Pesquisar

17 de ago de 2008

Por que o Firefox é mais seguro do que o Iexplorer?

Assim como a Internet evolui cada vez mais para o conceito de web 2.0, ou seja, aplicativos totalmente baseados na Web, os criminosos virtuais também estão migrando intensamente para o paradigma do “web-based”.

Neste novo cenário, a segurança do browser se torna uma ferramenta crucial para evitar os golpes de phishing e até a contaminação em sites idôneos, mas comprometidos.

Pensando nisto, resolvi fazer uma pequena comparação entre os browsers Iexplorer da Microsoft e o Firefox da Mozilla, em suas últimas versões. O foco do teste foi uma variação do SPAM “CNN Alerts: My Custom Alert”, que agora se transformou “msnbc.com - BREAKING NEWS”.

Ao digitar o endereço “envenenado” http://casinob.net/msnonline.html, o comportamento do sistema anti-phishing do Fire Fox foi simplesmente perfeito. O spam msbc.com – Breaking News direciona para uma página falsa do famoso site de notícias MSBC, que estimula o usuário a instalar uma atualização do Flash Player do computador. O Firefox escurece a tela do falso site, acusa o golpe e apresenta ao usuário a opção “Me tire daqui!”.

Para confirmar a reputação do Iexplorer como o brower mais inseguro do mundo, digitei o mesmo endereço, e o seu sistema anti-phishing nem se coçou, levou direto para o Box de download do Video ActiveX, que na realidade é um programa malicioso (trojan) que vai infectar o computador do usuário.


Links relacionados:
Aprenda a identificar um phishing e não caia mais neste golpe.
Detalhes da proteção anti-phishing do Firefox.

2 comentários:

  1. E é por isso que não recomendamos o IExplorer. Isso, e também porque nunca vi um navegador que bagunça tanto um layout quanto o IE...

    Enfim, isso é perigoso. Principalmente porque ele vem nativo com a instalação do Windows, logo o usuário às vezes o usa porque já está lá, e esse tipo de usuário costuma ser muito predisposto a ser infectado.

    ResponderExcluir
  2. Esse seu post é excelente.

    Uma pena que quando procuramos informações no google que tentem convencer os usuários leigos a abandonar esse perigo que é o Internet Explorer, não encontramos quase nada.

    Acho que pelo menos metade das páginas é criada por leigos.

    Escreveu: um usuário satisfeito com o Opera.

    ResponderExcluir