Pesquisar

1 de out de 2008

Top 10 dos maiores elefantes brancos.

Elefante branco significa uma grande obra arquitetônica que jamais foi concluída, ou foi abandonada, quer seja pela incúria pública, quer pela incompetência privada.

1- Hotel Ryugyong em Pyongyand, Coréia do Norte.
Por falar em incúria pública, o edifício do ex-futura Hotel Ryugyong é o com certeza o maior elefante banco do mundo, capaz de encabeçar qualquer top 10. Sua construção de 330 metros e 105 andares em forma de pirâmide foi abandonada em 1992 porque os norte-coreanos se deram conta que tinham dado um passo maior do que suas pernas. Alem disto, corre à boca pequena que o material usado na sua estrutura foi de péssima qualidade. As estimativas do valor final do Elefante é de 2 bilhões de dólares, 10% do PIB da Coréia do Norte. Provavelmente, com a recente e crescente crise financeira mundial, a Coréia jamais vai achar sócios suficientemente endinheirados para concluir a obra e muito menos hóspedes para pagá-la.

2- Hotel Nacional no Rio de Janeiro, Brasil.
O famoso projeto de Oscar Niemayer, com jardins suspensos desenhados pelo maior paisagista brasileiro Burle Max, foi inaugurado em 1972 e fechou suas portas em 1992, para nunca mais reabrir. Continua sendo alvo de pendengas judiciais, que provavelmente vão se arrastar até o dia em que precisará ser implodido, uma vez que ele já foi tombado como patrimônio histórico. Patrimônio de quem? De ratos e baratas.

3- Torre da Telecom em Yekaterinburg, Rússia.
Era para ter sido uma gigantesca antena de comunicações de 400 metros, mas chegou aos 220 e estancou, barrada pela crise econômica dos anos 90. Hoje ela é uma coluna extremamente alta e delgada, um monumento patético a imbecilidade humana.

4- Broderick Tower em Detroit, Estados Unidos.

Detroit provavelmente a cidade do mundo detém o recorde de maior número de edifícios abandonados. A crise da indústria automobilística causou ao longo do tempo o abandono da cidade por parte de moradores e empresas. Uma piada sobre a situação reza que naquela cidade é mais barato comprar uma casa do que um carro, talvez haja alguma verdade nisto, como em toda a piada.

O êxodo tem afetado tanto a bairros inteiros de operários, quanto a edifícios de escritórios (geralmente antigos), no centro da cidade. O maior deles é a Torre Broderick, construída no ano de 1926, com 145 metros de altura e 38 andares.

5- Elevada Minhocão em São Paulo, Brasil.
Uma obra inacabada que se arrasta desde o tempo da ditadura militar, por enquanto é um viaduto que liga o nada a coisa alguma, apesar de ter alguns milhões de dinheiro público.
Mais um exemplo do modelo burro da opção rodoviária. Há décadas os gestores públicos tentam combater os congestionamentos com novas estradas, até chegar ao paroxismo de uma delas ser quase inteiramente “flutuante”, como se fosse uma reedição dos jardins suspensos da Babilônia, versão tropicalizada.
Pelo menos neste elefante branco brasileiro, os pedestres podem caminhar.

6- Wiezowiec Naczelna Organizacja Techniczna em Cracóvia, Polônia.
O nome complicado de Wiezowiec Naczelna Organizacja Techniczna é o nome de elefante branco no coração de Cracóvia, que permaneceu inacabado devido aos golpes econômicos deflagrados com a queda do comunismo. Em 1981 os trabalhos de construção cessaram, deixando uma estrutura inacabada de 91 metros e 24 andares. O fantasmagórico espectro pairando no centro da cidade valeu-lhe o nome de Szkieletor (o esqueleto) entre os vizinhos que o têm às vistas todos os dias.

Ao longo dos anos apareceram interessados em continuar a obra, porém a sua complicada situação legal e a deterioração do material, os fizeram desistir dos intentos. Atualmente este é o edifício mais alto da cidade.

7- Edifício Francis Square em Manila, Filipinas. Link 1, Link 2.
Com a crise financeira da Ásia de 1997, este edifício monstruoso remanesceu no centro de Manila, a capital das Filipinas. Como qualquer elefante branco que se preze, este também tem a promessa das autoridades de continuar o projeto no futuro, talvez no dia de São Nunca.

8- "Blue Tooth" em Moscou.
A Rússia é o país campeão mundial de elefantes brancos. Em parte devido à herança Soviética, quando os prédios eram construídos com areia e cal e em parte devido ao desmonte do comunismo, quando a economia encolheu, escasseou o dinheiro farto destinado
ao orgulho faraônico.

