Pesquisar

25 de mai de 2008

Gostos e desgostos do gordo?


A obesidade é uma epidemia alastrante típica do mundo civilizado. Uma vez contraída a doença, percebe-se que além de ser doença é uma síndrome. Isto porque os seus portadores têm um padrão de comportamento homogênio em escala global; basta ser gordo para compartilhar os mesmos amores e ódios com todos os outros gordos do planeta. Portanto, vamos ao que mais interessa: os gostos e desgostos dos doentes planetários hipercalóricos.

Tudo o que o gordo(a) mais odeia:
- Culpa por estar gordo.
- Qualquer tipo de exercício que envolva músculos além dos dedicados à mastigação.
- A balança.
- Tomar água pura.
- Frutas e principalmente o pecado capital chamado SALADA.
- Comer fibras.
- Comida com pouco sal.
- Caminhar & subir escadas.
- Dormir cedo.
- Grelhados magros.
- O seu endocrinologista e o seu cardiologista.
- Conselhos sobre a sua saúde.
- Lembrar da esteira ergométrica apodrecendo num canto.
- A segunda-feira, que é o dia internacional do início de dietas.

Tudo que o gordo(a) mais adora:
- Comer bastante. Viver para comer e, nas pausas, pensar na próxima refeição.
- Comer na frente da TV.
- O refrigerante sagrado, que é a maneira do gordo se manter hidratado.
- Um sedentarismo sossegado do tipo “não me convoquem para malhar”.
- Batatas fritas & catchup & maionese.
- Sobremesas lácteas. O gordo prefere trocar um prato de comida pela sobremesa. Aí ele se sente encorajado a multiplicar a ração por ter feito uma “boa ação”.
- Chocolate branco. Ainda está para nascer um gordo que não goste de chocolate branco. Explicação: é o único chocolate que não traz nenhum benefício à saúde, portanto um prato cheio para o gordo que odeia alimentos levemente saudáveis.
- Pizza calabresa & hot-dog & hamburguer & qualquer fast-food muito gorduroso.
- Altas doses de carne bovina muito gordurosa e salgada.
- Escada rolante & elevador.
- Enfarto do cardiologista.
- O sorvete universal creme & chocolate.
- Mamar leite condensado na lata.
- Doses generosas de cerveja.
- Deitar tarde, de preferência na frente de outro gordo: Jô Soares.
- Quebrar a dieta, adiar a dieta ou fazer “pausas desestressantes” na dieta aos finais de semana.
- Comprar uma esteira ergométrica e se fazer mil promessas de "entrar na linha".
- Quinta-feira, que é o dia internacional de quebras de dietas.
- Fazer mil promissas nas festas de final de ano do tipo "neste ano tudo vai mudar, vou cuidar da alimentação e fazer exercícios". Fazer promessas é uma das coisas que mais dá prazer mental ao gordo, porque é a única forma dele combater o que ele mais odeia: seu sentimento de culpa de estar engordando.

Dieta, gordura, síndrome da obesidade, mal planetário, sedentarismo

Um comentário: