos sites de torrent e geralmente encontro. Felizmente ainda existe gente estrangeira e bondosa que compartilha seus filmes sem ganhar nada em troca.
    E por que "estrangeira"? Pois brasileiros só mandam lixo pra internet(vídeos em péssima qualidade). Praticamente todos os filmes enviados por brasileiros são em RMVB.

    ResponderExcluir