9- Ponte estaiada.
Esta obra não está inacabada e nem abandonada, mesmo assim está na categoria de elefantes brancos. Por que? Simplesmente porque é inútil e extemporânea com seus 233 milhões de reais destinados exclusivamente aos automóveis.

A ponte, que já é considerada o cartão postal da cidade de São Paulo, é um monumento arquitetônico moderno de 138 metros de altura erigido à burrice do modelo viário exclusivamente rodoviário, calcado no transporte individual. Segundo o Jornalista José Luiz Datena, tal ponte “serve para ligar um congestionamento ao outro”. Surpreendentemente, quando há grandes congestionamentos em São Paulo, o Datena pede para o Comandante Hamilton do Helicóptero, “filma a ponte”, “filma a ponte” e invariavelmente ela está vazia, solenemente comprovando a leniência dos políticos.

Nota: os políticos são tão infames em suas políticas privilegiadora do transporte individual, que proibiram o tráfego de bicicletas e pedestres na ponte. Eles poderiam ter posto uma placa que enscancarasse a própria estupidez: “Proibido Seres Humanos sem carros”.

10- Torre Pireu no porto de Atenas, Grécia.
Foi inicialmente construída pelas autoridades portuárias de Atenas para abrigar um centro de negócios similar ao World Trade Center de Nova York. Até agora, apenas os dois primeiros andares formam terminados e ocupados por lojas de artigos eletrônicos e uma escola. É a segunda construção mais alta do centro de Atenas.

As causas do abandono da construção foram atribuídas a erros de projeto e cálculo, que tornaram o edifício “estruturalmente instável”. Diante das suspeitas, há risco de um súbito e espetacular desabamento, com resultados desastrosos para os ocupantes dos andares térreos e aos moradores do entorno da área mais central do Porto Pireu.

Fonte:
Rascacielos abandonados.

28 comentários:

  1. Eu daria a posição de número 1 para "a Ponte". Sinceramente, o pior elefante branco é aquele que insiste em continuar ativo, só para acentuar sua inutilidade geral.

    (Quer dizer... pedestres, vá lá, mas proibir ciclistas? O que esse povo tem na cabeça, guano de fada?!)

    ResponderExcluir
  2. Impressionante!

    Excelente post!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Tem uma disco voador no ultimo o que era aquilo

    ResponderExcluir
  4. Caralho, a ponte foi 233 mi... é uma merda mesmo, apenas mais uma obra extremamente superfaturada q não traz beneficio algum.

    ResponderExcluir
  5. hahaha...Ô Flavinha, devem ser uns aliens observando a estupides dos
    terráqueos. Eu juro que é um disco
    mesmo ! (mas é um modelo antigo, rsrs)

    ResponderExcluir
  6. *oops, corrigindo: estupidez, caramba ! sorry

    ResponderExcluir
  7. Não entendi o comentário sobre o "minhocão".
    É útil sim pra são paulo, quem sai da 23 de maio e tem de ir até a barra-funda é uma "mão na roda".

    ResponderExcluir
  8. Quanto ao minhocão acredito que a opinião do autor está equivocada. É feio? É! Desvalorizou os prédios vizinhos? Sim! Mesmo assim, para o trânsito tem utilidade pois corta a região central que tem diversos semáforos, ônibus e pedestres. Se não fosse o minhocão primeiramente a região imediatamente vizinha viraria um caos, e segundo, trânsito nas marginais e vias maiores ficaria muito pior. Ele é inteligente porque corta a cidade ao meio e, ao invés de fazermos "a volta" por fora do centro, podemos atravessar a cidade.

    A ponte estaiada faz parte de um projeto maior de utilização da Roberto Marinho como alternativa a Bandeirantes, acotece que a Roberto Marinho só vai virar uma opção real quando for terminada, ou seja, quando chegar, pelo menos, até a Rodovia dos Imigrantes. Os candidatos a prefeito de SP estão falando dessa obra, e eu concluo também que com o Rodoanel terminado e a Roberto Marinho chegando ate a Imigrantes, a ponte vai sim ter uma grande utilidade.


    Quanto ao modelo rodoviário ser burro e etc... Concordo! nos anos 50 outras diretrizes deveriam, ter sido tomadas, infelizmente não é assim, e metro, trem e linhas de ônibus integradas não são nem faceis nem rapidas de serem feitas, por isso, para quem vive em são paulo, obras viárias são sim de muita importância como um paliativo, ao menos...

    ResponderExcluir
  9. Até que enfim um comentário inteligente!!!

    ResponderExcluir
  10. O Disco Voador na Torre do Pireu:
    Postei a foto justamente porque me intriguei. Existem explicações para céticos e crentes.
    Para os céticos: há lojas de eletrônicos no térreo, então seria um propaganda.
    Para os crentes: é realmente um OVNI pairando no edifício.
    Ainda não escolhi a minha explicação...

