Pesquisar

1 de mar de 2009

Como não transformar o Twitter em guerrilha de anti-propaganda?

Produzimos conteúdo na Internet para quê? Acredito que postamos nossos textos, fotografias, podcasts e vídeos para que a nossa obra tenha a maior visibilidade possível.

Porém, os blogueiros cometem erros fatais no caminho da conquista da visibilidade, quer seja mal usando as mídias disponíveis, quer seja se deixando levar pela timidez.
Como não transformar o Twitter em guerrilha de anti-propaganda

A maioria dos blogueiros com baixa visibilidade no mainstream são Posers de “a minha obra tem que se impor por si mesma”. Por algum tempo também fui um Poser misantrópico até que tive que entrar em cena e me expor. Isto é um golpe baixo no orgulho, eu sei, mas temos que sair à luta pedinchando atenção para expor o nosso trabalho a tutti quanti.
Como não transformar o Twitter em guerrilha de anti-propaganda Poser
O Poser mor global Gene Simmons, baixista do Kiss.

As redes sociais foram feitas sob medida para os blogueiros, que se usadas inteligentemente, podem produzir a tão buscada visibilidade. Porém, os blogueiros têm são mais propensos a se entregar a sua compulsiva vocação de execução de táticas anti-propaganda, do que se dedicar com afinco ao minucioso trabalho de abertura de oportunidades de visibilidade.

O Twitter é terra de Mimimis, Posers, Egotripers, exibidos de todas as naturezas que eventualmente querem séquitos de Seguidores (Followers). Quando comecei a tuitar, me desesperava com as abobrinhas, tititis e explosões de plumas e paetês. Animado com este espírito, disparava implacavelmente a metralhadora giratória dos Unfollows e Blocks.

Este tipo comum de erro pode ser antagonizado pelo exemplo de sucesso no Twitter dado pelo escritor Paulo Coelho: para um total de 9.113 que perfis que o seguem, ele segue 7.765. Ora, um famosão como o P. Coelho nem precisaria seguir ninguém, que mesmo assim um povo o seguiria. É um exemplo de humildade a ser seguido.

Dentre as guerrilhas de anti-proganda que os blogueiros disparam como tiros contra a própria testa, eis as mais matadoras:

- Bloqueio dos Updates.
Quem tem um blog e bloqueia seus Updates só pode ser alguém que não que "não teve tempo" para entender o conceito inovador representado pelo Twitter.

- Excessivo uso de Unfollows.
Se você é do tipo esquentadinho que se irrita com as abobrinhas publicadas pelos seus Seguidores e dispara Unfollows a torto e à direito, saiba que alguns destes usuários vão deixar de segui-lo também e futuramente não vai ser fácil reconquistá-los.
Para você se achar na confusão das tuitadas de muitos Seguidos (Following), sugiro que instale o cliente TweetDeck e faça grupos de Seguidos. Assim você poderá acompanhar os seus Seguidos.

- Não angariamento de novos Seguidores.
Quem quer visibilidade deve constantemente dirigindo esforços para angariar novos simpatizantes. Para tanto, é uma boa prática examinar os perfis dos seus Seguidores e Seguidos (Following) para aumentar o seu número daqueles que você está disposto a seguir. Eu tenho centrado esforços em usuários que têm com poucos Seguidos, pois assim tenho mais chance deles me seguirem. Caso o blogueiro siga preferencialmente os grandes tuiteiros, estes dificilmente vão segui-lo e muito menos provavelmente vão ler seus Updates.

Regra de ouro para conquistar novos Seguidores: se você acha que o valor da sua produção vai atrair por si mesmo chusmas de admiradores, vá tirando o seu cavalo da chuva. A saliência se conquista indo atrás das pessoas, seguindo-as e se preocupando com elas. Por que não seria certo afirma que uma determinada dose homeopática de bajulação não funciona?

- Não seguir os Seguidores.
Você TEM que necessariamente seguir os seus Seguidores. Esta é uma regra de ouro que se for quebrada vai te deixar o resto da vida falando com as paredes.
Vou ilustrar isto com um caso clássico: no início da minha tuitagem em dezembro/2008, resolvi seguir um cara muito bacana. Dentro de pouco tempo, este cara bacana passou a me seguir também. Passado um mês, esta pessoa deixou de me seguir (logicamente deixou de ser bacana) e consequentemente dei um Unfollow nele em retribuição.

Vamos ao perfil dele: seus updates mais antigos datam de maço de 2008. Ele tem atualmente 62 Seguidores e segue somente 17. Destes 17, o camarada não se dá ao luxo de seguir seus próprios Seguidores, já que ele prefere seguir algumas figuras carimbadas da Tuitosfera. Minha nota para o desinfeliz? Zero! O cara encarna a legítima antítese do Paulo Coelho, é o típico exemplo do blogueiro que luta contra a obviedade ululante. Como prêmio, ele vai ficar o resto da vida envolvido pelas nuvens da invisibilidade. (Não vou dar o perfil aqui porque causar Flame não uma da melhores táticas para conseguir simpatizantes.)

Aviso aos meus Seguidores: fico extremamente magoado quando alguém me dá Unfollow. Quando faço as minhas faxinas de Seguidos que não me seguem, dou Unfollow nele. Alguns deles voltam a me seguir e retorno a segui-las no cumprimento do meu lema, mas confesso a vocês que fica uma mágoa no coração que só o tempo pode curar. Imagine o estrago que você está fazendo no âmago daqueles que você descarta descaradamente?!

