Pesquisar

13 de ago de 2008

Fatos e efeitos colaterais dos adoçantes.

Você, consumidor de adoçantes e produtos dietéticos, já parou para ler os rótulos? Ou você é daqueles que confia cegamente na indústria e no governo? Já é tempo das pessoas saberem o que o que se esconde por trás da associação entre alimentos com “açúcar zero” e saúde.

Açúcar branco refinado.
O seu consumo generalizado pela sociedade moderna é apontado como causador epidêmico de obesidade e diabetes. Os seus efeitos devastadores para a saúde são consenso entre a comunidade científica. É altamente calórico.

Açúcar mascavo.
É o açúcar de cana “in natura” que não sofreu o processo de branqueamento. Não fosse o seu principal defeito de modificar a cor e sabor dos alimentos, poderia ser usado largamente pela indústria. Sua principal qualidade é que ele preserva os aminoácidos da cana, que permitem ao organismo uma digestão mais lenta, agregando valor nutritivo. Tem menor capacidade calórica do que o açúcar branco, por ter mais água e fibras.

Mel.
Apesar do seu potencial adoçante, introduz forte gosto, cor e cheiro nos alimentos. Mesmo sendo um produto natural, deve ser usado com parcimônia pelas pessoas que tem número elevado de triglicerídeos. Por ser altamente calórico, seu consumo sofre restrições para diabéticos e obesos.

Frutose.
É o açúcar das frutas isolado e produzido industrialmente. Alguns produtos dietéticos o utilizam, mas tem custo alto e se for consumido em demasia, produz os mesmos efeitos indesejáveis do açúcar comum. Sofre as mesmas restrições das frutas em dietas hipocalóricas.

Stevia.
É produzido a partir da planta de mesmo nome, portanto é totalmente natural. Por ser hipocalórico, seria a melhor recomendação para a substituição do açúcar em dietas restritivas, porém, não é totalmente isento de gosto, o que torna difícil o seu consenso entre os consumidores de produtos dietéticos.

Sorbitol.
Vários produtos industrializados, tais como as barras de proteína, são adoçadas com sorbitol. Não são conhecidos efeitos tóxicos desta substância, a não ser alguns relatos de dificuldades de digestão. É hipocalórico e seus efeitos colaterais são: dores abdominais, produção de gases, e em casos de consumo excessivo, diarréia severa.

Aspartame.
É o mais controverso entre os adoçantes artificiais reconhecidos como não cancerígenos. Já há pesquisas científicas apontando o aspartame como:

- potencializador de enxaquecas,

- produtor de efeitos neurológicos importantes causados pelo metanol, um subproduto gerado na sua rota metabólica dentro do organismo;

- a toxidade resultante da degradação do metanol no organismo pode levá-lo a imitar sintomas da esclerose múltipla, uma gravíssima doença neurológico degenerativa.

Neotame.
É uma variação molecular do Aspartame criado pela NutraSweet, portanto incorre nos mesmos riscos.

Sacarina.
É o mais antigo dos adoçantes artificiais. O seu efeito cancerígeno está cientificamente comprovado, tanto que o seu uso foi abolido em diversos países.

Ciclamato.
Este também segue na mesma linha da sacarina, seus efeitos cancerígenos foram comprovados, assim como a sua influência sobre o sistema reprodutivo dos homens, com atrofia testicular e efeitos danosos sobre a vesícula seminal.

Acesulfame-K.
Este adoçante é normalmente usado na composição das fórmulas dos adoçantes comerciais, por produzir gosto amargo após a ingestão. Não pode ser ingerido por pessoas que tem intolerância ao potássio na alimentação.

Sucralose.
Quando foi lançado sob o nome comercial de Splenda, o Sucralose veio com a promessa de ser o adoçante não calórico mais natural de todos. Porém, segundo algumas pesquisas científicas, o Sucralose produz atrofia da glândula timo, que é uma importante arma do sistema imunológico do organismo. Outros efeitos também foram registrados, distúrbios gastrointestinais, ganho de peso, diminuição da contagem de hemácias (células vermelhas do sangue), terríveis reações alérgicas epidérmicas, etc.

Links relacionados:
Açúcar branco http://blogpaedia.blogspot.com/2008/07/o-que-sugar-blues.html
http://en.wikipedia.org/wiki/Sugar
Açúcar mascavo http://en.wikipedia.org/wiki/Brown_sugar
Mel http://en.wikipedia.org/wiki/Honey
Frutose http://en.wikipedia.org/wiki/Fructose
Stevia http://www.laleva.cc/pt/alimentos/stevia_aspartame.html
Sorbitol http://en.wikipedia.org/wiki/Sorbitol
Aspartame http://blogpaedia.blogspot.com/2008/05/por-que-os-mdicos-prescrevem-aspartame.html
http://en.wikipedia.org/wiki/Aspartame_controversy

Neotame http://en.wikipedia.org/wiki/Neotame
Sacarina http://en.wikipedia.org/wiki/Saccharin
http://www.bellaonline.com/articles/art15448.asp

Ciclamato http://en.wikipedia.org/wiki/Cyclamate
Acesulfame-K http://en.wikipedia.org/wiki/Acesulfame_potassium
Sucralose http://en.wikipedia.org/wiki/Sucralose

Um comentário:

  1. joao batista da silva abreu10/07/2009 02:30

    Sobre a GLANDULA TIMO, no livro da Biblioteca Rasacruz "Las glandulas, nuestros guardianes invisibles" fala que anomalia desta glândula, acarreta personalidade HOMOSSEXUAL, e dados recentes indicam a existência de mais de 17 milhões neste caso, necessario se faz pesquisa aprofundada sobre a glandula e a sua importancia no tema.

    ResponderExcluir