    ResponderExcluir
  11. Minhocão e ponte estaiada.
    Estamos construindo estradas, viadutos, duplicando, triplicando e quadriplicando rodovias nos últimos 50 anos e até hoje o caos urbano só aumenta.
    As linhas de metrô de São Paulo já deveriam ter mais de 1000 km, só tem 60km.
    O minhocão é uma obra inacabada,obra que foi mudada de nome várias vezes em tentativas dos prefeitos incompetentes de tirar o troço da lembrança das pessoas.
    O anel viário, a ponte estaiada, o minhocão e toda e qualquer solução rodoviária está fadada ao fracasso. É um modelo burro e corrupto, bastante conveniente aos políticos brasileiros capazes de mandar 30 bilhões de dólares para o exterior no escândalo Banespa.
    Nós eleitores deveríamos estar exigindo dos governantes a possibilidade de termos à disposição transporte público silencioso, confortável e limpo. Para que não passemos o resto da vida dependendo de minhocões e pontes estaiadas e outros elefantes brancos que os políticos inventem para marcar as suas administrações desastrosas.
    E olha que não falei do anel rodoviário de SP, que nem foi concluído, já está esclerosado.

    ResponderExcluir
  12. Caramba vc é uma pessoa culta mesmo para assistir o programa do DATENA.

    A imbecilidade esta tb nos telespectadores de figuras ridiculas que dao audiencia a este tipo de pessoa!!!!

    ResponderExcluir
  13. Não galera...o disco voador faz parte da propaganda.
    Reparem no slogan: "I [love] amazing pictures". Com certeza tanto o disco qto sua sombra estão na verdade colados na parede do prédio, mas de uma forma a criar este efeito 3D. Eu acho neh! Vai saber....

    ResponderExcluir
  14. Vamos admitir que o Datena é um calhorda, mas algumas coisas dele têm algum sentido:
    1)Visão sobre a inutilidade da ponte estaiada, quando se poderia ter construído ciclovias, implantado bondes, corredores exclusivos de transporte público, etc;
    2)Campanha contra a pedofilia.
    Sobre o Estilingão, muitas vozes se levantam contra aquilo, veja isto "Ponte estaiada - um monumento à sociedade do automóvel"
    http://www.midiaindependente.org/pt/blue/2008/04/418532.shtml

    ResponderExcluir
  15. Hei!

    Não sei da ponte estaiada... não está no meu percurso.

    Mas o MINHOCÃO é muito útil para mim, porra! E eu não devo ser o único! E os carros usam sim, porra!

    []s,
    Caio.

    ResponderExcluir
  16. kkkkkkkkkkk... soh rir mesmo da imbecilidade e vontade de poder humano... bom... quanto aa Ponte Estairada aih devo dizer que a imbecilidade politica e a fome pelo poder, ultrapassaram os limites quando se pensa em deslocamento humano... nao interessa se a peh, bicicleta ou automovel... o lance eh conseguir chegar ao ponto mais proximo ou onde se queira ir de uma maneira mais, vamos assim dizer, mais rapida e/ou facil.... moro em Londres onde o transporte publico tem PRIORIDADE sobre qlq outro transporte... bus lane (corredores onde soh passam onibus, taxis e ciclistas - muito bom pra chegar em casa mais rapido em horario de pico) e ciclovias por toda aa cidade onde os motoristas teem que respeitar senao levam ferro mesmo... aqui tudo eh designado ao pedestre, ciclista e onibus.... sao prioridades... uma burrice sem limites fazer uma ponte onde nem ciclista e nem pedestres podem cruza-la... NOSSO BRASIL.... nossos politicos.... e logico DINHEIRO...

    abracos

    naldeiradoiodeira
    london-uk

    ResponderExcluir
  17. Da pra ver que nosso amigo não entende porra alguma de planejamento urbano arquitetura e urbanismo, realmente informações da internet sobre temas complexos com certeza são mais complexos ainda. Comentário sobre o minhocão foi infeliz. O Minhocão é tão importante para São Paulo que o projeto de intervenção que fora escolhido no ultimo concurso foi dos arquitetos José Alves e Juliana Corradini. Onde eles mantém o elevado criando galerias laterias e prevendo um jardim por cima usando uma estrutura metalica independente .

    http://www.vitruvius.com.br/institucional/inst142/inst142_01.asp

    Está ai o link pra quem estiver afim de ver.