- Iniciar flames.
Causa flame significa provocar polêmicas corrosivas que se arrastam com xingamentos e vitupérios. Você não vai progredir no Twitter e em rede social alguma praticando a política agressiva dos Trolls (débeis mentais cibernéticos que se dedicam a destruir a obra alheia).

- Não fazer Updates frequentes.
Não faça do seu perfil um túmulo. Se você quer ingressar no Twitter para realizar a sua Egotrip rumo à visibilidade e raramente se pronunciar através de Updates interessantes e contributivos, vai perder tempo miseravelmente transformando esta preciosa ferramenta numa coisa pior do que o Orkut. Saiba que vai ter que perder algum tempo no Mimimi de cada dia.

- Não estabelecer metas de crescimento do número de Seguidores.
Você tem atualmente 10 Seguidores, ótimo! Estabeleça a meta de chegar a 50, depois 100, 500, 1.000 e assim por diante. Tenha sempre em mente que os seus Twitts alcançam instantaneamente um determinado público, sem precisar da mediação de buscadores e diggs. Não que você poderá prescindir dele, mas terá sempre à mão um meio de capilarização da sua produção que lhe trarão uns vinténs preciosos. Além do mais, a sua obra passará a ser lida por alguns poderosos formadores de opinião.

- Não se preocupar com a felicidade dos Seguidores.
Necessariamente você tem que se preocupar com seus Seguidores não sendo chato e nem se convertendo em spammer. Venda o seu peixe misturado com outras coisinhas picantes. Componha pratos saborosos que façam os seus Seguidores continuar achando que vale a pena lhe seguir. Para tanto, contribua com pensamentos legais, links de imagens, frases lapidares sobre acontecimentos atuais, links interessantes e outras coisas contributivas que façam com que os seus Seguidores achem que você é um bom camarada.

Conclusões.
Em pouco mais de dois meses de uso intensivo do Twitter, se cumpriu para mim aquilo que o @problogger vaticinara num artigo no seu Blog: o Twitter foi disputa a 5ª e 6ª posições das fontes de maior tráfego para o meu blog.

Glossário.
Seguidor (Follower): são as pessoas que seguem um determinado perfil.

Seguido (Following): são as pessoas que você segue. Quanto mais gente você seguir, mais possibilidade terá de auferir maior número de Seguidores.

Unfollow: quando você não quer mais seguir alguém dá um “Unfollow” no perfil da pessoa, ou seja, deixa de segui-lo. Isto não quer dizer que ele deixará automaticamente de te seguir, ele vai continuar aparecendo na sua lista de Seguidores (Followers). A única maneira de eliminá-lo desta lista é usando o perigoso recurso do Block.

Block: quando um usuário não quer que outro usuário o siga. Isto em hipótese alguma deve ser usado de maneira leviana, a menos que você tenha certeza que aquele perfil bloqueado pertence a um criminoso cibernético: spammer, pedófilo, nazista, racista, terrorista, site de negócio multi-nível etc.

Jamais USE o Block indiscriminadamente porque o Twitter é uma rede social e pública. Se você quiser selecionar os seus Seguidores, terá que necessariamente acionar o Bloqueio de Updates. Ao bloquear perfis injustificadamente, você os estará prejudicando e poderá receber de brinde a suspensão da sua conta, já que quando um usuário recebe um certo número de bloqueios a sua conta é deletada.

Updates: são os microposts(twitts) escritos pelo usuário.

Bloqueio de Updates:
seus microposts só serão lidos por quem você permitir, através de solicitação formal que o Twitter vai lhe enviar por email a cada vez que um perfil solicitar.

Definição de Mimimi
Novo Mundo.
This blog is a movie.

Definição de Poser na Deciclopédia.

Definição de Egotrip. Crônicas Típicas.

Links de relacionados:
Guia de uso do Twitter para usuários iniciantes, no Dicas Blogger.

Entenda o conceito desta mídia e aplique os 10 mandamentos de uso do Twitter, no Blogpaedia.

Crédito da foto do Twitter.
Envorvidinhos da Web.

2 comentários:

  1. Até agora a sua matéria foi a melhor coisa que li sobre twitter. Sou instrutor de auto escola e estou procurando maneiras de levantar o meu blog http://www.euquerodirigir.com, com o twitter é claro. Tenho pesquisado sobre auto escola no twitter e procuro seguir todas as pessoas que acho. Assim tenho na maioria de seguidos pessoas do meu nicho. Aos poucos elas retribuem me seguindo. Procuro dar dicas e postar matérias diárias do meu blog. Tô trabalhando muito e sei que vou chegar lá. Parabéns pelo seu post. Vou continuar lendo suas matérias. Dê uma olhada no meu blog

    Instrutor Fabiano. http://www.twitter.com/instrutorOnline

    ResponderExcluir
  2. Fabiano, muito interessante o seu blog, ainda mais porque é voltado para um nicho específico de mercado. Tem grandes chances de obter sucesso com os buscadores, por estes valorizarem o desenvolvimento de temas específicos. Obrigado pela visita e elogios.

    ResponderExcluir