    ResponderExcluir
  18. Valiosas informações do Bruno!
    Com um detalhe: estive um mês na Europa e sabem quantos ônibus precisei tomar? Nenhum. Vali-me só de transporte público na Alemanha, Áustria e Holanda usando confortáveis bondes elétricos, metrô e trens.
    Infelizmente não vi nas informações do "novo minhocão" nenhuma referência a transporte ferroviário de superfície.
    Então, continuo pensando que projetos 100% rodoviários são burros, corruptos e anacrônicos. Quando o Brasil vai se acordar para o transporte multi-modal? Só quando a grana preta gasta na corrupção puder ser "desviada" para obras pesadas em infra-estrutura. Não vi este tipo de debate nas campanhas eleitorais porque os políticos continuam a ter a visão de curtíssimo prazo dos seus próprios narizes. Para fazer investimentos pesados em infra-estrutura é preciso pensar com 20 anos de antecedência, enquanto isto, os políticos pensam apenas na sua próxima eleição.
    Nota adicional: porque será que o Lula quando esteve na Espanha não se deixou fotografar pegando trem urbano? Logo ele, um aparecido de marca maior? Porque ele tem consciência que ia pagar mico no Brasil por não estar investindo dinheiro pesado em metrôs e ferrovias.
    Se o Lula tem vergonha do marasmo das políticas públicas na área de transporte público, o que resta para nós? Termos certeza de que vamos ter que contar nos próximos anos com os nossos egoístas, poluidores e ineficientes meios de trasporte individual, enquanto os políticos manda 30 bilhões de dólares do escândalo Banestado para suas contas em paraísos fiscais.

    ResponderExcluir
  19. soh para deixar claro
    construçao da ponte estaiada -230mi
    custo medio da construcao de 1km de metro -130 a 250mi

    entao nao me venham dizer que construindo a ponte estaiada esta sendo ignorado os transportes publicos e bla bla bla Ate pq o custo dessa obra nao representa nem 6% do custo da linha 4 do metro por exemplo... quando forem fazer uma critica sobre algo,o minimo que podemos esperar eh que se apure alguns fatos...

    Ate concordo que a ponte estaiada nao eh mto util para a maioria... porem no minimo ela serve como uma atracao turistica e ponto a ser visitido para a cidade de Sao Paulo, tao carente de atracoes turisticas e belas construcoes.... Recentemente recebi uns parentes de goias que fizeram questao de querer conhecer a ponte estaiada... O Cristo Redentor eh um elefante Branco tb?

    ResponderExcluir
  20. Não. O Cristo Redentor não é um elefante branco porque nunca, durante o sua idealização e realização,se propôs a agilizar o fluxo de trânsito no Rio de Janeiro.

    PS: Nem sou carioca e muito menos uma fã nº1 deles!!

    ResponderExcluir
  21. P/as pessimas criticas.Se não temos falam se temos falam,então fação algun projeto por menor que seja p/que vc mesmo possam criticar.

    ResponderExcluir
  22. eh dificil no mundo individualista fazer alguem querer pegar um transporte publico,entao podem fazer dez mil pontes,elevados e viadutos que teremos congestionamentos do mesmo jeito,senao hoje amanha.salve as ciclovias tambem sao validas.enquanto nao se consegue isso tomem congestionamento.

    ResponderExcluir
  23. Mais importante que tudo isso que foi dito é que todos esses milhões construir varias escolas, finaciar bolsas de mestrado e doutorado, construir um bom hospital e por ai vai... Será que é esse o destino que queremos do nosso dinheiro? Deveriamos brigar pela participação maior no destino do dinheiro público. As eleições no brasil deveriam ser tb para decidir as prioridades do dinheiro, não apenas o candidato.

    ResponderExcluir
  24. Alguns votam porque são obrigados, outros porque se venderam e votos de qualidade praticamente sumiram do mercado das eleições, por isso os políticos agradecem.

    ResponderExcluir
  25. Querem acabar com o trânsito de Sampa ou de qualquer cidade do mundo? É simples... Deixem os carros em casa e comecem a andar de transporte público, táxi, à pé ou de bicicleta. Sem carros nas ruas não há necessidade de apliação da malha viária e assim os resursos serão destinados a outros meios de transportes.

    Será que o Datena usa ônibus ou metro? Ou vai trabalhar de carro com mais 1, 2 ou 3 com seguranças gerando um pouquinho mais de transito.

    ResponderExcluir
  26. Aos paulistanos amantes do Elefante Branco chamado Minhocão, uma pesarosa notícia: Prefeito Kassab pretende derrubar a monstruosidade http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,kassab-anuncia-plano-de-demolicao-do-minhocao,547931,0.htm
    Isto significa que este Blog foi visionário em condenar uma obra que teve o condão de desvalorizar a estrutura imobiliária do seu entorno.

    ResponderExcluir
  27. É incrível como o ser humano já evoluiu tanto e ao mesmo tempo parece que ainda estsamos na idade da pedra, como já dizia o saudoso Raul Seixas " Somos profetas e vítimas do próprio mecanismo que criamos.

    ResponderExcluir
  28. COMNISTA AUTORITÁRIO FILHO DA PUTA!!!

    ResponderExcluir